História Inferno Esperançoso - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, Haku Yowane, Hiyama Kiyoteru, Kaito, Kasane Teto, Len Kagamine, Luka Megurine, Meiko, Miku Hatsune, Oliver, Personagens Originais, Rin Kagamine, Utatane Piko, Yuzuki Yukari
Tags Sakurayafanfics
Exibições 20
Palavras 2.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu sei, era pra postar segunda ;-; gomen, preguiça. Agr eu vou postar 1 vez por semana e se der vontade posto mais. Fica aí cap 6 pra vcs. PS: Esse eu fiz no pc ^-^
"Qnd eu vou parar de ferrar a Meiko?"
-É sem limites fofos. E plis tenham paciência com a coitada, ela é sensível >,>

Capítulo 6 - Prova de Amizade


Fanfic / Fanfiction Inferno Esperançoso - Capítulo 6 - Prova de Amizade


-O que foi? Você conhece ele? --Len me perguntou com uma expressão de desgosto.
-Ahh... Bem, ele é um amigo de infância. Conte-me mais sobre ele! Quando ele chegou aqui? Disse o motivo de se mudar? Falou algo sobre sua ex-namorada? E como ele está?
-Ei calma, calma. Por que não pergunta para ele? Vamos nos ver amanhã e acho que iremos ao karaokê.
Fiz uma cara de cachorrinho triste mas não adiantou nada. Não sei se foi minha impressão mas parece que a Rin não se sente bem falando dele, ela fingiu estar dormindo quando falamos do assunto.

"1:00... Não consigo dormir, estou tão ansiosa. Acho que vou consolá-lo amanhã, deve estar guardando um peso enorme em suas costas, me espere Kaito! Vamos compartilhar esses sentimentos juntos. Rin... Será que o tal amor platônico é pelo Kaito? Como ela sabe que ele não gosta dela? Talvez esteja afim de outra garota?..." --Pensava enquanto adormecia aos poucos. 

                                    

                                                                                                                                  ***                                                      


-ME-I-KO! ACORDA GAROTA! OITO HORAS!!!!!!!  --Rin jogava os travesseiros em meu corpo, enquanto abria os olhos lentamente.
-... ... ... To acordada...
-OITO HORAS! --Gritou em meus ouvidos, me fazendo despertar por completo, não pelo tom, mas pelas horas.
-O QUE? OITO? --Me certifiquei se o Len estava no quarto e ainda estava morto no seu fúton. Tudo que pude fazer foi enxotá-lo para fora jogando sua bagagem junto.

Tomei um banho rápido e me troquei na velocidade maior que a do Flash. Saí do quarto ainda nas pressas. Não deu nem tempo de pegar minha pobre maçã. Fui ao banheiro chamar o Len e saímos correndo em direção a escola.
"Por que tem que ser tão longe???"
Chegamos e os portões já estavam fechando.
-Vamos? --Os gêmeos disseram se olhando alegremente.
-??? --Antes que eu pudesse perguntar algo eles já estavam dentro do Colégio e não se machucaram. Suponho que já tenham feito isso muitas vezes.
-Anda Meiko, vamos te deixar pra trás!
Ri com toda aquela situação. Fazia tempo que não passava por essas aventuras, se me lembro a última vez foi com Miku e Kaito, éramos bem animados.. "Será que posso fazer o mesmo com esses dois?" Ignorei esses pensamentos e escalei os portões de grade preta. Acabei caindo e machucando um pouco no impacto, mas a diversão era tanta que ignorei isso completamente.
-Yay! Vamos, ainda da tempo. --Eles ofereceram a mão para me levantar e me puxaram. Corremos por todo aquele caminho longo, que apesar de longo, nem parecia de tão empolgante que foi.

                                                                     
                                                                                                       ***(Sala de aula)                                            


-Então peguem seus livros nas páginas... --Sensei folheava seu livro enquanto falava com os alunos quando foi interrompido.
-Gakupo-sensei, chegamos!! --Falamos em coro quase gritando.
-... --Ele riu. -Entrem logo capetinhas! Hm? Meiko! Que surpresa, vejo que está se enturmando. --Disse com um sorriso bem atraente dando passagem para eu entrar. Sorri de volta. "Ele parece gentil..."

Já estava no intervalo para refeições. É agora ou nunca!

-Meikoo, o que está procurando? Não iremos nos encontrar com eles agora. Só no final da aula!
-Oh, por que não podemos? --Perguntei em expressão de tristeza. 
-Eles devem estar no clube fazendo atividades e coisas assim, nunca vai encontrá-los  nesses momentos. --Len disse enquanto comia seu bento. Eu realmente amo essa comida... Quando me dei conta estava com os olhos fixados no seu almoço.
-Toma. --Ele pegou um pedaço de peixe com os hashis e direcionou a minha boca.
Aceitei abrindo a boca e comendo, estava delicioso.
-Uau! --Disse com um sorriso meigo.

