História Innocence is charming. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Castiel, Charlotte, Iris, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Rosalya, Violette
Exibições 71
Palavras 2.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eiiiiiii gente, EU VOLTEI!!!!!!!

Desculpem minha demora, mas não importa. Agora eu voltei com mais um cap para vocês e eu espero que gostem.

Não esqueçam de comentar e obrigada pelos comentários do cap passado, prometo responder a todos. 🙊🙈

Valeu pelos favoritos, fico feliz que tenha gente gostando. 😊😊

Sem mais delongas, bota lê minha gente. 📖🙈😱

Capítulo 12 - You abused her Nathaniel !!


Fanfic / Fanfiction Innocence is charming. - Capítulo 12 - You abused her Nathaniel !!

               " Eu encontrei em você carinho, amor, proteção e amizade. Encontrei atenção, companheirismo, reconhecimento e perdão. Encontrei, a vida, razão e loucura. Encontrei paixão, afeto e cumplicidade. Porfim, como se não bastasse, me encontrei em você também! "

 

               " I have found in you affection, love, protection and friendship.  I found attention, companionship, recognition and forgiveness.  I found life, reason and madness.  I found passion, affection and complicity.  Finally, as if that were not enough, I found myself in you too! "

 

 

 

 

 

   A reação da Rosa não foi nada boa, muito pelo contrário. A garota ficou furiosa, não conseguia acreditar no que estava ouvindo. Maddison por outro lado, agora entendia o que havia feito, ela não se sentia culpada, não sentia raiva do irmão. Ela havia gostado e mesmo sendo errado não queria que aquilo acabasse, porém um pensamento não sai de sua cabeça, uma frase que a Rosa disse: " Ele só quer se aproveitar de você. " Seria isso realmente verdade? 

   A pequena estava muito confusa, não sabia o que pensar, o que fazer, como agir. Tentava acalmar a platinada mas não sabia o que falar para tranquilizar a amiga então apenas ficou quieta já que se sentia, em parte, culpada.

         - Como ele pode fazer uma coisa dessas! - Exclamou Rosa, andando de um lado para o outro naquela sala vazia. - Eu respeitava ele!

         - Deve ter uma explicação. - Sussurrou a morena, mais para si mesma. 

   Mesmo sabendo que o que o irmão fez foi errado ele ainda tentava defendê-lo e tentava achar uma razão para o que ele fez. Sabia que era ridículo mas não queria julga-lá sem antes conversar com o mesmo é saber o porque de ele ter feito tal coisa.

          - A única explicação é que Nathaniel é um canalha. - Afirmou parando de andar e olhando para sua amiga. - Eu esperava mais dele.

         - Rosa eu... Não sei nem o que dizer. E-Eu não s-sabia que era errado. - Tentou se desculpar com a platinada.

         - Não precisa dizer isso, você só foi vítima. A culpa é toda dele. - Acusou caminhando até sua amiga. Rosa lhe lançou um olhar compreensivo e acariciou de leve os cabelos da morena. - Me promete uma coisa?

         - O que? 

         - Não vai chegar perto dele nunca mais. 

   A morena gelou, não ela não queria isso. Ela queria conversar com ele, queria entendê-lo. Não queria ficar longe do loiro. Só essa simples ideia fez seu estômago revirar e ela sentiu-se mal.

         - Mas... Moramos na mesma casa. - Tentou achar algum argumento plausível para poder conversar com o irmão.

         - Eu sei, mas não deixe ele se aproximar. Ignore-o. - Pediu, mas a morena permaneceu em silêncio. - Promete? - Insistiu. Maddie abaixou a cabeça mas não respondeu. - Maddison! Promete para mim!?

         - Prometo. - Mentiu. Se sentia péssima por isso mais não iria parar de falar com o loiro, não enquanto não souber sua versão da história.

   A expressão da platinada se suavizou um pouco. Ela soltou o ar, como se bufasse. Abraçou a amiga e plantou um beijo em sua bochecha, depois se afastou. Rosa pegou sua bolsa e então voltou-se para a pequena.

