História Inebriante - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Gaalee, Gaanaru, Itadei, Sasomen, Sasunaru
Visualizações 488
Palavras 1.551
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yoo Minna...

Olha que record, duas atualizações em um dia só. Espero que gostem.

Capítulo 5 - Corra... E só


Que arrepio estranho na espinha, qupressentimento ruim, que sensação de morte...

     - Naruto, que cara é essa ? - perguntou o moreno analisado minha expressão preocupada

        - Sasuke, que horas são ? - perguntei só para confirmar essa minha teoria

     - 23:10,  por que ? - POQUE EU DEVERIA ESTAR EM CASA

      - V-você pode me levar em casa ? J-já est-tá tarde e.... 

      - Não. Não ligo se você tem que ir pra casa e tomar sua mamadeira de dormir. Temos trabalho.

     - T-tá bem...  - Acho que não tem muita diferença se eu enfrentar Sasuke bravo ou Deidara bravo, então prefiro continuar aqui mesmo

     Mas já estou ciente de que minha demora será a causa de minha morte.

     - Já estamos quase chegando - Se referiu ao tal hotel em que entregariamos a encomenda

     Pude avista-lo de longe, era grande, grande muito grande. Parecia um hotel bem luxuoso. Um hotel 9999 estrelas. Realmente mito bonito e chamativo. Havia várias luzes no caminho de entrada. E vários carros luxuosos estacionados ali perto. Acho que se eu trabalhar um ano inteiro não consigo pagar uma diária aqui.


     – O que vamos entregar aqui ? – perguntei imaginando o que um pessoal como esse estava pensando ao comprar do Moon

     – Não sei, não costumo abrir as entregas. – Desculpa senhor ignorante

      – Não podemos abrir ?

      – Podemos, mais eu não abrirei

     E eu sei muito bem o que o 'eu não abrirei' quis dizer..." EU NÃO ABRIREI E NEM VOCÊ ABRIRÁ! SE ACONTECER EU ARRANCO SUAS VICERAS."

      Acho que é.

     – Chegamos. – enfim parou o carro em meio a tantos outros carros novos e caríssimos como ele.

     – Desça e pegue a caixa

       Abriu o porta malas e peguei a tal caixa, fomos andando para dentro do hotel, onde todos nos encaravam. De certo pensando: ‘humpf, mendigos, bandidos... ’. Ricos malditos.

       Andamos até o balcão, Sasuke trocou algumas palavras com a atendente e começou a ir em direção ao elevador. O segui. Entramos no elevador, pode ser estranho, mais tenho medo de andar nessas coisas. Sério, eu me sentia iper sufocado ali dentro, pois além de ser totalmente fechado e pequeno, também tinha a impressão de que despencaria, e até mesmo tentei disfarçar meu medo conversando com Sasuke, que parecia extremamente tranqüilo. Cara, eu preciso ir a um psicólogo tratar desse trauma...

     O elevador parou, fazendo um leve baque. Sétimo andar. Saímos, na verdade eu me joguei para fora, Sasuke foi quem saiu. Ainda carregava a caixa, e usei a desculpa de estar pesada pra sair rápido e colocá-la no chão. E ainda bem que deu certo, porque se caso soubesse que tenho medo de algo tão estúpido... Eu nem sei o quanto me zoaria.

     Sasuke parou em frente a uma porta, o número do quarto era 13, e que ótimo, meu número do azar... Seria um... Mau presságio ? Uma mensagem oculta do além ? Óvnis ?! OH !

     O moreno não bateu na porta, somente abriu a mesma, e entrou.

     – E-ei ! – tentei chamá-lo, em vão.

     – Calma... Já sabem que estaríamos aqui. A moça do balcão avisou e.. – antes que terminasse de falar, um homem surgiu detrás dele, sorrateiramente. Tinha cabelos castanhos escuto longos presos em um rabo frouxo e seu olhar era... Err... Cacete ! Como é que se diz ? Sei lá ! Só sei que o cara tinha uma expressão psicopata... E isso me deixa ainda mais curioso pra saber o que tem nessa caixa.

     – Você é... Neji ? – Perguntou Sasuke já ciente da aparição do castanho.

     – Sim – Falou num tom meio sádico... Que medinho de você Neji !

     – Trouxemos sua encomenda. Do jeito que queria. Em seu próprio quarto – porque ele queria que entregássemos em seu quarto ? Hm... Isso tá estranho...

     – Ótimo ! – Esticou os braços em minha direção pedindo a caixa. Entreguei. Ele a colocou no chão e lentamente começou a abri-la. Eu estava curiosíssimo pra saber o que havia ali dentro, então me arqueei o mais próximo possível para tentar enxergar. O QUE TINHA ALI DENTRO AFINAL?!!!

  Sasuke permanecia intacto, sem expressão... Não é possível que ele não estava a fim de saber o que tinha ali.

 – Perfeito! Esta tudo aqui... – Disse entusiasmado. Droga. O que tem ali ? Não da pra...

     Ãn ? Aquilo é... São... 2 2=... ARMAS ?!!!!

      – Ei... Sasuke... – Sussurrei para que somente ele ouvisse.

      – Que foi ? – Fez o mesmo.

     – Porque não disse antes que eram armas ?!

     – Deve ser porque nem mesmo eu sabia o que era – Como pode estar tão tranqüilo ?!!!

     – Você sabe que isso é errado ?!!! A gente pode ser preso ! – Sim... Cadeia... Xadrez... Ai Deus !

