História Insane - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Naruto, Sasusaku
Exibições 214
Palavras 3.888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um cap minha gente
ENJOY ♥

Capítulo 11 - Queens Vs Bitches


Fanfic / Fanfiction Insane - Capítulo 11 - Queens Vs Bitches

 Acordei com minha mãe cantarolando no meu quarto, abri meus olhos relutantes enquanto via Naruto saindo da cama e indo em direção ao banheiro, tentei a todo custo continuar dormindo, mas não aconteceu, minha mãe estava decidida a me levantar.

-Vamos Sasuke acorde. –Suspirei. –Teremos um almoço importante hoje querido. –Queria a todo custo fazer minha mãe me deixar em casa hoje e se possível a sós com a Sakura, mas pelo visto meus planos foram todos por água a baixo.

-Almoço onde mãe? –Suspirei me sentando e fitando-a.

-Não é onde filho e sim com quem. –Fechei os olhos imaginando a briga que isso me causaria.

-Me explica isso direito mãe. – Ela se sentou ao meu lado na cama.

-Simples querido eu e Kushina estamos abrindo um negócio e precisamos de alguém que entenda de negócios  para nos acompanhar. –Revirei os olhos isso não estava me cheirando bem.

-Que tipo de negócios? E com quem será esse almoço?

-Uma escola de modelos e esse almoço será com alguns dos profissionais que trabalharão conosco querido.

-E onde eu me encaixo nisso mãe?

-Ora meu filho a parte de contratos  dos funcionários,  contrato de compra do local essas coisas.

-Mãe e porque o Itachi não vai? –Ela deu um sorrisinho de lado.

-Por que ele esta noivo e só temos profissionais mulheres. –Ela revirou os olhos.

-E o que te faz pensar que eu vou arriscar o meu namoro que tem menos de dois dias para almoçar com um bando de mulheres? Leve Konan, ela entende e sabe tudo o que precisa fazer, embora o mais indicado seja um advogado.

-Uchiha Sasuke está negando ajuda para sua mãe? Sakura não vai se importar com isso.

-Com o que Sakura não vai se importar? –Naruto disse saindo do banheiro e eu fuzilei minha mãe com o olhar.

-Em nos acompanhar em um almoço chato. –Eu disse.

-O almoço com as modelos? –Assenti. –Bom eu não quis ir com a minha mãe, sabe como é a Hina me mataria. –Olhei para minha mãe que deu de ombros. –E tia Mikoto na verdade acho que a Sakura não gostaria de ir nisso não ela meio que tem trauma de modelo sabe? –Arqueei uma sobrancelha.

-Como alguém tem traumas de modelo? –Perguntei já esperando uma resposta engraçadinha do loiro idiota.

-Pela altura dela ué. –Ele começou a rir, eu mereço não sei nem o porquê eu perguntei. –Brincadeira, mas o carinha que ela saia lá em Paris meio que ta com uma modelo e começou com essa garota antes deles terminarem sabe?

-Bom mamãe então é bom rever seus planos. –Disse para ela que cruzou os braços. –Porque não levam o papai e o Tio Minato? Querem melhores que eles para entender de negócios?

-Fora de cogitação. –Ela disse se levantando. –Não quero seu pai dando palpite nos meus assuntos. –Fuka bateu na porta e minha mãe permitiu que ela entrasse, só percebi que estava sem camisa quando ela corou e Sakura passou por mim e me olhou arqueando uma sobrancelha enquanto bocejava. –O que deseja?

-Saber se devo seguir o cronograma com o cardápio para o almoço e avisar que o senhor Uchiha a espera no escritório. –Minha mãe assentiu.

-Diga que já vou e Fuka quero que prepare um almoço para vinte a vinte e cinco pessoas. –Minha mãe disse sorrindo. –Acho que vou remarcar meu almoço para cá. –Naruto arregalou os olhos saindo do quarto com a mesma conclusão que eu. Isso não vai prestar.

Me levantei e fui para o banheiro tomar um banho rápido queria ter tempo de conversar com Sakura antes desse almoço, não queria que ela pensasse ou tirasse conclusões antes da hora ou que me comparasse ao cara com quem ela esteve no passado.

