História Instrutor de Artes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Kris Wu
Personagens Chanyeol, Kris Wu, Sehun
Tags Chanris, Krisyeol
Visualizações 15
Palavras 600
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drabble, Fluffy

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom dia só pra quem ama sofrer com shipp morto.

— O começo se passa mais ou menos na era de Growl, e o final lá para Monster ou até Kokobop, não faz muita diferença na real -qqq.
— Desculpa, não sei porque escrevo essas coisas.

Capítulo 1 - Entre Aliens e Espaçonaves


— Chanyeol — chamou o alto de cabelos descoloridos, entrando no quarto com o ar de quem não quer nada com nada, uma expressão que era mais comum no seu rosto do que deveria ser — O que você está fazendo?

— Ei, hyung — cumprimentou com um aceno. — Estou escrevendo uma nova música. Quer ouvir? 

— Claro — Kris se juntou ao moreno no chão.

— Segure isso para mim— Entregou-lhe o caderno e um lápis que usava para escrever até então.

O moreno tocou os primeiros acordes, que a princípio Yifan prestou atenção, mas rapidamente foi disperso pelos esboços que fazia no mesmo caderno que Chanyeol lhe entregara a uns segundos atrás.

— O que achou? Você gostou? — perguntou ardoroso, espremendo os olhos. 

— Bom, bom — replicou sem levantar o rosto do pequeno caderno no colo. — Toque mais uma vez.

— Hyung, eu já toquei três vezes! Você não está me ouvindo!? — exclamou dois tons acima do normal — O que está fazendo!? — Chanyeol puxou o caderno da mão de Yifan — O que diabos você fez!? — sua voz ecoou pela sala de prática, a tempo que encarava a composição no meio de várias espaçonaves mal feitas e com risco duplo por causa da ponta do lápis quebrada.

— Eu estava desenhando — explicou com um quê de obviedade. — Eu gostei do jeito que ficou essa espaçonave, olhe — apontou para o rabisco na margem da folha que só o próprio Kris era capaz de dizer o que era aquilo.

— Hyung! Ninguém liga para seus desenhos! — gritou erguendo o caderno — Isso não é para desenhar, hyung! 

— Talvez eu deveria considerar ser seu instrutor de arte, suas notas musicais não são muito bonitas — pensara alto, colocando uma das mãos no queixo.

— Pare de falar besteira, Yifan! — empurrou seu braço com o rosto vermelho demais para poder dar qualquer outra bronca no seu hyung, que estava mais para seu dongsaeng pela maneira que agia sempre que estavam a sós — Agora eu tenho que repassar tudo para uma nova folha! — reclamou, não arrancando a folha de Kris, mas passando para a próxima.

— Será que Yixing faria parte das minhas aulas de arte? 

— NINGUÉM PRECISA DISSO, YIFAN! APENAS SUMA DAQUI! — esperneou Chanyeol, causando eco na sala de prática.

O humor de Yifan não se alterou, porém ele largou o lápis de Park e saiu, indo procurar Yixing que sempre se animava com suas ideias sem pé ou cabeça.

Chanyel suspirou começando uma nova página.

[...]

Era tarde, estava esparramado pelo sofá no dormitório com Sehun ao lado, jogando no seu videogame portátil. Seu violão, envelhecido pelo próprio tempo, descansava no lado direito. Tinha a mesma caderneta azul e com a capa desgastada de três anos atrás em mãos.

Folheava entre as páginas procurando algo que trouxesse sua inspiração de volta. Os shows, os programas e as promoções de comeback esgotavam seu cérebro e corpo.

Encontrou entre as páginas uma composição que não lançou, e não foi por falta de oportunidade, mas porque Chanyeol sempre achava um erro naquela mesma composição que lhe fazia reescrevê-la toda vez, ainda sim nunca parecia estar completa. 

Essa versão tinha um diferencial das outras, havia pequenos aliens e espaçonaves por toda folha, impossibilitando de ler certas estrofes da música. Chan virou a folha na versão seguinte, começando ali um esboço por cima das suas próprias notas.

— O que está fazendo? — Sehun franziu o cenho espiando o caderno.

— Desenhando — disse óbvio.

— Está péssimo.

— Eu deveria ter considerado as aulas de artes — comentou consigo mesmo.

Sehun piscou duas vezes, acostumado com as loucuras do colega de grupo, não questionou. No entanto, Chanyeol se perguntava se já era tarde demais para contatar seu instrutor de artes.


Notas Finais


Os desenhos do Kris deveriam ter mais reconhecimento.

Eu me inspirei nessa fanart aqui pra escrever ( alguns diálogos são bem parecidos -q ): http://bluemushyroom.tumblr.com/post/108769905853/krisyeol-ya-im-not-over-it-basen-on
e um pouco nisso -qqqq: http://i.imgur.com/73GCUmh.jpg

Logo, logo tem outra Krisyeol, porque eu tô viciada nesse shipp, pois é ( alguém me ajuda ).
Beijo, beijo, obrigado por ler :3

Krishun [oneshot] — https://spiritfanfics.com/historia/um-dois-tres-e-no-ar-9728978
Chanbaek [(com a best) short] — https://spiritfanfics.com/historia/resiliencia-8479578


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...