História InCest WitH DaD - Capítulo 22


Escrita por: ~, ~thamyrez, ~FujoshiBitchs e ~Giggly

Postado
Categorias Originais
Tags Babby-boy, Daddy, Harem, Romance
Exibições 108
Palavras 2.250
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Harem, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


:3
Foto abaixo é a do Derek

Capítulo 22 - Ao seu lado 4ever


Fanfic / Fanfiction InCest WitH DaD - Capítulo 22 - Ao seu lado 4ever

Relembrando,

Depois de ter sido deixado caído e machucado pelo yankee, Derek sentiu-se muito desolado, praticamente um lixo, como se não fizesse diferença os momentos que passou com o yankee. Ele sempre seria visto como um nerd que o ruivo odeio!

Depois da surra, Derek teve que juntar todas as suas forças e caminhar até a própria casa. Estava com fome e frio.

Chegando em casa, o loirinho percebe que não havia ninguém ali. Seus pais haviam viajado para trabalhar e não tinha irmãos ou algum animal doméstico para fazê-lo companhia ou apenas fazê-lo se sentir "bem-vindo" quando chegava em casa. Era melhor assim. Não queria que ninguém o visse daquele jeito. Surrado e choroso. O nerd sobe até seu quarto e toma um banho gelado, ainda sentindo dor no estômago por causa do chute do ruivo. 

“Por que ele tem que ser tão insensível? Eu... Pensei que apenas um pouquinho... Só um pouco, ele gostasse de mim” Pensa Derek já com as lágrimas escorrendo em seu rosto.


Após o banho, Derek veste uma calça de moletom e uma camisa branca simples. Estava deprimido. Só queria chorar.

O garoto se joga na cama e cobre o rosto com as duas mãos. As lágrimas escorrem pelo seu rosto e molham o travesseiro. 

Ele sentia fome, mas não queria mais comer. Porque pensava sabia que se ele não existisse não faria diferença.

“Por que eu tenho que gostar do Jackie? POR QUE ELE?!” Derek se questionava várias vezes em pensamento.

...


Alguns dias passou. Fatais para Derek que não queria mais se alimentar ou beber nada. 

Na escola, 

Jackie não estava muito diferente de Derek. No fundo sentia-se mal por ter machucado o loirinho, porém não se culpava por completo.

“Ele sabe que eu não me controlo e fica fazendo ceninha com o Niki na minha frente!” Pensava.

Estava com os sentimentos confusos. Ao mesmo tempo sentia raiva e arrependimento. 


O ruivo queria ver o nerd. Queria tê-lo novamente. Ficar com ele era muito bom...

“Será que ele aceitaria ficar comigo de novo?!” Pensava Jackie. O ruivo era muito cara-de-pau! Pensava apenas em transar. E sabia que Derek era a pessoa perfeita pra isso! Nem com Nicholas teve o mesmo prazer!

Contudo Fazia dias que o nerd não aparecia, o que era surpreendente para um nerd com presentar exemplar!

Jackie sabia o quanto o Loiro era assíduo em tudo, até no clube de ciências olímpicas da escola. 

"Isso não é normal! Ele deve estar com problemas!" 

O yankee estava decidido. Iria até a casa do nerd para ver como o loiro estava. 

Então sai da escola cabulando as últimas aulas, a caminho da casa do nerd.
“Esse nerd me dá muito trabalho!” pensa o garoto empolgado.

...


Após um tempo, alcança a casa de Derek.

Clica na campainha. E esta toca uma musica agradável.

Derek escuta do quarto, mas estava muito fraco para levantar. Sequer conseguia falar, seus lábios estavam rachados e a garganta seca. Abrir os olhos estava longe da possibilidade também. Então não fez nada. "Seja quem for, vai desistir de esperar que alguém atenda a porta e irá embora!" pensou. 

Contudo Jackie não aceitava não!  Já estava acolá. Então resolveu invadir a casa, mesmo sabendo que não havia ninguém, já que não vieram atender a porta. O plano era entrar e esperar no quarto do loiro.

Analisou a casa completamente procurando uma janela aberta. 

