História Innocent Girl? - Taehyung e Jungkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jungkook, Kook, Taehyung
Exibições 343
Palavras 1.779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu estou tão feliz por começar esta nova fanfic, queria poder abraçar cada pessoa que começou a ler ela, sério <3
Este primeiro capítulo é apenas uma introdução ao universo da história, então não esperem muito dele.
Espero realmente que gostem e qualquer elogio, pedido e crítica construtiva é aceita e bem vinda.

Ela é apenas uma mulher, uma garota, uma menininha, não sabe o que o irá por vir...não sabe que estas férias podem mudar a sua vida.
Ela vai sair de seu mundo de contos de fadas e construir sua própria história, só falta escolher seu príncipe.

Capítulo 1 - Prólogo: lonely girl


Fanfic / Fanfiction Innocent Girl? - Taehyung e Jungkook - Capítulo 1 - Prólogo: lonely girl

Era a última aula, esperava ansiosamente o momento em que a professora fechasse o livro de matemática e anunciasse o fim do ano letivo. Não é que fosse ruim estudar, apenas estava cansada de ficar presa num internato, desde que entrei no ensino médio meus pais acharam que era uma melhor opção estudar em um lugar que oferecesse ensino integral e que eu pudesse me relacionar com outras pessoas. Sempre passei a minha infância, digamos que isolada, recebia aulas particulares e passava meus dias sozinha na enorme casa em que eu moro.

Todo ano esperava ansiosamente as férias, por dois motivos: Meus pais realizavam um baile para comemorar meu aniversário, nunca entendi o motivo da grande comemoração que faziam, acho que era um costume de família e o outro motivo é que os meus primos vinham, da Coréia do Sul, passar as férias aqui, seus nomes: Elisabeth e Taehyung, mas por quê essa diferença de nomes? Meu tio, pai deles, viajou à negócios de família no exterior e acabou se apaixonando por uma sul coreana, foi morar lá e deixou meu pai cuidando e mantendo a tradição da nossa família, cuidando das terras, posses e da mansão que herdamos, enquanto ele tratava dos negócios financeiros da empresa. Elisabeth era como se fosse minha irmã mais velha, sempre nos demos muito bem, já com o Taehyung, ou V, é assim que eu chamava ele quando éramos crianças, ficávamos implicando constantemente, mas isso não impedia que nós aprontássemos muito durante as férias, era a pessoa com quem eu convivia que tinha a menor diferença de idade, sempre foi um tédio estar cercada por adultos.

A aula havia acabado, fui em meu dormitório, peguei as minhas malas e me despedi do lugar, olhando a útima vez e dizendo: Até ano que vem... Faltava agora só mais um ano para eu concluir o ensino médio, faltava só mais um ano para eu me tornar alguém "responsável". Desci as escadas, carregando as minhas bagagens, se eu não estivesse acostumada com o cenário, aquele internato me faria muito medo, trazia um clima meio horripilante, fiquei esperando o motorista vir me buscar, enquanto isso conversava com a minha amiga, Marianne:

- Marianne, por favor... promete que você vai para o baile do meu aniversário. - falei em um tom de voz persuasivo.

- É claro que eu vou, você acha que eu perderia a chance de comemorar o aniversário da minha melhor amiga? Tenho certeza que quando voltarmos ano que vem todos vão falar da sua festa. - Marianne falou com um sorriso no rosto e logo em seguida a abracei.

- Você é a melhor amiga deste mundo, não vou passar aquela festa toda sozinha! - falei empolgada pela confirmação. Vi de longe o carro se aproximar e me buscar na porta do internato, o motorista desceu do carro e abriu a porta do mesmo.

- Senhorita Dashwood?

- Pois não? - perguntei curiosa

- Seu pai mandou avisar que chegaria em breve, ele foi buscar pessoalmente seus tios e seus primos no aeroporto em Londres.

- Obrigada pela informação - sorri em forma de agradecimento, ele fechou a porta do carro logo após eu entrar e colocou as minhas bagagens no porta malas do carro. Despedi-me da minha amiga através do vidro do carro e sai daquele lugar em destino à minha casa.

Durante o trajeto, minha cabeça foi encostada à porta do carro, observando os campos do interior, alguns pingos de chuva caiam na janela, era só mais um típico dia nublado... Estava com saudades da minha família, mas os meus pensamentos se concentravam no Taehyung, como será que ele está agora? Mas porque eles continuavam insistindo em aparecer na minha cabeça, como toda vez que eu lembrava de seu sorriso "quadrado" e de como eu tirava sarro disto, ele apenas dizia que era o seu charme...

Avistei a minha casa de longe, mal esperava a hora de chegar ao estábulo e praticar hipismo, era uma das minhas coisas favoritas, mas que me privavam no internato, por dizerem que apenas homens montavam à cavalo, completamente uma besteira criada por mulheres que se acham "damas" numa sociedade machista. Entrei em casa, cumprimentei todos os empregados que apareciam à minha frente e por fim encontrei a minha mãe, na biblioteca, ela estava resolvendo detalhes da festa, ela acabava ficando mais ansiosa do que eu:

- Nem parece mais aquela menininha que ficava correndo pela casa e descendo as escadas escorregando pelos corrimões - falou a minha mãe vindo me abraçar.

- Calma mãe... nos vimos a quanto tempo? Um mês? acho que não mudei tanto desse tempo para cá...

- Não estou falando por isso, minha filha, semana que vem você já faz 17 anos, como o tempo passa rápido... Falando em tempo, eu sei que você deve estar ansiosa para montar à cavalo, mas daqui a pouco seus primos vão chegar, é melhor você ir se arrumar e esperar eles para o jantar, outro dia você pode fazer isso... Agora vai se arrumar - Mamãe sempre teve esse jeito preocupado de falar, sempre foi tão carinhosa comigo, como eu sentia a falta dela durante esse tempo em que eu estava estudando.