Mal tinha ligado o chuveiro quando senti o perfume dela, ela entrou no banheiro e trancou a porta em seguida, arqueei uma sobrancelha para ela, vendo-a tirar o vestido e entrar no box mordendo o lábio inferior.  Sorri puxando ela para mim e a beijando, tinha que dar um jeito de tira-la daqui, não quero que ela sofra ou se sinta menos que alguém. Suspirei quando ela passou as unhas de leve sobre o meu peitoral, se é sexo que ela quer... Sorri virando ela de costas e a fazendo espalmar a mão sobre os azulejos do banheiro.

(...)

-Precisamos conversar princesa. –Disse assim que saímos do banho, ela me olhou confusa. –Minha mãe, chamou umas pessoas para almoçar aqui hoje.

-Quantas delas você já pegou Sasuke? –Cruzou os braços e eu ri.

-Não se  trata disso princesa. –Ela me olhou confusa. –São modelos e mulheres que vão trabalhar no novo negocio de nossas mães. –Ela grunhiu.

-E eu terei que aguentar todas elas se jogando para cima de você?

-Não princesa. –Suspirou. –Vou sair, vou chamar Asuma e Kakashi para almoçar fora, embora eu quisesse levar você seus pais suspeitariam.

-Amor não precisa. –Ela sorriu. –Eu confio em você e mesmo que morra de vontade de enfiar a mão na cara de umas vadias eu não quero que saia cada vez que tiver mulher envolvida na historia. –Ela suspirou e eu sorri, minha garota.  –Sou madura o suficiente para saber que você não está interessado em nenhuma delas e sei que se estiver algum dia interessado em outra garota será homem o suficiente para terminar comigo primeiro.

-Isso não vai acontecer princesa. –Eu sabia que ela é com certeza a mulher que eu quero passar o resto da minha vida. Ela sorriu me deu um selinho e saiu do quarto.

-Obrigada pelo banho. –Piscou e fechou a porta me deixando com a maior cara de idiota que eu já vi nada vida, ela ainda vai me enlouquecer e disso eu tenho certeza.

Entrei no closet e escolhi uma camiseta preta polo e uma calça jeans escura  e mergulhei no trabalho não posso me dar ao luxo de esquecer que amanhã começa a semana da família e que é totalmente uma semana perdida para mim, não tenho tempo para nada então o que eu puder adiantar melhor ainda.

Já passava do meio dia quando Sakura entrou no meu quarto para me chamar para almoçar e pelo visto ela queria impressionar não sei se as modelos ou a mim, seja lá para quem ela se vestiu surtiu efeito. Vou sumir com cada um dos malditos shorts que ela tem parece que é cada um mais curto que o outro e as blusas cada vez mais justas.

-O almoço está pronto. –Ela estava com um batom lindo mostrando aquela boca maravilhosa e me fazendo pensar em coisas muito, mas muito pervertidas. Abri os braços para ela e ela veio mais que feliz, apoiei o queixo na cabeça dela e inspirei sentindo o cheirinho dela envolver meus sentidos.  –Vou fazer uma nota mental de nunca usar tênis perto de você, me sinto uma anã.

-A anã mais linda que eu já vi. –Beijei-a na bochecha e abri a porta para ela.

-Vou fingir que não ouvi isso. –Ela saiu maneando a cabeça e rindo e eu acompanhei .

Descemos as escadas com olhares desconfiados da minha mãe e da minha sogra que nos lançava sorrisinhos maliciosos fazendo Sakura revirar os olhos. Se elas soubessem da metade.

 

                                      ITACHI POV...

 

Sasuke não faz a mínima ideia da enorme bandeira que está levantando com essa cara de tonto, mas não sou eu quem vai avisar. Avistei Konan descendo as escadas com uma roupa que me deu nos nervos, ela parecia não saber do almoço que teríamos e estava indo para a piscina com a parte de cima do biquine e um short frouxinho e nem ligou para as modelos super bem vestidas ou para as produtoras de moda na sala de casa.

