História Infanaru Naito - Capítulo 5


Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Luta, Magia, Terror
Exibições 8
Palavras 1.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello my little friend c:
Estou postando mais eps pra compensar aquele tempão sem postar. Enfim,fiquem com o ep novo *3*

Capítulo 5 - Conectados


Nós já havíamos terminado de comer e já estávamos a caminho de casa,mas escutamos alguém gritando,aparentemente uma mulher pois era uma voz meio fina e angelical. Subimos a rua correndo e viramos em direção a um beco em que a voz ficava mais alta. Percebemos que havia uma mulher abaixada em um dos cantos do beco e uma figura meio estranha em sua frente,apenas a observando. Eu olhei para Nerissa e ela parecia meio,err....nem ligando ?
— Nerissa,vamos. Temos que ajuda-la. -disse eu enquanto estalava meus dedos em frente aos seu olhos.
— Meu Deus,se acalma ae. -disse ela enquanto me olhava.- Ei,Drácula. -gritou ela.- O que você acha que está fazendo aqui ?
Olhei espantado para ela e fiquei boquiaberto. Como assim o Drácula ? Ele deveria estar morto,mas agora eu já não sabia como reagir. Eu estava abismado e não sabia pra onde olhar,então resolvi olhar em direção aquela figura.
—Nerissa ! -disse ele enquanto virava em nossa direção.- A quanto tempo não. -vi ele dar um sorriso meio macabro enquanto vinha lentamente até nós.- Eu estava aqui procurando alimento. Sabe como é né,não estou afim de morrer.- Ele de repente direcionou seu olhar pra mim mas num piscar de olhos ele desapareceu e apareceu em minha frente.- Ele é o Master ? -disse ele voltando o olhar em direção a Nerissa.
— Bom,acredito que seja né. Tudo indica que é ele mas ainda não tenho uma confirmação concreta. Pra falar a verdade,95% de chance que seja ele. Ele até tem a Polio em sua mente. -disse ela enquanto arqueava sua sobrancelha.
— Ah,Polio é ? -ele me olhou com um sorriso de canto,enquanto estreitava os olhos. Vi seus olhos ficarem vermelhos e afastei meu rosto um pouco.
— O qu-que ele tá fazendo ? -disse alternando o olhar entre Polio e Drácula.
— Ele está verificando se Polio está realmente em você. Não se preocupe,ele está usando os poderes dele em você mas não funcionam. Por algum motivo a Polio anula os poderes dele. -falou ela enquanto se encostava numa parede do beco.
— Pois é,ninguem entende isso. -disse ele enquanto afastava seu rosto lentamente de mim,então eu pude posicionar meu rosto normalmente.- Sinto que ele é realmente o Master. Seu poder parece ser muito grande e eu adoraria lutar com você algum dia. -disse ele enquanto seus olhos vermelhos brilhavam.
— Pe-pera,você quer lu-lutar comigo ? -eu estava mais espantado do que antes depois desse pedido.
— Sim,quero. Algum problema ? -disse ele enquanto cruzava seus braços.
— Na ver-verdade sim,poxa. Você é o Dra-Dracula. -eu apenas conseguia ficar mais nervoso.- Eu vou me fuder quando nós lu-lutarmos.
— Huhuhu. -ria ele enquanto me olhava.- Por que está tão nervoso ? Ok,se você não quer lutar,eu entendo. Só não garanto que eu não vá te atacar algum dia.
Quando ele disse isso,apareceu em frente a Nerissa e a golpeou de forma tão estrondosa que ela desmaiou. Com apenas um soco em sua barriga,imagina o que ele poderia fazer comigo. Eu fiquei muito assustado,não tinha reação. Eu apenas fiquei ali,parado diante aquilo. Então ele começou a chuta-la e eu ainda não sabia o que fazer,mas por que ele a atacava ? Por que fazia aquilo ? Eu ainda não sei como mas senti uma fúria tomar conta de mim,comecei a me sentir mais forte. Então eu segurei seu braço e o lancei em direção ao na parede que havia no final do beco. Assim que o lancei,minha foice saiu do meu pulso e pulou em direção a minha mão. Então eu corri em sua direção,quando cheguei perto o suficiente. Vi ele se levantou e tentou me socar. Me abaixei e em um movimento rápido,soquei sua barriga e logo em seguida o seu rosto. Ele foi lançado na parede do beco pois foi um soco muito forte,então o ataquei com a foice. Ele desviou com um pulo mortal carpado por cima de mim e chutou minha perna esquerda. Me imobilizou e chegou perto do meu pescoço para morde-lo. Quando ele se aproximava,viu uma marca dourada forma-se em meu pescoço. Algo parecido com um triangulo e dentro deste triangulo,uma letra H.
