História Indestrutível •BINHWAN• - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias IKON
Personagens B.I, Bobby, Jinhwan
Tags Binhwan, Comedia, Drama
Exibições 52
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEIIIII!!!!! (Desculpa a demora)

Esperam que vocês estejam gostando da Fic :3

N liguem para os erros e Boa Leitura a todos <3

Capítulo 12 - Tudo voltou ao normal?


 O clima entre Hanbin e Jinhwan, estava completamente quente, ainda mais pelo fato dos dois estarem se beijando, mas junto com esses beijos vieram pessoas de roupas tiradas e jogadas no quanto do quarto, e essas eram suas camisas, os dois estavam com seus corpos exposto de alguma forma, Jinhwan não estava completamente seguro sobre ter sua primeira vez, mas tudo bem já que também era a primeira vez de Hanbin, então com isso eles poderiam acabar descobrindo juntos e também sentir os mesmos prazer.

 Tudo estava indo bem, mas, algo sempre acontece de ruim com esses dois, e olha que eles já tomaram banho de sal grosso. Os pais dos dois adolescentes estavam voltando para casa junto a suas mulheres, enquanto eles falavam sobre o campeonato do seu time, as ommas discutiam sobre o capítulo anteriror da novela, bem coisa de mãe, e com essas conversas e passos, eles estavam chegando na casa da família Kim². E que estava fazendo coisinhas na casa? Isso Hanbin e Jinhwan! Falando nesses dois...

—Hanbin...

—Sim?

—Eu quero...—Disse Jinhwan já cansado das provocações de Hanbin. O mesmo estava roçando seu membro na entrada de Jinhwan.

—Eu tenho que te preparar, né?

—Claro! Eu sou virgem!

—Ok, ok... mas como eu faço isso?

—Cara, você vê filme de porno dês dos 13 anos, e ainda não aprendeu!

—Dá licença, que eu vejo isso ai que você mencionou, dês dos 15 e não dos 13.

—Grande coisa, então já faz um ano que você vê isso, e nada!

—Tá! Então... fica de quatro.

—Pra que?

—Eu vou fazer que nem eles fazem com a mulher, oras.

—Mas... eles fazem isso? Tipo, me refiro na relação entre dois homens.

—Acho que sim...

—Então vamos ver.

—Você que mesmo assisti porno gay, agora? 

—S-Sim...

  É acabou por eles não fazerem as coisinhas, e sim por verem as coisinhas, Hanbin estava nu junto a Jinhwan, os dois estavam focados no monitor do computador, e do mesmo só se ouvia baixos gemidos, já que o volume estava no 7. Todo o cuidado é necessário, não é mesmo? Mas e se com esse foco todo e cuidado, eles acabaram por não ouvir os passos de seus pais, sim tanto como os pais de Hanbin e de Jinhwan estavam subindo para avisar aos meninos que já estavam na hora de eles irem. Traduzindo, fodeu tudo, tanto como o sexo pós porno, como também outras coisas.

—Meni...AH!

 É talvez as coisas voltem ao normal, só que um normal nem tão normal que nós estamos acostumados... agora é só torce que para amanhã seja um dia normal, na vida desses normais rapazes, que dizer eles são normais só que uns normais com a letra "A" na frente. 

-----~~-----~~----~~----

 Busan, 7h00, isso significa hora de dois adolescentes moradores da rua dos 4100 a 4200, ir para escola. E por incrível que pareça o pai de Hanbin, permitiu a ida de seu filha a escola, mentira gente, ele teve que ouvir altos sermão de sua mulher, então vamos agradecer profundamente a sra. Kim. E com essa volta a escola Hanbin estava completamente feliz, ainda mais pelo fato de voltar ar ir para ela junto ao seu melhor amigo, sim a nossa amada dupla do Tom e de Jerry estava de volta! 

 Por enquanto... 