-Konan minha filha não irá participar do almoço? –Minha sogra perguntou enquanto nos dirigíamos para perto dela.

-Não mamãe eu estou de folga e não quero não mesmo presenciar outro de seus negócios.  –Ela revirou os olhos, puxei-a pela cintura e só então ela percebeu minha presença. –Oi meu amor.

-Oi princesa. –Dei u selinho nela em respeito à minha sogra.

-Aí mamãe, já achou alguém para lhe ajudar. –Ela sorriu e eu revirei os olhos. –Quer melhor que Itachi?

-Achei que a folga fosse uma desculpa plausível querida. –Ela sorriu divertida.

-E é meu amor, para mim é claro. –Piscou e saiu rebolando, me deixando para traz com o furacão Uzumaki. As vezes penso se Konan não é adotada, aí me lembro de como ela se estressa fácil.

-Vamos querido, vamos até o escritório lá sua mãe e eu o colocaremos a par da situação. –Disse entrelaçando nossos braços.

-E Sasuke cadê? –Por que somente eu tenho que fazer parte desse martírio, cara é domingo e eu livrei a barra dele ontem, ele bem que poderia me retribuir agora. –Ele não quis se envolver e arriscar o namoro. –Ela disse revirando os olhos. –Talvez uma de minhas filhas tenha me puxado afinal. –Ela riu e eu a acompanhei, vamos lá né? Afinal minha própria mulher me jogou nessa e é bom ela me compensar depois.

Passei meia hora com minha mãe e Tia Kushina no escritório e só tenho uma coisa a dizer, para que elas querem abrir algo se não entendem nada de administração? Não nego que bem espertas elas são e que a escola de modelo tem tudo para dar certo pondo-se em pauta a quantidade de iludidas que iriam procurar suas aulas, mas  precisavam urgente de um administrador, um contador e um advogado no mínimo. Tenho certeza que Sasuke tão ocupado quanto eu não teria tempo de ficar revisando cada detalhe disso.

Suspirei pensando que isso era trabalho para os maridos delas  e dei graças a Deus que minha mulher é autossuficiente e não precisa de mim para esse tipo de assunto. Mandei uma mensagem para meu pai e para tio Minato avisando que as mulheres deles estavam precisando de ajuda e que era obrigação deles e não minha estar sentado no escritório em pleno domingo enquanto minha mulher estava na piscina aproveitando sozinha.  Recebi risadinhas do meu pai e tio Minato disse que a partida de golfe já estava acabando e que iriam almoçar em casa e que daria um jeito nisso. Ótimo pelo menos um deles tem um pouco de bom senso.

Saí do escritório ate meio zonzo enquanto meu pai e tio Minato suspirou de frustração assim que bateu os olhos primeiro na quantidade de mulheres na sala e o meu estado fechei a cara quando vi Sasuke descer rindo com Sakura de uma piada interna ou qualquer outro motivo desconhecido por mim, passei por ele trombando propositalmente no ombro dele que  uniu as sobrancelhas confuso e Sakura fez com a cabeça para ele vir falar comigo, neguei com a cabeça e segui para o meu quarto vestindo uma bermuda de banho e uma regata por cima eu iria aproveitar minha mulher um pouco e aqueles três que se resolvessem.

 Desci olhando para o meu celular e evitando contato com qualquer uma ali que pudesse me causar problemas e saí em direção à piscina vendo minha mulher somente com os braços e a cabeça para fora conversando com Sakura e Hinata que estava sentada na borda enquanto Sasuke revirava os olhos para alguma coisa dita por Naruto. Tirei minha camiseta e joguei sobre uma das mesas por ali e caí nas piscina o mais forte possível molhando Sakura e Hinata, que gritaram de susto me fazendo gargalhar de suas caras.

-Seu babaca. –Sakura grunhiu e eu pisquei para ela. –Eu só não te castro porque a prejudicada será minha irmã. –Gargalhei nunca imaginei Sakura falando um coisa dessas. –Droga até meus tênis molhou.