         - Vou conversar com ele agora mesmo.

         - Rosa... A-Acho melhor não... - Falou apreensiva observando a amiga abrir a porta. - N-Não precisa fazer isso...

         - Ah preciso sim, preciso muito. Ninguém abusa da minha amiga e sai ileso. - Exclamou aborrecida saindo logo em seguida.

   Maddison bufou e abaixou a cabeça permitindo que uma lágrima lhe caísse pelo rosto. Rapidamente ela levou a mão ao local e limpou o rastro molhado que a mesma tinha feito enquanto puxava o ar pelo nariz.

         - Maddison, está tudo bem? - A garota sentiu uma forte mão tocar seu ombro e ao voltar seu olhar para traz o encontrou.

         - Castiel!  

 

 

 

    Rosa chegou em frente à faculdade antes de todos entrarem para suas salas e, logo de cara, encontrou o loiro que conversava animado com seus amigos. A platinada estava vermelha de raiva. Foi logo entrando e caminhou em direção do mais velho. Nem ao menos conversou com o garoto e já foi logo puxando-o para um local mais afastado, ignorando seus protestos.

         - Ficou louca! - Exclamou Nathaniel ao soltar-se das garras da platinada.

   O garoto ficou em pé, batendo a poeira de sua jeans e arrumando o cabelo juntamente com a gravata.

         - O único louco aqui é você! - Gritou a garota apontando para o menina a sua frente em sinal acusatório.

         - Do que você esta falando? - Perguntou em tom irritadiço.

         - Não se faça de desentendido Nathaniel, eu sei de tudo! - Acusou ainda em voz alta.

   As pessoas que passavam pela frente da porta os olhavam com curiosidade e estranheza. Nathaniel achou que seria melhor acalmar a garota antes de entender o porque de ela estar agindo daquele jeito.

         - Calma, vamos sentar e conversar igual pessoas civilizadas. - Pediu o loiro em tom manso.

         - Que tipo de pessoa civilizada abusa da própria irmã?! - A platinada gritou olhando para o garoto com o que pode ser nojo.

   Nathaniel gelou, então ela sabia. Ele não considerava como abuso mas sabia que se outra pessoa descobrisse iria pensar assim. Mas como ela poderia saber de algo tão íntimo que só ele é Maddison sabiam?

         - Você deve ser a Rosa. 

         - Rosalya para você. - Corrigiu ríspida, desta vez em tom mais baixo. - Eu te respeitava. Agora só sinto nojo.

         - Maddison te contou não foi?! - Perguntou mesmo já sabendo a resposta.

         - Contou sim! Como pode fazer isso com ela? - Disse agora um pouco mais calma.

      Rosa sentou-se na cadeira que havia no local e Nathaniel a acompanhou, ainda mantendo uma boa distância entre os dois já que a garota continuava furiosa.

         - Olha eu acho que isso eu tenho que resolver com a Maddie. - Respondeu com seu tom de voz o mais amigável possível.

         - Não, isso você não tem que resolver com ninguém! Não vai mais chegar perto da Maddie, nunca mais.

         - Olha aqui, o que eu faço ou deixo de fazer não é da sua conta! - O loiro explodiu, ele iria sim conversar com a morena. Tinha que resolver isso. - Se eu quiser falar com a Maddison eu falo e não vai ser você quem vai me impedir.

         - Na verdade vai ser sim. Se chegar perto da Maddison outra vez eu te denuncio a polícia e você vai preso. - Ameaçou fitando-o e naquele momento Nathaniel sabia que se olhar matasse ele já estaria morto a bastante tempo.

         - Então porque não denúncia. Não tenho medo de você garota. 

         - Ah mais vai ter, não denuncio porque daria muito problema para a Maddie e eu não quero isso porque eu sou a única aqui que pensa no bem estar dela. - Rosnou extremamente fora do controle.

         - Disso você não pode me acusar, não tem provas de que eu não pensei no bem estar dela. Não a machuquei em nenhuma das vezes. - Rebateu se levantando e andando de um lado para o outro.

