História Incondicionalmente Apaixonados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Nirvana
Personagens Kurt Cobain
Exibições 7
Palavras 1.000
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui estou eu, sem fazer nada quando, do nada me dá vontade de fazer uma fic.
Bom...não sei se vai ficar boa (até pq não sei o motivo de estar postamdo isso), mas enfim, aí vai...

Capítulo 1 - Suicídio


Courtney Love é uma garota de 16 anos, solitária, que não tem amigos e seus pais não ajudam.

-Courtney, quando vc vai tomar vergonha na cara e fazer alguma coisa da vida- a mãe sempre falava, o que deixava a garota cabisbaixa e mais triste ainda

Seu pai? Morreu quando ela tinha 12 anos. Era a única pessoa que a entendia da cabeça aos pés.

Certo dia, Courtney encontra um garoto chamado Kurt.

Kurt Donald Cobain, uma garoto de 17 anos, depressivo e quieto.

-Quando você vai dar orgulho para seu pai e arranjar uma namorada?- sempre dizia o pai de Kurt, fazendo o estado do garoto piorar.

Sua mãe? Morreu no parto, e o pai de Kurt sempre o culpou pela morte da mãe, por isso o garoto é o que é.

Kurt e Courtney tem seus caminhos cruzados e tiveram um relacionamento de um ano (sem contar que era escondido). Mas quando eles resolvem contar,aconteçe um imprevisto: o pai de Kurt resolve ir para a Inglaterra (eles moram nos EUA), inesperadamente e coincidentemente no dia que Kurt ia apresentar Courtney para seu pai e vice versa.

Kurt tinha marcado com Courtney de se encontrarem no mesmo lugar que se conheçeram, uma cafeteria, onde, de lá, iam se apresentar para os pais um do outro.

Courtney espera, espera e espera. Resolve ir embora, chorando, chegando em casa e quando olha seu celular e vê uma mensagem de Kurt

"Oi Courtney, sinto muito não ter ido mas, infelismente, não podemos ficar juntos. Quando você receber essa mensagem provavelmente não vou estar mais vivo. Vou lhe contar o que houve: meu pai, inesperadamente, decidiu de irmos para a Inglaterra, nossa passagem está comprada para hoje, eu tentei explicar mas ele não me deixou falar então, como não quero ficar longe de você, pois não aguentaria tanto sofrimento, resolvi acabar com tudo. Sinto muito. Eu sei, sou um fracote filha da puta,podia ter recusado e ter ficado com vc, mas ele me bateu até não querer mais e eu decidi que era melhor acabar por aqui. So quero que saiba que eu te amo muito, espero nos encontrar quando morrermos.

Eu te amo Courtney Love.

Kurt Donald Cobain."

Courtney chorou inconsolavelmente durante horas. Seu único amor, a única pessoa que ela realmente ama, está morta.

Depois de um dia, chorando, Courtney resolveu fazer o mesmo. Pegou vodka, um remédio de tarja preta e chumbinho, colocou tudo dentro de um copo e tomou. Passou apenas alguns segundos e tudo começou a fazer efeito. Ela ficou gelada como nunca, começou a ter um ataque epilético, seu coração não aguentara mais, e então...ele parou.

Courtney caiu e bateu a cabeça na privada, uma poça de sangue começou a inundar o banheiro de seu quarto.

Na casa de Courtney

No outro dia, a mãe de Courtney estranhou o "desaparecimento" da filha, ja que não ouvira mais nenhum barulho em seu quarto. Ela resolve ir até o quarto da gartota,mas está trancado, ela bate na porta e nenhuma resposta, um leve desespero a contamina. Resolve chamar um vizinho e ele arromba a porta do quarto. Procura, procura, procura. Nada. Resolve arrombar a porta do banheiro e tem um susto tremendo:

Ela vê sua filha sentada ao lado da privada com a cabeça encostada na mesma, envolvida por uma poça de sangue. A mãe entra em desespero e resolve ir até perto para ver se o coração ainda bate, mas não sente nda além da pele gelada sa filha.

Resolve chamar a ambulância para ver a causa da morte. Quando foi ver o resultado: álcool, remédio de tarja preta e veneno, uma ótima bebida para dormir eternamente.

A mãe ficou chocada, queria saber a causa de tudo aquilo. Foi quando voltou pra casa, foi no banheiro da filha e encontrou um bilhete um pouco sujo de sangue, ecrito:

"Ele se foi. Aquele idiota se foi e não me disse nada. O que me resta agora? Continuar sofrendo, ouvindo minha mãe reclamar todos os dias? Não, eu quero ele de volta mas sei que não vou ter. Então, se quiser ficar perto dele é só tomar esta bebida maravilhosa para ficarmos juntos para a eternidade. E, a todos os filhas da puta que estão lendo esta carta, EU AMO INCONDICIONALMENTE, KURT DONALD COBAIN E, NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA, VAMOS FICAR JUNTOS.

Eu te amo Kurt Donald Cobain.

 Courtney Love."

A mãe estava sem entender nada, mas entendia uma coisa: a filha estava apaixonada, sua única filha, que ela nunca queria ouvir, estava apaixonada e, agora, morta.

Na casa de Kurt

Seu pai estava feliz, por estar se mudando, e triste, por ter batido no filho. Agora que chegou em casa, comprou um presente de desculpa para Kurt.

Ao abrir a porta do quarto do filho, se depara com Kurt recostado na parede com uma rifle dentro da boca.

Ele corre em direção ao filho para ver se ainda há sinais de vida, mas a única coisa que sentiu foi o corpo gelado do filho. Então resolve chamar uma ambulância.

Quando volta pra casa resolve olhar no celular do filho e encontra uma mensagem direcionada a "Courtney", não conheçe a garota, mas lê a mensagem completa e, quando chega na última parte ele lê: "Eu te amo" e se dá conta de que seu filho estava apaixonado. O filho que ele nunca quis ouvir se matou por sua causa e, agora, não pode pedir deculpas nem nada.

***

No outro dia...

"Hoje é o enterro. Vou enterrar meu filho (a)" pensavam os pais dos jovens.

*Quebra de Tempo*

Quando não tinham mais parentes perto do túmulo, a mãe e o pai de Kurt ainda estavam lá. Os dois se entreolharam

-Seu filho?- a mãe Courtney perguntou

-Sim, era sua filha?-o pai de Kurt perguntou

-Sim, qual o nome dele?

-Kurt, Kurt Donald Cobain

-Kurt Cobain?- perguntou arregalando os olhos

-Sim, e o nome da sua filha?

-Courtney Love

-Courtney Love?- perguntou com a mesma reação. Os dois conversaram, mostraram as cartas, as mensagens e deduziram que:eles tinham acabado de conheçer os namorados de seus filhos.

E melhor, eles tinham sido enterrados um perto do outro. Seus pedidos tinham sido atendidos, os dois ficariam juntos por toda a eternidade, exatamente como queriam.


Notas Finais


Não sei se ficou bom, é minha primeira fic então não está lá essas coca-colas.
Aceito críticas.
Beijos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...