História Instinto Animal - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Exibições 140
Palavras 1.734
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Sobrenatural, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Minha primeira one shot que vou postar aqui então me falem se está bom ou ruim kaokpakap aceito td tipo de crítica u.u

Capítulo 1 - One Shot Camren


Lauren POV'S

Nossa matilha corria ferozmente pela floresta a procura de uma caça, apesar de formarmos um bando de apenas lobas, eramos as mais fortes desde o século XIX. Tomamos o poder depois que matei Austin, alpha da matilha dominante onde vivíamos.

Depois dessa estupenda vitória tomamos conta do sul do Canadá. Dinah, Normani, e eu, Lauren, mais conhecida como Jauregui. Nasci numa família de chefes, meu avô e meu pai um dia já dominaram essas terras, e agora eu estou no comando. E gosto disso.

Depois de um bom tempo caçando encontramos um veado e rapidamente o matamos, me transformei em humana e fui rondar o perímetro enquanto Dinah e Normani se alimentava. Voltando para onde as meninas estava sinto o cheiro de longe delas, corro mais rapido e alerto as duas.

- Rápido, elas estão vindo - Disse no mesmo instante que Ally, Demi e Camila. Aah... Camila Cabello, ela, assim como as outras duas tinham a audácia de entrar em nosso caminho. Sempre querendo nos dominar. Como se fosse possível dominar Lauren Jauregui. Me preparo para o ataque.

Vejo o fucinho de Camila se aproximando dentre a mata para nossa direção.

- Oi Lauren - Disse, em um ato rapido, se transformando em humana com um corpo todo sexy olhando de cima abaixo pra mim, com os dedos entre seus dentes e sua boca carnuda. Fico em alerta, paralisada. Logo depois Ally e Demi aparecem atrás de Camila - Bom te ver de novo, lobinha. Me parece que está mais... Atraente - Falou em minha direção e parando logo em minha frente, passando a mão em meu lóbulo, e em seguida o dedo em minha boca, com um olhar de desejo em cima de mim. Camila sempre foi assim, sua mãe também, então achava esse seu "jeito sedutora" uma arma para matar. Mas eu sentia algo diferente em seu olhar, um tom de verdade. Mas de jeito nenhum eu baixava a guarda com ela.

- O que quer aqui Camila ? Mais um dos joguinhos seu ? Tenho mais o que fazer - Digo tirando sua mão de mim e me afastando. As meninas como sempre em alerta caso elas ataquem do nada.

- Calma, calma. Apenas queria ver vocês garotas - Falou abrindo os braços e dando um sorriso mostrando seus dentes semi afiados. Vi que sua expressão tinha mudado e senti as outras duas se aproximando. Num ato rápido me transformo e no mesmo segundo Camila também. Me aproximo dela com uma mordida no pescoço. Sinto um pouco de sangue escorrer no local então logo parei a empurrando. Não queria machucá-la, apenas assustá-la. Vi que as outras quatro estavam brigando então tratei de ajudar. Tirei Demi de cima de Normani e fiz o mesmo com Dinah e Ally. De canto vejo Camila se levantar e me atacar. Não deu tempo de reagir então cai com o fucinho no chão duro e Camila em cima de mim. Num ato inesperado ela volta a ser humana e dá uma lambida na ponta de minha orelha fazendo eu me arrepiar toda.

- Chega por hoje meninas - Depois dela dizer isso Ally e Demi emediatamente param de lutar e adentram na floresta fria e úmida - Até mais "Lolo" - Deu ênfase no apelido. Depois disso ela some numa rapidez excepcional de uma loba alpha.

"Até que ela não é tão ruim assim". Meus pensamentos me levam ao mundo da lua. Me dei conta que Dinah e Normani estavam quase morrendo ali e logo tratrei de ajudar.

------''------

-Dinah, vá ajudar Mani a se limpar. Vou buscar umas toalhas para vocês. - Dito isso, entrei em meu quarto e abri o guarda-roupas, peguei duas toalhas e deixei em frente a porta do banheiro, ouvindo um som de dor.

"Mani se machucou feio dessa vez" pensei. Sem nada pra fazer me deito no sofá e ligo a TV em um canal qualquer. Em meus devaneios lembro-me de todas as vezes que Camila chegava de surpresa tentando tomar conta de nossa matilha e nosso território. E isso não é de agora, nossos pais sempre foram rivais, lutavam por território e poder. Até quando meu pai matou a mãe de Camila, porém, ele também veio a falecer por conta de uma fratura exposta na costela. Será que é por isso que Camila me odeia tanto? Mas... E as cantadas? Todo aquele "tesão" em me provocar? Não, até parece que... Paro de pensar em Camila quando ouço um barulho estranho em meu quarto logo acima de onde estava. Subo as escadas correndo para ver o que há de errado. Passo pelo banheiro e vejo Mani e Dinah lá dentro ainda.

"Vou ter que dar conta disso sozinha" pensei comigo mesma.

Entrei no quarto e não vi nada, literalmente falando, porque estava uma escuridão imensa. No momento em que acendi a luz um corpo relativamente magro, porém, muito forte pula em minha costas. Imediatamente a prendi a mim mesma, quando sinto o cheiro dela. Camila me tirava do sério. O que ela queria aqui? Já não bastava ela atrapalhar nossa janta, tem que atrapalhar aqui em casa também?!

