História Infinity - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~LirioAzul_

Postado
Categorias Originais
Exibições 7
Palavras 674
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Vou postar esse pedacinho que tirei de um capitulo que tinha ficado muito grande, e esse ele acabou ficando muito resumido
MASSS, amanha, prometo 3 capitulos seguidos

Capítulo 5 - Qual o problema?


 

‘’Ahn? Que?’’

- Diz alguma coisa porra – ele pede

Abro a boca para responder, mas o som simplesmente não sai. Ele se aproxima e coloca meu rosto entre suas mãos. Olho pro chão e ele passa os polegares por meu lábio inferior, e me beija. O beijo é calmo, mas vai ficando mais feroz enquanto vamos em direção ao quarto

- Porra, Annie, você é tão gostosa – ele diz entre o beijo

Afundo meus dedos em seu cabelo e minha outra mão por dentro da sua camiseta. Ele tira minha blusa e me pega pelas coxas, e entrelaço minhas pernas em sua cintura; ele me deita na escrivaninha, e faz um caminho de beijos/chupões de meu pescoço até minha cintura. Ele tira meu short e me levanta, continua me beijando enquanto vamos a caminho da cama. Sinto um caco de vidro perfurar meu pé, e quando vou ver, é um porta-retratos quebrado. Na foto, eu, Rafa e Liv sorrimos para câmera. Estávamos em uma viagem de fim de ano. Eu fiz aquilo, esta quebrado, e a foto com alguns riscos. A Lembrança que me vêm na cabeça.... Liv comprando este porta-retratos e implorando para nós três tirarmos uma foto para ocupar o espaço vazio.

- Não posso fazer isso – digo enquanto pego minha roupa do chão

- Como assim, não pode? – ele diz e pega minha roupa de minhas mãos e as joga em cima da cama. Ele me aperta com uma mão em minha cintura e a outra em minha nuca... a sensação do corpo dele contra o meu é uma das melhores do mundo... mas não posso fazer isso.

- Não! – grito – Chega Rafa, não posso fazer isso com a Liv.

- Mas ela... – ele se interrompe

- Ela o que?!

- Ela morreu, Annie. Ela não pode interferir na sua vida amorosa – ele resmunga, e sinto as lágrimas escorrerem por meu rosto

- Eu não... eu não queria te deixar triste – ele diz e me abraça, mas eu o empurro, fazendo-o cair na cama

- Desculpa Rafa, mas... – me sento na cama enxugando as lágimas e entrego sua camiseta – Vá embora

Ele veste a camiseta, mas se senta ao meu lado

- Eu não vou te deixar aqui sozinha

- Passo 90% do tempo sozinha nesse apartamento, e se você não vai sair, eu saio

- Não, você também não vai – Rafa diz e me puxa pelo braço, quase me fazendo cair em cima dele, mas consigo não-cair-em-cima-do-cara-com-quem-eu-quase-transei, e começo a vestir minhas roupas, enquanto Rafa me observa atentamente.

- Vou sim, já discutimos sobre isso, você não manda em mim

- Fica – ele diz, e essa simples palavra faz meu coração acelerar. – Eu prometo que não vou tentar nada, vamos apenas assistir a um filme

- Você já disse isso antes

- Vamos, lá Annie, deixa de ser marrenta

- O que?

- Quis dizer ‘’por favor’’

- Okay... mas, Rafa, em nome da nossa incrivel amizade, nao tenta nada, por favor - imploro e ele acena com a cabeça

Sentamos na cama e Rafa coloca o notebook em seu colo. Antes do fim do filme acabo adormecendo ao seu lado

 

POV’s Rafa

 

 Quando acordo, Annie está com a cabeça em cima de meu peito, e começo a acariciar seu cabelo

‘’O que ela tá fazendo comigo?’’

Ela acorda e continua com a cabeça em meu peito

- Que horas são? – ela pergunta com a voz sonolenta

- Ainda são 6h30, volta a dormir

Ela espera um pouco e então diz

- Rafa, não podemos continuar fazendo essas merdas

- Que merdas?

- Você sabe do que eu estou falando

- Disso? – Pergunto e selo nossos lábios, mas ela não retribui o beijo – Por Favor Annie – Digo entre os lábios dela

POV’s Annie

Não posso deixar isso se repetir. O que a Liv iria pensar? Ela amava o Rafa. Mas, pensando bem... Ela não ta mais aqui. O que ela iria pensar se soubesse que não consigo seguir minha vida?

Interrompo meus próprios pensamentos me entregando ao beijo do Rafa.


Notas Finais


Como também citei n Notas do Autor
Vou postar esse pedacinho que tirei de um capitulo que tinha ficado muito grande, e esse ele acabou ficando muito resumido
MASSS, amanha, prometo 3 capitulos seguidos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...