História Incesto (Yugyeom) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Yugyeom Hot
Visualizações 151
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa por não ter postado ontem, é que eu estudo de manhã e dormir umas 18hrs, e acordei quatro e pouco da manhã, e não deu pra postar, mais tô aki
Boa leitura ^°^

Capítulo 20 - Encontro PT2


Chego em casa já subindo para meu quarto e indo me arrumar, tômo um banho rápido e coloco um short jeans preto e um croped vinho é um all star preto cano alto, passo um delineador, uma batom nude e por fim um posinho, deixo meu cabelo solto mesmo. pego uma bolsa pequena e coloco, carregador, celular, fones é dinheiro. Desci e não vi meu Appa. Logo vejo o mesmo descendo as escadas com um terno, ela estava maravilhoso como sempre.

- Onde vai tão lindo assim?

Yug: Um jantar com uma grande empresária. *Disse arrumando a manga do terno*

- Empresária?

Yug: Sim porque? Ciúmes?

- Não mesmo, Vamos estou super atrasada!

Yug: Ok.

Ele pegou as chaves do carro e fomos, chegamos no shopping e meu Appa me deixa la, dou um selinho rápido e corro para dentro do shopping, fico andando por ele até achar Choa andando com o seu celular em seu ouvido.

Choa: Menina! Pensei que não viria mais!

- Calma tô aqui! Cadê seu irmão.

Choa: Tá linda demais vc em! Tudo isso pro meu irmão? *Fez um sorriso malicioso*

- Para de graça Choa e cadê ele?

Choa: Tá aqui na praça de alimentação, vem.

Peguei em sua mão e segui ela, estávamos no meio da praça até Choa parar em uma mesa, ela se senta e bate na cadeira ao seu lado para que eu pode-se me sentar. Logo em minha frente eu podia ver a visão do céu! Um menino muito lindo de cabelos rosa meio roxo como algodão doce, tinha grandes orelhas que o deixava fofo demais. Ele estava mexendo em seu celular, quando notou minha presença em sua frente logo me encarou e sorriu simpático estendendo sua mão para me comprimentar.

Chany: Desculpe não tinha percebido que vc estava aí, prazer Park ChanYeol irmão dessa anã aki. *Solto uma risada fofa e logo vejo Choa lhe acertar um tapa no ombro*

- O Prazer é todo meu, me chamo S/n. *Disse sorrindo*

Estava deslumbrada com sua beleza, alguns minutos as vezes me pegava olhando para ele, quando ele percebia piscava pra mim, e realmente aquilo era meu fim, conversa vem, conversa vai. Até que Choa resolve colocar seu plano em ação.

Choa: Alô? Ah sim já estou indo. Desculpa gente mais tenho um compromisso muito importante, tenho que ir.

Chany: Mais ah...

Choa: Tchau amiga! *Me deu um beijo e sussurrou em meu ouvido* agora é com vc. 

Choa: Tchau elfo! *Deu um beijo na bochecha de ChanYeol*

Antes de ir ela piscou pra mim e saiu, ficamos só eu e ele ali, era um silêncio insuportável, até que rosolvo tomar atividade e falar algo.

- Ah então Chany, posso te chamar assim?

Chany: Claro que pode S/a, posso te chamar assim?

- Claro! Hum... É... V-vc q-quer t-tomar um... Sorvete c-comigo? *DROGA GAGUEJEI DEMAIS!*

Chany: *Ri* Pode ser.

Ele se levanta e me dá a mão para que eu pudesse levantar de minha cadeira, sorri com seu ato, logo nois dois estávamos andando pelo Shopping, percebi muitos olhares de meninas em cima de Chany, mesmo a gente tendo nada fiquei com vontade de falar pra elas que ele já é meu! Mais ok, chagamos em uma sorveteria, compramos nossos sorvetes e ficamos sentados em um banco ali no shopping, ele fazia piadas malucas me fazendo me contorcer de tanto rir.

- Chany Oppa qual é sua idade?

