História Inktale: Sentimento em Cores - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Ink! Sans X Frisk
Exibições 99
Palavras 1.747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiiii povinho do meu coração
Mais um cap pra vocês

Capítulo 8 - Alice, Letícia e Chris Conhecem Ink


Fanfic / Fanfiction Inktale: Sentimento em Cores - Capítulo 8 - Alice, Letícia e Chris Conhecem Ink

Ink Sans ON

Frisk estava encolhida na cama, eu não podia acreditar no que meus olhos estavam vendo. Parece que não ocorreu nada bem com a irmã dela.

Abri a janela devagar e entrei no quarto, ela nem me notou no cômodo. Me aproximei devagar e fiquei do lado dela.

Ink: Frisk?

Frisk levantou a cabeça e olhou para mim, as lágrimas escorriam no seu rosto, seus olhos estavam vermelhos de tanto chorar e ela não parava de soluçar.

Frisk: * Choro * Oi... Ink...

Ink: O que aconteceu Frisk?

Frisk: A Chara...

Ink: Sei...

Frisk: ...

Ela voltou a chorar, eu não tinha muito o que fazer, apenas sentei do lado dela e a abracei. Nós ficamos quietos por um tempo, Frisk precisava de alguém do lado dela, para fazê-la sorrir.

Então eu tive uma ideia.

E se entrasse em contato com os seus amigos?

Eles poderiam ajudar.

Mas ai teríamos que explicar o que eu sou, não dá para ficar com o disfarce o tempo todo.

Acho que revelar minha identidade para os amigos dela não faz mal.

Vai ser por uma boa causa.

Vi o celular dela na escrivaninha, peguei ele e olhei os números. Três deles eram os mais conversados, olhei os nomes.

Alice, Letícia e Christopher.

Ink: São os seus amigos?

Frisk olhou na tela do seu celular.

Frisk: São... por quê?

Eu peguei e usei o sistema de mensagem. Como eu sabia usar? Não me perguntem porque eu também não sei.

Enviei para eles e quando Frisk viu o que eu estava fazendo tomou o celular da minha mão.

Frisk: O que é que você está fazendo!?

Ink: Chamando seus amigos.

Frisk: Ficou louco!? Eles vão ver você!

Ink: Não tem problema. Aliás, você precisa de companhia.

Frisk: Eu já tenho você!

Ink: ...

Frisk: C-Como companhia.

Ink: Mesmo assim. Precisa de pessoas que te faz rir, tenho certeza que eles vão ajudar.

Frisk: E o que vamos falar sobre você?

Ink: A verdade.

Frisk: Tem certeza disso?

Ink: Claro.

Frisk: Está bem.

--------------------=--------------------

Alice ON

Eu estava preocupada com a Frisk, ela estava tão triste que queria ficar sozinha, ela nem respondia às minhas mensagens.

Letícia e Christopher estava em casa. Nós estávamos terminando a nossa lição de português quando meu celular começou a vibrar.

No começo pensei que era o meu primo querendo encher minha paciência para ir na casa dele jogar no playstation 3, quando ele não consegue chamar um amigo eu sou a ultima pessoa que ele encontra para jogar vídeo game. Mas ultimamente eu ando recusando os convites dele, porque eu preciso estudar para as provas.

Quando olhei no celular, vi que era uma mensagem da Frisk. Achei estranho, ela disse que queria ficar sozinha e que era para não mandar mensagem, agora ela quer falar comigo?

Frisk queria que eu, a Letícia e o Chris fossemos para casa dela. Não deu muitos detalhes do por quê de estar nos chamando, mas nós vamos mesmo assim.

Alice: Gente, a Frisk mandou mensagem.

Letícia: Sério?

Alice: Sério.

Chris: O que ela quer?

Alice: Quer que a gente vá na casa dela.

Letícia: Mas ela não disse que queria ficar sozinha?

Alice: Parece que ela mudou de ideia.

Chris: Então o que estamos esperando? Vamos.

