História Infires! - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bts, Fanfic, Fanfic Bts, Fanfic Jimin, Fanfic Jungkook, Fanfic Taehyung, Hoseok, Imagine Bts, Imagine Jimin, Imagine Jungkook, Imagine Kpop, Imagine Taehyung, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 173
Palavras 604
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - Cleber


Ficamos rindo e contando essas piadas durante umas duas horas.
Quando saiu a piada "O que o Goku foi fazer na loja? Comprar uma super saiajeans!",percebemos que tínhamos passado muito do limite de normalidade humana,e já estava na hora de voltar pra casa.
Eram quase três horas da manhã quando saímos da água.
- PUTA QUE PARIU,QUE FRIO DA PORRA! - Disse tremendo,quando um vento gelado bateu em mim.
Jungkook riu,e me abraçou por trás.
- Mas também né,você sai pra nadar em plena madrugada e não traz toalha. Você é um gênio. - Ele riu,e me deu um beijo no ombro.
Fomos andando abraçados pelo mesmo caminho que viemos,e eu estava me tremendo toda de frio.
- Ei _________,posso te perguntar uma coisa? - Ele perguntou,meio com vergonha.
- Claro que pode Jeon. - Eu respondi,segurando a mão dele.
- Você e o Jimin... Aconteceu alguma coisa né? - Pude perceber como ele estava envergonhado apenas pela voz.
- É... - Eu respondi baixinho.
- Porque está desse jeito? Se arrependeu? 
- Eu não sei direito. Mas eu tenho certeza que não vai acontecer de novo.
- Ué,e porque não? - Ele perguntou,visivelmente embaraçado.
- Ah,acho que foi só coisa de momento. Ele queria e eu também quis. Acho que já passou,duvido que isso aconteça novamente. - Eu respondi,mas pra falar a verdade,não tinha tanta certeza disso.
- Entendi... - Ele terminou o assunto.
Quando estávamos chegando em casa,notamos a luz de um dos cômodos acesas. Acho que era a luz da sala.
- Oxe,mas quem ta acordado numa hora dessas? - Ele perguntou.
- Não faço a mínima idéia. Vamos lá ver.
Eu saí correndo,puxando Jungkook comigo.
Entramos em silêncio dentro de casa,e encontramos Namjoon,sentado no chão e encarando o nada. A cara dele estava meio estranha,parecia que tinha visto um fantasma.
- É... Namjoon,ta tudo bem? - Eu perguntei,meio assustada. Ele estava parecendo uma assombração daquele jeito.
- Não - Ele respondeu - Eu levantei pra beber água agora a pouco,e sem querer quebrei um bonequinho de ação do Jin.
- PUTA MERDA! - Disse Jungkook - E agora véi?
- Sei lá cara,ele vai tirar o meu apêndice e vender na feira! - Ele respondeu.
- É o seguinte,você pega suas roupas e foge pro Brasil. Se perguntarem,você nunca nos conheceu e seu nome agora é Cleber.
- No canto do olho,percebi Jeon segurar o riso,sem sucesso. Ele começou a gargalhar,e Namjoon me olhou com mais medo ainda.
- Ele vai ficar tão bravo assim? Caralho...
- É claro que não! - Eu o segurei pelas mãos e o levantei - Vem,vai pra sua cama que amanhã é outro dia. São 3 horas da manhã! Depois eu peço pro Yoongi passar fita adesiva. Boa noite!
- Ta bom... 
Ele levantou,e voltou pro quarto dele,já dormindo em pé.
Eu olhei pra Jungkook,que ainda estava rindo e disse.
- Esse aí já se fodeu.
- Se fodeu bonito.
Nós rimos e eu dei um abraço nele.
- Boa noite coisinha.
Ele me deu um abraço tão forte que quase esmagou meu pâncreas.
- Boa noite amor.
Eu me virei e saí andando. Já estava subindo as escadas quando ele me chamou novamente.
Eu olhei pra trás e vi ele vindo em minha direção. 
Só deu tempo do meu coração acelerar,antes dele me prender na parede e me beijar.
É.
Eu sei.
MEU DEUS.
Ele me beijou enquanto pressionava meu corpo mais e mais em direção a parede,então eu não estava conseguindo respirar muito bem? Aquilo foi um problema? É lógico que não. Dane-se o fôlego,aquilo ali era mais importante.
Eu não sei por quanto tempo ficamos ali,só sei que quando nos separamos por falta de fôlego o sol estava nascendo.
- Até depois. - Eu disse morrendo de vergonha.
- Até. - Respondeu ele,sorrindo.
Eu subi as escadas,tentando sem sucesso desfazer aquele sorrisinho bobo do meu rosto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...