História Incondicional - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Alice, Eduarda, Incondicional, Rafael, Renan, Roberta
Exibições 5
Palavras 1.508
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O capítulo segue com a investigação da morte misteriosa de Roberta e Rafael mostra uma certa aproximação com o amigo. Momentos finais.

Capítulo 17 - Eu sou o erro


Cena 01, Delegacia.

Renan fora praticamente obrigado a comparecer na delegacia por ordem do Delegado Martim, Eduarda e Rogério também acompanharam.

RENAN – Eu realmente não estou entendendo!

DELEGADO MARTIM – Não se preocupe, irei ajudá-lo! Mas responda-me, não é estranho este sumiço do senhor quando sua ex-mulher é encontrada morta?

RENAN – Como assim? Roberta? Morta?

EDUARDA – O senhor não sabia?

Ele olhou para filha e voltou aos olhos do delegado.

RENAN – Realmente, eu não imaginava! Roberta morta? Como aconteceu isso?

DELEGADO MARTIM – É por isso que estou investigando o caso, para saber como aconteceu isso!

RENAN – Eu resolvi passar uns dias fora, esfriar a cabeça, na verdade, não esfriar a cabeça e sim, descansar!

DELEGADO MARTIM – Teve algum aborrecimento recentemente?

RENAN – Não! Eu e a Roberta já estávamos separados. Ela assinou o divórcio e teve o que queria, não tínhamos mais nada!

DELEGADO MARTIM – Tudo bem! Pode retornar a sua residência, aconselho a não sair da cidade até o caso ser esclarecido!

EDUARDA – Eu tenho certeza que não irá!

RENAN – Certo!

Eles saíram, Rogério pegou um táxi, Eduarda quis ficar sozinha com o Pai.

EDUARDA – Precisamos conversar!

 

Cena 02, Venusbar, Tarde.

Margareth entra e Karen esta ensaiando uma de suas novas músicas no palco.

MARGARETH – Chegou cedo!

KAREN – Preciso ensaiar a minha música nova! Eu que compus!

MARGARETH – E as outras?

KAREN – Essa é mais pessoal, diz tudo que estou sentindo!

(Margareth senta-se em uma das mesas e Karen sai do palco).

MARGARETH – Eu preciso encontrar um príncipe!

KAREN – Um príncipe?

MARGARETH – Porque esta cara de surpresa? Sim, eu sinceramente estou desejando um homem que me faça à mulher mais feliz do mundo!

 

Cena 03, Apartamento de Renan, Sala.

Renan retorna ao seu apartamento ao lado da filha, Eduarda, ela joga a bolsa no sofá e encara o pai em um tom de censura.

RENAN – O que foi?

EDUARDA – O senhor não está mentindo, não é?

RENAN – Claro que não, de onde tirou isso?

EDUARDA – O senhor sumiu, não deu ao mínimo uma satisfação para mim, eu que sou sua filha, em seguida, a Roberta aparece morta!

RENAN – Você não está achando que eu matei a Roberta?

EDUARDA – O senhor seria capaz?

RENAN – Nunca!

Bem, sabemos que ele esta mentindo, sabia de muita coisa, tinha provas que a própria Roberta era uma assassina, estava no estacionamento onde o carro de Letícia, morta por ela, se encontrava, ele poderia mostrar a polícia tal prova, mas tinha medo de se tornar o principal suspeito, no caso ele é, Letícia era sua amante.

EDUARDA – Eu vou confiar no senhor, espero não me decepcionar!

RENAN – E você Eduarda? Não estou querendo lhe acusar, filha! Mas também tinha motivos para matar aquela mulher!

EDUARDA – Também? Então o senhor também tem motivos?

 

Cena 04, Apartamento Rafael.

Felipe retornara ao apartamento para buscar o resto de suas coisas e encontrara os quadros de Rafael em pedaços.

FELIPE – Minha nossa! Mas o que deu nele?

RAFAEL – O que você veio fazer aqui?

FELIPE – Rafael? Você destruiu os seus quadros? Está tudo bem com você?

RAFAEL – Você acha que estou bem?

(Felipe se aproximou).

FELIPE – O que está acontecendo?

RAFAEL – Eu sou o erro!

FELIPE – Do que esta falando?

RAFAEL – Eu sou uma merda de pessoa, ninguém gosta de mim, eu não sei fazer nada, não consigo fazer com que as pessoas fiquem ao meu lado, eu as afasto, você foi embora!

FELIPE – Você sabe que eu gosto de você!

(Rafael então beijou Felipe, logo os dois se afastaram).

RAFAEL – Desculpa!

 

Cena 05, Praia.

Tudo que Eduarda mais queria agora era poder descansar, fugir dos problemas, caminhava sobre a areia do mar, viu que Rogério estava sentado logo à frente e se aproximou.

EDUARDA – Coincidência?

(Ele olhou para ela).

ROGÉRIO – Destino!

EDUARDA – Que seja!  Quis caminhar um pouco!

ROGÉRIO – Você está bem?

EDUARDA – Eu estou pensando na minha vida, sabe? Eu sempre quis que tudo desse certo, sempre quis alguém para amar, eu acreditava nas pessoas, eu vi dar errado, tantas coisas aconteceram, fiquei pensando se ainda vou poder usufruir um pouco...

ROGÉRIO – Você ainda gosta do Rafael?

EDUARDA – Que? Claro que não, ele faz parte de um passado que eu não desejo lembrar, eu agora quero viver o futuro, o tempo que me resta, quis dizer, viver como se não houvesse amanhã!