Achou a janela do quarto do Derek aberta. Perfeito! Escalou o muro. Era forte e habilidoso, então foi fácil. 

Ao entrar cai em cima da mesa de estudos de Derek, fazendo um notebook quebrar com o peso de seu corpo, além dos materiais e livros caírem no chão. - Aiiiii Aaaaaaaaai - geme de dor. 

Derek forçou seus olhos a abrirem ao escutar o barulho. Depara-se com o yankee. 

Derek: o-que está fazendo a... - Fala dificutosamente. No fim não teve mais folego para continuar.

Jackie mira para frente e encontra um garoto super pálido, só pele e ossos deitado na cama. Estava tão magro que seus olhos estavam com olheiras profundas.

Jackie: Meu deus, Derek! O QUE ACONTECEU COM VOCÊ?! - Questiona.

Derek tenta falar, mas seus olhos fecham sozinhos e sua boca também.

Jackie pula da mesa e corre até Derek. Segura o loiro nos braços e o levanta da cama. - PORRA! O QUE VOCÊ FEZ?!

Corre até a porta. Abre e desce as escadas. Alcança a cozinha. Deita Derek na mesa e olha o que tem na geladeira. - HÁ QUANTO TEMPO ESTA SEM COMER?! 

Pega uma garrafa d'agua na geladeira, põe um pouco de sal e Duas colheres de açúcar nela preparando um soro caseiro. - DROGA! VOCÊ É UM IDIOTA! TEM TANTA PREGUIÇA ASSIM DE FAZER COMIDA PRA VOCÊ?! 

Corre até o loiro. Enche a própria boca de soro e beija Derek nos lábios depositando soro na boca do loirinho.

Derek cora muito com aquele beijo. Queria empurra-lo, mas era fraco demais, mas se recusava a beber o soro. O líquido escorreu totalmente no canto de seus lábios.

Jackie: Por favor! Bebe! - Implorou. - SE NAO BEBER, VOCÊ MORRE!

Derek: Que bom... Assim te deixo feliz. - Retruca aos sussurros usando quase toda sua energia.

Jackie: PORRA! Me perdoa por tudo que te fiz... ME PERDOA! SÓ NÃO MORRE! EU NÃO POSSO TE PERDER! 

Derek lacrimeja ouvindo aquelas palavras doces. - Porquê?

Jackie: Eu... Eu gosto de você! Pensei que gostava do Nick, mas não é verdade! Eu quero você, Derek! - Retruca falando o que realmente sentia de verdade. Ver Derek daquela forma o assustou e deixou amedrontado e puto. Pensar que por pouco, o nerd teria morrido, foi o pior sentimento que já sentiu.

Derek chora mais. 

Jackie enche a boca de mais soro e beija o loiro. Dessa vez, Derek bebeu.

O ruivo fez Derek beber quase um litro de soro. Algo que deixou Derek mais forte. O loiro sentou na mesa. - Me trás meus óculos. - Pediu.

Jackie voltou no quarto e procurou o óculos do nerd. Ao encontra-lo, desceu as escadas e foi até a cozinha. 

Nesse tempo, Derek foi até a geladeira e pegou duas bandejas de comida congelada, e pós no microondas.

Jackie foi até ele e o entregou os óculos. - Me prometa que não vai fazer aquilo de novo!

Derek: Na-não fiz nada. - Retruca desviando os olhos e ficando cabisbaixo.

Jackie abraça o loiro. - Fez sim... E eu sei o que significa... Minha mãe fez igual quando papai foi embora. - Comenta soando triste.

"Por isso ele sabia que soro ia me fazer bem!" pensa Derek analisando os fatos.

Jackie: Mas ela não faz mais isso, porque eu cuidei dela... Vou cuidar de você também.

Derek: Na-não chegue perto de mim! - Fala afastando-o. Ao afasta-lo mira para o rosto do Yankee, ele estava chorando.

Derek deposita um tapa em seu rosto. - NÃO CHORE! 

Jackie: Desculpe ter te machucado daquele jeito... Se eu soubesse, eu nunca teria feito aquilo.

