História Insensível - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 837
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - III- Vai Embora?


Fanfic / Fanfiction Insensível - Capítulo 3 - III- Vai Embora?

Quando bateu o sinal para o intervalo saíram todos disparados sobrando eu , o Maw, o Drew e a Nataly.

- Você vai comer alguma coisa na cantina Maw - pergunto enquanto saímos da sala.

- Aham - ele respondeu.

- Se quiser te faço companhia, vou na cantina também - falou o Drew.

O Maw deu de ombros. A Nataly andava quieta demais, muito pensativa e muito na sua. Ela geralmente era a que descontraía o grupo, e agora parece que ela nem existe.

Enquanto os dois iam pra cantina eu aproveito para conversar com a Nataly.

- Ei, - falo tirando ela do seu próprio"mundinho" - Oque tá acontecendo? Você anda tão distante.

- Olha Andy, não dá mais pra mim ficar enrolando eu tenho que te contar uma coisa.- disse ela toda elétrica

Não pude segurar o espanto, não esperava isso.

- Nossa, é tão sério assim... Pode falar.

- Eu...... - ela parecia muito preocupada - Você sabe que eu sou sua amiga né. É pra mim queria que estivéssemos juntos pro resto de nossas vidas.

- Agora você está me assustando - soltei um risinho pra quebrar o gelo.

- Eu vou me mudar.....

Nesse instante senti meu chão cair. Ela é a minha melhor amiga, sempre contamos segredos um pro outro. E agora?

- Como assim? - Pergunto ainda assustado.

Ela ia me responder só que os meninos chegaram.

- A fila estava enorme - disse Drew.

Ele vê o meu rosto quando escorre uma lágrima.

- Gente. Aconteceu alguma coisa? - pergunta o Drew

O Maw apenas observava. Acho que ele era tímido demais pra dizer alguma coisa.

- Você vai contar pra ele né? - pergunto pra Nataly.

- Vou, até porque hoje é a última vez que venho pra escola. - responde ela na maior tranquilidade.

- COMO ASSIM? - pergunto ainda mais bravo.

- Eu estava tentando encontrar uma maneira de falar pra vocês.

- Mas você deixou pra contar em última hora? - disse o Drew

- Me desculpa. - ela se desculpa - eu volto o ano que vem.

Não fiquei lá pra escutar, subi pra sala de aula. Estava bravo demais pra tentar dialogar com alguém.

Ignorei ela as três últimas aulas inteiras e não hora de embora, eu não consegui vê-la.

Eu e Maw fomos caminhando embora, trocamos algumas músicas . Eu mandei algumas do Shawn que ele. Ao tinha e algumas da Miley Cyrus. Ele me mandou músicas da Beyoncé, como aquela música que eu fiquei escutando o trajeto de casa inteiro que é If Were A Boy.

Eu chamei ele pra depois ir em casa, ele aceitou numa boa, só disse que iria almoçar e tomar um banho e ele já vinha.

Almocei, e fui tomar um banho. Comecei a pensar em tudo. Na Nataly, em aquelas estranhas sensações que estava tendo, só não sei o que é, por isso não denomonei. Por que será que sentimentos é tão complicado de entender? Sai do chuveiro, me enrolei na toalha e coloquei meu grande amigo, o fone de ouvido. Sai escutando aquela música do Shawn Mendes, Mercy. E tirei a toalha e comecei a secar meu rosto, é quando tiro a toalha o Maw está na porta todo vermelho. Eu não me importei dele me ver pelado, acho normal. Acho que não sinto vergonha por causa da época que jogava futebol. Ele por outro lado, está com a mão no rosto e não parava de se desculpar.

- Me desculpa, a sua mãe me disse que eu podia subir pra te chamar - ele ainda estava com a mão no rosto.

Me enrolei na toalha e tirei as mãos dele que repousava sobre o seu rosto.

Ele ficou me olhando sem entender. Pra falar a verdade nem eu entendia.

Me virei pra pegar minha roupa e ele soltou um ruído que parecia de espanto. Me virei e perguntei o que houve

- Não sabia que você tinha uma tatuagem. - ele ainda estava vermelho.

- Estava olhando minhas costas né - e fiz uma cara bem safada.

Ele colocou a mão no rosto e se virou como se fosse embora. Me apressei e segurei seu braço.

- Ei, não leva tua a sério - comecei a rir - Eu só estava brincando.

Ele abaixou a cabeça, eu a levantei com o dedo e falei;

- Eu tenho outra também se quiser ver. - perguntei

- É aonde que é? - ele perguntou na maior inocência.

- Na minha virilha.- respondi.

Ele ficou mais vermelho ainda...

- Ei é brincadeira - eu caí na risada, acho muito fofo esse jeito vergonhoso dele. ( Pera aí, EU DISSE FOFO?).

- Você tem uma só então?- ele pergunta um pouco mais branco.

- Sim, eu queria fazer uma no peito também.

Peguei minha roupa e fui até o banheiro para me trocar e logo sair.

- É por que não faz?

- Porque pra fazer o que eu queria precisa ser musculoso.

- Mais ainda? - ele se deu conta do que disse só depois de dito. Ele tapou a boca e ficou rosinha.

- Sim. Mais.

Descemos pra sala. Jogamos Xbox, até que ele disse que tinha que ir embora. Eu me despedi dele e ele foi pra sua casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...