História Incontrolável - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 9
Palavras 694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


E aí galera, então essa é minha primeira história, estou um pouco nervosa com essa idéia, se der certo ou não, todos temos esses pensamentos na primeira vez não é? Hahaha, enfim, aceito críticas construtivas, e logo de início vou postar dois capítulos de uma vez pra não ficar confuso.
Aproveitem.

Capítulo 1 - Capítulo 1


 Agosto de 2017/ 5:00 - Nova York

Estava tudo bem, até eu acordar num susto vendo minha mãe empurrar a porta brigando -(eu não sei o que tem na cabeça desse menino onde já se viu, até agora ele não voltou) e acendendo a luz do quarto.

-MÃE FICOU LOUCA? -grito com raiva

-Olha como você fala comigo garota -Mãe

-O que houve?

-Felipe ainda não chegou- olho pro relógio e já são  5:5 da manhã

-Mãe! Felipe é bem grandinho pra saber o que é certo ou errado, deixa ele em paz -digo impaciente, então ela bufa com raiva e sai
do quarto.

Não entendo esse ciúme da mamãe pelo Felipe, e também não entendo o 'Porque ' dela fazer esse escândalo comigo (o que eu tenho a ver?). Lembro que tenho que ir pra faculdade então vou caminhado direto pro banheiro.

Ah! Já ia me esquecendo, deixe - me me apresentar a vocês, Me chamo Agnes Brandt Fernandez , tenho 22 anos, 1.60 de altura, morena dos olhos castanhos, e hoje vai ser meu primeiro dia na faculdade Columbia University de Nova  York, irei fazer psicologia.

Vou caminhando ao banheiro, faço minha higiene matinal e em seguida entro no box, e penso o quanto estou nervosa pra começar á estudar. Saio e pego uma toalha indo direto pro closet, e me visto. Optei por uma calsa de couro preta, uma blusa branca com um blazer preto, e um tênis branco, fiz uma make básica e deixei meus cabelos ondulados soltos, peguei minha bolsa e desci pra cozinha.

-Bom dia -digo sentando na mesa com Alicia enquanto mamãe está fazendo ovos mexidos.-que caras são essas? Parece até que alguém morreu, Mãe cadê o papai?

Ele saiu mais cedo- diz Alicia dando uma mordida na torrada

Bufo com a mamãe, ela não parece se importar com nada quando não tem notícias de Felipe.

Alicia é a irmã mais nova, somos três, Felipe é o mais velho, eu sou a do meio e Alicia é a caçula  com 18 anos , ela é ruiva dos olhos verdes se parece muito com o papai, e Felipe se parece com a mamãe alto dos cabelos claros e olhos verdes.

Estava muito agoniada com aquele silêncio que só fiz tomar uns goles de café dei um beijo na minha mãe  e na Alicia e saí.
Quando estava chegando na garagem vejo Felipe chegar.

-Bom dia flor do dia- digo rindo

-Vai se fuder Agnes, você sabe que eu odeio isso- diz Felipe irritado

-Ah! Mamãe quer falar com você, deve ser a saudade- digo rindo sabendo que ele entendeu  que a mamãe está puta com ele.

Felipe revira os olhos e entra pra casa.

Entro no carro, ligo o mesmo e saio, ligo o rádio e começa á tocar tove lo. Estava muito nervosa quando cheguei na frente da faculdade fiquei olhando as pessoas andando e me deu uma vontade tão grande de dar meia volta e ir embora.
A Universidade é grande azul e branca, lindos prédios, havia algumas obras de arte espalhadas pelo campus.
Adentrei com o papel na mão com algumas informações da minha turma, fui para o mural ver onde é minha sala

-Primeiro dia? -dizia um garoto atrás de mim, que acabei levando um susto.

-Sim!

-Bem vinda-dizia ele e estendendo a mão para me cumprimentar, -Prazer! Pode me chamar de Raul.

Agnes- digo estendendo a mão pra ele

-Se precisar de algo, posso passar os assuntos que você perdeu.  vou está sentado ao seu lado- disse Raul e saiu

Até que não começou mal, não sou boa em fazer amizades.

Entrei na sala e logo avistei Raul sentado na parte do meio ao lado da parede e uma cadeira vazia ao lado, sentei, "então é  isso, vamos lá" pensei

11:15

A aula já tinha acabado, foi um pouco confuso, afinal eu tinha faltando duas semanas, mas eu adorei, cada dia que passa eu sinto que acertei em cheio em ter escolhido psicologia, adoro coisas psicológicas.

-Então como vai ser?- Pergunta Raul

-Como vai ser o quê?- pergunto confusa

-Podemos marcar um dia pra você pegar os assuntos

-Ah claro, pode ser amanhã?





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...