Por minha surpresa (ou não) ela começou a dar chupões de leve em meu pescoço chegando até a mandíbula. Senti meu corpo todo esquentar. Ao mesmo tempo era bom aquilo, mas não se pode deixar entregar por Camila Cabello. Mas isso parecia uma missão impossível. Ela começou a passar as mãos em meus seios excitando o mesmo. Meus olhos ficaram amarelhos de tanto prazer que sentia, meu instinto animal já não aguentava mais, muito menos eu. Em um ato rápido a tiro de minha costa e a coloco em meu colo, ficando frente a frente com a Fera (ou seria a Bela?) Ela entrelaça suas pernas em meu tronco fazendo nossas intimidades roçarem. O tesão por aquela mulher nua em minha cama só aumentava. Aquela boca carnuda cheia de sede por mim, não pensei duas vezes em beijá-lo. O mordisquei e tirei um pouco de sangue do mesmo. O gosto era maravilhoso, ela era maravilhosa. Camila começou a rebolar em meu colo ao mesmo tempo subindo a minha blusa. Vi um sorriso malicioso sair de seu rosto.

- Sabe de uma coisa Lolo? - Disse ela com o tom da voz rouca - Eu tenho uma quedinha por você e você vai ser minha está noite - Falou abaixando o som de sua voz chegando num sussurro. Fiquei desnorteada com o que acabará de ouvir, apenas queria ela pra mim, assim como ela me quer. Vi que seus olhos estavam num amarelo ouro, cheio de desejo. Seus dentes mais afiados do que nunca. Me virei com Camila no colo em seguida a jogando na cama.

Fiquei por cima dela mordiscando seu pescoço chegando até sua boca, a beijando em seguida. Não aguentava mais aquela pulsação no meio de minhas pernas então resolvi ser direta. Tirei sua blusa e em seguida seu sutiã de renda preta, revelando seios rígidos e deliciosos. Comecei a chupar um de cada vez, vi que Camila estava louca de tesão. Sorri maliciosamente. Camila seguiu com suas mãos em meu quadril tirando minha blusa em seguida. Ela apeta meus seios praticamente grandes me olhando com desejo. Eu sabia o que ela queria. Meus dedos dentro dela, era isso que Camila queria. Em um milésimo de segundos tiro sua calcinha e começo a excita-lá. Suas curvas eram lindas, uma barriga chapada de dar inveja, seu corpo levemente bronzeado. Um animal selvagem, era o que somos. Selvageria era o que queremos.

- Vamos, fique de quatro agora - Ordenei, no mesmo instante ela se levanta e fica de joelhos empinando a bunda pra mim.

- Assim? - Ela pergunta maliciosamente, mordendo os lábios.

- Exatamente - Digo e fico em uma posição ótima para foder Camila e ter uma boa visão de sua bunda.

Adentro dois dedos lentamente em sua entrada, sua expressão era de puro prazer.

- Mais rápido Laur - Disse em meios de gemidos baixos.

- Você quer que eu te foda mais forte hum? - Perguntei e ela assentiu em seguida - Ok - Dito isso começo a dar estocadas mais rápidas e Camila geme mais alto.

- Oh, Lauren... Desse jeito - Falou com os olhos fechados e agarrando o lençol - Estou quase Laur, mais rápido, mais rápido - Enquanto ela falava eu aumentava a velocidade das estocadas. Senti seu ventre se apertando e segundos depois seu líquido se escorre em meus dedos. Logo faço a tarefa de chupa-los.

- Hum, Camila... Seu gosto é maravilhoso - Disse sugando todas as estremidades de minha mão. Camila se levantou e me agarrou para seu colo. Ela me chupava desde meu lóbulo até meus seios rígidos, estava tão bom quando percebi que ela estava indo para mais baixo. A olhei e ela da uma piscada safada com um sorriso malicioso no rosto. Logo percebi o que ela iria fazer, apenas a deixei fazer seu trabalho.

Não demorou muito para ela estar me chupando, ora excitava meu clitóris ora adentrando em minha entrada com sua língua macia e úmida. Quando estava chegando em meu ápice peguei seus cabelos e a empurrava mais para minha boceta.

- Isso Camila, chupa gostoso... Huum... - Falei com o rosto levantado e os olhos abertos em seguida gozando em sua boca. Ela fez questão de limpar tudo e ainda dar uma mordida em seus lábios carnudos.

- Gostosa - Falou indo em minha direção e se deitando em meu colo nu. Ficamos em silêncio por um tempo.

- Eu acho que amo você, na verdade nunca quis confessar isso, nem pra mim mesma, mas agora... - Ela quebra o silêncio dizendo isso, enquanto olhava pra mim. Não sabia que Camila tinha esse lado, mas seu olhar dizia que ela estava sendo sincera e verdadeira.

- Sempre soube disso, não precisava dizer, muito menos ficar arrumando desculpas sobre território para me ver - Falei convencida, a puxei pelo queixo e dei um leve e demorado selinho, sorrindo em seguida.

- Quer aumentar a matilha Camrek? - Disse já sabendo a resposta. Ela apenas sorriu e se levantou dizendo:

- Se você for rápida o bastante para nos acompanhar - Falou sorrindo de canto e pulando da janela. Se transformou rapidamente e entrando na floresta. Apenas a emitei e seguindo-a chegando em uma montanha que dava a vista de uma lua incrivelmente grande e luminosa. Ela me esperava, ainda sob o corpo de loba, sentada no topo da montanha, a olhei e após isso uivamos para todos ouvirem nosso instinto animal dentro de nós.


Notas Finais


O link pra quem quiser ler no wattpad ou me seguir lá ;)
http://my.w.tt/UiNb/kf6G8C9CHy

Espero que tenham gostado, kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...