         - Você abusou dela Nathaniel!! - Exclamou incrédula.

         - Não ouvi ela reclamar.

         - Ela nem sabia o que estava fazendo, só queria agradar você idiota! E você ainda se aproveitou da inocência dela, insensível! - Rosa usava um tom alto, não alto o bastante para quem estava do lado de fora ouvir.

         - Você não tem nada que se intrometer nesse assunto. - Brandiu mau humorado voltando o olhar para a garota.

         - Eu só quero que minha amiga esteja segura e longe de você.

         - Novidade, moramos na mesma casa. - Exclamou sarcástico abrindo um sorriso de desdém.

         - Não importa! Maddison me prometeu que não iria mais falar com você, então se ela me contar que tentou alguma coisa eu mesma vou te denunciar. - Ameaçou e sem esperar nenhuma resposta saiu deixando o loiro sozinho.

   Nathaniel sentou na cadeira e apoiou os cotovelos na perna afundando seu rosto em meio às mãos.

         - Merda! O que eu faço agora?!

 

 

 

         - Maddie o que houve? - Castiel perguntou abraçando a pequena que tentava impedir as lágrimas de cairem.

         - E-Eu estraguei t-tudo. - Respondeu baixinho escondendo o rosto no peito do ruivo apertando um pouco mais para si.

         - Não meu amor, você não estragou não. 

         - Nem sabe o que eu fiz. - Murmurou chorosa contra a jaqueta de couro do mais velho.

         - Não importa, você não fez nada de errado. Você é a Maddison. - Consolou acariciando seus curtos fios negros.

         - Dessa vez eu fiz. - Respondeu manhosa soltando um soluço.

         - Ei. - Castiel afastou-a um pouco e pegou o frágil rosto da garota entre suas mãos fazendo ela olhá-lo. - Não chora. Tenho certeza que tudo vai se resolver.

   Maddison apenas assentiu e voltou a abraçá-lo fortemente. A morena passou a mão pelo rosto, enxugando suas lágrimas e tentando se recompor. Os dois ouviram uma leve melodia soar na sala vazia. A menor pegou seu celular olhando para a tela.

         - Rosa! Ela não pode saber que eu chorei. - Maddison respirou fundo e atendeu o telefonema.

         " - Oi Rosa.

         - Maddie não se preocupe com mais nada. - A platinada falou em tom de voz mas calmo. - Já falei com Nathaniel... - A garota pronunciou o nome com nojo estampado na voz. - Ele não vai mais chegar perto de você.

         - Ah... - Exclamou desanimada. Ela não queria aquilo, queria poder conversar com o irmão. Mais uma onda de lágrimas ameaçou a sair porém a garota engoliu o choro e voltou a falar com a amiga. - Tá bom.

         - Não precisa ficar receosa ele não vai mais tocar em você.

         - Brigada Rosa.

         - Para isso que serve as amigas. "

   A morena desligou o celular e voltou a chorar. O ruivo a abraçou novamente e não disse nada. Apenas deixou a menina extravasar todo esse sentimento ruim que estava sentindo.

         - Se eu não tivesse contado para a Rosa nada disso estaria acontecendo agora. - Lamentou, se afastando do garoto.

         - Vai dar tudo certo. - Consolou se levantando da cadeira e pondo-se de pé ao lado da menor.

         - Não tenho tanta certeza. - Falou desanimada. - Mesmo assim obrigada.

         - Sempre que você precisar. - Respondeu abrindo os braços.

         - Molhei sua camisa. - Anunciou timidamente apontando para a blusa vermelha do garoto, aonde havia uma mancha mais escura. - Desculpa.

         - É só água, vai secar. - Deu de ombros a olhando com um carinho fora do comum para um bad boy. 

         - Rosa não pode saber que eu chorei. Tenho que passar no banheiro. - Exclamou pegando sua bolsa e caminhando em direção à porta.

   Antes de sair sentiu a fria mão tocando seu braço e impossibilitando-a de sair. A morena voltou seu olhar para o ruivo, confusa.

