História Insuportable Min Yoongi - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Min Yoongi, Namjon, Suga, Taehyung
Exibições 65
Palavras 1.946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Maas um capítulo para vocês galerinha!
Bom, uma coisa, ao desenrolar da história vocês vão saber mais sobre a Lee ta bom?!
Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 2 - Two.


Fanfic / Fanfiction Insuportable Min Yoongi - Capítulo 2 - Two.

A vida as vezes parece gostar de nos por em momentos constrangedores, porque aquilo que acontecia comigo ia além de qualquer coisa que eu pudesse imaginar, ótima forma de conhecer a pessoa que menos você queria conhecer, uma invasora de quarto desconhecida. Constrangida? nervosa? isso era pouco do que eu estava sentindo no momento. O olhei dos pés a cabeça tentando similar o que havia ali, só poderia ser o tal Min Yoongi, o filho mais velho da Sra Min, o ser usava apenas um roupão e sua face branca expressava tamanho ódio e descrença em me ver nessa situação. Como uma pessoa tão bonita, que poderia facilmente ser vista como um anjo com seus olhos pequenos que fora cobrido boa parte por seus cabelos acinzentados brilhantes, ser tão ríspida  e assustadora a esse ponto, mas claro, depois dos avisos da Sra Min não deveria ter ficado tão impressionada, certo?! educado? onde?!

-QUEM É VOCÊ E O QUE ESTÁ FAZENDO NO MEU QUARTO? - foi seguido por essas palavras enquanto lentamente se aproximava de mim.

-Me-me desculpe Sr. , eu estava perdida e - fui cortada antes que pudesse terminar.

-EU DISSE QUEM É VOCÊ?? - ele não tardou a repetir, segurando fortemente meu braço, sua voz suava firme e seu olhar prendia inexplicavelmente os meus, poderia me explicar sendo que ao menos tive tempo.

-Sou a no-nova babá do Pitter, e eu estava procurando a lavanderia. - Meus Deus, eu estava gaguejando.

-Olhe para o outro corredor mocinha, não está vendo uma porta lá? É CEGA OU O QUE? - me soltei bruscamente de suas mãos, aquilo estava sendo demais, pude notar a marca avermelhada e minha pele.

-Pensei que fosse desse lado, porque a Sra Min não me deu muitos detalhes e não..

-Chega, está me cansando, retire-se da minha frente por favor..- engoli seco, quem ele pensa que é para falar com as pessoas dessa forma?! de assustada passei a ficar irritada com aquilo - ou quer ficar admirando um homem de roupão? - logo voltei a realidade, a empregada estava parada em frente do quarto de um de seus patrões enquanto o próprio se apresentava somente de roupão. Onde eu estava com a cabeça?!

-Na-não, me-me desculpe Sr. Min. - sem pensar duas vezes abaixei meu olhar e sai do seu campo de visão, adentrei em meu quarto assim denominado, não sabia como reagir, fui ao banheiro e joguei uma boa quantidade de água em meu rosto deixando escorrer pelo mesmo, meu coração saltitava e meus lábios tremia, de raiva com certeza, sai do banheiro e me joguei sobre a cama no qual esmurrei o travesseiro incontáveis vezes para aliviar aquela tensão toda, estava frustada, muito frustada, nunca tinha sido tratada dessa forma, minha vontade era de égar minhas coisas e sair correndo dali mas precisava daquele emprego, eu mal tinha o conhecido e já o odiava em todos os sentidos,  realmente desejei com todas as minhas forças não ter que encará-lo novamente e ali fiquei encarando o teto pensando enquanto respirava fundo sabendo que não teria escolha. Como é insuportável esse Min Yoongi.

(...)

-Então Lee, quero que conheça o Pitter, meu filho amado, Pitter essa é a Sra Lee, sua nova babá. - me encontrava abismada com tamanha beleza e fofura de Pitter que me olhava com um sorriso terno no rosto, seus cabelos caiam sobre seus olhos, suas bochechas rosadinhas e seus olhinhos brilhavam como se estivesse ganhado um presente novo de seus pais. No mesmo instante que fomos apresentados Pitter reverenciou e sorriu de forma mais pura e inocente, tão diferente de seu irmão.

-Olá Pitter, espero que possamos nos dar muito bem e, você é muito lindo. - o menino corou e soltou umas risadinhas.