Derek: NÃO PEÇA DESCULPAS! CHEGA! - Grita. 

"está errado, ele não deveria ter me visto assim. Eu... Estou com vergonha" pensa Derek contendo seu choro. 

- VÁ EMBORA, JACKIE!

Súbito o bipper do microondas toca informando que terminou o tempo de preparo.

Jackie vai até o microondas e pega as bandejas. - Só depois que você comer! - Avisa.

Derek pega duas colheres na gaveta e senta à mesa. - Ok... Mas você come comigo! - Adverte.

Jackie senta ao lado dele. Abre as embalagens expondo a comida. - Deixa eu te alimentar, deve estar muito fraco. - Fala coletando ervilhas e uma cobertura de creme de frango.

Derek abre a boca e espera. 

Jackie: Olha aviaozinho! Bruiuuuuuu ele vai pousar! - Fala fazendo a colher sobrevoar e aterrissar na boca de Derek.

O loiro fica puto em ser tratado como bebê. - PARA COM ISSO!

Jackie: Eu só queria te fazer rir...

Derek: Eu estou com muita vergonha pra rir disso! Olha o que eu fiz! Isso foi tentativa de suicídio...! - Reclama, deixando as lágrimas rolarem.

Jackie: Não pense mais nisso. Já passou. 

Derek: Para de ser legal comigo! Eu sei que sou patético! 

Jackie: Não é! Você é incrível, Derek. Você é forte, é inteligente, e eu é lindo!

Derek: Fala isso por que sente pena de mim! 

Jackie: Eu falo isso porque é verdade! 

Derek: Se é. Verdade, então transa comigo! - desafia entre soluços.

Jackie: Não se engane, quero que coma para ficar mais forte e transarmos!

Derek ficou cabisbaixo enchugando suas lágrimas. 

Jackie volta a coletar comida com a colher e encostar na boca de Derek pedindo passagem.

O loiro abriu, permitindo.

...


Derek caminhou até o banheiro sendo acompanhado por Jackie. No banheiro, o ruivo despiu o nerd, deixando-o completamente nu.

Seguidamente Jeckie tirou as próprias roupas.

Derek tinha quase a mesma altura que Jackie, questão de alguns centímetros os diferenciava. Contudo Jackie tinha mais músculos, mas definidos, e várias cicatrizes de suas lutas de gangue. Derek, pelo contrario, tinha o corpo mais magro e pele branca como leite, sem nenhuma cicatriz.

Derek: Aonde vamos fazer?

Jackie calou seus lábios com um beijo violento, apalpando seu bumbum.

Derek subiu no ruivo, agarrando-se à ele com os braços e pernas.

Jackie levou o loiro para a banheira e deitou ele consigo em cima. 

Girou a manivela da torneira ativando o fluxo de água.

Derek levantou as pernas ao máximo as pousando nos ombros de Jackie. O ruivo manteve o beijo, enquanto isso acariciou o ânus do loiro com os dedos, tentando abrir passagem. Algo que conseguiu depois de insistir muito. Afundou dois dedos e fez tesoura alargando o canal.

Derek: Ahhhh ahhhh, mais fundo, Jackie! - Reclama desfazendo o beijo. 

O yankee afunda mais um terceiro dedo, estocando, tentando ir mais fundo que possível.

Derek contorna os braços atrás da nuca do ruivo se apoiando. - Mais, Jack! Mais mais mais mais! Implora entre gemidos.

O ruivo enfiá os cinco dedos, afundando com eles, sua mão inteira.

Derek treme de dor. Fecha os olhos fortemente e morde os lábios até sangrar absorvendo a dor.

Jackie estoca seu punho dentro das entranhas do Nerd. Forçou toda a mão, até seu pulso dentro do ânus, sentindo uma resistência muito forte. Forem tinha força para vencer a resistência.

Derek: ahahahahahahah! Ma-mais forte! Não consigo sentir! - roga dificutosamente.

Jackie estoca no canal do nerd com força, como se estivesse o socando lá dentro. - Gosta assim?

