História InkTale: Amor Artista - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Burgerpants, Chara, Doggo, Error Sans, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Ink Sans, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Tags Charaxasriel, Chariel, Frans, Inktale, Inkxfrisk, Undertale
Visualizações 27
Palavras 558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Casa da Undyne


Frisk P.O.V 

Eu tô na casa do Pap, dei uma passadinha na casa da mulher-peixe e ela não tava querendo me responder. 

-OLÁ HUMANA! VAMOS NA CASA DA UNDYNE, PARA FAZER AMIZADE COM ELA! 

-Tá bem. 

*Quebra de tempo 

-AQUI ESTAMOS, NA CASA DA UNDYNE!-Ele bateu na porta. 

-Oh, olá Papyrus! Pronto para o seu treinamento extra-particular? 

Te juro, não dá para não pensar besteira! Eu tentei, mas não dá! E até a Chara tá vermelha. 

-Realmente, eles não fazem nada "sexual", mas o jeito que ela falou... 

Voltando ao normal, Papyrus disse:

-EU TROUXE UMA AMIGA- na hora que ele disse isso, a Chara o corrigiu dizendo "cunhada", eu vou matar ela.- QUE TAMBÉM QUER SER SUA AMIGA! 

-Ah, legal, e quem é - Ele saiu da minha frente e Undyne olhou para mim morrendo os lábios. 

-Ahm... Entrem. 

-ENTÃO, EU TE TROUXE UM PRESENTE! -Ele deu um osso para ela. 

-Legal, vou guardar com os outros. 

-ENTÃO... EU VOU NO BANHEIRO! 

Ele pulou pela janela. 

-Então, para veio aqui, para zombar de mim por vitórias passadas?! 

-Não tia. O que passou, passou. Quero ser sua amiga! 

-Olha, eu só não te expulso pois sou uma boa anfitriã, então... Quer tomar algo? Tem chá, achocolatado, etc... -Ela lançou um sabre em mim.- Como boa lutadora de esgrima, saber invocar sabres é essencial! Escolha o que quer com o sabre. 

Eu escolhi um achocolatado. 

-Tudo bem, vou fazer um para você. 

*Quebra de tempo.

Ela fez achocolatado e deu um para mim e ficou com um copo. 

-Sabe... Eu não posso deixar o Papyrus entrar na guarda real. 

-Por quê? 

-Ele é muito bonzinho! Por exemplo, era para ele te capturar, mas ele fez amizade com você! Eu não iria suportar... Ver a poeira dele... Vê-lo morrer... - Ela lacrimejou- Ei... Falando nele... ERA PARA ELE ESTAR TENDO A AULA DE CULINÁRIA! 

Undyne, sinonimo de bipolaridade. A um tempo atrás lacrimejou, e agora está estérica. 

-AGORA VOCÊ TERÁ NO LUGAR DELE! NGAHHHHH! 

ELA ME SEGUROU PELA CABEÇA E POR UM POUCO TEMPO, UMA VEZ RARA, ABRI MEUS OLHOS! ELA ME LEVOU PARA FRENTE DO FOGÃO E DISSE:

-VAMOS FAZER ESPAGUETE! 

Entendi porque o Pap é viciado em espaguete. 

-AGORA, ESMAGUE OS TOMATES! 

Eu fiquei com pena dos tomates e fiz carinho neles. 

-NÃO É ASSIM QUE SE FAZ-Ela esmagou eles. 

-AGORA, VAMOS FAZER O ESPAGUETE! AUMENTE O FOGO! 

*Quebra de tempo.

A casa tá pegando fogo a Undyne querendo me matar. DE NOVO. 

-VOCÊ NÃO VAI CONTROLAR MINHA MENTE! 

-Como que eu vou fazer isso? Isso só acontece em anime, a gente está na vida real. Isso não acontece. 

Naquela hora Undyne empalideceu. 

-Co-como assim? Vo-vocês não tem ca-cadernos que se escrever o nome a pessoa já morre, nem meninas fofas que salvam o mu-mundo? 

-Não. 

Ela desmaiou. E a casa tá pegando fogo, esqueci. Eu carreguei ela para fora do fogo e vi Papyrus na frente. 

-Cara, socorro, mulher-peixe desmaiada! 

-O QUE ACONTECEU COM A UNDYNE?! -Ele correu e segurou ela. 

-Ela desmaiou, tá pálida, leva ela pro hospital! Chama o SAMU! 

-O Ink apareceu e disse:

-Alguém chamou o SANS-MU? 

Eu ri disso, não sei como. 

-INK, EU SÓ NÃO TE MATO PORQUE A UNDYNE TÁ PASSANDO MAL, ME TELEPORTA PRO HOSPITAL, AGORA! 

-Ok, Ok, mas a humana gostou.-ele disse corado. 

*Saber que finalmente acabou o capítulo, te enche de determinação! 


Notas Finais


SANS-MU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...