-O-obrigada Srta Lee. - agradeceu.

-Essa é a Sra Park, trabalha a muitos anos com a gente e tudo que precisa pode falar com ela, te guiará perfeitamente.

-Prazer Sra Park, fico feliz em finalmente conhecê-la. 

-Oh, minha querida, igualmente, é um prazer. - ela responde simpáticamente.

-Então Sra Park, fique com a Srta Lee que preciso voltar para a empresa, só vim pegar um documentos e aproveitei sua chegada para lhe apresentá-las. Amanhã eu terei que ir, e falta muita coisa a se resolver ainda. - Sra Min dizia desenfreadamente.

-Pode ir Sra, eu conversarei mais com a Srta.

-Ótimo, então já vou indo, Pitter filho se comporte e não se esqueça do que lhe falei?! -- Pitter assentiu e reverenciei com a saída da Sra Min. 

-Querida. - Sra Park chamava a minha atenção -Que tal continuarmos a nossa conversa se deliciando do almoço que já está posto?! - e rapidamente sorrindo fez sinal para que fossemos junto dela a mesa que não era tão longe dali, o menino pegou em minha mão e apenas o segui. Estava feliz por ele não ter se retraído com minha presença, finalmente as coisas estavam se acertando.

(...)

-O almoço estava um delícia. - não me contive, realmente estava encantada com os talentos da Sra Park , que fez questão que eu experimentasse tudo que havia feito.

-Que bom que gostou querida, foi ótimo a nossa conversa, mas agora vocês me deem licença que vou levar o almoço do Sr. Min, que já está na hora. - Inconsequentemente forcei uma cara de desinteresse.

Me questionava sobre o porque de ele não estar na mesa juntos com todos, mas ao lembrar da cena tempos atrás, já imaginará o porque, pra mim seria constrangedor, para ele, talvez, incomodo, parecia não se misturar com os viventes dali. 

-Ah, tudo bem.

-Pitter, o que você quer fazer agora? que tal jogarmos um jogo ou ir lá fora um pouquinho. - perguntei ao garoto que me encarava como se eu fosse algo que pudesse sumir a qualquer momento.

-Quero sim, quero muito.. mas, minha mãe.. disse que eu não devia lhe incomodar hoje porque você só trabalhará amanhã e sobre ir lá fora.. .- disse com sua expressão triste fazendo meu coração despedaçar. Que mal teria em ficar com ele mais um pouquinho, certo?!

-Não tem problema Pitter, vamos só se divertir como amigos, o que acha?

-Seério? Acha que podemos?

-Claro! - concordo vendo a animação do garotinho de volta. - você quer o quê?

-Ir lá fora, eu realmente quero ir lá fora e brincar com o Thor.

-Thor? - olhei confusa - Quem seria Thor? - Pitter abria um de seus sorrisos enquanto achava graça da minha cara de espanto.

-Ah Noona, meu cachorro, ele é muito bonzinho, e você pode conhecê-lo.

-Aa, Ca-cachorro?! ta.. tudo bem. - o que não faríamos para ver um rostinho feliz de uma criança. né?!

 

O dia estava lindo e ensolarado, lá estava Pitter e um São Bernardo preto que tinha praticamente o MEU TAMANHO, sem exageros, apesar do cachorro ser muito dócil e brincalhão, preferi respeitar seu espaço até nos conhecermos melhor, digamos assim, então optei por deixar Pitter brincando no jardim com seu amiguinho Thor enquanto eu o observava em um banco próximo aproveitando a beleza e calmaria do lugar. Os ventos batiam em minha pele me dando pequenos calafrios agradáveis pelos seus toques e junto com o vento podia observar as diversas folhas que caiam ali, as flores diversas no jardim davam um contraste de alegria ao lugar e eu só conseguia tombar de um lado para o outro e sentir a sensação de tranquilidade que ali me causará, vire e mexe Pitter me olhava e sorria como se agradecesse por aquilo, o que me fazia estar aliviada pela escolha que tomei, talvez aquilo fosse raro para o menino, então não podia ter tomado melhor decisão em trazê-lo para brincar, a felicidade estava estampada em seu rosto. Será Pitter um menino tão alegre assim? me perguntava ao observá-lo. 10, 15, 20 minutos se passaram e continuarmos do mesmo jeito, estava tudo em perfeita sincronia, mas como tudo que é bom, não dura para sempre a paz foi tomada de forma drástica.

