História Innocence °Yoonmin° - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO
Personagens Chanyeol, D.O, D-Lite (Daesung), G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Seungri, Suga, T.O.P, V
Tags Bangtan Boys, Gay, Hot, Jimin, Lemon, Yoongi, Yoonmin
Exibições 1.235
Palavras 616
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Título bem legal


Eyes

Acordei cedo de mais, fui até o banheiro e me olhei no espelho, eu fazia isso todas as manhãs...na esperança de um dia acordar e me sentir bonito. Nada novo.

- filho você está acordado? - ouvi minha mãe me chamando.

- sim.

- Jin está esperando por você meu amor.

Ouvi os passos dela se afastando e a porta do quarto se fechando. Taehyung pelo visto não havia dedurado pra minha mãe que Yoongi quase havia me beijado, até porque eu tinha ele na ponta dos meus dedos, era tanta cagada que esse menino arranjava e eu não contava. Desci e encontrei um Jin muito, muito, muito feliz mesmo. Sentado no sofá.

- vamos, Hyung?

Ele sorriu pra mim, eu amava o sorriso de Jin, era reconfortante. Serio. Podiam matar meu cachorro, se Jin sorrir pra mim eu certamente ficaria feliz de novo. Entramos no carro de Jin e la estava Kook.

- oiii, kookie. - falei sozinho pra ele.

- olá, anjinho. - ele mordeu o lábio inferior e logo sorriu.

Jin as vezes passava do limite quando o assunto era velocidade, sabe.

- conheci um garoto...- Jin falou. - ele me mando uma mensagem.

- como é o nome? - perguntou Kookie.

- ele só falou a primeira letra do nome e o apelido.

- qual é? - sussurrei.

- começa com N. - ele parou pra uma velhinha passar. - apelido Monster.

- conhece? - Kookie perguntou.

- nunca na minha vida. - ele deu de ombros. estacionando no estacionamento da escola.

Peguei minhas coisas e Kookie me abraçou. subimos as escadas abraçados, as vezes Kookie deixava beijos no topo da minha cabeça. Senti alguém esbarrar em min e cai no chão. Yoongi.

- desculpe, casalzinho 20.

- você tá bem? - jin veio até mim. - SEU IDIOTA, DA PRÓXIMA VEZ QUE ENCOSTAR NO JIMIN... EU CORTO SUAS BOLAS, SEU VIADO. - jin gritou.

- EU NÃO DOU A MÍNIMA. FODA-SE. - Yoongi gritou de volta e continuou andando com passos firmes.

Me levantei e fui pra sala, o professor me olhou e revirou os olhos. Me sentei ao lado do babaca mesmo, só tinha esse lugar mesmo.

- você está bem? - ele ironizou.

Fiquei calado o resto da aula, se tem uma coisa que aprendi com Jin, é que o silêncio tortura mais que qualquer palavra do mundo.
E foi isso que eu fiz, não importa o que ele pergunte, só vai ter isso de mim. Silêncio.
A aula acabou e eu estava indo procurar meu irmão quando Yoongi me parou.

- vai me fazer de invisível?

- tem um pedaço de papel e uma caneta?

- Ah sim. - ele pegou a caneta e o papel, entregou a mim.

Escrevi um "sim" no papel e acrescentei um "para sempre" entreguei a ele e sai correndo.

- pra sempre é muito tempo, anjinho. - ele gritou.

Corri atrás de Tae, procurei ele no colégio inteiro. So faltava o banheiro, e é pra lá que eu vou. Quando cheguei no 3 andar eu já estava morto, respirei fundo e abri a porta.

- Tae...

Tae estava sentado no chão do banheiro com uma carinha triste.

- Hobi ta bravo comigo porque eu ri da piada do jin-hyung.

- mas que piada, idiota? Ele gosta de você... Pelo menos gostava, né?!

- mas não posso ficar com ele... Não quero o magoar... Eu gosto do Hobi, Jimin.

- você deveria conversar com o Jin... Sem dar risada. - e rezar pro Jin não matá-lo.

- tudo bem. - ele levantou e saiu correndo porta a fora. Se jin matar ele... Pelo menos eu fico com a coleção de mangá dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...