História Inseguro - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Hunhan, Inseguro, Kaisoo, Kristao, Sulay, Xiuchen
Exibições 138
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Kaisoo e chanbaek



Kyungsoo-on

Depois da conversa que eu tive com o baekhyun dentro do carro, eu tive coragem de falar com o nini, que dizer jongin sobre os meus sentimentos mais teve um imprevisto - o que vocês estão fazendo - escuto um grito no andar de cima, só poder ser chanyeol pôs eu o deixei subir para o quarto de baekhyun. Subo correndo e vejo o chanyeol em cima do kris - me ajuda kyung - falou um baekhyun choroso - para os dois agora!! - dei um grito que fez os dois pararem de se socar - o que aconteceu aqui, eu quero explicações - pedir com a voz baixa - esse cara aqui estava quase beijando o baekhyun e como eu não sou de pedra eu parti pra cima dele - explicou chanyeol.

- e você baekhyun, tem algum a dizer sobre isso - olhei para a sua face que o mesmo abaixou a cabeça - olha kris você tentou mesmo beijar o baekhyun - cruzo os braços - sim porque - ainda responde na cara dura, que safado - pôs bem à culpa toda foi sua vai cai fora daqui - dei um murro na porta - VAI MERDA ESTAR ESPERANDO O QUE PARA CAI FORA DA MINHA CASA!! - eu não me contiver, serio eu tenho que tomar calmantes. O mesmo olhou para face de baekhyun o entregou um caderno na mão dele e saio sem falar mais nada - pronto agora vocês se resolvem sobre esse problema, porque estou nem aí pra vocês - eu posso ter falado isso mais no fundo eu me preocupo.

Suspiro, e começo a descer as escadas até chegar no ultimo degrau, escuto a alguem bater na porta - quem poder ser agora - abro a porta com ignorância - quem é - quando levanto a cabeça e vejo a pessoa que fez eu conversar com bakhyun - oi nini - dou um sorriso - oi kyung você pediu para mim vim aqui - deu um sorriso de canto - sim eu pedi, eu queria resolver um negócio com você, mais tinha que ser pessoalmente - deu um sorrisinho de lado pelo olhar que o mesmo me lançou - estar bem kyung mais do que se trata essa conversa - meu estômago congelou - sobre agente, eu acho melhor agente sai - saio de dentro de casa fechado a porta atrás de mim.

- estar bem vamos para onde - perguntou enquanto andávamos na calçada - eu não sei, mais esquece esse papo de aonde vamos e só andamos  enquanto conversamos - eu já estava ficando nervoso - olha kyungsoo eu não sei aonde você quer chegar com essa conversa, ainda mais que você estar enrolando muito nesse papo - suspiro, e tento tirar coragem de eu não seja onde que eu tirei para chama-lo aqui.

- bom jongin eu sei que agente ficou na faculdade mais depois desse dia agente veio se encontrando mais que o imprevisto, e eu meio que construí um sentimento por você mesmo não sabendo o que você quer comigo, não sei se você quer uma amizade ou uma coisa a mais que amizade... - eu estava ficando aliviado por soltar tudo de uma vez, mais as minhas pernas ainda estava fraquejando - olha kyungsoo sei que você estar confuso por  estar pensado que agente é só uma amizade, mais pra mim amigos não se beijam, mais há mais que amigos sim. Sei quer eu estou enrolando nesse papo, mais mesmo não demostrado direito que eu gosto de você mais, isso vai ficar meio complicado porquê você é um professor e eu um aluno ainda estudando para alcançar os sonhos - eu estava com medo da resposta dele, mas ele me impressionou - você me ama jongin era só isso que eu queria vindo da sua boca - paro no meio da rua e aponto para os seus lábios fartos - sim eu o amo mais que tudo kyung -

Seus dedos foram para o meu rosto fazendo eu olhar sua face - agente se ama kyung, podemos começar alguma coisa, tipo um relacionamento. O que acha kyungsoo aceita sai comigo - eu estou extremante feliz por estarmos começando alguma coisa juntos - sim nini, mais você vai me levar aonde - pergunto rodeando os braços envolta de seu pescoço - não vou falar amor, não agora - disse me dando um selo na testa - seu mau - começamos a andar novamente na rua de mãos dadas - vamos tomar sorvete primeiro -

Kyungsoo-off

Baekhyun-on

Quando vi chanyeol gritar na porta, meu coração parou de bater assim como a minha vida quase se foi, quando fui perceber chanyeol estava encima do professor kris o agredindo, eu não gosto de agressão. Eu acho que tudo dever ser na base da conversa não sair se batendo - channie solta ele - eu tentava puxar o braços dele para ver se ele para de bater no professor kris - e melhor você sair daqui - vi sua face vermelha de raiva sabia que ele estaria com raiva pôs ele pegou na parte que o professor queria me beijar, mais eu também sou um idiota por não reagir.

Me afasto e começo a chorara de decepção, mais minha vida foi salvada por kyungsoo que olhou para mim - me ajuda kyung - eu estava nervoso, sabia que isso não ia me fazer bem assim como para o tae - para os dois agora!! - gritou me fazendo encolher - o que aconteceu aqui, eu quero explicações - perguntou - olhei para os dois que estava um se olhando para o outro - esse cara aqui estava quase beijando o baekhyun e como eu não sou de pedra eu parti pra cima dele - explicou chanyeol, eu estava me sentindo culpado por estávamos nessa situação - e você baekhyun, tem algum a dizer sobre isso - me perguntou, mais eu não tinha nada a dizer a não ser calar a boca e ficar na minha, mesmo a culpa sendo minha por está nessa situação - olha kris você tentou mesmo beijar o baekhyun - perguntou - sim porque - essa resposta foi o suficiente para mim entender que ele não veio aqui para me ensinar os trabalhos perdidos ele veio em interesse em mim, eu sinto nojo. Nojo depois disso eu não me lembro oque aconteceu depôs, pôs eu me desliguei.

- imagina se eu não tivesse chegado baekhyun, ele podia ter o beijado-o - olhei para chanyeol que estava deitado em minha cama - ainda bem que chegou channie - me levanto para sentar do lado dele - se eu não estivesse aqui, e se ele estivesse te beijado o que você ia fazer ? - olhei para a sua face que estava me fitando, foi ai que eu reparei que  no canto da sua boca tinha um corte assim como a sua sombrancelha e um olho roxo - eu iria a fasta-lo channie, porque eu nunca vou trair você meu amor, você não estar duvidando disso não né -vou no banheiro e pego a caixinha de primeiros socorros e volto para o quanto e me sento m cima de seu corpo - não estou não baekhyun só foi um pergunta -

Pegou uma gaze com álcool e colocou a limpar o corte que tinha em sua sombracelha - ai moh, ta machucando - chanyeol só tem altura e voz que pode dar um pouco de medo, mais no seu exterior e um bebê chorão - para de graça channie seja homem ativo, não passivo  - falei enquanto segurava o riso - você quer ver o ativo agora baekhyun - me olhou com uma cara de desafiador - não chanyeol, agora não.. Mais depois tu me mostra esse lado ativão seu tá - dou uma piscada para ele que agarrou as minha coxas - depois, não eu quero te mostra agora -


Notas Finais


Bom não sei se está bom, mais estar ai um cap 😪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...