-PITTER, O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO AQUI FORA? - uma estronda e rouca voz se instalou no local me fazendo sair de meus desvaneios e bruscamente fixar o olhar até onde aquela voz surgia, me deparando com uma pessoa totalmente sofisticada com seu terno preto e uma camisa branca por dentro levemente desabotoada em seus primeiros botões, em suas mãos se encontrava uma gravata de cor vinho, seus cabelos levemente bagunçados por conta do vento e sua pele alva que se destacava em meio aos raios solares. Não tinha como não ver os detalhes, ele estava surpreendentemente bonito.. por fora. Mesmo Yoongi sendo rude e sarcástico sua aparência era muito, muito atraente.

-Eu, eu vim brincar com o Thor um pouco maninho. - disse o menino soltando o cachorro que alternava o olhar entre Pitter e Yoongi.

-E QUEM TE DEIXOU FAZER ISSO PITTER? SABE QUE NÃO PODE ESTAR AQUI FORA SOZINHO, JÁ CONVERSAMOS SOBRE ISSO NÃO?!

-si-sim, me-me desculpe Hyung. Eu já estou indo. - Pitter com seus olhos já marejados se acariciou a cabeça de Thor se despedindo do amigo e veio em minha direção de cabeça baixa sem dizer mais nenhuma palavra. Fiquei olhando incrédula para o que Yoongi havia feito, não podia deixar aquilo como estava, será que ele não percebia o quanto estava magoando a criança daquela forma? e sem pensar duas vezes me intrometi.

-Sr Min, eu estou olhando ele, ele me pediu e eu deixei. - falei rudemente mostrando que estava ali.

-Você? - ele me olhou e soltou um sorriso de lado caminhando em minha direção que nessa hora já tinha me levantado do banco.

-Sim, Lee, a babá do Pitter. - falei dando de ombros, não admitia que tratassem mal a uma criança a minha frente.

-Tanto faz, sei exatamente quem é você, ou acha que iria esquecer pelo que ocorreu?! - tombou a cabeça de lado  me encarando com sarcasmo em suas palavras - pelo que sei seu trabalho começa amanhã, então não está cuidando dele hoje necessariamente.  - rebateu.

-Sim, está certo Sr Min, mas sendo como for, que mal haveria? Eu-

-Que mal haveria? - Yoongi me corta soltando uma de suas risadinhas debochadas até ficar sério novamente, como ele me irritava, porque ele nunca deixa eu terminar de falar e me olhava daquela forma?! - Você por acaso mocinha tem noção de quem somos? Tem noção do risco que o Pitter tem corrido ultimamente? só esse ano ele fora atentado 4 vezes a fim de ser trocado por dinheiro, e você vem me perguntar que mal teria? - rio - Srta Lee antes de falar o que não sabe se informe, ou você acha que eu tiraria a felicidade do meu irmão mais novo por capricho, então faça o seu trabalho como queria e tire logo ele daqui.

Minha boca abria e fechava diversas vezes com aquela revelação, não sabia o que pensar nem falar, nunca me imaginei em uma situação como essa, saber disso em meu primeiro dia na casa só me mostrava o quanto inocente eu fui, claro que todos esses seguranças e cuidados não seriam a toa, e só em imaginar uma criança correndo atentado por conta de resgate me partia o coração, ele só tinha apenas 8 anos! depois daquelas palavras do Sr. Min, tudo que pude foi soltar um me desculpe e pegar as mãos de Pitter sem mais delongas o levar para dentro de casa minhas pernas fraquejavam e  meu peito doía como se fosse saltar, me culpava mentalmente por tudo que havia ouvido ali e se algo acontecesse com Pitter eu nunca me perdoaria. Yoongi, você ainda continuava um completo idiota ao meu ver.

 


Notas Finais


Eu quis colocar logo essa tchenga aí para conhecer o Pitter logo e começar as coisas circularem, o próximo será maior e mais interessante, eu prometo, tive bloqueio --' kkkkkk
Me digam o que acharam do nosso Yoongi gente, mas não o julguem de primeira ele terá os motivos dele.
Xoxo ~~ até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...