História Inesperado - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Dra. Caitlin Snow
Visualizações 236
Palavras 1.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2


27/01/2018

-Você tem certeza que quer levar isso tudo? - Barry perguntou enquanto tentava ajuda-la a fechar a segunda mala, Caitlin empurrou todo o peso de seu corpo para baixo, então quando ouviu o barulho do zíper fechando saltou para a cama. 
-Você sabe que o clima de New York é meio confuso, vou chegar no inverno, mas posso sentir calor. - disse puxando a passagem de cima da cômoda, Barry se sentou ao seu lado, ultimamente ele andava cansado e tinha um olhar abatido, Caitlin sabia o porquê dele estar assim, mas não sabia como ajudar. Deitou a cabeça contra o ombro dele e colocou a mão sobre a barriga, ela ainda não era visível aos outros, porém ela já podia sentir o leve inchaço sobre seu útero. 
-Você não precisa fazer isso. - Barry disse, ela sorriu cansada, já havia ouvido aquilo tantas vezes que tinha pedido a conta. - Você pode ficar.
-Eu sei, mas não aguentaria os olhares ou os sussurros dos outros pelas minhas costas. Não sou tão forte assim, Bar. Pelo menos não agora. - falou. 
Barry esticou a palma aberta sobre o joelho, Caitlin colocou sua mão por cima entrelaçando seus dedos. Sua ida para New York estava marcada para o dia seguinte, teria tempo para se despedir de quem quisesse, mas depois de tudo o que havia acontecido ela não tinha vontade de falar com ninguém. Barry havia contado para Iris sobre eles, não toda a história porque a West havia se negado a ouvir depois que ele havia dito que tinha dormido com outra, Caitlin não considerava aquilo uma traição, pois Barry não estava com Iris na época que os dois se relacionaram. Mas sabia que aquilo havia quebrado Iris por inteira, sua confiança em Barry havia acabado ali, Cait queria poder conversar com ela, porém sabia que Iris não queria vê-la nem pitada de ouro. 
Ninguém sabia o motivo do rompimento e do fim do noivado, haviam algumas insinuações, mas nada comprovado. Caitlin não queria ser acusada como a causadora do término, por isso havia decidido ir para New York, pelo menos por um tempo.
-Serão apenas alguns meses. - disse, Barry suspirou desfazendo o espaço entre eles em um abraço, ela fechou os olhos ignorando o barulho das pessoas ao seu redor e focando apenas no coração dele. - E você pode me visitar quando quiser.
-Eu farei isso. - ele sussurrou ao seu ouvido, Caitlin sorriu e se afastou. 
-Te vejo depois. Tchau. 
-Tchau.
Apertou a bolsa e caminhou até o portão de embarque. Seu coração batia contra o peito forte e ritmado, não estava pronta para o que viria, talvez nunca tivesse, mas isso era a vida, ninguém tinha controle sobre ela.

15/02/2018

Sua barriga já estava bem grande para seus quatro meses, talvez fosse o DNA de Barry agindo ou o seu atual estado de fome indescritível. Alisou a barriga por cima do vestido, ainda não havia contando para sua chefe sobre seu atual estado, não queria causar qualquer inoportuno para o laboratório, por isso decidiu manter segredo sobre aquilo, até porque logo voltaria para Central City e acabaria com aquela farsa.
A porta do seu quarto se abriu, Barry entrou, tinha o olhar perdido e os olhos avermelhados, se aproximou dele e o abraçou, ele desabou em seus braços, não estava chorando, apenas parecia exausto. 
-O que houve? - indagou segurando a cabeça de Barry contra seu colo.
-Nada. 
-Por favor me conte. 
-Iris se mudou para Southeast. 
Ela parou sem conseguir dizer nada, aquilo era um tanto quanto inesperado, pensava que Barry estava se resolvendo com Iris, eles deveriam ficar juntos.
-Quando?
-Hoje, Joe me falou.
-E você foi atrás dela? 
-Wally disse que seria melhor dar um tempo para ela.
-E esses últimos meses eram o que? - indagou, Barry riu baixinho antes de se sentar ao seu lado, Caitlin encostou as costas contra a cama esticando as pernas. - Sinto muito.
Barry balançou a cabeça sem querer dizer mais nada. Ela entendia por o que ele estava passando, um coração partido sempre doía mais do que qualquer coisa. Fechou os olhos apoiando o queixo sobre a cabeça dele e com os dedos acariciou o seu rosto.
-Tudo vai ficar bem. Você vai ver. - sussurrou.

