História Indeléveis, Midnight City - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Another, Cisne Negro, Diário de uma Paixão, Divergente, Doctor Who, Fallen, Jogos Vorazes (The Hunger Games), O Quarto do Suicídio (Suicide Room), Saga Crepúsculo, Supernatural, Teen Wolf, The Maze Runner, The Vampire Diaries
Personagens Alice Cullen, Callie, Castiel, Chris Argent, Derek Hale, Dominik Santorski, Lúcifer, Lucinda "Luce" Price, Lydia Martin, Mei Misaki, Peter Hale
Tags 3°guerra Mundial, Fallen, One Direction, Professor, Supernatural, Versos De Um Crime
Visualizações 39
Palavras 545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Steampunk, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(Golden Time na imagem)

Capítulo 6 - Cap 6


Fanfic / Fanfiction Indeléveis, Midnight City - Capítulo 6 - Cap 6

POV Salem

Voltei para casa a tarde depois do trabalho, Meus pais e irmã estavam me esperando para almoçar.
Eu quase não via meu pai, quando ele chegava eu saia para a escola,sempre ocupado trabalhando. Nunca perguntei por detalhes sobre seu trabalho,mas sei que é alguma coisa do exercito e vende armas legalmente para a polícia.

 -Então, Hoje você pode me levar a Golden Time para mim assistir aquela peça? -Minha irmã Amy tinha 9 anos, olhos redondos empolgados, cabelos claros e sempre estava com tranças de cada lado.

-Não sei, eu estou exausta e ainda preciso terminar de esvaziar as últimas caixas da mudança.

-Por Favor? -Ela insistia- Vai ser só de noite e eu ainda ajudo você com as bagunças, Vaaii??

-Sei, igual da última vez- Quando olhei para Amy ela estava fazendo biquinho... Respirei fundo -Ok, não vou conseguir dormir a tarde mesmo.

- Eu sabia, vc me ama- Ela comemorou

* Terminamos de esvaziar as caixas e decoramos meu quarto, Luzes, Livros, Revistas, Fotos, Filmes... Notei que já estava anoitecendo e fui tomar um banho rápido, coloquei minha camisa escrito Black Sabbath que Callie minha melhor amiga tinha me dado de presente antes de eu vir embora, Calças Jeans e um All Star preto, meu sono estava tão forte que eu nem estava afim de me arrumar.

POV  Narrador

Salem e Amy saíram pela rua de mãos dadas e entraram no carro, o barulho de ambulância fazia eco pelo ar, elas tentavam ignorar a guerra mas as vezes era impossivel.

POV Salem

A peça era Star Wars, só que horrivelmente infantil (Que estrago), eu estava quase dormindo no banco "Preciso de ar"

-Quer alguma coisa? Vou lá fora um pouco -Perguntei a Amy

-Trás um refrigerante -Ela nem olhou para mim vidrada na peça lá na frente

-Não sai daí em- Eu levantei e sai da sala.

[...]

-Maquina Idiota -Bati na maquina de refrigerante que tinha comido meu dinheiro e não me dava o meu refri

-Vai acabar quebrando a maquina...Ou se quebrando -Ouvi uma voz masculina atrás de mim e dei um pulo
Era Dean?

-Está me perseguindo? -Brinquei com ele

-Não, mas se quiser eu posso te observar bem de perto -Ele sorriu simpático

Aquele sorriso me acordou por inteira e eu me arrependi drasticamente de não ter passado nem um batom na boca e ter pegado qualquer roupa que vi pela frente naquela hora, Na escola ele me ignorava completamente e as vezes até parecia se irritar quando entrava na minha sala, mas ali era era outra pessoa.

-Posso tentar? -Ele disse já dando um passo para frente e apertando o botão da maquina, a latinha desce gentilmente.

Eu estava mesmo muito mal pelo jeito.
-Obrigada, está dando uma volta -Perguntei

-Dando um tour pela cidade sozinho, ainda não conheço muito o lugar

"Ele não era daqui? E como aquele Deus Grego andava sozinho por aí assim sem nenhuma mulher?"
-Entendi

-Você também está sozinha a essa hora por aí? 

-An, na verdade não - respondi estranha - Só vim pegar algo para beber e já ia voltar lá pra dentro

-Sei. Bom, se precisar grite -Ele brincou de novo saindo de vagar -Cuidado por aí

Assenti dando um sorrisinho e entrei de volta para Golden Time.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...