Vi Sasuke engolindo em seco quando ela se levantou se virando em direção deles para deixar seus tênis. Naruto grunhiu e só então eu notei que a blusa branca de Sakura agora revelava seu sutiã vermelho. Sasuke se remexeu desconfortável e eu quis muito rir da cara dele, cutuquei  Konan e ela riu para mim.

-Ta gostando da visão cunhadinho. –Sasuke se virou para ela com ódio e Sakura procurou com os olhos qual seria a visão ficando confusa quando não achou nada. –Sakura bonito Sutiã. Ela olhou para baixo e viu sua blusa, se virou para nós corada e me mandou o dedo do meio era a segunda vez em menos de vinte e quatro horas, eu ri muito da sua cara e mais ainda de Naruto tentando tampar a todo custo com as mãos e levando tapas dela. Minha irmã se levantou  puxando Sakura para trocarem de roupa e colocar uma de banho e puxou Sasuke e Naruto também e foi a melhor coisa que ela poderia ter feito, assim eu tive alguns minutos de “privacidade” com minha linda. –Você sabe que provavelmente todo mundo está olhando para cá da janela né?

-Não me importo. –Disse a puxando para mim, beijei-a e ela mais que contente retribuiu. –Por mais que la fosse segura de si e quase nunca demonstrasse era ciumenta e muito, mas acho que só deixava seus ciúmes ganhar a batalha quando realmente  era justificável ou quando era fundado.

Ficamos de amassos por ali até meus irmãos voltarem com seus pares, porém uns mais assumidos que os outros. Era engraçado ver os olhares furtivos que Sasuke e Sakura mandavam um para o outro e tenho que dizer que admiro eles por que eu e Konan já provamos que falharíamos miseravelmente como já falhamos quando o assunto envolve segredo e nossa relação.

Naruto por outro lado era totalmente controlado por Hinata, o que era engraçado de se ver, não que eu e Sasuke não estivéssemos na mesma relação, mas com ele era mais explicito quem mandava em quem. Minha mãe chegou por ali com um sorriso no rosto quando viu ate mesmo o conde Drácula, digo Sasuke na água.

-Que surpresa meu filho. –Ela disse olhando para ele. –Você odeia sol. –ela disse dando uma risadinha.

-Pois é mamãe, ultimamente eu estou adorando as novas experiências. –Disse sorrindo para Sakura que corou até o ultimo fio de cabelo e eu fiquei imaginando se minha mãe já sabia da escapadinha deles ontem à noite.

-Bom vim chama-los para almoçar, já esta servido, porque vocês não se trocam e se juntam a nós?

-Não Tia Mikoto. –Naruto disse suspirando. –Hinata disse que se alguma daquelas mulheres me olhar ela não vai falar comigo por três dias e se eu responder pelo menos um boa tarde aí é que eu estou ferrado mesmo. –Sakura gargalhou.

-Ai Naru, se livrou de uma tirana para arrumar uma ditadora. –Konan disse rindo e apontando de Sakura para Hinata. –Isso é por todas as vergonhas que vocês dois me fez passar em toda a minha vida e querida maninha o que é seu esta guardado.

-Credo amor até eu fiquei com medo agora. –Disse rindo, enquanto Sasuke a olhava dizendo não me envolva em seus problemas.

-Bom então mandarei servir o almoço de vocês aqui, embora todos lá vão achar que são metidos demais para se juntar a eles. –Dei de ombros e Sasuke ecoou meus pensamentos.

-Posso conviver com isso mãe. –Sakura soltou uma risadinha.

-Se tratando do Sasuke e do Itachi não vão estar pensando mentiras. –Aquela pequena víbora, estreitei meus olhos para ela enquanto Sasuke me dava uma encarada meio que protegendo sua fêmea. Que droga de pensamento é esse?

-Quando pegar algumas detenções senhorita Haruno não culpe o diretor.

-Além de metido é corrupto senhor Uchiha? –Ela arqueou uma sobrancelha e minha mãe gargalhou.

-Ai se casem logo. –Ela disse e só faltou os corações nos olhos. –Ver meu bebezinho todo divertido assim é ótimo.

-Mãe seu bebezinho tem vinte e cinco anos. –Falei revirando os olhos.

