História Insuportable Min Yoongi - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Min Yoongi, Namjon, Suga, Taehyung
Exibições 84
Palavras 1.903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie pessoas ^^ me desculpem a sinopse bosta ;-; mas realmente sou péssima nisso :v
Desde já desculpem os erros .
Boa leitura!

Capítulo 1 - One.


Fanfic / Fanfiction Insuportable Min Yoongi - Capítulo 1 - One.

Os portões da casa me causavam arrepios, tudo era belíssimo tirando o fato de algo ali me incomodar e muito, os grandes muros impossibilitavam qualquer um que passasse ali ver o que contia dentro do lugar, e seus portões altos e automáticos só passavam total segurança pra quem morava ali, pois também dificultava bastante as coisas para futuros que tentassem entrar. 
Olhei pela milésima vez a campainha tentando reunir coragem para toca-lá, outra tentativa em vão. Fui contratada pela Sra. Min para que cuidasse de seu filho mais novo Pitter, de apenas 8 anos para que ela pudesse juntamente ao seu marido ir em uma viagem de negócios. Era meu primeiro emprego desde que vim para Coreia e me encontrava totalmente ansiosa por estar ali mesmo que minha melhor amiga Stela dissesse que são pessoas ótimas, mas ao olhar para aquela privacidade toda se via que eram pessoas muito importantes e ricas, algo que não foi citado pela mesma. Sou cortada pelos meus desvaneios quando um carro preto de vidro fumê para em direção aos portões e buzina no qual olho assustada para o automóvel. Lentamente vejo um dos vidros da janela abaixando mostrando uma senhora que me parecia ter seus quarenta e poucos anos me observando.

-Srta Lee? - pergunta em alto e bom som, o que me faz pensar ser a Sra Min, e me curvo em reverência e aceno com a cabeça.

-Pode entrar querida, lá dentro conversamos. - imediatamente surge um dos seguranças no portão fazendo sinal para que eu adentrasse e logo me junto a ele.

Ao caminhar por ali em direção a casa percebo o quão bonito é o jardim, flores de diversos tipos e árvores milimetricamente podadas, a casa era branca com detalhes pretos e não economizaram em nada em questão de suas fontes e áreas de lazer que contia uma piscina extremamente grande e bonita, na garagem via-se carros de diversas marcas, muitas desconhecidas por mim. Ao chegar na entrada da casa uma escadaria branca que deixa o local ainda mais belo.

-Por aqui por favor. - um dos seguranças que me acompanhou abre a porta e faz sinal para que eu entrasse e assim o faço. Se do lado de fora da casa era encantador, dentro não deixava a desejar a perfeição imposta naquele cômodo o deixava ainda mais luxuoso e aconchegante.

-Olá Srta Lee, sou a Sra Min, a mãe do pequeno Pitter. Fico feliz em conhecê-la é mais encantadora do que havia visto na foto. - foto?! penso comigo.

-Muito prazer Sra Min, e muito obrigada pelo elogio e pela oportunidade. - sinto minhas bochechas queimarem.

-Sente-se querida, pode ficar á vontade, vamos pulas as apresentações já sei bastante de você e estou confiando em seu trabalho.

-Tudo bem, Sra.- sorrio tentando parecer mais simpática o possível. Sra. Min ultrajava uma blusa branca social e uma saia estilo secretária, seus cabelos pretos estava preso em um coque frouxe e em sua face uma maquiagem bem discreta que mal notará. Sim, realmente com toda simplicidade era linda.

-Bom, seja bem vinda, irei ditar algumas coisas que serão importantes em sua estadia aqui. - aceno com a cabeça em confirmação - O principal, o Pitter, ele é uma criança adorável, porém muito carente, então você terá que ficar com ele todo o tempo possível, ele estuda de manhã e tarde, então peço que cuide de tudo antes e depois do horário da escola, ele sempre se atrasa, ah.. - ela dita como se lembrasse de algo - por ele ser "carente" a parte da noite será a que mais você poderá ficar com ele, então por favor, grude naquele menino, ele odeia ficar sozinho. 