Derek: si-sim...! Ahahahahahahahahah na-não consigo respirar Ahahahahahah

Jackie fica de palduro só em alargar o loiro daquela forma selvagem. Retira seu punho de uma vez. Derek tremeu de angústia. 

Jackie posiciona seu pênis big-dotado em frente ao canal do loiro e empurra completamente. 

Derek pendeu a cabeça para trás e grunhiu alto. 

Jackie: Me sente, Derek! Isso é estar vivo! - Fala enquanto estoca com força sua torá naquele canal. - É o que você precisa pra saber que esta vivo! Diga que gosta! - Fala. Segura os pulsos do loiro  contra a banheira o imobilisando.

Derek: Eu gosto! - Retruca entre gemidos.

Jackie não para um segundo de meter desde que começou. Sentia o canal de Derek esmaga-lo, por isso teve que usar bastante brutalidade para as penetrações darem certo. 

Derek choraminga e late igual a um cachorro no cio. 

A água da banheira encheu até a borda e transbordou. Ninguém teve tempo para fechar. Permaneceu transbordando.

Derek era governado pela dor. Definitivamente não curtia a transa como Jackie, mas teve um momento que o ruivo acertou sua próstata, dando o prazer que compensou toda a dor inicial.

Derek teve orgasmos deliciosos que o deixou de palduro. 

De repente Jackie goza, lotando o canal do nerd de porra. 

Derek sentiu aquele liquido preenche-lo por dentro, pedindo espaço, o alargando. Ele tremeu de prazer. 

Jackie virou o loiro, pondo-o de quatro. Desligou a torneira. 

Jackie: Agora vou te dar uma punição por ter feito aquilo! - Avisa. - Empina essa bunda pra mim!

Derek fez o ordenado. E instantaneamente sentiu um palmada forte o golpear. - Aaaaaaaaai, Jack!

Jackie: Não fale "aí, Jack". Agradeça!

Derek: O-obrigado...

Jackie deu um outro tapa, mais forte que o anterior. 

Derek: Obrigado!

Deposita mais tapas, até deixar a bunda do loiro vermelha.

Derek: obrigado! - Fala já choramingando.

Jackie fica novamente de palduro. posiciona seu membro no canal do nerd e penetra até a base. Segura os cabelos loiros do Derek e puxa para trás para não perder a mira das estocadas.

Derek grunhiu de dor ao ter os cabelos puxados e a penetração sem aviso. 

Jackie: Essa será a próxima punição. Dessa vez, você não pode falar nada. - decreta.

Derek tampa a boca com as duas mãos. 

Jackie inicia estocadas sem nenhuma delicadeza. Fazendo Derek sangrar, mas não parou nenhuma vez.

Derek não conseguiu segurar por mais tempo, então goza. Seu canal contrai violentamente machucando o pênis de Jackie que estava lá dentro.

Jackie depositou uma palmada forte em sua bunda , o punindo. Puxou seu cabelo com força e voltou a estocar.

Derek: obrigado! - Fala de imediato.

Jackie novamente goza dentro do loiro preenchendo-o ainda mais.

Derek gemeu alto. 

Jackie desvirou o loiro. Então voltou a beija-lo e com a mão massageou seu membro aliviando o menor.

Jackie desfaz o beijo e começa a chupar o corpo do loiro, desde pescoço até os mamilos róseas. 

Derek: Vai ficar sempre comigo, apartir de agora? - Questiona.

Jackie: Tá me pedindo em namoro?

Derek: E se eu estiver? Você aceitaria?

Jackie: Sim, mas ninguém pode saber. E você não pode fazer isso com outro cara.

Derek: E o que eu digo pro Niki?

Jackie: Ele é uma exceção.

Derek gargalhou de rir. - Tarado!

Jackie encheu o corpo do loiro de chupoes demarcando território.

"Apartir de hoje, vou cuidar do Derek como cuidei da minha mãe até agora... Claro, o tratamento de nerd é diferente já que transarmos, e eu virei sádico no meio da transa, mas vai ser igual já que eu vou estar com ele. Se ele pirar de novo, eu vou cura-lo."





Notas Finais


Continuo ou não? u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...