-Que pombinhos fofos! --Rin estava sentando na nossa mesa, enquanto abria os sacos de salgadinhos e pães comprados na cantina. -Acho que já tenho uma cunhada destinada. --Disse com a boca cheia de comida.
-Não tenho satisfação de responder a porcos famintos. --Disse a ela rindo.
-Não tem graça! Pega um pouco seu palito peitudo. --Ofereceu um pacote de salgadinhos.
Dei um sorriso de orelha a orelha. -Obrigadaaaa!!!! Acho que vou começar a trazer dinheiro.
-Err.... E-eu posso fazer um bento para você... --Len disse desviando o olhar. -D-deixa pra l-
-SÉRIO?! --Olhei surpresa para ele. -Eu adoraria! --Dei um sorriso agradável.
-O-o-ok então. --Ele retribuiu com um sorriso tímido.
-Espera! É você que faz essa comida? Que incrível!
-Bleeeeeeerrr. Que fofura, mas ta dando nojo! O sinal já vai bater. Comam logo! --Rin já estava indo em direção a sala de aula. Comi o mais rápido possível e eu e Len nos apressamos para chegar na sala.

 

                                                                                 ***

 

A aula acabou.
"É agora ou nunca, eu acho."
-Vamos? --Len já estava na porta.
-YES! --Rin me puxou pelo braço e quase caí. -Anda mulher! 
Sua atmosfera extrovertida era completamente semelhante a de Miku, me sentia confortável com aquilo. Fiquei com um sorriso estampado enquanto corríamos.
-Parece feliz! Já que é assim também estou. Bem, quer fazer alguma pergunta? --Ela diminui a velocidade e encurtou os passos.
-Ah... Sim! Kaito chegou faz tanto tempo aqui?
-Acho que mais ou menos um mês antes de você...
-Isso foi o suficiente para se apaixonar? --Perguntei o que mais me agoniava.
-Então percebeu... Esperta, hein? --Riu tristemente com a cabeça baixa. -Como eu disse, é platônico. Mas não vou desistir! --Direcionou seus olhos para mim com um sorriso fraco e pude perceber os traços de tristeza.

-Ele está perdendo! Devia se tocar logo. Vou fazer o máximo para te ajudar. --Foi tudo que pude dizer no momento.
-Hey, já que sabe da pessoa que eu gosto, por que não me diz a sua? 
"Tenho que mentir, não posso magoá-la. Ela irá se afastar se eu for sincera. Eu sei." -Ah bem, é um amigo da minha cidade antiga. Ele já nem deve se lembrar de mim! Mesmo assim não apaguei esses sentimentos.
-Agora ele que está perdendo. --Ela riu.

 

Chegamos em um grupo de pessoas reunidos conversando disparadamente. Uma garota baixinha de cabelos verdes, um outro menino também baixo de cabelos loiros, uma de cabelos maria chiquinha encaracolado com cor rosa avermelhado e um outro rapaz de cabelos platinados e olhos azuis.
"Não vejo Kaito..."
-Yooo!!! --Rin acenou para eles.
-Rin! Len! --Eles se cumprimentaram.
-Essa é a nova garota? --A de cabelos verdes perguntou com uma expressão não identificável.
Rin me deu um tapa nas costas. -Ai.. 
-Se apresenta! --Sussurrou no meu ouvido.
-M-meu nome é Meiko Sakine! É um prazer em conhecê-los. --Me curvei.
O lorinho sorriu. -Oliver! --Me cumprimentou.
-QUE CORPO! Teto Kasane. --A garota estava com os olhos brilhando me olhando dos pés a cabeça.
-Piko Utatane, chame de Piko! --Curvou os lábios com um sorriso de canto e empurrou a esverdeada para frente.
-Ei! ... Gumi. --Ofereceu a mão virando o rosto para o lado. A cumprimentei com um sorriso.

-Teto-chan onde está o Kaito? --Rin perguntou com uma expressão duvidosa.

"Obrigada Rin!"

-Ah ele foi comprar umas bebidas... Falando no gato... 

Olhamos para trás e lá estava o Kaito... O garoto de cabelos azuis escuros incomparáveis, o rapaz atraente e gentil por quem eu sempre fui apaixonada. Estava prestes a chorar. Queria abraçá-lo pois era o momento de compartilharmos nossos sentimentos de culpa. 
-Desculpem pela demora! --Disse com um sorriso com as mãos ocupadas. -Então quem era a garota nova? "!" --Ele derrubou todas as bebidas no chão ao me ver. Estávamos paralisados um de frente para o outro. Pude perceber que todos estavam nos observando. Também pude ver que Kaito estava com vários amigos e aqueles segundos que passamos foram suficientes de me fazer refletir sobre tudo.
"Kaito já tem vários amigos... Faz um mês que está aqui e não me disse nada. Talvez não queira me ver, afinal, eu provavelmente serei um peso para ele... O que estava esperando vindo aqui? Já tenho minha resposta pela sua reação ao me ver. Ele quer recomeçar a vida! E o melhor é sem mim por perto... Droga, mesmo tendo consciência disso não consigo aceitar!"