Chany: Hum... Adivinha que eu adivinho a sua!

- ok, hum.... 17?

Chany: Mais.

- 18?

Chany: Sim! Agora vc? Hum.... 17?

- Menos.

Chany: 16?

- *Ri* menos!

Chany: 15? *Fala com cara de incrédulo*

- Sim porque?

Chany: Parece mais velha, sabe uma mulher mesmo.

- Ah é, e vc acha que eu sou oque??

Chany: Uma bebê, minha bebê agora! *Apertou minhas bochechas me fazendo fazer um biquinho e cruzar os braços* Aigoo que fofaaaa! *Disse enchendo meu rosto de beijos me fazendo corar ferozmente*

Logo meu celular toca e era meu Appa.

- Ah Desculpa. *Atendo*

Ligação on××

Appa: Filha?

- Oi?

Appa: Vou chegar tarde hoje então seu tio Jackson vai ficar em casa te esperando pra ficar com vc ok?

- Por mim tudo bem!

Appa: Ok então, como tá o passeio?

Nessa hora encarei Chany e sorri com os dentes, o mesmo retribui com um sorriso fazendo aparecer sua convinha de um lado só me fazendo fazer uma carinha fofa.

Appa: Filha?

- Ah oi, tá ótimo!

Appa: Que bom, então até mais tarde!

- Até.

Ligação off××

- Tá agora posso te apertar! *Logo apertei suas bochechas dando um selar em cada uma*

Ele corou!!!!

Chany: Aigo!

Depós de um tempo saímos do shopping e ficamos andando por ai, como ele conhecia a cidade melhor que eu ele que me guiava, chegamos em uma praça que lá tinha uma fonte, já estava de noite, sentamos perto da ponte onde avia uns homens tocando uma música que aparentava ser romântica, eu Chany estávamos olhando para lugares aliatorios por causa da vergonha. Até que nossos olhares se cruzaram e ficamos ali nos encarando, nem 5 segundos direto nossos rostos já estavam próximos até demais. Sentia sua respiração leve. O mesmo tomou atitude e iniciou um beijo delicada e cheio de carinho, pediu passagem com a ligua, sem pensar duas vezes cedi, sua língua explorava cada canto da minha boca, minha mão esquerda sobe para sua nuca e sua mão esquerda também desce para minha cintura me puxando para mais perto de si. Até que pela falta de ar nós separamos e ficamos nos encarando naquela mesma posição, sua respiração estava pesada agora por conta do beijo, logo vejo de canto de olho os músicos se aproximarem e tocarem sua música em nossa frente, rimos encostando nossas testas uma na outra. 

Depois de um tempo trocando carícias e selinhos, eu precisava ir embora.

- Chany Oppa! Preciso ir embora está ficando tarde.

Chany: Tudo bem *Sorri e beija minha testa*

- Puts! Esqueci, meu Appa não vai poder vir me buscar!

Chany: Pode deixar eu te levo *Sorri*

- Como?

Chany: Podemos passar no meu apartamento aí pegamos meu carro, pode ser?

- Claro. *O beijei intensamente*

Paramos o beijo e fomos buscar seu carro, logo depois já estávamos indo para minha casa, dei o endereço certinho para ele é chegamos ele me leva ate a porta.

Chany: Vou sentir sua falta S/a! 

- Eu também Chany Oppa!

Chany: Podemos sair uma próxima vez?

- Claro que sim me Oppa! 

Ele sorriu e me beijou, pela falta de ar paramos, demos um último selinho e ele entrou em seu carro e se foi. Entrando em casa percebi a sala escura, acendi as luzes e percebo meu tio sentando no braço do sofá me olhando fixamente.

- Ah oi T-tio!

Jack: Quem era Aquele
























<<<<<<<<Continua?>>>>>>>>>







Notas Finais


Espero que tenham gostado, daqui a pouco tem outro pra recompensar o de ontem!
Beijos e até daqui apouco ^°^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...