História Inimigo! Amigo... Paixão?! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star vs. as Forças do Mal
Personagens Marco Diaz, Personagens Originais, Star Borboleta
Tags Friendenimies, Marco, Marco X Tom, Marcoxtom, Martom, Star Vs As Forças Do Mal, Tom, Tom X Marco, Tomco, Tomxmarco
Exibições 253
Palavras 871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Aí vem uma garotinha linda


Fanfic / Fanfiction Inimigo! Amigo... Paixão?! - Capítulo 4 - Aí vem uma garotinha linda

No dia seguinte Marco acordava com a luz do sol entrando no seu quarto pela janela, o clima estava fresco, mas não frio, era como se o clima estivesse em perfeita sintonia para um dia perfeito, muito raro era um dia assim no verão, o céu estava colorido com o branco das nuvens  e pétalas de flores entravam pela janela, foi nesse momento que Marco percebeu que de onde tinham flores  o vento não era forte o bastante para trazer suas pétalas, levantou da cama e a primeira coisa que viu foi a Star entrando correndo pela porta, ela chegou gritando animada

— Ela está chegando!

— Quem? — Perguntou Marco confuso por ter acabado de acabar

— Angélica! Ela está chegando! — Star pegou o braço de Marco e saiu correndo 

— Espera, Star! Mais devagar! — Disse Marco

— Se formos mais devagar vamos perder!

— Perder? Perder o... — Star acelerou o passo e correu até o lado de fora da casa

— Mas o qu...— Marco ficou sem reação ao ver a cena: Várias flores e pétalas flutuavam pelo ar sem nenhum vento, era todos os tipos de flores: Rosas, camélias, violetas de cores que nem imaginava que existiam, e então todas elas se juntarem em um círculo perfeito o qual no meio surgiu uma espada enfeitada com flores que cortou um portal para aquela dimensão, de dentro saiu uma garota sorridente com a espada na mão, o cabelo dela era feito de folhas e margaridas vermelhas, os olhos dela tinham duas cores diferentes o da direita era vermelho e o da esquerda verde escuro, ela vestia um vestido amarelo e verde com um cinto verde com flores rosas, a bainha do vestido eram o mesmo tipo de flor, ela estava descalça.

— Angélica! — Star correu para abraçá-la

— O...olá, Star — Ela falava gaguejando

— Oi — Disse Marco para cumprimentá-la

— O...o...— Ela não conseguia formular o resto da palavra — aaaaaah — No momento em que ela gritou as flores da cabeça dela se abriram mais ainda e então ela se escondeu atrás da Star com as flores de sua cabeça fechadas.

— O que ela tem? — Perguntou Marco  

Star iria responder, mas logo Angélica disse — O...olá! Eu sou Angélica! D-Desculpe! — Ela abaixou a cabeça com o rosto vermelho

— Angélica! Não precisa ter vergonha! — Disse Star — Já sei o que pode te animar! — Star usou o feitiço de fogos de de artifício, os olhos de Angélica brilharam e as flores da cabeça dela ficaram brilhantes

— Luzes lindas! — Flores começaram a nascer no chão, Marco podia pensar o qual estranho aquilo era, mas com certeza depois de conhecer Star nada mais é estranho.

Um tempo passou e eles ficaram conversando, Star tinha preparado uma festa para ela e ela parecia bem confortável com tudo, de noite Janna  e Cabeça-pônei chegaram, elas decidiram jogar o jogo da verdade.

—  Depois do que aconteceu da outra vez? — Questionou Janna

— Dessa vez vai ser do modo tradicional, gata! Esse não tem as punições!— Cabeça-Pônei tentou convencer elas

— O tradicional é chato — Disse Janna

— O...o que houve na ou...outra vez? — Perguntou Angélica

— Garotas! — Exclamou Star — Vamos jogar ou não?

— Sim! — Dizia Cabeça-pônei e Star em sincronia com o "Não" de Janna

— É por maioria, linda! — Cabeça-pônei dançou a vitória

— Por que não fazemos perguntas para ela primeiro se é assim? Ela não estava jogando da outra vez — Janna apontou para Angélica

— E...eu? — Perguntou Angélica com as flores se fechando

— Se joga! — Disse Cabeça-pônei

— Vaai, Angélica! Vai ser legal! — Disse Star

— T...tudo bem

— Euzinha primeiro — disse Cabeça-pônei — Quantos "o" tem nesse ooooooooooooi?

— Eu nã...não sei — Disse Angélica — 7?

A luz acendeu vermelha — Mentira

— Piupiu ou frajola? — Perguntou Cabeça-pônei

— Oi? 

— Por que você gagueja tanto? 

— Não era só u...uma pergunta?

— Tudo bem, essa é definitiva: Por que veio para cá?

— E...eu.... — Ela parou de falar

— Tudo bem? — Perguntou Star sorridente

— Eu queria ver a Star de novo depois desses anos — Disse com as flores na sua cabeça ficando murchas

A luz verde acendeu — Verdade

— Parece uma resposta, próxima — Disse cabeça-pônei 

— Arco-íris ou corações? — Perguntou Star

— Borboletas — Respondeu

A luz verde acendeu — Verdade

— Wooon — Corações saíram da  bochecha de Star

 — Está se soltando, garota! 

— Agora a pergunta difícil que tivemos que responder da outra vez — Disse Janna

— Janna! — Star brigou com ela

— Quem é seu crush?

— Meu....meu....— As flores da cabeça dela estavam completamente fechadas e o rosto dela vermelho — aaaaaah — Ela se escondeu em baixo da cama de Star.

— Angélica?

Nesse exato momento o espelho de Star anunciou uma chamada — Chamada de Tom

— O que ele quer? — Disse Star — Atender

— Oi, Star! Eu liguei errado, mas...

— Desligar

— Ei! Esper.... — A chamada acabou

— T...Tom? — Disse Angélica

A luz acendeu verde — Verdade

— O quê?! — Todas ficaram supresas

— Não! Não é isso! É outro Tom! Não....Nenhum Tom! Essa coisa deve estar com defeito! — Disse Angélica tentando concertar

— Wooooooo, Gata! — Exclamou Cabeça-Pônei — Eu shippo

— Eu nem sei o que dizer...— Janna estava sem palavras

— Isso é tão lindo! Você gosta de alguém! — Disse Star animada — Precisa sair com ele! Agora!

— N...não, Star! — Exclamou Angélica — Ele nem sabe quem eu sou

— Precisa sim! Eu, você e o Marco vamos sair com ele! 

— Nã...Ei, o quê? 

— Vamos dar um jeito de vocês ficarem sozinhos, é fácil!

— Star...

— Eu, você e o Marco vamos, está decidido!

— Está bem...

Continua...

 


Notas Finais


Porque não é história de amor sem um rival
...Será que vai ser realmente ela que vai ficar sozinha com o Tom?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...