História Infidel Love - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camilacabello, Camren, Laurenintersexual, Laurenjauregui
Visualizações 606
Palavras 2.362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyy meu amores, como estão as pessoinhas mais lindas do mundo ??
   Então vamos ao capítulo, se quiserem o Q&A deixem nos comentários perguntas pros personagens okay ?
   Vou parar de enrola kkkk,  votem bastante e cometem bastante kkkk e apresenta pro amiguinhos a fic agora parei vamos ao Cap.

Capítulo 27 - Capítulo 27


Fanfic / Fanfiction Infidel Love - Capítulo 27 - Capítulo 27

2 horas antes...

    POV Lauren Jauregui

    Sai da empresa era 5:00 PM precisava ir na casa de Vero, Ally sabia que tinha algo de errado comigo, mas não ia contar pra ela por motivos pessoais, ela odiava que eu fazia isso com a Alexa se ela descobrir que tô mantendo contato demais com uma garota só, era perigoso ela cortar meu pau e cozinhar e dar pros cachorros comerem.

    Estava no caminho da casa de Vero, estava quase chegando ao meu destino final precisava contar pra ela sobre isso, ou iria explodir.

  

    - Pode parar aqui Rodolf, eu vou a pé até ali na frente. - Então o senhor parou, me despedi dele. - Me espera por aqui mesmo tá vai ser rápido.

 

    E assim caminhei até o apartamento dela. Pedi pro porteiro avisar que eu estava ali, então ela liberou minha entrada logo entrei no elevador apertando o andar dela. O elevador parou no andar, então sai fui até a porta batendo na mesma, Veronica tinha um apartamento de luxo, sua família era bem de vida.

   - VADIAAAA !!! - Pulando em meu colo, tive que firma meu corpo no chão ou se não estaríamos no chão agora.

   

   - Oii vaca, vai com calma quase cai.

   - A to nem ai, entra ao sinta-se em casa. - Me dando passagem pra entrar. - O que te traz aqui ?

  

   - Preciso te contar uma coisa. - Já fui logo me servindo de Whisky, sentei no sofá. - Tem uma garota que é casada, e a gente tá se pegando na casa dela a gente se pegou muito na garagem da casa, e a gente se pegou no meu escritório na hora do almoço. - Disse tudo num fôlego só.

    - Pera vai com calma, da onde ela é ?

   - De Vancouver.

    - O que ela tá fazendo aqui ? Perai ela veio só te ver ? E Jauregui em tá sabendo comer certinho em. - Disse com as sobrancelhas arqueadas.

   - Eu sempre soube da licença, só que nós nos damos tão bem na cama, sei lá nossos corpos se encaixam sabe...

    - Huuummm tá gostando dela ? - Abrindo a boca em um perfeito O.

    - Claro que não, só que nos damos bem Veronica sucega a buceta ai, credo.

   - E que mais que ela faz bem ?

    - Ela por completo é boa, eu vou as 7:00 PM ver ela, na casa de uma das minhas funcionária, que é melhor amiga dela.

    - Uou em, vai comer ela muito que eu sei, sua safada. - Claro que não, eu era só um pouco, considerável, tá eu confesso sou e muito.

    Bebi meu whisky, mudando de assunto com ela, perdendo completamente a noção da hora.

   - Vero, porra eu tenho que ir, xau xau. - Fui logo levantando deixando o copo sobre a mesa, dando um beijo em sua bochecha. - Se a Alexa li...

   - Eu já sei, você está aqui comigo, vai logo o albina.

  Então sai da casa dela, precisava me arruma pra ir ver a latina.

   Horário normal

   Ela estava tão linda com aquela roupa que nossa, não tive como não pensa em coisas que não devia. Aquele short estava valorizando muito sua bunda, tive vontade de apertar mas não podia.

   - Chefinha, que ótimo te receber em minha humilde casa. - Disse ela me olhando.

  - Sem chefinha, aqui é só Lauren por favor. - Olho pra ela piscando. - Aonde eu coloco isso ? Eu trouxe um vinho também.

   - Vamos pra cozinha comer, estou morrendo de vontade de comer. - Falou Camila, ela estava mesmo com fome pelo jeito. 

   - Okay vamos lá. - Coloco a mão no final de sua coluna, a conduzindo pra cozinha. Senti seu corpo tremer só com aquele toque, puxei a cadeira pra ela, todas nós sentamos abri a garrafa de vinho.

   - Aqui as taças Lauren. - Dinah entregou as taças pra mim, fui logo enchendo todas.

   - Vamos ataca, estou com fome vamos parar de fala. -  Disse Camila abrindo os potes, já jogando na boca comendo. - HHMMM. - Fez uma cara de prazer, que nossa fiquei boquiaberta vendo ela.

   POV Camila Cabello

    Enquanto nós comia aquela comida dos deuses, eu amava aquilo e falaria mil vezes se fosse possível. Enquanto eu menos esperei, uma mão que eu sabia de quem era aproximou do cós da meu short, abrindo o botão. Olhei pra ela sem entender, ela continuo com cara de paisagem conversando com as meninas, até que ela desceu sua mão pra dentro do meu short.

