História Innocent Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Hosewoon, Jikook, Namjin, Taegi
Exibições 220
Palavras 1.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Acredite


Namjoon On

Eu era o capitão do time, tinha me tornado assim e gostava bastante de manter meu status, não para impressionar ômegas ou coisa assim, mas por que eu realmente gostava do time, tinha trabalhado muito duro pada chegar onde cheguei e eu gostava de tudo, campeonatos, gostava de ajudar os novatos e de descobrir novos talentos.

Eu nunca fui um alfa que se mostrava para outros ômegas, nunca me importei com o fato de algumas estarem atrás de mim pois eu já tinha me apaixonado por um. Kim Seokjin, ele estava nos meus sonhos, nos meus desejos, eu poderia ser facilmente um boneco em sua mão se ele me quisesse, mas aí é que morava o problema. Seokjin sequer gostava de mim, desde que ele entrou no coégio trabalhava na biblioteca e ajudava na diretoria, era o aluno exemplar, todos os caras do time já tinham tentado mas todos levaram muitos foras, e o motivo era sempre o mesmo, Seokjin não gosta de jogadores. Se ele não gostava nem de quem apenas jogava por que teria motivos para gostar justo do capitão?

Seokjin era o ômega perfeito para qualquer alfa, ele era bem dócil, inteligente, cuidadoso, ele tinha uma parte que ainda não era tão aceita pela sociedade, ele usava roupas femininas, isso era muito para a sanidade de qualquer alfa, todos ficavam loucos por ter um ômega feminino, eu o achava lindo com qualquer roupa, e eu o queria. 

Toda semana eu ia até a biblioteca pegar algum livro, o máximo de conversa que eu conseguia era sobre algum livro que eu pedia indicação, mas penso que ele não acredita que eu os leia de verdade. Eu me sentia intimidado de tentar buscar algum assunto e como ele não me dava bola se tornava ainda mais complicado, mas eu não iria desistir, queria conhecê-lo, eu sou apaixonado tem quase 2 anos.

-Bom dia Seokjin. -Cumprimentei, lá estava ele, mas dessa vez Jin tinha os cabelos loiros, e ele tinha ficado lindo desse jeito. -Ahn...gostei do cabelo.

-O-obrigado. -Foi impressão minha ou Jin corou? Uma coisa que eu tinha descoberto é que Jin gostava de elogios e quando as pessoas percebiam algo diferente nele, mesmo que um mínimo detalhe. -O seu cabelo também está legal.

-Foi uma aposta e não precisa mentir...esse verde está um cocô, nunca mais eu deixo aquele dongsaeng pintar. 

-Não estou mentindo Namjoon, eu achei bonito. -Ele sorriu quase imperceptível mas o suficiente para meu coração acelerar, ele nunca mantinha uma conversa comigo. -Veio entregar o livro?

-Sim.

-Gostou dele? 

-Sim, apesar de não fazer muito meu estilo mas é legal.

-Romance não faz seu tipo? 

-Acho que não, pelo menos não em livros...romance tem que ser algo original e não um clichê igual em todos os livros, cenas ou coisas românticas tem que vir do momento, da pessoa e da importância dela, é assim que se faz um bom trabalho.

-É, o romance deve ser assim mesmo, você deve entender muito sobre isso.

-Na verdade não, Jungkook me diz isso o tempo todo, eu sou um desastre, não teria coragem para chegar em ninguém mesmo que gostasse.

-De qualquer forma, se esse é seu jeito, alguém deve se apaixonar por você originalmente. Não mude, quando mudamos as coisas mudam também. Vai pegar algum outro livro?

-Hoje não, eu não vou poder ler nada essa semana, obrigado Seokjin. Até mais. -Me despedi dele e saí, eu realmente era um idiota, não conseguia me declarar ou dizer as coisas que eu sentia. 

-Pensando no seu fracasso? -Yoongi questionou, o baixinho era meu melhor amigo, ômega estressado e infeliz com sua hierarquia mas ao mesmo tempo ele me entendia muito bem, assim como Jungkook que era alguns anos mais novo do que nós.

-Sim...não consigo me declarar.

-Não fique pensando muito nisso amigo, um dia a oportunidade vai surgir.

-E se ela demorar demais?

-Calma com isso, temos aula agora, depois você pensa em maneiras de se aproximar do seu amado.

-Sabe que não adianta eu ficar pensando como se realmente fosse fazer isso.

-Bom...se você realmente o quer acho que deve lutar por isso, ou acha que Seokjin vai vir voando para você?

***

Quando as aulas terminaram começou a chover, eu já estava no estacionamento quando avistei Seokjin com alguns livros e um guarda-chuva, ele tentava segurar o livro ao mesmo tempo que segurava a saia para não voar já que ventava bastante. Um carro passou e acabou o molhando todo, me aproximei rapidamente e abaixei o vidro.

-Seokjin...entra.

-N-não precisa. -Ele tremia de frio.

-Anda.

-Não. -Bufei e saí do carro me molhando todo, o puxei fazendo com que nossos olhares ficassem presos um no outro, abri a porta do carona e ele acabou entrando, dei a volta e entrei ligando o aquecedor. Peguei um casaco meu que tinha no banco de trás e o entreguei.

-É melhor colocar isso.

-P-por que?

-Sua roupa é branca, está transparente. -Ele arregalou os olhos e se cobriu rapidamente ficando mais corado.

-Desculpe.

-Pelo que está se desculpando?

-Por ter olhado, eu realmente não deveria. -Não queria que Jin pensasse que eu era algum tipo de pervertido que me aproveitaria de sua situação para olhar seu corpo ou algo assim.

-Você é alfa...qualquer um olharia.

-Eu não sou assim.

-Não posso acreditar, sinto muito, você é um jogador do time e eles são todos idiotas. -Seokjin falava com uma raiva dos jogadores que eu nunca iria compreender, parecia muito julgador e isso me deixava mais triste, pensar que ele não gostava de mim por causa de um status.

-Isso não tem haver com o tipo de pessoa que sou, qual seu problema com os jogadores afinal? O que tanto te incomoda neles? Antes de nos conhecer você já tinha esse preconceito, sem saber que tipo de pessoa éramos.

-Não sou obrigado a dizer.

-Não é, mas eu imagino que deve ter sido alguém que magoou seu coração, só posso te dizer que não tenho culpa nenhuma disso. -Ele me olhou de soslaio. -Se eu fosse assim já teria te agarrado.

-Como?

-Você está dentro de um carro com um alfa, se eu fosse assim, você não teria chances de se defender e sabe disso Jin. -Parei o carro no sinal e o encarei.

-Eu sei, mas... -Não deixei Jin responder, acabei perdendo o controle e puxei sua nuca colando nossos lábios, ele relutou um pouco mas acabou cedendo, poderia ser o único beijo que eu daria nele na minha vida, mas eu queria dar.

-Você precisa acreditar em mim.

 


Notas Finais


Essa fanfic é uma side story de uma outra fic minha, quem não leu a original o link está aqui abaixo, sugiro que leiam ou podem se perder em alguma coisa.

Butterfly: https://spiritfanfics.com/historia/butterfly-6702932


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...