História Inexperiente em turnês - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bruno Mars
Personagens Bruno Mars, Personagens Originais, Philip Lawrence
Tags Bruno Mars, Peter, Turne
Visualizações 55
Palavras 1.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Capítulo Quinze


P.O.V MAVI

O vídeo estava quase 100% carregado para ir ao site , quando Gustavo me ligou.

- MAVI! - Ele gritou e eu dei meu oi mais animado para responder. - Como está as coisas aí ?

- Ah, estão boas.

- Ótimo! Quero que você descubra com quem o Bruno anda saindo pelas madrugadas.. É o assunto do momento e eu não posso perder a oportunidade de brilhar e ..

- No contrato dizia que isso era invasão de privacidade. - O cortei.

- Eu sou seu chefe. - Ele disse sério.

- Eu sei , Gustavo. Mas não posso desrespeitar o contrato. O Ryan iria processar nossa revista. - Ele suspirou do outro lado da linha.

- Tem razão.. Outra coisa, eu vi o vídeo de hoje e não gostei. Quase não aparece o Mars. - realmente o Bruno não aparecia muito no vídeo de hoje. - Melhora isso. Beijos e até qualquer dia desses. - Ele disse e simplesmente desligou.

Ainda bem que ele não pediu pra mim investigar a vida do Peter , ou eu estaria um pouco encrencada.

Olhei no relógio, estava quase na hora da passagem de som. É claro que eu ia ir, não ia deixar aquela discussão de hoje mais cedo afetar meu trabalho. Tomei um banho, vesti um short jeans e uma blusa bem básica. Não fiz maquiagem, porque eu iria fazer uma limpeza caseira de pele assim que eu chegasse. Meu cabelo tava horrível, então só prendi ele num rabo de cavalo e calcei um tênis. Coloquei um óculos escuro pra dar uma melhorada na situação.

Quando eu estava chegando ao ônibus, o motor já estava ligado. Corri até ele e bati na porta, para que me deixassem entrar. A porta se abriu e eu entrei.

- Achei que você não iria vir. - Ryan disse.

- Eu nem me atrasei. - Revirei os olhos e me sentei.

- Sim, mas é que hoje o clima estava estranho..

- Não vou deixar essas coisas inteferirem no meu trabalho.

- Essa é a minha garota ! - Phil comentou e eu sorri.

P.O.V BRUNO

Vitória estava normal. Conversava e brincava com todos. Quase todos, né. Filmava cada um , fazia perguntas sobre o show e perguntas engraçadas. Ela era uma jornalista fantástica, e tenho certeza que vai chover convites para ela fazer a cobertura de mais turnês famosas por aí. Pensar nisso me deu um pouco de ciúme, confesso.

Falando em ciúme, eu consegui conversar com a Jessica. Ela disse que conversou com a Vitória sim e que disse que estávamos namorando ainda. É claro que isso gerou uma discussão, mas nada de importante. Só deixei claro mais uma vez pra ela que não existe mais namoro. Jessica foi uma namorada muito boa , mas como ex ela tá sendo insuportável.

Falando em gente insuportável, hoje com certeza iríamos ver o Joe e eu não estava nenhum pouco ansioso para ver como os dois irão matar a saudade , se é que existe saudade.

Estava com a cabeça longe que nem percebi a hora que a Vitória se sentou ao meu lado.

- E aqui temos o astro da porra toda ! - Ela disse , me fazendo olhar pra ela e pra câmera que ela segurava. Dei um sorriso forçado. - E então, Mars , expectativa pro show de hoje? - Então iríamos fazer o joguinho de jornalista e entrevistado?

- Muita expectativa! Expectativa de casa lotada ,todo mundo cantando junto e deixando certas bandas no chinelo. - Me referi ao DNCE. Vitória me olhou séria.

- Eu não vou colocar isso. - Ela disse.

- Não estou te pedindo pra colocar. - Retruquei.

- Qual o seu problema ein? Não, deixa eu fazer uma pergunta melhor: Quantos anos você Tem? 10 ? Pois é o que parece!

- Chega vocês dois. - Ryan disse. - Vitória, precisamos conversar.

- Claro. - Ela concordou e ele a chamou lá na frente conversando baixo.

Eu não escutava o que era, mas tinha certeza que era um ameaço. Vitória e eu estávamos brigando muito e estávamos esquecendo que ela está aqui a trabalho e pode ser demitida a qualquer momento. É claro que o Ryan ia brigar com ela, já que a mim ele não podia ameaçar porque sem Bruno Mars não tem turnê.

