História Institute Mystic - Interativa - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~gIamorous

Visualizações 30
Palavras 1.513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeong amores!
Aqui está o capitulo REAL OFICIAL AI MEO DELS.
Espero que gostem.
Ele foi, parte escrito pela ~DarkUnnie, e parte por mim. Espero que compreendam que a escrita dela é melhor que a minha, e por isso a diferença nas escritas em algumas partes.
Espero que gostem.
Oh, lembrando que ainda há tempo de enviar sua ficha!!
Anyway, boa leitura:

Capítulo 5 - Chapter 2.: Some New People


          Hana's P.O.V 

Depois de horas naquele trem, finalmente chegamos ao local onde deveríamos descer para chegarmos ao nosso destino final. Assim que descemos, uma mulher que aparentava ser uma fada avisou que os primeiros anos deveriam seguir ela e o resto seguir um outro homem que estava ali. Me despedi de meus irmãos e fui com Hye até onde a mulher estava. 

 

— Por favor, façam uma fila única, pois iremos conferir as folhas com os dados de vocês. Me chamo Kyung DanBi, sou a responsável por organizar os primeiros anos. — Após ela dizer isso, formamos a fila e Hye ficou como a primeira, logo entregando o papel com seus dados. — Ahn Hye Jin, controla a eletricidade e a água e é uma vampira, certo? 
 

Ne, meus dados estão certos. 
 

— Pode seguir até uma das carruagens. — Diz a fada dando um sorriso gentil. Dito isso, Hye foi até uma das carruagens dispostas ali e eu dei um passo a frente. — Próxima por favor. 
 

— Annyeonghaeyo, aqui está a ficha com meus dados. — Digo a entregando, como Hye fez. 
 

— Choi Hana, controla as trevas e o gelo e é uma vampira. É irmã de Yifan e Luhan? 
 

— Oo ne, sou irmã deles sim. — digo sorrindo. Pelo visto meus irmãos são conhecidos. 
 

— Eles são alunos muito bons, espero que o cálice escolha para você a mesma casa que a deles. — Diz sorrindo, essa mulher não para de sorrir
 

— Ne, eu também espero, ser da Mermaid seria uma honra. 
 

— Espero que consiga ficar junto deles querida. Pode seguir até uma das carruagens. — Depois disso, segui até a carruagem onde Hye se encontrava me esperando para entrar. Quando cheguei até onde estava, entramos e nos acomodamos para esperar o horário de irmos para o castelo. 
 

— Aigoo, porque demorou mais do que eu? 
 

— Miane, aquela fada começou a falar dos meus irmãos. — digo revirando os olhos. 
 

— Ela falou bem ou mal? 
 

— Felizmente falou bem e espera que eu vá para a mesma casa que eles. 
 

— Espero que minha casa seja a Mermaid também. 
 

— Tenho certeza que vai ser Hye, sempre iremos ficar juntas, lembra? Do berço ao túmulo. 
 

— Annyeonghaseyo, tem alguém nessa carruagem? – Diz uma voz antes de abrir a porta da qual estávamos. — Oh, Miane, irei sair já. — Era uma garota com cabelos curtos e platinados, pelo cheiro que senti, era uma vampira também. 
 

— Anyo, pode ficar conosco se quiser. — diz Hye, o que fez com que a garota voltasse os passos que deu para sair e olhasse surpresa para a gente. 
 

— Oh, sério? Posso mesmo ficar? Fui expulsa de duas apenas por ser vampira. 
 

— Acho que vampiros não tem uma boa fama por aqui. — digo rindo. — Somos vampiras também, pode ficar conosco. 
 

— Muito obrigada. — diz aquela garota desconhecida por nós ainda sorrindo, após isso ela entrou e sentou de frente para mim e Hye. — Prazer, sou Park Choa e sou daqui da Coréia mesmo. — diz estendendo a mão para que apertássemos e assim fizemos. 
 

— Sou Choi Hana e sou chinesa, mas a terra natal de meus pais é a Coréia, então me mudei para cá com 5 anos de idade. 
 

— E eu sou Ahn Hye Jin e sou daqui da Coréia mesmo. 
 

— Omo, muito prazer em conhecer vocês. Eu domino a natureza e a telecinese, e vocês? 
 

— Domino a eletricidade e a água. 
 

— Eu domino as trevas e o gelo. — digo receosa, pois quando digo isso as pessoas sempre ficam surpresas, afinal, são trevas. 
 

— Omo que legal, você consegue congelar as trevas? 
 

— Ne, eu consigo, quer ver? — sim, fiquei empolgada com isso, pois ninguém nunca me pediu isso, além de Hye e meus irmãos. 
 

— Omo, quero sim, isso deve ser muito legal. — após a garota dizer isso, fiz o que falei e nós três começamos a mostrar nossos poderes, até que somos interrompidas de novo por alguém entrando pela porta e dessa vez era um garoto. 
 

— Aish, me desculpem, irei procurar outra para não atrapalha-las. 
 

— Pode entrar nessa, afinal, são para quatro pessoas mesmo. 
 

— Obrigado. — diz o desconhecido sorrindo e entrando, se sentando ao lado de Choa.

 

— Me chamo Kim Jinhwan, e vocês? 
 

— Eu sou Choi Hana, essa do meu lado é Ahn Hye Jin e a loira ao seu lado é Park Choa. — após eu me apresentar e apresentar elas também, elas acenaram com um sorriso, o qual ele correspondeu, porém, notei o olhar de Hye para ele. 
 

— Pelo cheiro, todas são vampiras, assim como eu. — diz rindo. — Estão animadas para o primeiro dia? 
 