-Ora meu amor não fique com ciúmes. –Mordi a língua deveria ter ficado calado. –Você também é meu bebezinho e você também minha princesinha coisa linda da mamãe. –Apertou as bochechas de Hinata e ainda bem que eu estava longe da borda. Meu pai chegou atrás da minha mãe e nós todos suspiramos de alivio.

-Mikoto deixe as crianças em paz. –Ele a abraçou. –Vamos suas convidadas estão a esperando.

-Tudo bem, mas eu não desisti ainda casarei vocês. –Apontou para todos nós e eu imaginei que ela quisesse começar a acostumar a todos com o namoro do Sasuke. –Um casamento triplo não seria lindo meu amor. –Disse se virando para o meu pai que sorriu em pedido de desculpas para nós.

-Seria meu amor perfeito. –Ele disse levando ela para dentro enquanto piscava para nós, minha mãe as vezes e louca.

-Já vi quem você puxou Itachi. –Sakura disse sorrindo. –Só que sua mãe é legal.  –Sasuke riu igual a um viado na parada gay e eu imaginei se ele não estava enfartando.

-Sasuke. –Hinata o chamou. –Você está bem? –Eu ri sabendo onde ela queria chegar.

-Ora tampinha fique quieta. –Ele disse emburrando a cara.

-A não. –Sakura apontou para vocês dois. –Foi a primeira vez que vi o Sasuke sem a cara emburrada dele e vocês não deixaram durar nem dois segundo. –Naruto ria que quase afogava.

-A não teme. –Tossiu um pouco. –Foi zoado por todo mundo.

-Naruto cala a boca. –Sakura disse. –Mesmo ele sendo zoado por todo mundo aqui ele ainda tem QI. –Naruto murchou.

 -Eu tenho QI sua aguada. –Ele disse furioso.

-Claro que tem, mas QI negativo não conta.

 

                                   SAKURA POV...

 

Estava realmente sendo um dia divertido, mal podia esperar para que eu pudesse assumir meu namoro e pudesse beija-lo livremente como os outros faziam. Mas pelo menos como nós dois  estávamos “segurando vela” ficamos no canto da piscina conversando baixinho ele me dizia como me desejava e eu tinha que me controlar para não pular nele ali mesmo.

-A princesa não morda o lábio, não me faça te beijar aqui mesmo e não faça seu irmão armar uma cena. –Sorri para ele.

-Você não se atreveria. –Disse me afastando quando ele se aproximou e ele riu.

-Não deveria provocar se você vai correr pequena. –Sorri mergulhando e quando emergi vi seus olhos cerrados e ele balançou a cabeça em negação.

E assim se passou o dia e perto das seis da tarde Hinata e eu estávamos indo outra vez para aquele inferno de colégio Konan nos levava animada sabe-se lá com o que. Nem ao menos fingia estar prestando atenção no que falávamos o que fez com que eu e Hinata nos olhássemos confusas, minha irmã não e do tipo que ignora e fica cantando uma musiquinha irritante na cabeça e dançando enquanto dirigi, mas infelizmente não tinha tempo agora para descobrir.

Chegamos na escola e eu fui direto para o meu quarto munida de chocolates, salgadinhos e refrigerantes, coloquei tudo na pequena geladeira que tínhamos enquanto ouvia o furacão louro que era Ino era entrar no quarto nas nuvens com o final de semana que ela tinha passado com Gaara, eu também não podia reclamar do meu, embora fazer tudo escondido canse um pouco.

-Nem vem se fingir de surda testa, quero saber de tudo. –Hinata passou pela porta com o que provavelmente seria nosso jantar, peguei três latinhas de refrigerante e nos sentamos no tapete fofinho as três em circulo.

-Também quero saber. –Hinata riu e eu suspirei.  –O que aconteceu depois que Itachi e Konan saíram arrastando vocês dois e só voltaram no outro dia?