02/03/2018

Ela enrolou o garfo na massa pegando uma pequena porção e a colocou na boca. Tinha gosto de felicidade. Não pode conter o gemido de prazer que escapou por sua boca, Barry riu.
-Se eu soubesse que você gostava tanto da minha comida teria feito isso mais vezes. - ele disse e ela deu de ombros.
-Fazia um bom tempo que não comia algo como isso. - falou com a boca ainda cheia. - Então, qual nome vamos escolher para ela? 
Barry suspirou deixando o garfo sobre a mesa. Fazia algumas horas que eles haviam voltado do ginecologista e descoberto do sexo do bebê, uma linda menina, agora tinham que escolher o nome, uma tarefa difícil pois envolvia tudo o que a sua filha seria um dia. 
-Não sei, de quais você gosta? 
-Summer, Grace ou Lily. Acho fofos. - disse, Barry se inclinou para frente cruzando seus braços sobre a mesa.
-Por que Summer? 
-Não sei, acho bem legal e tem um significado especial. - deu de ombros, Barry sorriu.
-Summer loving happened so fast.
-Ainda gosto dessa música. - disse rindo, aquela noite nunca seria esquecida por nenhum dos dois.
-Já assistiu ao filme? 
-Nunca.
-Quer assistir? Acho que ainda tem na Netflix. 
Assentiu sorrindo, Barry caminhou até a sala para pegar o notebook, Caitlin afastou a cadeira deixando o prato na pia.
-Ainda temos pipoca? 
-No armário. 
-Sexta à noite com Netflix e pipoca. - virou-se para Barry que segurava o notebook e sorria como um bobo. - Me sinto em casa.
Ela riu antes de segui-lo para o quarto. Grease era exatamente o que ela havia imaginado, clichês atrás de clichês, a objetificação da mulher e a total mudança da protagonista para seduzir o mocinho. Aquilo era tudo o que ela devia repudiar, porém aquilo a agradou mais do que imaginava.
-Então? - Barry indagou, ele estava ansioso com a sua opinião, Caitlin pegou o restante das pipocas e colocou na boca. 
-Não posso dizer que superou minhas expectativas, mas é legal. 
-Que tipo de legal?
-Um tipo que poderia assistir algumas vezes sem enjoar. - disse sorrindo. Barry também sorriu se ajeitando na cama, ela se deitou de lado olhando para ele, as luzes da cidade iluminavam precáriamente o quarto, Barry enrolou uma mecha do seu cabelo entre os dedos. Ela podia afirmar com toda a convicção do mundo que eles estavam cada vez mais próximos, logo teriam uma filha e a relação entre eles ficaria cada vez mais intensa. Não podia negar que não sentia nada por ele, sempre sentiu, mas agora estava mais real. 
-Ainda quer Summer?
-Acho que podemos escolher um nome melhor. - sussurrou.
-Tipo qual? 
-O que você gosta? 
-Anna, Liz ou Sky. 
Ela umedeceu os lábios antes de sorrir.
-E Nora?
-Eu gosto, mas não sei.
-Temos que escolher um nome. - insistiu. - O nome é a extensão de uma pessoa, não quero que nossa filha seja uma qualquer. 
-Já estou ficando com pena da pequena. - Barry disse em tom de brincadeira, Caitlin o bateu. - Ei!
-Não serei uma mãe controladora.
-Claro que não será, você vai ser a melhor mãe do mundo. - ele falou colocando um mecha do cabelo dela atrás da orelha, ela sorriu com aquele gesto. 
-Como você acha que ela vai ser?
-Ruiva. Explosiva como você. - Barry provocou.
-Teimosa como você. - retrucou. 
-Corajosa como você.
-Leal igual a você.
-Ela vai ser perfeita do jeito que for. - ele sussurrou, ela fechou os olhos sentido o corpo relaxar. 
-Eu gosto de Maisie. - disse.
-Eu também.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...