ROGÉRIO – E poderia ser ao meu lado?

EDUARDA – Tudo no seu tempo, não que há resposta venha a demorar, só preciso pensar um pouco!

 

Cena 06, Apartamento Rafael, Quarto.

Quem imaginava que isso poderia acontecer? Bem, eu tinha minhas suspeitas, Felipe conseguiu o que tanto desejava, seus lábios sentiram os do Rafael, o calor de seus corpos, era tudo um sonho, não tinha ideia do que acontecera, não acreditara. os dois estavam nus na cama.

FELIPE – O que foi isso?

RAFAEL – Eu não sei!

FELIPE – Você sabe que...

(Rafael passou uma de suas mãos no cabelo do amigo e beijou a sua testa).

RAFAEL – Eu não quero ser o culpado do teu sofrimento, desculpa!

FELIPE – O que isso quer dizer?

Rafael tinha levantado, colocou uma roupa e olhou para Felipe.

RAFAEL – Eu não sei o que eu quero, é melhor você ficar longe de mim, não quero te magoar!

 

Cena 07, Venusbar.

Alice aparecera com uma blusa preta, uma calça jeans e um allstar, seu cabelo estava roxo, ela encontrara Karen e Margareth.

MARGARETH – Baixou a gótica Alice?

ALICE – Hoje estou me sentindo péssima! Mentira, gente! Só quis me vestir assim, estou simples!

MARGARETH – E o seu boy magia?

ALICE – Que boy magia? Eu não falei do Jhon para você!

(Karen interrompe).

KAREN – Minha nova música gente! (Começa a cantar). Não chore por mim, não chore por mim, se você me ama, tem que trabalhar querida, se você me ama, tem que trabalhar querida para estar aqui comigo!

ALICE – Isso é sua música nova? Sinto muito, mas o seu álbum vai vender menos que o ArtPop e o BritneyJean querida, quem sabe um dia não consegue ser um fallen da vida.

KAREN – Eu só tentei...

ALICE – Eu ainda não sei se o Jhon é o homem ideal, será que estou pensando demais?

MARGARETH – Que dor de cabeça terrível, Alice, só sei de uma coisa, não perde este homem! Não existe homem ideal e sim o melhor para você, que te faz bem, que te faz feliz, isso é o que realmente importa!

 

Cena 08, Restaurante, Noite.

Rafael tinha ido a um restaurante bem conhecido, estava em uma das mesas, um garçom oferecia o cardápio, depois de um bom tempo chega uma mulher, tinha cabelos loiros, usava roupa de grife, era gente da mais fina classe social, mas o que ela queria com alguém como o Rafael?

SRA. CERQUEIRA – Boa noite!

RAFAEL – Boa! Pensei que não chegaria mais!

SRA. CERQUEIRA – Bem, tive alguns problemas, mesmo que o convite tivesse sido de minha parte, eu sou bem pontual! (Olhou para o relógio, indicava 20h03min). Três minutos!

RAFAEL – Tudo bem, então, como eu posso ajudá-la?

SRA. CERQUEIRA – Na verdade, eu ajudarei você, andei vendo alguns de seus quadros e do pouco que me interessei fora o suficiente para apostar todas as minhas fichas em você!

RAFAEL – Eu não vou me vender para a senhora, tenho certeza que quer ganhar em cima de mim, pois bem, proposta recusada!

SRA. CERQUEIRA – Não seja infantil!

RAFAEL – Não estou sendo infantil, mas eu sei muito bem fazer uma escolha ou não!

(Ele levantou-se e se retirou).

 

Cena 09, Apartamento Alice, Sala.

Alice já tinha trocado a roupa, estava com um vestido azul e o cabelo preso, acabara de receber a visita de Jhon.

JHON – Fiquei feliz com o convite!

ALICE – Que bom!

Ela fechou a porta, fez gesto para que o mesmo se acomodasse e tornou a cozinha, fez o jantar sozinha seguida de um comentário.

ALICE – Nunca me atrevi a cozinhar, sinta-se honrado!

JHON – Já me sinto honrado por estar aqui!

ALICE – Bobo!

O celular de Alice toca, ela olha e lê a mensagem, tornou a olhar para Jhon e jogou o aparelho longe de seus olhos.

JHON – Algo importante?

ALICE – Nada demais, não vou me preocupar com bobagens!

Os dois então se aproximaram e se beijaram.

JHON – Então que a noite seja nossa, apenas nossa!

 

 

Cena 10, Apartamento Renan, Noite.

Karen ainda tinha as chaves do apartamento e quando ficou sabendo que Renan retornou, logo correu para revê-lo, ele estava no banho e ela entrou em seu quarto, a TV estava ligada, ela não disse nada, quando voltou aos olhos para TV viu o vídeo em que Roberta aborda Letícia no estacionamento.

KAREN – Mas o que é isso? É a Roberta?

Renan acabara de sair do banheiro e se deparou com a namoradinha em seu quarto.

RENAN – Karen? O que esta fazendo aqui?

KAREN – Eu vim te ver, só agora fiquei sabendo de sua volta! E que vídeo é este?

(Renan desliga a TV).

RENAN – Não é da sua conta, como entrou no meu apartamento sem permissão?

KAREN – Eu tenho as chaves, esqueceu? A Roberta aparece neste vídeo, que vídeo é este?

E agora? Qual será a explicação de Renan?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...