Saí correndo e lágrimas automáticas escorreram pela minhas bochechas.
"Sou tão fraca. Não consigo suportar isso." --Um sorriso triste escapou enquanto escutava os meus amigos me chamando, mas não pude detectar a voz do Kaito, aquilo realmente me desanimou.

 

POV'S Rin

 

Meiko estava correndo em uma direção que provavelmente não conhecia. Eu realmente não sei a relação entre ela e o Kaito, mas ela estava tão empolgada para vê-lo e agora deve estar chorando. Kaito simplesmente ficou em choque, pelo que vi parece que ele queria falar com ela, mas as palavras não saíram de sua boca e minutos depois lágrimas escorreram, ele estava chorando, nunca tinha o visto daquela forma... O assunto deve ser sério

-Vou para minha casa. --Ele disse enquanto dava passos curtos mas ligeiros.
-Kaito! --Minhas palavras pareciam não alcançar seus ouvidos. Rapidamente ele já tinha sumido de nossas vistas.

-Eu realmente estou estranhando. Kaito nunca agiu assim! O que aquela garota tem de mais? Somente aqueles peito e aquela bunda? Af! Que exibida. --Teto ficou se queixando falando sobre qualidades que ela tinha.
-Me pergunto o que aconteceu... --Piko dizia enquanto pegava as bebidas espalhadas no chão junto com Oliver.
-Humph! Que trouxa, já basta o Len, agora o Kaito? Ela deve esta se achando muito não é mesmo? --Gumi olhou para mim como se quisesse que eu concordasse com aquilo tudo.
-Não ache que eu vá me juntar a vocês! Não brinquem com isso, vocês não sabem nada sobre ela!! --Dei um tapa no rosto de Gumi e também empurrei Teto, pude perceber que meu rosto estava cheio d'água. Todos ficaram surpreso, mas antes que pudessem falar algo eu já tinha me retirado do local.

"Estou preocupada. Ela deve estar perdida, aquela tapada. Preciso ir atrás dela e perguntar sobre o que aconteceu... Ouvi dizer que após ela chegar aqui nunca teve amigos próximos e íntimos e os senseis disseram que ela passou um mês internada, preciso ajudá-la! Aquelas duas não sabem nada do que ela passou" Pensava enquanto corria na mesma direção em que Meiko tivera ido. 

 

POV'S Kaito

 

Estava indo para casa, enquanto chorava sem fazer barulho. Começou a chover e já estava ficando tarde, fiquei todo ensopado, mas no momento, sequer me importava.
-O quão idiota você pode ser Kaito? --Dizia para mim mesmo.
"Agora estou morando sozinho, Miku não está para me consolar... Estou completamente confuso. Mei... Ela estava aqui, o que deve estar pensando? Afinal, minha reação ao vê-la foi das piores. Eu vim para Shizwoka para não atrapalhá-la e tentar esquecer o que houve. E, pensando bem, era melhor eu ter lhe mandando ao menos uma mensagem para ela. Eu sou o pior! Me perdoe Mei. Eu não quis magoá-la.

Entrei na banheira para poder repousar um pouco enquanto me recordava de momentos anteriores em que passavamos juntos: Eu, Mei e Miku.

 

                                                                                                                           Flash Back On

-
Hey, hey! Kai-chan. Vamos para as termas!!! --Miku ofereceu um folheto, era sobre águas termais, hotéis e aluguel de pensões, com tudo aquilo soltei um grito, e corei.
-Q-q-q-q-quer que p-passsamos a noite lá? --Disse em um tom perceptivelmente nervoso.
-Hahahahahaha, não bobinho! --Deu altas gargalhadas. -Você fica um fofo envergonhado! Bem, vamos eu você e Mei. Acho que será MUITO divertido! Ouviu Mei?

"Que alívio! Não estou preparado para esse tipo de coisa."

-Hm? Por que toda essa empolgação?
-MEIKO! Poderia ao menos me escutar enquanto falo? Poxa... TERMAS BABY! Então, você pode ir? Hein, hein, hein? --Miku ficou insistindo e questionando Meiko.
-Ah, cara que saco! Ok, ok. Eu vou. --Meiko disse desviando o olhar.
"Confesso que fiquei empolgado, era minha primeiro noite fora em outra cidade."