Arrumamos todas as nossas coisas que estavam jogadas pelo chão, eu dei uma ajeitada na cama, já que estávamos deitados nela. Coloquei meu material em cima da escrivaninha, enquanto Letícia e Christopher colocavam o material na mochila.

Avisei a minha mãe que nós iríamos na casa da Frisk e ela disse para tomarmos cuidado na rua e para mim voltar antes de anoitecer.

Coloquei uma roupa decente, eu ainda estava com a roupa da escola. Coloquei um short, uma blusa e um tênis.

Nós sainos de casa e fomos em direção a casa da Frisk. Andamos calmamente pelas ruas, estava bem silencioso para uma Quinta-Feira, normalmente as pessoas estariam trabalhando que nem loucas, iria ter gente andando para todos os lados e turistas que vêm a cidade para conhecer o monte Ebott.

Nós chegamos na casa da Frisk alguns minutos depois, eu toquei a campaínha e a mãe dela abriu a porta.

Alice: Boa Tarde, senhora Martin.

A mãe de Frisk se chamava Alison Martin.

Alison: Boa tarde.

Letícia: A Frisk mandou mensagem para nós virmos.

Alison: Ela não me disse que vocês viriam.

Alice: Não?

Alison: Não. FRISK, SEUS AMIGOS ESTÃO AQUI!

Deu para mim ouvir ela respondendo lá do quarto.

Alison: Ela disse para você subirem para o quarto dela.

Chris: Está bem.

Alison: Sintam-se a vontade.

Vi a mãe de Frisk ir para a cozinha.

Nós subimos as escadas e fomos para o quarto dela, eu bati na porta.

Frisk: Pode entrar.

Nós entramos no quarto dela, Frisk estava sentada na cama. Deu para ver que os olhos dela estavam vermelhos de tanto chorar.

Alice: Frisk, por que você nos chamou aqui? Não tinha dito que queria ficar sozinha?

Frisk: Não fui eu que chamei vocês?

Letícia: Não? Então quem foi?

???: Fui eu.

Nós viramos para o lado e vimos uma silhueta encostada perto da janela, ele tinha a mesma altura que a Frisk.

A figura desencostou da parede e andou na nossa direção, quando deu para olhá-lo direito eu fiquei espantada. Era o mesmo esqueleto que Frisk havia desenhado e que a Gisele ficou implicando que era apenas um mundo de fantasia.

Na verdade eu achava também, mas para não ser chata eu disse para Frisk que um dia eu queria conhecer ele e para a minha surpresa, estava bem na minha frente.

Todos os detalhes do desenho de Frisk se encaixavam perfeitamente nele, parece que Frisk ficou bem atenta com os detalhes. Isso me parece algo mais. Acho que alguém está apaixonada.

Letícia: Quem é você?

Ink: Eu sou Ink.

--------------------=--------------------

Frisk ON

Meus amigos ficaram olhando para Ink com cara de quem não sabe o que dizer. Alice meio que já sabia dele, então ela não estava tão surpresa quanto os outros dois.

Alice: Então, você é o Ink.

Ink: Sabe sobre mim?

Alice: Eu vi o desenho que Frisk fez de você.

Ink: Então você já estava ciente de minha existência.

Alice: No começo eu pensei que era apenas fantasia, mas depois eu percebi que era real.

Letícia: O que você é exatamente?

Ink: Eu vou explicar.

Todos se sentaram na cama, Ink começou a explicar para os meus amigos tudo o que eles precisavam saber e porque ele os chamou aqui.

Ink: Frisk precisava de companhia, então eu chamei vocês.

Alice: Foi muito bom da sua parte se preocupar com Frisk.

Notei que a Alice ficava olhando para mim e para o Ink, dando risada. Ela não está pensando nisso?

Letícia: Deve ser legal cuidar das AUs.

Chris: Deve mesmo.

Ink: De um ponto de vista é, mas também tem muitos problemas.

Alice: Que tipo de problemas?

Ink: Há alguém lá comigo, parecido. Seu nome é Error.