Fui para o meu quarto, atravessando o outro lado da casa, indo à ala oeste, minhas malas já estavam lá, estava tudo do jeito que eu deixei, tomei um longo e demorado banho e novamente o Kim Taehyung voltava à minha cabeça, mas desta vez me lembrei de algo não muito agradável que vi ano passado.

​FLASHBACK ON

​Enquanto todos estavam em um jantar formal na minha casa, minha família se reunia com a família de minha amiga Maggie, ou melhor, ex-amiga, eu sai da sala de jantar à procura dela, foi ai que percebi que o Tae também tinha saido, mas continuei procurando por ela por toda a casa, subi as escadarias e no corredor que dava acesso ao escritório do meu pai escutei risadas e logo em seguida um barulho de alguém pedindo silêncio, me escondi atrás de um móvel e criei coragem para ver o que estava acontecendo, foi a pior coisa que fiz em minha vida.

Eu vi o Tae beijando ela, era mais que um simples beijo, nunca tinha visto ele de tal forma e ela apenas correspondia, eles pararam por um instante e eu me escondi novamente, ele abriu a porta do escritório fez com que ela entrasse lá junto com ele, antes de fechar a porta olhou para os lados, como se estivesse se escondendo e trancou a porta. Eu fiquei sem reação no primeiro momento, senti raiva e nojo deles dois, estavam fazendo isso em minha casa, não tiveram o mínimo respeito. O pior não foi só isso, o pior era uma lágrima que insista em escorrer no meu rosto, o que estava acontecendo? por que eu estava me sentindo assim? Me recompus e retornei à sala de jantar, tentei disfarçar o que tinha acontecido e quase na hora deles irem embora, ela aparece com um sorriso cínico no rosto, se despediu de mim e foi embora... Eu juro, eu perderia toda a minha classe naquele momento e bateria nela, mas felizmente, para ela, não fiz isso.

Depois desse dia não vi mais ela, nem no internato no ano seguinte, talvez, só talvez eu tenha um pouco de culpa por ela não ter aparecido no ano seguinte... Só porque "alguém" dedurou ela para a diretoria, porque estava tendo um caso com o antigo professor de química , sei que não devia ter feito isso, mas seria impossível ver ela todo dia e escutar ela me chamar de amiga.

FLASHBACK OFF

​Me arrumei, coloquei um vestido de cor vinho, com mangas compridas, nem lembrava mais que minhas roupas existiam, no internato era obrigatório o uso de uniforme, prendi meus cabelos em um coque e fiquei esperando a chegada deles. Pedi que me avisassem logo quando chegassem, não demorou muito e já estava indo em direção à hall de entrada, descendo as escadas, o barulho do meu salto chamou a atenção de todos que tinham acabado de chegar. Primeiramente abracei meu pai, fazia um certo tempo que tinha visto ele, minha prima Elisabeth veio falar comigo com um sorriso no rosto:

- Como eu estava com saudades... - falou me abraçando forte

- Também estava com muitas saudades Eliza - é assim que eu chamava carinhosamente - Eu tenho tanta coisa para te contar...

Em seguida falei com meu tio e minha tia, e sempre acompanhado daqueles elogios, como: nossa, como você está grande ou como você está linda e aquele clássico aperto de bochechas que sempre tem alguém da família para faze-lo. Eu gelei por dentro quando vi ele, Kim Taehyung, me encarando e com aquele sorriso quadrado e veio em minha direção e me abraçou, logo em seguida dizendo:

- Querida priminha, como eu estava com saudades - falou rindo, seu inglês era quase perfeito, se não fosse pelo sotaque coreano e os olhos puxados eu diria que ele seria um ótimo inglês.

- Estou acreditando, Tae... - falei num tom sarcástico

- Você está linda - falou me olhando da cabeça aos pés - eu não sei porque eu estou perdendo tempo com as coreanas, se as inglesas, com certeza, são muito mais charmosas - aquelas palavras me fizeram corar, mas lembrei que ele estava falando em tom de brincadeira.

De repente, surge por trás do Tae, um rapaz lindo, com olhos brilhantes e sorrindo timidamente, estava me encarando e fiquei alguns segundos sem reação, mas logo este clima foi quebrado Tae, me apresentando o "desconhecido":

- Ahh, esqueci de apresentar-lhes, _____ este é o Jeon Jungkook, meu amigo, ele veio passar as férias comigo.

- Senhorita Dashwood, é um prazer conhece-la - segurou minha mão e num gesto gentil beijou-a. - novamente fiquei corada e tentei disfarçar o que eu estava sentindo naquele momento. - Se quiser pode me chamar de Jungkook ou de Kook.

- Sem formalidades, por favor, estamos agindo igual à adultos - nós três rimos

- Tae, você não me falou que ela era tão simpática - Jungkook falou se dirigindo ao mesmo. - Pela descrição que ele me deu de você, pensei que fosse mais uma menininha mimada.

Olhei para o V com uma expressão meio irritada, por ele ter passado uma impressão errada minha, mas para o rebelde da família, qualquer pessoa que segue as regras e se comporta é mimada. Mas depois, em pensamentos, me questionei:

- ​Por quê ele falaria de mim para seu amigo? Eu não tenho nada de especial... para ele, sou apenas a princesinha da família.

​E assim começaram as minhas férias...

 


Notas Finais


Obrigada por ler a fanfic e fique ligado(a) na continuação
Aproveite e olhe a minha outra fanfic : https://spiritfanfics.com/historia/eu-min-suga-6379386
- Xoxo, pandafunny


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...