— Ne. — respondemos em coro e rimos disso. Após isso, a carruagem começou a andar e ficamos conversando coisas aleatórias durante todo o percurso até o castelo. 
 

Assim que chegamos, Jinhwan desce primeiro e ajudou todas nós a descermos. Assim que olhamos para o castelo, ficamos encantados, ele era lindo e grande demais. E logo estava a fada nos falando para seguirmos ela de novo e fomos.

 

*

Minah’s point of view.

 

— Anda logo. Larga de ser folgada, Emily. — Melissa gritava para mim enquanto eu arrastava minhas malas. “Ótimo dia para acordar com a famosa preguicite” pensei enquanto evitava xinga-la

 

— É uma mala com mais de vinte quilos de roupa. Se acha pouco vem e pega. Seria uma grande ajuda.

 

— Emily Minah Bae Mendes, sua pequena preguiçosa, pare de reclamar e ande com este traseiro para dentro do castelo. Você está nos atrasando.

 

— Aish. — Suspirei pesadamente — Pare de reclamar, seja menos folgada. — Disse afinando minha voz, a imitando.

 

Continuei arrastando minha mala com grande esforço até ter uma parada brusca, e então eu me encontrava ao chão, juntamente com outra garota.

 

— Meu Deus. — Falei me levantando e me aproximando da garota ruiva a minha frente. — Eu sinto muito, muito mesmo. — Disse, esticando minha mão para ajuda-la. Gesto que foi completamente ignorado por ela, que se levantou sozinha e deu um leve dar de ombros.

 

— Deveria ser mais cuidadosa por onde anda, garota. — Falou de forma rude, porém, mantendo a expressão neutra. — Poderia ter me machucado.

 

— Já pedi desculpas. — Falei, tentando evitar discuçoes que não me levariam a lugar algum.

 

— Oh sim, por que isso realmente ajuda. — Silabou, revirando os olhos. — Veja bem, garotinha, você... — Sua fala fora cortada de forma absoluta, e logo, uma fada se encontrada a nosso lado.

 

— Senhorita Kang, senhorita Bae. — Disse cordialmente. — O que vos aflinge? — Indagou de maneira calma, intercalando seu olhar entre nós duas.

 

Houve um breve momento de silencio entre nós antes que a figura ruiva desaparecesse de nossas vistas.

 

— Creio que seja melhor que retome sua rota, senhorita Minah. — A fada disse, indicando o castelo.

 

Assenti silenciosamente e, após recolher minha mala do chão, voltei a dar passos largos em direção ao castelo.

 

Haviam muitos estudantes andando juntos, de maneira desordenada. Tentei abrir meu caminho entre eles, usando meus ombros para ganhar espaço.

 

— Não acho que conseguira algo a mais que dor nos ombros fazendo isso. — Alguém atrás de mim disse.

 

Virei levemente meu pescoço, utilizando da visão periferica para ver uma jovem de feiçao doce – e levemente infantil –, carregando uma mochila nas costas.

 

— Não que isso seja da minha conta. — A garota complementou. — Sou Yara Moon.

 

— Disse estendendo a mão em minha direçao, a qual eu apertei prontamente.

 

— Bae Minah. — Me apresentei brevemente.

 

— Primeiro ano? — Ela indagou, passando a andar do meu lado. Soltei um pequeno “hum”em confirmação. — Conhece alguém por aqui?

 

— Tenho uma amiga que estuda aqui a dois anos. — Contei, só então me dando conta da falta de Yukari ali. — Ela me apresentou para alguns amigos dela, mas ninguém que eu me lembre agora. — Comentei, fazendo força para puxar minha mala. — Quanto a você?

 

— Aqui? Não. Minha amiga deve estar longe aqui a uma hora dessas.

 

 

Author`s Point Of View

Já com a grande parte dos alunos reunidos dentro do castelo, haviam ganho algum tempo para apenas ficarem no saguão, socializando e conhecendo as pessoas com quem teriam de viver nos próximos meses e –possivelmente- anos.

 

Mas Kang Dae não era assim. Ela preferia ficar em seu canto e analizar. Conhecer as pessoas de longe e não manter contato. A ruiva apenas mantinha seus braços cruzados e com seus olhos lupinos, observava a todos.

 

E lá estava ele.

 

O garoto estava parado. Bem trajado. Seus cabelos eram peculiarmente belos;longos e aparentemente bem cuidados, de causar certa inveja. Ele sorria de maneira doce enquanto tirava os fios castanhos da frente dos olhos e conversava com alguns outros rapazes a sua volta.

 

Um pequeno gritinho fez sua atenção sair dele para uma rodinha de garotas que saltitavam enquanto apontavam para o rapaz de cabelos longos.

 

“Mas será que ela não tem nada melhor para fazer?

 Tem que ficar chamando a atençao de todos.”

 

Pensou, cruzando os braços e revirando os olhos.

 

“E o que tanto elas encaram? Ele é um garoto normal, como qualquer outro a sua volta.

 

“Tudo bem. Eu estava encarando.

Mas é diferente. Não?

Sim, claro que é. Eu estava apenas analisando.

 

Conhecendo território. Elas estão passando vergonha”

 

Com essa conclusão, um sorriso mínimo veio a seus lábios. E então ela notou.

Ele estava a encarando.

 

“Oh não. Não, não não.”

 

E então, em alguns passos, ele estava a sua frente.


Notas Finais


O QUE ACHARAM BAE'S?
Espero que tenham gostado!!
Um beijo imenso da tia Glamour <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...