História Indecipherable Eyes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Konan, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Anime, Kakashi, Kakashi Hatake, Madara, Madara Uchiha, Naruto, Ninjas, Romance, Sadomasoquismo, Sexo, Violencia
Visualizações 106
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie! Tudo bom?
Então, eu me chamo Ana e já estou escrevendo esta fanfic há muito tempo. O romance não é só com o Kakashi, como também, com outro personagem.
Mas o Kakashi é o principal, simplesmente por que ele é o amor da minha vida e super gostoso.
É minha primeira fanfic de Naruto, mas já estou acostumada a escrever faz tempo. Espero profundamente que gostem dessa história.
Se tiverem sugestões, aceito de coração! E se o capítulo tiver erros, me avisem, por que, ás vezes, eu os reviso rápido demais.
Boa leitura, amores!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Indecipherable Eyes - Capítulo 1 - Prólogo

Narrador

Pequenas crianças, grandes histórias.

Yoko Sazaki chegara de sua longa viagem, com malas pesadas, recheadas de presentes para seu “pai”, ou Jiraya.

Ela o chama assim, desde que descobriu que no mundo, havia pessoas boas e cheias de esperança.

Yoko colocou o gorro que cobria um pouco seu rosto, planejando fazer uma surpresa. Tocou a campainha lentamente.

Jiraya não demorou á atender, e quando fez, levou um susto.

A imagem da sombra preta, carregando coisas, com um belo sorriso macabro no rosto, fez o homem estremecer, porém sorriu também quando a figura levantou o rosto, revelando a bela heterocromia que ele poderia reconhecer de longe.

Os fios vermelhos escaparam da presilha quando ela decidiu tirar o gorro. Sem se importar com o cabelo nos olhos, largou as malas e abraçou Jiraya intensamente.

O mesmo lhe correspondeu de forma semelhante.

Com o céu já estrelado não era possível ver muita coisa.

Jiraya a ajudou com as grandes e pesadas malas, mas se surpreendeu ao ouvir um ruído. Vinha do estômago de Yoko.

Deixou escapar uma gargalhada.

- Vamos! Deixe-as aqui, você precisa comer. – Disse Jiraya, enquanto colocava as malas no chão da sala.

Yoko assentiu e colocou as que restaram no mesmo lugar.

Após se servirem e sentarem-se na mesa Jiraya perguntou:

- Gostou da viagem?

- Sim! – A garota respondeu animada. – E eu lhe trouxe um grande presente. – Levantou-se rapidamente, e pegou um dos livros, o qual sabia que Jiraya se gostava.

Estendeu o livro ao homem, que pegou e olhou sua capa. Após fazer isso, Jiraya abriu um grande sorriso e abraçou a “filha”, assustando-a.

- Ah meu Deus! – Jiraya gritou, animadamente – Você não sabe o quanto eu te amo Yoko! – Completou, dando um beijo na bochecha da garota.

- Pai, eu já entendi. – Disse pacífica e rindo, depois. – Amanhã eu começo á trabalhar. – Disse convencida.

- Vai lá Jounin! – Brincou Jiraya. – Sua metida! Admita que, sem mim, ainda estaria em seu treinamento.

- É óbvio! – Disse e o abraçou. – Obrigado, pai. Por tudo.

- Não me faça chorar agora, senão vou perder a fome. – Jiraya lhe respondeu e ambos riram.

(...)

Agora, já no dia seguinte, Yoko preparava seus pertences para seu primeiro dia como Jounin na Aldeia da Folha.

Seguiu para a cozinha, olhando no relógio. Faltava-lhe ainda meia hora, o que não era muito. Porém, não se preocupou em apressar-se.

Decidiu fazer algo mais rápido e diferente. Temaki.

Havia passado em um lugar, durante sua viagem, que aprendeu muitas receitas fáceis.

Porém o que realmente importa agora é que, Yoko havia deixado em cima da mesa e foi saindo, mas parou quando ouviu a famosa voz:

- Vai sair sem me dar um abraço?

- Desculpe. – Voltou-se para o pai. – Eu não quis acordá-lo.

Jiraya apenas riu baixinho e logo depois, abraçou-a fortemente.

- Tome cuidado! – Ouviu Jiraya dizer, quando já estava um pouco longe de casa.

Apenas concordou com a mão e sumiu.

Pegou a carta do Hokage que estava em sua pequena bolsa e a abriu. A mesma dizia:

Cara Yoko,

Como já havia lhe mencionado antes, você treinará três alunos, juntamente de seus Senseis. Porém, dará atenção especial á Naruto Uzumaki. Mudamos nosso sistema de grupos para facilitar a aprendizagem de nossos ninjas. Eu conversei com o Sensei de Naruto. O mesmo disse que estaria na Zona Norte...

Terminou de ler a carta

E então Yoko viu o endereço onde se encontraria com o Sensei de Naruto.

Seguiu seu caminho até lá, o que foi cansativo.

Chegando ao lugar, viu o time sentado de costas pra ela. E o Sensei, que parou de falar no momento em que a viu.

Na cabeça de Kakashi, passava-se: Quem é ela? Como chegou aqui?

Muitas perguntas para uma cabeça só. Mas a que prevalecia era: Por que a cor dos olhos dela são diferentes um do outro?

Sem dúvidas os olhos dela eram indecifráveis.

Os garotos viraram sua atenção para a direção em que Kakashi olhava.

Todos ali, sem dúvidas, estavam confusos. E aquele lugar estava muito silencioso, então Yoko decidiu quebrar o silêncio.

- Oi... – Disse, em um tom baixo, porém todos ali ouviram. Também fez um aceno simples. Aproximou-se de Kakashi que recuou suspeito. Ela levantou as mãos em sinal de rendição. – Em vim em paz. – Disse e fez os jovens rirem baixo, até Sasuke. – O Hokage me enviou aqui. Veja. – Estendeu-lhe a carta á Kakashi, que a pegou ainda suspeito.

Abriu-a e a leu, ficando confuso após terminá-la.

Foi por isso que o Hokage pediu minha localização...” Pensou Kakashi.

Entregou-a de volta de volta para Yoko e disse.

- Me chamo Kakashi Hatake.

- Yoko Sazaki.

Ambos se curvaram.

Os pensamentos do Hatake foram interrompidos e alucinados por belos orbes diferentes, uns dos outros.

O que haveria de tão especial em uma garota tão comum que aparentava ter a idade de Sakura.

As pupilas do albino se dilataram ao olhá-la mais uma vez, mas como seus olhos eram ônix, era impossível dizer se aquilo realmente aconteceu.

Mas como diria um ditado popular:

"Os olhos, são o espelho da alma.


Notas Finais


Oi, amores! Então, pretendo postar o próximo capítulo amanhã, por conta de ser o prólogo.
Adoraria que comentassem suas opiniões!
Xoxo de Nutella <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...