   - Dinah, como tá indo o casamento?  - Disse ela toda calma enquanto descia sua mão até meu nervo, abrindo começando a massagea-lo devagar.

   - Sexo todo dia - Dinah ria, eu tentava não gemer ou demonstrar nada.

   - Entendo,  é bom o começo do casório depois fica insuportável, vai por mim. - Disse Lauren rindo e aumentando a velocidade em seus dedos, eu tava quase gemendo, tentei segurar sua mão mais foi em vão ela era mais forte.

   - Credo Lauren, assim você assusta a gente. - Disse Mani com uma cara assustada,  enquanto isso eu estava quase lá mordi meus lábios, escondi meus olhos os fechando.

   Depois disso não escutei mais nada o que elas falaram ali, apenas segurei meu gemido e gozei ali na frente delas, minha respiração estava alterada por isso, mas foi ótimo.

  - Mila não é verdade ? - Disse Dinah pra mim, eu não sabia o que era.

  - O que ? Ham eu ... Não prestei atenção. - Peguei a taça de vinho levando até meus lábios e bebi, deixando pela metade.

   - No seu casamento, eu entrei e pedi pra você não casar ? - Então olhei pra Lauren, aquela cara de cínica dela, com os dedos que ela estava em minha buceta ela pegou um dos pedaços do peixe cru o levando ate sua boca, a desgraçada chupou seus dedos olhando pra mim eu fiquei com a boca boquiaberta. - Terra chamando Mila ?

   - A... Sim sim ... foi isso mesmo - Sorri tentando disfarçar, mais não deu certo eu acho.

  

   - Mila tá tudo bem ? Você tá vermelha. - Disse Dinah com um sorriso irônico nos lábios, a desgraçada era um filha da puta ela sabia o que tinha acontecido ali.

  Após algum tempo, com conversa aleatórias Dinah e Normani disseram que ia sair, elas queriam nos deixar sozinha, e assim fizeram.

[ Dêem play em Dancing on My Own- Robyn]

   - Aonde é seu quarto hum?  - Disse ela se aproximando de mim segurando em minha cintura, beijando meu pescoço. - Me diz porque eu to louca pra te comer, estar dentro de você é bom demais.

   - Segunda porta, a direita. - Ela foi logo me pegando no colo, subindo as escadas comigo, suas mãos trilhavam meu corpo seu beijo era selvagem, sem nenhuma delicadeza apenas tesão, luxúria e excitação.

  Após entrarmos no quarto, ela me segurou na parede, com suas mãos firmes em minha coxa, seu beijo era quente, seduzente e além de tudo excitante. Seus lábios roçando os meus, até ela pedir passagem com sua língua então dei, ela chupou minha língua tão gostoso, que meu nervo queria que essa língua estivesse entre minhas pernas, dando atenção pra ele.

  - Laur, você é tão gostosa. - Disse enfiando meus dedos entre seus cabelos os puxando. - Me come.

   Sem nem pedir duas vezes ela me jogou na cama, tirou meu short e minha blusa de uma vez. Seu corpo estava por cima do meu era um beijo desesperado, ela simulava uma penetração aquilo tava me deixando louca, ela me deixava louca.

   - Me fode de uma vez Lauren. - Ao dizer isso virei por cima dela, sentando totalmente ereta sobre ela. - Me fode bem gostoso, sem parar. - Ela me olhou nos olhos, seus olhos estavam escuros de excitação.

   Ela tirou sua calça, puxandi sua cueca, e eu tirei sua blusa beijando, por cima de seu seios os apertando.

   - Hmm, Camila porra, eu confio em você então não trouxe camisinha. - Ela deitou em baixo de mim, tirando meu sutiã, abocanhou meu seio o chupando tão gostoso.

   - Aaah Lauren. - Levei minhas mãos até seus cabelos o puxando.

   Enquanto estava ficando doida de tesão, com aquela boca sobre o meu peito, ela me penetrou de uma vez.

   - Porra... fode me fode logo. - E assim ela fez, segurou em minha cintura me trazendo pra mais perto do seu corpo, dobrou seus joelhos e assim estocou forte sem parar. - Céus, meu Deus.... aaah.

    Nossos gemidos se misturavam, ela segurou em minha bunda me dando um tapa forte, 

 

   - Hhhmm Camila, sua buceta é tão apertada. - Seguro em seus cabelos, levando meu lábios até os seus, os atacando sem nenhum cuidado os mordi, os suguei.

   - Aaah isso... que pau gostoso Laureeeeen. - Meu orgasmos já estava sendo construído em meu interior, ela não parava de meter e isso ajudou muito. - AAAAAAH ... - Finco minhas unhas em sua barriga, chegando ao meu ápice, e não demorou muito ela também chegou ao seu clímax, mas não paramos por ali.

   POV Dinah Jane

   Estávamos caminhando pela praça somente nós duas, de mãos dadas estava um silêncio gostoso e não ruim.

  - Mani, será que podemos voltar pra casa já? Amanhã é cedo né amor.