-Não se preocupe com isso Sra Min, estarei com ele o tempo todo. - digo tranquilizando a mulher.

-Você terá acesso livre na casa, então poderia ir e vir a hora que quiser, mas terá algumas restrições que aos poucos irei passar para você, claro, no horário que o Pitter estiver na escola, mesmo ele dormindo você ainda terá que ficar aqui, mas não ficará sufocada, não se preocupe. - eu concordo com a cabeça prestando atenção em cada detalhe - como o Pitter saiu com a Sra Park, a que cuida da limpeza e refeições te apresentarei eles amanhã, onde começará o seu trabalho, como sabe, estaremos partindo somente depois de amanhã.

-Sim, mal vejo a hora de conhecer o Pitter. - Digo, não soou sendo falso nem nada do tipo, eu realmente amava criança e saber que ele ficava ali sozinho ausente dos pais me fazia queria cuidar do pobre menino o mais rápido possível, já entendendo do que se tratava tamanha carência.

-E uma última coisa - suspirou -  meu filho Yoongi, ele tem 22 anos, um belo rapaz que ajuda na empresa com o pai, bom.. como posso dizer.. - suspiros e mais suspiros, tinha algo errado ali, pensei comigo mesma - ele é um pouco difícil de se lidar Lee, você terá que ter muita paciência com ele, talvez demore até que ele seja um pouco mais amigável contigo, então se puder evitar chegar perto do quarto dele e da sala de musica, talvez seja melhor. Para facilitar dê o máximo de privacidade a ele.

Ao ouvir aquilo sinto minha mão suar esfregando umas na outra, já via que teria problemas com esse garoto e automaticamente eu a respondo sem pensar.

-Tudo bem Sra Min, mas.. por acaso, ele tem problemas com os empregados ou algo do tipo? - estava curiosa, Sra Min me olha com um olhar tristonho o que me faz me arrepender de ter dito aquilo naquele momento.

-Não querida, ele tem problemas com todos, principalmente seus próprios pais. Desde jovem Yoongi foi ríspido com as palavras e atitudes autoritárias, talvez por culpa nossa de tê-lo mimado muito, mas que mesmo após várias discursões sobre isso, ele não tomou jeito, mas não se preocupe, ele é educado, muito educado, mas as vezes.. sabe né.. jovens... ele teve muitos momentos complicados quando pequeno, coisas que é evitado ser dito aqui, optamos por deixar no esquecimento, mas para ele...

-Entendi, não se preocupe, não tirarei a privacidade dele em hipótese alguma. - o fato de saber isso me incomodava, o que poderia ter acontecido com Sr. Yoongi para tanto?! violência talvez?!

-Obrigada querida. Agora suba, e descanse da viagem, imagino que esteja cansada, seu quarto fica ao lado do quarto de Pitter,  na direita terceira porta, ou seja, o seu será quarta porta. Será preciso eu acompanhe? - eu olho para ela, seria demais pedir isso certo? 

-Não precisa, certamente encontrarei. - espero não me arrepender disso e ficar perdida nessa casa enorme, ou pior, entrar no quarto do tal Yoongi, Deus me livre.

-Eu tenho uma reunião agora, então terei que sair, desculpe não acomodá-la melhor, mas hoje para mim o dia será cheio, suba, tome um banho e descanse, no final do corredor terá uma pequena lavanderia digamos assim, suas roupas sujas pode deixá-las lá.

-Sim Sra.

Reverencio para Sra Min enquanto ela apressadamente pega sua bolsa e se dirige a porta junto com seu motorista e segurança pelo que percebi me deixando sozinha naquela sala enorme. Passo meu olhar sob o cômodo e percebo diversos quadros e troféus, natação, pólo, basquete, tênis.. logo em seguida tendo a conclusão pelos nome que a pertencerá a seu filho Yoongi. Será que você tinha vida social Sr. Min?!

Subo as escadas com a mala e sigo até o tal quarto, sem perder nenhum ponto daquela casa, algo me fazia prender o olhar por onde eu passava de tão perfeito que tudo era e assustador ao mesmo tempo, não nego, esses quadros antigos não eram minha praia.