Frisk: Você nunca mencionou ele para mim.

Ink: Achei que você não precisava saber. Mas enfim, ele está sempre tentando destruir as AUs e eu tenho que impedir.

Letícia: Isso é terrível!

Chris: É mesmo.

Alice: Mudando de assunto... que tal nós jogarmos algum jogo?

Frisk: Qual?

Letícia: Você tem vários jogos de tabuleiro, Frisk. Fala o nome deles para nós escolhermos.

Frisk: Bom... eu tenho Batalha naval, Jogo da vida, Banco imobiliário e Clue.

Alice: Todos são bons.

Chris: Difícil de escolher.

Ink: O que são esses jogos?

Alice: Você não sabe né?

Vi o Ink negar com a cabeça.

Frisk: Então nós vamos mostrar para você. Que tal jogarmos Clue?

Chris: Por mim tudo bem.

Letícia: Está bem.

Alice: Vamos jogar.

Eu levantei da cama e fui pegar o jogo que estava dentro do guarda-roupa, peguei a caixa e sentei no chão. Alice, Letícia, Chris e Ink sentaram em um círculo enquanto eu arrumava o tabuleiro e as cartas, junto com as evidências, armas do crime e personagens.

Ink: Como joga?

Frisk: Bom... nós temos esse cenário.

Eu aponto para o tabuleiro.

Frisk: Aqui no centro do tabuleiro nós temos esse saquinho onde está marcado a cena do crime, quem matou e a arma usada. Nós não sabemos quem é e precisamos descobrir, eu separei cartas para todos nós. As cartas que temos descartam qualquer hipótese que outra pessoa dá sobre o que aconteceu. Por exemplo, se eu digo que o crime aconteceu na biblioteca e que foi usada a chave inglesa como a arma do crime e você tiver a carta da biblioteca, então o cômodo é descartado e nós sabemos que o crime não ocorreu lá.

Alice: O jogo continua até que alguém descubra quem matou, o local e a arma.

Alice pegou dois dados.

Alice: Nós usamos os dados para definir o tanto de quadrados que devemos andar.

Ela joga os dados e o número dá três e quatro.

Alice: Três mais quatro é sete, então eu posso andar sete quadrados.

Frisk: A contagem de casas serve para locomovermos nosso personagens pelo cenário e entramos nos cômodos.

Eu peguei as armas de plastico.

Frisk: E quando você for dar sua hipótese sobre a arma do crime, pegue a arma que você acha que é e coloque no lugar que você está.

Alice: Você entendeu nossas explicações?

Ink: Acho que sim.

Chris: Então vamos começar.

Foi bem divertido jogar Clue, Ink estava jogando bem, ele pegou as regras facilmente e deu as suas hipóteses nos cômodos.

A primeira rodada foi a Alice que ganhou, ela tem uma memória impressionante para lembrar tudo o que foi usado e descartado.

A segunda rodada foi a Letícia, ela acertou todas as coisas na terceira vez dela.

A terceira rodada fui eu, acho que esta a nervosa ou algo assim porque eu estava indecisa em que arma seria a usada no crime, mas no final eu acertei.

Na quarta rodada foi o Chris e na quinta foi o Ink, ele ficou tão feliz de estar conseguindo jogar.

Nós fizemos uma sexta rodada para desempatar, já que todos estavam com um ponto. Por fim a Alice ganhou, na parte de memória não dá para competir com ela.

Já estava dando o horário e todos se despediram para ir embora, Alice, Letícia e Chris se despediram de mim e do Ink e foram embora. Ink me ajudou a guardar as peças do jogo e foi embora saindo pela janela.

Fiquei feliz de meus amigos terem o aceitado tão bem.
 


Notas Finais


AEEEEEEEE
GENTEEEEEEEEEE
COMECEI O MEU CANAL NO YOUTUBE
ME AJUDEM LÁ SE QUISEREM
IGNOREM O FATO DE EU SER RETARDADA
https://m.youtube.com/my_videos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...