 

***

 

Já estávamos a caminho das termas, alugamos uma pensão em Yamanashi e acabamos pegando um voo. Miku sempre foi muito rica mesmo. Meiko estava ouvindo música enquanto dormia e Miku penteava seus cabelos longos. A ordem dos assentos eram Meiko na janela, eu no meio e Miku na cadeira do corredor. Fui forçado a sentar aqui por Meiko, dizendo que queria sossego para dormir. Acabei adormecendo também.


-ACORDA SEUS MERDA! RELOU YAMANASHI, YAYYYYYY!!!!!!! --Abrindo os olhos lentamente vi Miku pulando de alegria.
-Que barulho... -Meiko se levantou pegando sua mala e saiu do avião, eu e Miku fomos atrás dela correndo.
-Ei, ei Meiko! Você não pode sair assim, vai se perder garota! --Miku disse segurando o braço dela.
-Tenho que concordar, Mei, você pode ser a mais madura entre nós mas quase te perdemos no festival, lembra?
-Como poderia esquecer? --Desviou o ollhar.

 

***(Termas)


 

Já estava na hora das termas e todos já estávamos indo para lá. Devido a sermos amigos de infâncias, creio que ninguém ficou nervoso.

E como pensei, estávamos agindo normalmente e as meninas brincavam muito sem se preocupar com a vestimenta de toalha. Vendo os seios de Meiko balançando não me incomodaram nem um pouco. Voltamos para os quartos e as meninas se trocaram enquanto eu ia comprar bebidas. Até que vi Meiko saindo.
-Meiko! Aonde está indo?
-... Vou passear um pouco, estou fugindo da Miku, ela quer me vestir de yukata. --Riu um pouco.
-Acho que ficaria bem em você. --Dei um sorriso gentiu e percebi que ela corou, mas logo estava andando aos arredores.

"Como pensei, ela deve ter sentimentos por mim... Desculpe."

 

Depois de uma hora, Meiko não havia voltado, estávamos loucamente preocupados.

-Kai-chan... Ela se perdeu não é? --Miku deu um olhar triste para mim. -Vamos procurá-la por favor! Eu não quero que ela chore de novo!!! --Fomos a procura de Mei.

Pelo que me lembro bem, ela chorou no dia do festival, e de acordo com Miku, ela se lembrava do pai embriagado e tinha medo do escuro por causa dos espancamentos. "Não quero que ela chore de novo". Procuramos em vários lugares e não estávamos achando, Miku já estava desesperada. Até que vi em um canto uma garota sentada no chão abraçando seus joelhos e chorando, era ela.
-MEIKO! --Corremos em sua direção e a abraçamos.
-Eu, eu.. Sinto muito. Estou causando problemas de novo! Só queria... Deixá-los sozinhos e acabei me perdendo deixando vocês preocupados, desculpe.
-Não se preocupe com isso idiota! Eu já passo muito tempo com esse garoto, quero que fiquemos juntos para sempre, ok? --Miku abraçou ainda mais forte.

 

Flash Back Off

 

Sem que me desse conta, estava rindo, mas era um riso de frustação.
-Juntos para sempre, hein Miku? Desculpe. --Susssurava essa palavras, enquanto mais lágrimas escorriam.

"Ela deve estar perdida..."

 

POV'S Meiko

 

Estava caminhando por lugares estreitos e já não sabia qual rumo tomar. Aquilo tudo me lembrou da viagem de termas que tive com Miku e Kaito.
"Juntos para sempre, hein?" --Me encolhi em um canto de um beco escuro, estava chovendo muito mas não me importei. Aquilo tudo me recordava momentos do passado. Enquanto estava ali com medo, me lembrava da morte de Miku me lamentando, da tristeza de Kaito, e que meu pai não estava mais ali para me espancar. Mesmo sabendo que não havia mais motivos de medo, me sentia solitária e chorava sem parar. -MIKU! --Gritei exclamando seu nome e chorava mais e mais, essas lágrimas não tinham nenhum indício de pararem, já estava com a cabeça doendo e me sentindo tonta, estava prestes a desmaiar, mas ouvia uma voz feminina, não pude ver quem era. Meus olhos já estavam fechando... Era uma voz engasgada, deu impressão que estava chorando.
-MEIKO, MEIKO! EI, MEIKO! MEIKO!!! Meiko...
-Miku... É você..? D-desculpe. --Aquelas foram as minhas últimas palavras antes de cair no chão molhado.



 

 

 

 

 



 


Notas Finais


Pô mano, eu chorei escrevendo sá coisa ;-; (Pq? Sla) Esse teve chuva de POV'S nenom?
Sei que vcs esperavam que os dois fossem se abraçar e tals, mas não suportei minha vontade de dar drama e.e

kisssus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...