 Casa de Jinhwan, ah, a segunda família Kim da rua, tudo que acontecia na casa do mesmo o bairro inteiro sabia. É a palavra "discreto" não fazia parte daquela casa. Mas graças a isso os vizinhos souberam da feliz notícia da dupla, é tão feliz que os vizinhos levantam mais cedo só para ver a cena. Depois de trocado, arrumado e alimentado, estava na hora, sim a hora de ir para o inferno, como diz Kim Jinhwan.

—Tchau, mãe. —Disse Jinhwan enquanto descia a longa escada de sua casa.

—Tchau, e juízo, em?! Não quero ver ninguém nu, hoje não! —Falou a mesma debochado.

—...—É o fato de um baixinho de nariz um pouco longuinho, ter corado já é um fato.

 Assim que ele se retirou de sua casa, o pequeno moreno teve sua cara congelada de alguma forma, o ar frio que percorria Busan era de matar qualquer um. O moreno menor parecia um pinguim, mas um pinguim feliz, já que assim que fechou seus olhos pelo vento que bateu em seu rosto, Hanbin saiu de sua casa. 

—Oi...

—Oi...

—Vamos? —Perguntou Hanbin olhando para o anão a sua frente.

—Hum...—Assentiu Jinhwan com apenas um som.

—Dá.

—Hanbin! Estamos em público! Seu indecente! —Disse Jinhwan dando um tapa no ombro de seu amigo. Hanbin olhou sem entender, mas logo percebeu que seu pequeno amigo se referia a outra coisa, então o maior não resistiu e riu da cara do mesmo.— Tá rindo do que, o andrame? 

—Nada não, agora me dá.

—Dá, o que? —Perguntou Jinhwan já com sua voz alterada.

—Sua mão, irei esquenta-la até a escola. —Respondeu Hanbin pegando na mão do seu amigo.

—Ah, sim...

  Os vizinhos arregalaram os olhos assim que viram aquela cena, era muita emoção para uma simples e fria manhã, os dois rapazes seguiram seu caminho até a escola, e os vizinhos também o seguiram, mas com o olhar. Lisa estava saindo de sua casa, quando viu a cena, assim que ela viu a sua paixonite de mão dada com seu mais novo inimigo, a morena voltou para dentro de sua casa. É...

---~~~----~~~---

—Eu te disse, mulher! —Falou a vizinha da casa rosa dando pulinhos.

—Mas eles não estão namorando —A vizinha do melhor jardim da vizinhança acabou com a felicidade da de casa rosa.

—Você é uma estraga prazeres.

—Eu apenas disse a verdade, nada além da verdade.

—Vai cuidar do seu jardim, vai!

~~~~---~~~---~~

 Chegando na escola, todos os olhares foram para Tom e Jerry, os dois ficaram sem entender, então apenas deram de ombro e seguiram seu caminho, parando assim que viu Bobby e June na espera dos outros alunos.

—Que veadagem, é essa? —Perguntou Bobby olhando para as mãos dos dois rapaz em sua frente entrelaçadas.

—Vocês são um casalzinho, por acaso? —Perguntou June um pouco debochado.

—...—Os dois soltaram suas mãos. E olharam bravo um para o outro.— Foi esse veado, que pegou na minha mão! —Disse Jinhwan.

—Que? Foi mó você que pegou na minha mão, anão gay! —Retrucou Hanbin olhando para o pequeno ao seu lado.

—Ah, agora você menti! Seu...seu bonecão de posto ambulante! —Falou Jinhwan balançando seus braços na forma de representar um "bonecão de posto".

—Anão!

—Escada!

—Tamanho de pênis japonês!

—Falou a pica da galaxias!

~~---~~~~--~~~

 É tudo aparentava ter voltado ao normal, mas veremos até onde esse normal ira... 

 Ah, e esse "amigo" nós sabemos muito bem que é, eles querem dizer outra coisa.


Notas Finais


Até o próximo cap ~~~ FLW🌸🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...