-Hum.. vejamos , primeira, segunda, terceira, quarto do Pitter, e quarta porta, meu quarto. Abro lentamente e meu queixo caí ao ver  como era bonito aquele quarto, quase tudo era branco incluindo os móveis mas que se via pequenos detalhes em um tom rosê na parede e dourado entre os móveis,  me fazia sentir estar em um quarto de princesa, mesmo sendo frio que logo notará em seguida. -Será que eles preparam tudo para mim? Aish, você é somente uma babá, babá!! - confirmo para mim saindo de minha ilusão temporária.

Entro, encosto a porta atrás de mim e deixo a mala em um cano qualquer, sem hesitar me jogo na cama e sinto a macies do colchão e o perfume que nele havia, tudo era perfeito demais para ser verdade, era encantador demais, estava ansiosa para conhecer o Pitter, através dele estava tendo oportunidade que nunca se quer sonharia. 

Depois de exatamente umas meia hora ouço meu celular tocar, me despreguiço na cama e noto que havia cochilado, pego o celular e percebo que a ligação parou - uma chamada perdida da Stela.- suspiro e jogo o celular no colchão - depois te retorno amiga, preciso de um banho. - me ponho de pé  lentamente pego a mala próxima, escolhendo uma camisa larga e uma bermuda não muito curta, e minha tirara de laço azul marinho, coloco a mala no lugar e sigo ao banheiro que havia no quarto.

-Nossa, até o banheiro de empregada tem uma banheira? ta brincando?! - não deixo de comentar após entrar no banheiro que contia a mesmas cores do quarto. Como eu estava cansada opto somente por um banho no chuveiro rápido para relaxar os músculos, queria descansar mais já que ainda era 11 horas da manhã e eu só trabalharia no dia seguinte. Na verdade necessitava, estava tão empolgada na noite anterior que mal havia pregado os olhos, estava precisando muito daquele serviço e bang lá estava eu contratada.

Saio do chuveiro, pego a toalha pendurada e me seco, visto minhas roupas, olho no espelho soltando meus cabelos e coloco minha tiara. Tudo normal.

-Bom, agora é só eu levar vocês para lavanderia, e voltar pra cama mais um pouquinho. - digo olhando a roupa que anteriormente eu vestia, pego elas penduradas e saio do banheiro, espirro um perfume que tinha trago comigo e saio do quarto indo para o final do corredor, onde a Sra Min havia me dito para levar as roupas sujas, mas acabo levando um baita susto ao ver que no final do corredor era uma janela e meu quarto era o última porta, a não ser um do lado esquerdo que ficava um pouco mais afastado.

-Era para ter uma porta no lugar daquela janela não?! e agora?! - olho bem para os lados e encaro mais uma vez a porta, ela é bem maior de perto.

-Será que é essa? só pode ser, é a única do final.- resmungo baixinho. Lentamente empurro a porta e passo rapidamente os olhos ao redor, percebendo que não havia uma lavanderia ou seja lá o que fosse, mas sim um quarto, muito bonito por sinal, contendo cores pretas, brancas e cinza, dou um pequeno passo a dentro pela curiosidade de tantos quadros, fotos e instrumentos que havia ali, mas logo paro voltando a sair dali rapidamente, poderia estar encrencada se entrasse mais a frente. Ao voltar e fechar a porta sou surpreendida ao perceber que tinha alguem ali, dou um pulo e arregalo os olhos ao ver um rapaz de cabelos loiros acinzentados e pele bem branca com uma cara nada amigável parado em minha frente de braços cruzados vestido apenas um roupão.

-O  QUE ESTÁ FAZENDO GAROTA?


Notas Finais


Como vocês estão pessoinhas? Desculpem se o capítulo não ficou lá essas coisas, também sou péssima em começar kkkkk
Não deixem de comentar o que estão achando, e sobre as outras fics não as abandonei okay?! kkkkkkk
bijus até a próxima! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...