Por mais que estejamos em pé de guerra, não queria que a Vitória perdesse esse emprego, pois ela estava se esforçando muito numa área que nem era a dela. Decidi dar uma trégua, deixar ela em paz e conversar com ela sobre isso depois, quando estivermos a sós.

***

Eu estava no palco ensaiando , enquanto a Vitória estava em uma das cadeiras do local conversando com Joe. Eles riam e pareciam super íntimos. Eu tentava, mas não conseguia desviar o olhar. As vezes eu achava que ela estava fazendo isso pra provocar, mas ela não é dessas ne .. ou é?

Ficaram praticamente o ensaio todo conversando e só pararam quando o ensaio terminou. Ele a levou até a porta do ônibus, da pra acreditar ?

Eu estava logo atrás deles e escutei algo sobre " Te vejo depois do show ". Ótimo, marcaram outro encontro.

Nos sentamos no ônibus, e como a gente gosta de poupar um pouco a voz, estávamos todos em silêncio. Eu estava de fones e apreciava a vista de Madrid.

Dessa vez eu percebi quando a Vitória se sentou ao meu lado e dessa vez sem a bendita câmera. Retirei meus fones e a olhei. Ela olhava para o chão e mexia muito nas mãos. Parecia nervosa.

- Vitória ? - Chamei sua atenção.

- Eu vou sair com o Joe no final do show e eu não quero que você nos atrapalhe. - Ela disse rápido.

- Tá bom.. - Concordei.

- Ótimo! - Ela se levantou. - Obrigada. - Disse antes de voltar pro seu lugar.

Então eles vão sair mesmo. Não vou negar que não tô incomodado com isso , mas eu não vou fazer nada dessa vez. Vou deixar ela se divertir, beijar na boca, beber .. até porque é o que eu vou fazer também. Vou chamar os meninos pra ir numa balada , e só saio de lá acompanhado.

***

O show tinha sido um sucesso , todo mundo animado e cantando junto. Eu amo muito meus fãs e amo fazer shows pra eles, mas agora era hora de jantar e ir pra balada.

A Vitória não tinha ficado com o Joe na hora do show , pelo contrário, ela ficou lá filmando a gente. E agora estava no nosso camarim jantando.

- Me diz meninos , onde vocês vão agora ? - Ela perguntou.

- Vamos numa balada. - Phred respondeu.

- Que coincidência, também vamos. - Ela disse animada.

- " Vamos " ? - Jimmy perguntou.

- Sim, Vou sair com o Joe. - No momento em que ela disse isso , os meninos nem disfarçaram a olhada que eles me deram. - Podemos ir na mesma , o que acham?

- Por nós tudo bem.. - Phil disse me olhando.

- O que foi? Por mim tá bem também, gente. Eu não ligo. - Eu disse.

- Beleza, vou lá dizer pra ele. - Ela deixou o prato na mesa e saiu do camarim.

- Só não vai ficar com ciuminhos. - Kam implicou.

- Para de doidera. - Revirei os olhos.

P.O.V MAVI

Chegamos numa boate, que tinha uma fila enorme. O motorista estacionou o microoninus em frente a porta dos fundos, iríamos entrar por lá já que seria uma confusão entrar pela porta principal sendo que só tinha famoso. Ah , o Joe estava com a gente no nosso ônibus. Peter não estava com a cara muito boa não , mas deixou quieto.

Entramos no local e estava lotado. Subimos para a área vip , e em poucos minutos todos já estavam bebendo e alguns (Como o Peter) já tinham ido atrás de suas presas.

Eu não me soltava facilmente , então enchi a cara pra poder descer na pista com o Joe e dançar. No começo estávamos dançando normalmente, mas a cada pausa na música, Joe ia ao bar e trazia mais bebidas pra nós.

Eu já estava pra lá de ruim , quando comecei a dançar me esfregando em Joe. E ele e o seu amiguinho estavam bastante animados com a dança.

Joe passava a mão em cada centímetro do meu corpo , mas nem eu e nem mais ninguém daquele lugar estavam se importando, pois ninguém tava nem prestando atenção já que aquilo era normal.

Comecei a ficar incomodada quando ele começou a apertar meus seios e minha bunda. O empurrei e o pedi para que trouxesse mais bebida, assim ele fez. Não lembro mais dele depois disso. Só lembro de estar em cima de um palco, parada , seminua e olhando uma confusão na pista.


Notas Finais


Vai dar merda vaiiii kkkkkkkk
Comentários??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...