 

   - Que horas são, não quero chegar e escutar, " aaah Lauren mete mais forte " ou " Camila hm me chupa vai isso que vi maravilhosa " nem pensa é demais pra minha mente - Disse Mani rindo.

  - Deixa eu ver que horas são. - Olho pro relógio em meu braço marcava 09:15 PM, já podíamos ir embora. - 9:15 PM amor já tá bom também, saímos de lá faz umas 1 hora e 15 minutos, vamos pra casa.

  Ela apenas assentiu, caminhamos pra casa, não era tão longe do parque era praticamente 5 minutos de casa. Ao chegar entramos,  fechamos a porta.

  

   - Tomara que não quebraram a cas... - Nem tive tempo de termina, e escutamos os gemidos de Camila bem escandalosos por sinal.

  " -LAUREN... Porra isso... "

Olhei pra Normani com uma cara irônica, até nos escutarmos a cama ir de encontro a parede.

 

  - Dinah, vão abrir um buraco na parede, eu não to tendo dinheiro pra arruma não.

  - Calma amor, vai parar a qualquer momento.

  E assim foi uns longos minutos, até que o barulho parou, ficando em um completo silêncio. Logo as duas saíram do quarto totalmente vestidas.

  - Minha parede vocês não quebram não. - Disse Mani, com os braços cruzados abaixo dos seios, e um semblante fechado.

  Camila principalmente ficou um pimentão, vermelha tinha certeza que na hora ela não ficava vermelha.

  - Desculpa eu já vou embora, tenho que chegar em casa ainda. - Disse Lauren sorrindo pra gente, que que sexo não faz pras pessoas em. - E se quebrar eu compro e conserto, Camila me leva até a porta ?

  Camila assentiu, e as duas saíram porta a fora pra despedir algo assim, não transando na minha varanda da okay.

   POV Lauren Jauregui

  Saio rindo com ela, da casa olhando em volta a puxando pro canto da casa.

 

   - Elas nos escutaram foi isso mesmo ? - Disse ela rindo com a língua entre os dentes, ela ficou mais fofa do que já é.

  - É foi sim, mais não ligo também - Sorri e a puxei abraçando sua cintura.

  - Você já tem que ir né, ou se não vai ficar na cara demais. - Olhando pra mim, mais especificamente em meus lábios.

   - Sim, já tá tarde e já passou da hora de eu ir pra casa. - Disse, por fim dei uns beijos em seus lábios, sem pressa desci minhas mãos até sua bunda apertando a mesma, passando a mao em todo aquele monumento.

  Peguei por baixo da bunda dela, apertando e puxando pra cima ela soltou um gemido. Então a virei na parede levantei sua coxa roçando meu pau, sobre a buceta dela.

  Agora nosso beijo se intensificou, não era só nossos lábios que se moviam nossas línguas se juntaram, numa sincronia não tinha uma luta de quem dominava o beijo, era apenas um beijo e ela tinha o melhor beijo de todos. Nenhuma que beijei até hoje chegou perto dos lábios dela.

  Comecei a simular uma penetração, tava tão gostoso, que ela se virou de costa pra mim encostando seu rosto na madeira da casa enfiei a mão dentro do seu short, enquanto roçava em sua bunda sem parar, levei meus dedos até seu clitóris o massageando rápido, enquanto simulava uma penetração.

  - Aah... Lauren. - Enfiou a mão entre meus cabelos os puxando, ela iria aguentar muito tempo.

   Meus dedos deslizavam muito fácil entre suas dobras. Sem esperar por muito ela gozou em meus dedos, o que veio a seguir nunca tinha acontecido comigo, minhas bolas se apertaram, então gozei sem ao menos ter tirado meu pau da cueca sem ter o estimulado.

  - Porra, eu gozei sem ter me tocado. - Mordo sua nuca.

  - Acho melhor nos irmos embora. - Ela tava certa, tava hora mesmo.

- Okay, eu vou embora já. - Viro ela dando um beijo rápido em seus lábios - Xau até amanhã. - Pisco pra ela saindo dali olhando em volta, indo até meu carro e dirigindo pra casa.

  Nunca na minha vida havia gozado assim sem me tocar, eu só estava sarrando nela, nada demais, mais foi bom demais. Chegando em casa, estacionei o carro e então entrei na minha casa, Alexa estava no sofá, quando eu entrei ela levantou já foi até mim.

   - Aonde você tava ? Hum chegando essa hora em casa, você tem uma família em casa. - Foi logo me cheirando - Você está com cheiro de mulher, Lauren SUA IMBECIL VOCÊ ESTÁ CHEIRANDO A SEXO, QUEM É A VADIA. - Foi logo me dar uns tapas fortes - SUA MÃE VAI SABER DISSO SUA DESGRAÇADA.

  Ferrou minha mãe se metendo nisso,  seria o fim de Lauren Jauregui. 


Notas Finais


Eitaaaaaaaa o negócio ta feio, quem quiser o Q&A deixa as perguntas nos comentários.  Ah posso voltar com mais um capítulo hoje não prometo nada 🙊 love u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...