-Vou contar calma, mas primeiro tenho que contar o que a macaca ruiva fez. –Rosnei de raiva. –Primeiro assim que cheguei no andar debaixo  ela tentou me provocar insinuando que tinha alguma intimidade com ele, acho que ela pensou que eu fosse só mais uma apaixonadinha por ele e pronto,  e aí ele a cortou e pediu para que me respeitasse e logo depois eu provoquei ela queria esfregar na cara dela o pedido de namoro e tudo, mas me contive e ele me chamou baixinho de amor. –As meninas arregalaram os olhos. –Sim ela escutou e tentou fazer escândalo, meu pai apareceu e eu dei um jeito, mais tarde depois da sessão de raiva que ele me fez passar por todas aquelas oferecidas tentar dar em cima dele mesmo comigo ao lado, subimos e a desgraçada estava no quarto dele, quase nua, de lingerie.

-Prostituta. –Ino rosnou fechando as mãos em punhos. –Vou arrancar fio por fio.

-Calma, eu ia fazer isso eu mesma, porém Sasuke me tirou de lá e levou para o quarto da Hina, o deixei lá e chamei a Tia Mikoto que viu a situação e chamou a mãe dela depois de um sermão.

-A mãe dela não se importa Saky. –Hinata disse. –Deveria ser o pai, a mãe dela só se importaria se acontecesse o menor risco dela não conseguir um marido rico.

-Que horror. –Já vi quem ela puxou. –Enfim, o que acontece é que ela agora meio que sabe que eu e ele estamos juntos e provavelmente vá fazer alguma coisa.

-Nós duas vamos ajudar e dar cobertura, deixa com a gente e com as meninas. –Sorri. –E depois?

-Além de porca é curiosa. –Eu soltei uma risadinha da cara emburrada dela. –Depois disso pedimos ajuda a Konan e Itachi e demos uma fugida. –Não pude deixar de corar. Deitei no tapete e cobri meu rosto com as mãos. –Perdi minha virgindade. -Falei tão baixinho que só tive certeza que elas ouviram pelos gritinhos que soltaram.

-Duas só nesse final de semana. –Ino comemorou olhando para Hinata roxa de vergonha. –Bem vindas ao clube, depois vou dar umas dicas para vocês.

-Queria ter tido tempo de ter contado para a minha mãe. –Suspirei. –Mas não pode ser perto do papai ou do Naruto.

-Sua mãe sabe?

-Sim ela sabe. –sorri.

-E ela apoia?

-Sim Ino ela está super feliz ela e minha sogrinha. –Olhei para Hinata. –Sua vez Hina, nos conte como foi com o baka?

-Incrível, mal posso esperar pela próxima. –Eu gargalhei.

-Ele não esperou. –Acabei soltando. –Não me deu nenhum descanso, quis de novo logo depois, nem parecia humano.

-Leve em conta de que ele não passava mais de dois dias sem transar cunhadinha. –Hinata soltou e você o fez esperar quase duas semanas, acho que ele já estava subindo pelas paredes.

                                                         TAYUYA POV...

 

Então quer dizer que a aguada está mesmo namorando o Sasuke-kun? E o pior já foram para a cama? Tenho que controlar meu ódio dessa vadia e deixar Karin cuidar dela, Sasuke não perdoaria quem quer que fosse que atrapalhasse seu namoro e sua carreira, então vou deixar o trabalho sujo para Karin e Shion e depois eu dou consolo a ele.

Bom agora é melhor eu ir e envenenar a cabeça dela, quanto antes essa garota sair do meu caminho melhor. No caminho do meu quarto pensei em o quanto elas são cuidadosas e que nunca citam o nome dele e sem contar que as cães de guarda das amiguinhas podem ser problema. Gravação estava fora de jogo.

-Vocês não sabem o que eu acabei de ouvir no quarto das nojentas. –Quis rir da cara que Karin fez, tadinha se acha tão esperta. –Seu Sasuke-kun Karin pediu a aguadinha em namoro. –Ela rosnou e isso não é nem o pior.

Ela levantou a mão me cortando e saiu do quarto, bom meu trabalho está feito.


Notas Finais


E aí minna-san? Qual lado vocês encolhem? Queens ou Bitches?

PS.: Querem pov de quem no próximo cap? Vale qualquer um o que eu achar mais interessante eu faço ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...