História Infactiveis - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu meio que reescreveu esse capítulo umas três vezes. TuT
Eu sou tão inteligente que cometi o mesmo erro duas vezes e perdi esse capítulo e um de outra história.
Mas enfim... Boa leitura.

Capítulo 3 - Testes e treinos


Logo depois so café da manhã todos se encaminharam para a sala de treino.

-- Primeiro vai ser uma corrida.-- Disse Dylan serio.-- Você está fora de forma mas por favor não me decepcione.

Fora de forma? Me forcei a analizar o meu próprio corpo. Nunca liguei muito pra isso mas forneço que estou meio fora de forma.

Todos os recrutas sequestrados, inclusive eu, estavam atrás do risco Preto no chão. Eu mau participava das aulas de esducaçap física na escola. Eu estava ferrada. Não era um caminho muito longo. Eu tinha um truque para correr rápido, pelo menos por algun tempo. Eu dava um pulo e com minha perna direita eu fazia inpulço, assim em disparava, mas isso me cança muito rápido, dopois tenho que manter meu título de corrida normal que pelo que me lembre não é tão ruim e então com sorte eu chego em quinto lugar.

E assim foi. A modelo suéca balançou a bendeura. Disparei mas estava em segundo lugar. Me cancro mais rapido do que esperava. Fui para quinto e me forcei a correr o mais rapido que pude e por incrível que pareça cruzei a linha de chegada em terceiro lugar atrás de um cara com pernas enormes e uma garota com panturrilhas assustadoras.

Por que me dediquei tanto a aquilo.Me perguntava enquanto me apoiava ,ofegante ,na parede. O que estou querendo provar?

Dylan se aproximou.

-- Muito bem.-- Ele estava sussurando.-- Deve estar acabada, mas acho que você sabe que não acaba aqui. Venha.

Ele me levou ate um canto mais escondido. Me entregou uma toalinha e uma garrafa d'água.

Dylan olhou para os lados.

-- Se me virem fazendo isso forró pro meu lado, ouviu?

-- Então por que está fazendo.-- Eu podia apenas ficar feliz pela água mas não, eu tinha quequestionar.

-- Todos já passamos por isso.-- Ele disse olhando para um ringh que provavelmente era a próxima fase.-- Eu sei como é terrível.

Era estranho o quanto ele parecia se importar e ao mesmo tempo ser totalmente indiferente.

-- A próxima é uma "luta de gaiola" quase sem regras, só o básico -- Ele falava enquanto olhava os outros sequestrados.-- Não morder, bem arranhar, puxar cabelo e essas coisas que todo mundo deveria saber. Vão organizar por peso e você provavelmente vai cair com a reciclagem.-- Ele apontava para a garota que tinha sido descartada e depois escolida pela máscara de hockey.-- Ela provavelmente não é probelma.

Neste momento ja estava acontecendo uma luta. Era Rian, ele iria lutar contra um cara baixo e robusto,  com braços grosos. Eu não sei bem se essa coisa de peso estava certa.

Rian desviou de alguns colpes e levou outros que foram extremamente fortes. Como o pequeno viking não parava de golpia-lo não tinha como Rian ao menos tentar.

Me aprochimei do ringh, Rian se virou para mim por um momento.

Você comcegue! Eu apenas com movimentos dos lábios. Ele pareceu entender. Fez que sim com a cabeça, desviou de um golpe foi para trás do pequeno viking e deu um soco nas costas. O pequeno viking se esforçou para não fazer careta mas ainda assim um soco não era o suficientes, prescisava ser um chute.

Por sorte mais uma vez ele estava me olhando, Eu apontei para a minha própria perna. Ele intendeu, desviou de mais um soco e então um chute, na lateral do corpo do mine viking. Pareceu duer para ambos mas o viking foi o que mais sofreu.

Apartir dai Rian conseguiu desenrrolar a luta sosinho e nocaltiou o viking com uma cotovelada na cabeça.

-- Isso não é justo!--- Gritou o cara barbudo.-- Aquela pequena gatuna estava dando dicas para esse metacapito!

Que palavras são essas?

-- Você está acusando minha gatuna, tem certeza disso?-- Dylan olhava de um jeito ameaçador para o barbudo--seu grande beócio!

Por que estão usando palavras estranhas?

O homem barbudo se calou.

-- Não vou te salvar se fizer isso de novo!-- Disse Dylan me olhando do mesmo jeito ameaçador que tinha olhado para o barbudo.

Neste momento um arrepio percorreu todo o meu corpo.


Notas Finais


Desculpe pelos erros.
Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...