     – É, to sabendo – E não vai fazer nada ? – Mas tudo tem seu risco.

     – V-vamos embora e...  

     – Ei garoto! – Fui interrompido pelo homem que agora me encarava... E que... Apontava uma das armas na minha cara.

     ALGUÉM ME SALVA!

     E por mais que eu desejasse que alguém surgisse com um taco de baseball, não aconteceu. Simplesmente botei na face a expressão mais apavorada que eu tinha.

     – D-da pra... Mi-mi-mi-mirar isso... Em o-outro lugar ? - Confesso que estava quase fazendo coisas nas calças.

     – Calma ! Só estava testando a mira. – Testando ?! Aí seu dedinho mágico escorrega e atira no meu crânio !

      Naquele momento uma merda ainda maior aconteceu... Como estávamos os três na porta do quarto, era mais que normal que outras pessoas circulassem ali. Então...

     – AAHHHHHHHHHHH ! SOCORRO ! – Uma velha loira e branquela começou a fazer o maior escândalo quando viu os três marginais ali... Com ARMAS... Apontadas! – SEGURANÇAS! – Por favor, dedinho mágico. Escorregue e atire naquela franga idosa!

       E do fundo do corredor veio correndo dois seguranças enormes em nossa direção. Eu já estava mais que preparado para me entregar... Mas... Parece que Sasuke não estava. Ele pegou rapidamente duas armas da caixa, jogando uma em minhas mãos, fazendo sinal para Neji fazer o mesmo e correr dali. Junto a nós.

     Saímos disparados os três, atropelando todos em nosso caminho. AINDA BEM! Não sobrou tempo para pegar o elevador. Só que... PUTA QUE PARIU! Olha onde eu me meti de novo! Por que estou descendo essa escada tão desesperadamente ? Porque há dois ‘criminosos’ comigo ? Porque tem uma arma em minha mão ?

     PORQUE ESTOU AQUI ?!!! EU-QUERO-MINHA-MÃE!

    Mas parece que logo logo eu a verei...  Me dei conta de que já corríamos pelo salão principal, em direção a saída. Eu ia pela frente, já os outros dois cobriam a gente, apontando os revolveres a quem tentasse nos impedir de sair.

     Mas sabe o que mais me deixa feliz agora ? Eu não ter tirado o ‘disfarce’ de antes... Bem, desse jeito será difícil que nos reconheçam depois né. Enfim saímos. Nos jogamos dentro do carro de Sasuke, que logo o ligou e acelerou o máximo que pode. Mas... E agora ?

     – Sasuke ! – Gritei indignado

  – An ? – Perguntou entre risos. IMBECIL ! Tá rindo do que ?!!!

     – ‘ÃN?’ é só isso que você fala ?!

       – Quer que eu diga o que ? – Er. Sei lá !

     – Seu... Seu desgraçado ! Agora vão por a policia atrás da gente !

     – Não tem problema, nos livramos deles. – QUE?!

     – Você não esta pensando em...

     – Se acalma garoto. – Falou Neji – Seu amigo ai não vai matar nenhum tira. – Ah! Cala essa boca que você também não presta!

     - Quer que eu me acalme?! Não tem como ficar calmo por que... – Fui calado por um murro, um murro um tanto forte no rosto, vindo de Sasuke... Que... Me fez... Sentir sono e...

     Garoto forte ein.

     Abri meus olhos. Estávamos numa ponte. Na verdade eu estava dentro do carro, provavelmente inconsciente né. Sasuke e Neji lá fora...  Sai devagar do carro e... Nossa! Que dor no queixo!

     – Veja, ele acordou. – O moreno pronunciou. – Venha cá Naruto! – Gritou Sasuke para que eu o escutasse. Atendi e fui até eles que estavam debruçados no murinho da ponte, ‘admirando’ a vista.

    – Porque me deu aquele soco? – Perguntei acariciando a região atingida.

    – Pra calar a sua boca. – Maldito.

     – Não podia ter feito de outra forma?!

    – Hm... Não. Você fala de mais, e isso me desgasta. Só se você quisesse que eu te atirasse do carro.

      – Que... Que horas são? - Tomara que não seja tão tarde por que...

       – 01:23 da madrugada. – Respondeu.

      Há essa hora Deidara já está bem acordado. Cavando a minha cova. 

 – Droga... Mas foi você quem me arrastou pra cá! – Apontei para Sasuke.

     – Agora me leve pra casa.

       – Ah! Vai lá Sasuke... Ta na hora de criança dormir. – Criança é a vó! Será que ele não se tocou que nós três temos a mesma idade ? Tsk...

     – Certo Naruto. – Suspirou Sasuke. – Vou levar você pra sua casa. – Graças a Deus! – E você Neji ?

     – Tudo bem, eu me viro agora... Ainda tenho que pedir ao Moon meu dinheiro de volta por causa da mercadoria.

       - Boa sorte. – Falou o moreno sarcasticamente. – Vai precisar, e muito.

     – Tô sabendo. – Entramos no carro, deixando o castanho. – Até outro dia pivete. – Que jeito lindo de se despedir de mim.

       – Até... Neji.  – Enfatizei seu nome. Talvez assim se lembrasse de me chamar pelo meu.

     Sasuke deu a partida, sem sair em disparada como sempre. Dessa vez não correu nenhuma vez. Será que era algum tipo de pedido de desculpas pelo que aconteceu? Não... Não pode ser.


Notas Finais


E ai? Espero que tenham gostado. Comentem.

Kissus ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...