História Insensível - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - IX - Verdades


Fanfic / Fanfiction Insensível - Capítulo 9 - IX - Verdades

Chegamos na casa dele e ele procurou sua mãe em tudo que é canto, mas ela havia saído. Sentamos no sofá e ele mandou uma mensagem para sua mãe.

Maw: Mãe aonde vc esta.

Mãe do Maw: Eu estou no mercado. Você não foi para a escola?

Maw: Não, eu preciso falar com a senhora. Cadê o Tiago?

Mãe do Maw : ele está aqui comigo me ajudando.

Maw: tem como a senhora dar um perdido nele. Precisava falar com a senhora mas não quero que ele saiba.

Mãe do Maw: É tão sério assim?

Maw: Sim! Vem logo.

Mãe do Maw: chego aí em 20 minutos.

Maw me contou tudo o que estava acontecendo, e só me fazia ficar mais vermelho de raiva. O que da na cabeça de uma pessoa para fazer uma coisa dessa?
A mãe de Maw como falado chegou em menos de 20 minutos.

- Cadê ele mãe? - o Maw pergunta para sua mãe.

- Eu pedi para ele ir no Sacolão para mim. - ela diz ainda sem entender.

- Senta Vanessa. - digo - É melhor se sentar.

A mãe de Maw me olha como se eu estivesse "metido o filho dela em uma roubada". Eu ignoro, sei que ela não me conhece o suficiente para gostar de mim. Eu devo ter uma imagem para ela, não muito agradável.

- Fala logo Maurício. Você já está me deixando preocupada.

- Mãe, é que assim.... - ele para e toma coragem - Você lembra que eu não queria ficar aqui enquanto o Tiago estivesse aqui?

- Sim o que tem? - ela pergunta impaciente.

- É que.... Quando nos estávamos namorando, ele era muito possessivo e agressivo comigo. Ele me ameaçava. Por isso que quando terminei com ele, eu pedi para que mudasse-mos de cidade. - ele para e respira. Enquanto a mãe dele olha para a cara dele sem entender. - Ele me ameaçou hoje de novo. Por isso, disse que reatamos.

- Isso não pode ser verdade. - Ela dizia sem acreditar. - Eu vi o quanto você era feliz com ele.

- Eu era mãe. Não posso dizer que ele também não era carinhoso. Você sabe que eu realmente gostava dele. Mas eu cansei de sofrer, e terminei.

- E porque não me disse antes? - ela pergunta. E eu fico de pé só dando apoio ao Maw.

- Você estava feliz. E gostava dele. - eu digo, mas depois me arrependo.

- Mas não sou eu quem deve estar satisfeita com quem você saí, ou namora. Quem tem que estar satisfeito é você. - ela dizia fazendo uns gestos muito bizarro.

- Agora eu não sei o que fazer. - O Maw disse.

- Ah. Mas eu sei. Ele vai sair daqui com um pedaço de cabo da vassoura no rabo - ela disse rindo para descontrair. Eu acabei rindo e Maw tambem.

- Eu quero conversar com ele antes. - O Maw disse.

- Não. Quem quer conversar com ele sou eu - disse, completamente bravo. Acho que se ele aparecesse na minha frente eu era capaz de sair "esmurrando" ele.

- Não. Você não vai fazer nada. Eu quero conversar com ele. - disse o Maw em forma de autoridade. E isso foi fofo.

- Bem... - disse a Vanessa - ele logo está aí. Filho você sabe que eu realmente gostava dele. Mas eu estou do seu lado. Se ele fazia mal para você pode ter certeza que ele não vai ficar em pune.

Esperamos ele chegar, que não demorou muito. Chegou abriu a porta com um monte de sacolas na mão. Olhou para todos ali reunidos na sala, olhou para mim e fechou a cara.

- Tiago - ele se vira para Maw. E vai o abraçando - Vamos subir, preciso conversar com você.

Eles sobem ficam uns 5 minutos conversando. Confesso que foram 5 minutos agonizantes, eu estava a ponto de subir no quarto dele, mas eles aparecem, e o Tiago está com as suas coisas.

- Eu vou indo então Vanessa - disse ele com a cabeça baixa.

- É melhor mesmo - Vanessa foi seca com ele, pude perceber que estava sendo difícil para ela.

Ele saí.

- O que vocês conversaram? - pergunto a Maw.

- Eu só abri os olhos dele. Disse algumas coisas. Mas ele não quis escutar tudo, e logo foi arrumando suas coisas e disse que ia embora - disse Maw.

A mãe de Maw foi até ele e o abraçou. Eu fiquei meio de lado. Pois acabo de lembrar que havia pedido a ele que ficasse por mim, por conta disso estava muito corrado.

Ele se soltou do abraço de sua mãe. E ela foi mexer com a compra.
Ele veio até mim. Confesso que fiquei estático, sem qualquer reação. Mas eu pude ver que ele esperava alguma coisa que partisse de mim.

Ele veio, olhou para mim e quando ele ia dizer algo, eu preenchi sua boca com meus lábios. Foi primeiramente um beijo suave e calmo e logo foi se ritmando e ficando mais quente. Sua boca era quente e sua língua, totalmente macia. Paramos o beijo com leves selinhos. Ele deu um sorriso torto, que fez ele ficar mais lindo ainda.

- Quero que foda-se todo mundo. Eu quero é você - disse sem me importar com quem fosse que escutasse.

Fui para a minha casa, pois tinha que me justificar o porquê de eu ter faltado. Por volta das 14:00 minha mãe chega.

- Oi mãe - digo.

- Oi filho, alguma novidade?

Nossa como assim? Será que está tão na cara assim?

- Não. Eu só queria dizer que hoje eu tive que faltar.

- Ah não Andy. Não vai começar tudo de novo. Mal começou o ano, e outra eu te deixei na porta da escola. O que houve?- ela nem termina de por sua bolsa na mesa, ela já se altera um pouco.

- Eu tive que ajudar o Maw com uns problemas dele. Prometo que nao vou mais faltar.

- Pois eu espero!.

- Se o Maw me chamar, manda ele subir, por favor.

Ela acenou com a cabeça. Subi para o meu quarto, tinha que tirar aquela roupa de escola. Minha mãe aparece na porta.

- Já almoçou? - ela pergunta.

- Já, almocei no Maw.

Ela fecha a porta e saí andando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...