— Ah,então o Master é o filho de Hades ? -disse ele enquanto torcia meu braço um pouco mais forte.- Então foi você que derrotou a Shi e pegou sua foice né ? Quer dizer,fez aqueles contratos dela.
Consegui me soltar e tentei golpeá-lo com minha foice,mas ele se esquivou. Então desferi ataques rápidos,mas ele se esquivou de todos. Então ele deu um pulo para trás enquanto ria. Eu lancei a foice na direção dele,ela raspava nas paredes do beco. Ele conseguiu segura-la,mas foi arrastado até conseguir prende-la na parede. Mas eu corri em sua direção e consegui chutar sua barriga,assim o derrubando. Fui em direção a sua perna e segurei tão forte que senti seus ossos estalarem em minha mão. O puxei e o bati na parede,logo depois o lancei pra cima,assim atingindo uma escada de incêndio que havia ali. Olhei pra trás,estendi minha mão fazendo ela vir direto pra minha mão. A segurei e fui na direção dele lentamente enquanto arrastava a lamina no chão.
— Por que a atacou ? -disse eu enquanto posicionava a lamina em seu pescoço.
— Huhuhuhu,eu não poderia recusar a ordem de um Deus não é mesmo ? Seu pai ama muito você,pra pedir que eu o matasse. -disse ele com um sorriso de canto que me irritava.
— E por que atacou ela ao invés de me atacar ? -disse eu sentindo minha raiva e força aumentarem.
— Por poder,e o sangue dela. Ahh,o sangue dela é tão saboroso. Queria garantir um jantar. E eu precisava ataca-la primeiro. Algumas pendencias sabe.
Quando ele terminou essa fala o virei com o meu pé e posicionei a foice em seu queixo.
— Acho que você não conseguira tomar o sangue dela. -aproximei meu rosto de sua orelha e sussurrei.- Você morre agora.
— Você acha que pode me matar ? Moleque,eu sou imortal.
— Oshiro,você tem a foice da Shi. Enquanto você tiver essa foice,ninguem mais é imortal. -disse Polio.
— Ah,imortal ? Advinha o que eu acabei de descobrir ? Nada é imortal enquanto eu tiver a minha foice. -sussurrei em seu ouvido,mas logo afastei meu rosto e cortei seu pescoço.
Eu havia acabado de matar o próprio Drácula sem dó e nem piedade. A foice voltou a se prender em meu pulso e eu me virei. Vi Nerissa caída no chão e logo corri em sua direção. Me abaixei em sua frente,mas não sabia o que fazer. Então percebi que ela estava acordando.
— Vou te levar pro hospital. -disse eu enquanto a pegava no colo.
Corri em direção a rua e fiz sinal para um carro que estava vindo. Ele parou e eu a coloquei deitada no banco de trás. Fechei a porta e pedi para aquela mulher nos levar direto para o hospital,pois minha amiga estava bastante machucada. Ela se direcionou para o hospita,logo que chegamos lá. Eu sai do carro e fui em direção a porta,logo a abri e peguei Nerissa nos meu braços novamente. Corri em direção a porta do hospital,entrei e consegui achar uma maca,a coloquei em cima da maca e me afastei. Vi enfermeiros a levarem direto pra sala de cirurgia. Fui em direção a um banco que havia ali. Logo me sentei e ainda não sabia como matei o Drácula e nem dá onde aquelas habilidades haviam surgido.
— Oshiro,aquelas habilidades são minhas. Eu já me conectei a sua mente desde de aquele dia em que você assinou o contrato. -disse Polio.- Eu já consegui passar meu conhecimentos de combate para você,minhas habilidades,minha força,tudo já está em sua mente. Agora tudo que eu sei,você também sabe. Eu e você estamos conectados


Notas Finais


Até o proximo ep ^-^ V


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...