         - Eu sei que não é uma boa hora mas... Queria saber se já tem a minha resposta?! - Perguntou apreensivo. Maddison abriu um sorriso para ele.

         - Oh sim. - Exclamou, lembrando-se que lhe devia uma resposta. - Eu aceito ir ao baile com você.

 

 

 

   Ao adentrar a casa, Maddison foi recebida com o familiar silêncio do lar já que seus pais quase nunca estavam em casa, quando estavam, se encontravam em seus escritórios trabalhando. Ambre não para mais em casa depois que a morena chegou e Nath... Bom, ela não acha que ele quer falar com ela agora.

   Suspirou jogando a mochila no sofá e sentando-se ao lado. Ela queria conversar com Nathaniel porém não sabia se o mesmo se encontrava e sua covardia a impedia de presenciar a reação do mais velho ao vê-la. Na maior desanimo possível, a pequena pegou o controle remoto e ligou a televisão colocando um programa qualquer.

   Nem com todo o esforço do mundo a garota conseguiu se concentrar no falatório do aparelho. Com a audição aguçada a menina tentava entender o que as pessoas que residiam na tela do eletrônico falavam mas os seus pensamentos estavam em outras coisas, ou melhor, em outra pessoa.

   Um pequeno barulho vindo da porta conseguiu desfocar totalmente a menor. Ela voltou o olhar para a entrada e encontrou um par de olhos âmbar a encarando intensamente.

   Ela, nem de longe, pensava receber um olhar assim dele depois do que fez. Ela estragou a única chance que os dois tinham de ficar juntos e a mesma se sentia muito culpada por tal ato. Imaginava que Nathaniel ficaria bravo com ela e não lançar lhe um olhar como esse.

         - Nath... e-eu sinto muito. E-Eu estraguei tudo. - Sussurrou abaixando a cabeça.

   O loiro a olhou, agora entendia o porque de ela não ter ido falar com ele. Ela se sentia culpada! O mais velho abriu um sorriso fofo e caminhou até a pequena passando o barco em sua cintura e com a outra mão elevou o queixo da menina.

         - Não foi sua culpa, boneca! - Respondeu em seu tom de voz amigável. - Você só queria entender o que estávamos fazendo, eu entendo.

   O loiro ainda tinha o receio de beija-lá e ela acabar contando para Rosa então ele não o fez. Se afastou da pequena e apenas acariciou seus cabelos.

         - Achei que ficaria furioso comigo. - Disse, triste por ele ter recuado assim de repente.

         - Podia ter falado comigo.

         - Eu sei m-mas... e-eu estava c-com vergonha. - Respondeu ligeiramente envergonhada. 

   O loiro sorriu, adorava a inocência da garota, e a puxou para seu colo a abraçando fortemente e deixando um beijo em sua bochecha. 

         - Então... v-você ainda quer... d-falar comigo?! - A pequena perguntou, com a cabeça baixa e ainda receosa.

         - É claro que eu quero, achei que você não quisesse. 

         - Rosa! - Exclamou, ligeiramente mais feliz do que antes. - Mas... como nos... como nos estamos... a-agora?

   Nathaniel fez uma pausa para pensar. Nem ele sabia, os dois estavam confusos, e arrisco dizer, apaixonados. O loiro queria conversar com ela mas não ali, não em casa. Ele queria levá-la para um dos lugares que ele tinha certeza de que ela nunca havia ido. E era isso que ele iria fazer.

         - Venha! - Chamou-a, se levantando e estendendo a mão para a mais nova. 

         - Aonde vamos?! - Perguntou, curiosa e confusa.

         - Você vai ver.

         - Pode ser mais específico?! - Pediu se levantando do sofá e olhando seu irmão mais velho. Ele aproximou seu rosto do dela, ainda sem toca-la.

         - Vamos passear. - Sussurrou em seu ouvido, se distanciando logo em seguida. - Mas dessa vez tem que ser segredo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Comenta aí o que você achou. Quero ver vários comentários em gente, não me deixem no vácuo. 🙈🙈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...