História Untitle, 2017 - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens G-Dragon, Personagens Originais
Tags Drama, Love, Realidade
Visualizações 17
Palavras 808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - O começo da nossa história.


Fanfic / Fanfiction Untitle, 2017 - Capítulo 17 - O começo da nossa história.

O dia estava frio, muito frio. Mas simplesmente não sentia tudo isso, era calor e calor: Nervosismo ou ansiedade. - Levantei da cama mandado variados SMS para Kwon, que estava acordado nessa manhã, pedi para que pudesse vê-lo essa hora, que como sempre dizia sim. Contando com a ajuda da Sook, quando desci para a cozinha um presentinho ela tinha me deixado: fazia parte. 

Peguei meu violão, e segui até a casa do mais novo amado, que dessa vez não me buscou na esquina. Por que fiz o favor de não vim, vou eu mesma. Pelo caminho, na minha mente busquei uma das melhores músicas para tocar nesse manhã vazia, quando me lembrei uma inglês, que tocava no Brasil. O presente estava em um pouco da minha calça rasgada, meu violão nas costas. Todos me olhavam pela falta de roupa aquecedores: 

(Parem de encarar, poha) 

Cheguei no seu apartamento, quando ele me abriu a porta. Lá estava Kwon, desajeitado e despertado em 7:0h da manhã, com uma xícara de café na mão e um cigarro entre os lábios: 

- Oi amor. Desculpa a situação ainda estou acordando. E estou preparando torradas, você quer? 

- Não, quero me certificar hoje. : O beijei como cumprimentos.

- Você está bem? 

- Estou, mas vamos nos sentar, por que tenho uma coisa pra te falar. Pela última vez. 

Kwon meio preocupado, terminou seu cigarro e sentou-se do meu lado. Quando peguei meu violão e comecei e me ajeitei, em meio aos medos logo cedo. 

- Quero cantar pra você...

- Adoro quando você canta pra mim. 

- Por isso estou aqui. Apenas escute.

- Tudo bem...

Comecei a tocar, e com ela eu cantava em meio sorrisos e lágrimas: 

- "Eu estou correndo contra o tempo para ser sua mulher, sim! Eu só estou perdido neste momento." 

Continuei: 

 - "Você sabe que eu poderia fazer mais, sim! Tudo o que você precisa, o que você precisar. Eu poderia fazer mais, um pouco mais." (BlackBear - 4u Acústic) 

Depois de toda a canção, enxuguei minhas lágrimas, olhei intensamente pra ele. Que estava lagrimejando junto a grandes sorrisos: 

- Amor, isso é lindo. 

- Sabe o que é lindo Kwon? 

- Diga. 

- Isso. 

Me ajoelhei na sua frente, e retirei do bolso o presente que a Sook tinha me dado, numa caixinha de veludo. Abrir a pequena, caixinha que contém duas alianças: 

- Quer namorar comigo Kwon Ji Yong? 

- Ah, meu Deus... : Ele começou a chorar de alegria. - Quero, quero muito. 

- Que estejamos pra sempre juntos. 

Coloquei o anel em seu dedo, que coube certo (na sorte), e ele no meu. Estávamos finalmente namorando. Mas Kwon ainda chorando de felicidade me abraçou fortemente: 

- Não acredito que você me pediu! Era pra mim pedir. 

- Não faz diferença, agora você é meu. De qualquer forma. 

- Quero comemorar isso, amor. 

Comecei a beija-lo, e retirar sua blusa. Levei-o para o quarto e lá o joguei na cama, enquanto fechei a janela com as cortinas escuras: deixando o quarto pouco iluminado: 

- Uma lua de mel de namoro? 

- Talvez. 

- Gostei.

Retirei sua camiseta, e todos seu peitoral beijei e assumi o lugar com mordidas: Até seus mamilos lambi. - Kwon estava a gemidos, e quando iria tocar meu corpo, o impedi colocando suas mãos para o alto e as segurando firmes na cama. Retirei minha blusa, e logo em seguida meu sutiã, que automáticamente fizeram meu mamilos eretos. Desci suas calças vendo que através da sua samba canção, ele estava animado. Comecei a massagear pelo short sua ereção: 

- Ah~ Boa...

Retirei o Short deixando totalmente exposto todo seu corpo, para amenizar o friozinho coloquei uma coberta por cima. Tirei minha calça e a joguei em algum canto. Começamos a nos amar profundamente, com aquela mesma posição de dominar por completo o corpo de Kwon. Puxão de cabelo e mordidas com beijos suaves: 

- Adoro quando você me domina. Você está melhorando nisso. 

- Sei. ~ 

Chegamos ao ápice: nos desmanchando um ao outro. E logo em seguida, fiquei cansada por toda o meu meio esforço. 

(Já tivemos transas melhores) 

Kwon queria conversar, enquanto queria dormir: 

- Amor, você esta com fome? 

- Mais ou menos. Por que? 

- Quero fazer comida pra nós. 

- Então vamos que eu ajudo. 

- ótimo!

Comemos e curtindo nosso dia juntos. Quando recebi uma mensagem da Sook, dizendo que poderia levar o Kwon para minha casa, pro meu pai conhecer. Que hoje não iríamos abrir a loja: 

- Amor, vem em casa comigo? 

- Na sua casa? 

- Sim. Quero te mostrar uma coisa. 

- Sim. Claro! 

Kwon se arrumou lindo, e fomos pra casa de carro. Ao chegar estacionamos e entramos quando meus olharam o Kwon, meus pais surtaram. Ao ver que na verdade meu namorado era GDragon. 

- Meu Deus filha. Puta que pariu...

Começaremos novamente...


Notas Finais


Desculpa história curta.

- Mais uma pra vocês.

Acompanhe!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...