História Intended - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Ezarel, Jamon, Keroshane, Leiftan, Mery, Miiko, Nevra, Valkyon
Tags Eldarya, Ezarel, Nevra, Valkyon
Exibições 41
Palavras 957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


HOLAAAAAAAAAAA AAAAAAAH AAAH
SJHFAFJDF
Essa não é minha primeira fanfic (De Eldarya é sim, xiu), maaaaaas é uma que eu espero que dessa vez eu não exclua q-
DSLKGDLGKJ
Eu realmente espero que vocês gostem!
Qualquer erro me falem por favor, serous
Beijos e até lá embaixo!
<3

Capítulo 1 - Beginning


Eu estava sem sono. Eu definitivamente estava sem sono. 

Fazia mais ou menos uma meia hora que eu estava tentando dormir. Mirei para o relógio ao lado da minha cama e o mesmo marcava 4h30m da manhã.

Virei minha cabeça para a direção oposta da minha cama.  Magy dormia profundamente.  

Suspirei e me levantei lentamente, tentando esvair minha profunda preguiça do corpo e calçando minhas maravilhosas pantufas azuis. Andei até o guarda-roupa e puxei um agasalho preto, vestindo logo em seguida e bocejando por culpa do sono. Ou a falta dele. 

Me direcionei ao criado mudo que ficava ao lado da minha cama, pegando uma chucha e prendendo meus cabelos em um rabo de cavalo. Peguei meu celular e enfiei no bolso da blusa, e antes de sair do quarto, olhei novamente para Magy só para estar garantida de que a mesma dormia verdadeiramente. 

Desci as escadas e corri para pegar as chaves de casa. Olhei para o relógio, "4h55m". 

Mas quem é que sai de casa, em pleno sábado as quatro e cinquenta e cinco da manhã por falta de sono? Isso mesmo, eu.

Eu posso ser assaltada por algum cara maluco e talvez morrer sendo atacada por ele? Claro, por que não? Eu poderia ser abduzida por uma nave que contém dezenas de dezenas de alienígenas e ser levada da Terra? Yup! Que divertido. 

Mas quem disse que eu ligo? Sinceramente Sol...

Se Magy descobrir ela vai me comer viva, e não, não vai ser na cama. Ela iria começar a dizer algo como "Você não pode sair e me deixar sozinha no meio da madrugada, e se um maluco entra em casa? Pior! E se ele quiser nos levar?" Ou talvez "Se você continuar assim, eu faço você dormir a força! Pode deixar que uma panelada nessa sua cabeça de vento basta!". Yep, e essa é a Magy que eu amo. 

Na frente da minha casa, havia meio que um bosque. Ele levava para uma floresta se caso você andasse muito, mas muito mesmo. E haja vontade. 

Tranquei a porta de casa e me virei, olhando em volta para me certificar de que não havia nenhum alien por ai querendo me levar. Feito isso, coloquei meus fones e apertei numa playlist qualquer só para passar o tempo. 

O bosque era l-i-t-e-r-a-l-m-e-n-t-e de frente para minha casa. Então eu apenas atravessei a rua e me enfiei no meio de árvores e arbustos, andando meio alheia á tudo.

Okay, vamos lá...

O ano estava começando. Ou talvez para mim acabando. Eu já estava no terceiro colegial e precisava arrumar um emprego logo. Magy era a única que estava nos sustentando atualmente, e isso para mim é o cúmulo.

Talvez eu tenha ficado um pouco estressada no meu último emprego e..acidentalmente tenha batido na cabeça do meu chefe com uma vassoura? Tudo é possível. Mas aquele velho maldito não parava de gritar comigo e sempre mandava eu fazer coisas que não tinha necessidade! Maldito Rusben...

Mas enfim! Eu preciso muito de um novo emprego. Quando eu acabar a escola eu ainda vou ter que fazer algo da minha vida.

Puff! 

Que tal vegetar na minha cama?  Quanto será que pagam por isso? Ah mas que saco!

Eu não me sinto nem um pouco bem com tudo isso. É tão frustante..e principal causa da minha insônia ultimamente.

Eu estava imersa em pensamentos, quando piso em um galho e acabo me assustando. Tirei os fones rapidamente e olhei em volta. A quanto tempo eu estou andando?

Maravilha Sol! Mas aonde diabos você está agora? 

Estreitei meus olhos ao longe, para ver algo que me chamou a atenção.

Puta que pariu.

Atrás de um arbusto de tamanho mediano, eu avistei uma luz. Um borrão para ser mais exata.

Olhei em volta alarmada e peguei o mesmo galho que eu havia pisado a segundos atrás no chão.

Era só o que me faltava. Os aliens filhos da mãe vieram mesmo! É o meu fim. 

Andei devagar até o arbusto, com o galho na frente caso precisasse me defender de alguém ou algo. Em um movimento rápido, abri o arbusto no meio com o mesmo e procurei qualquer coisa que quisesse meu lindo corpinho.

Mas a única coisa que eu havia achado era..um círculo de cogumelos? 

Adentrei vagarosamente até ficar de frente para o círculo. 

Os cogumelos eram brancos azulados e brilhavam sem parar. A terra em volta deles era mais verde, como se ali existisse mais vida.

Okay, círculo da macumba encontrado com sucesso.

Suspirei e olhei em volta. Será que era algum tipo de brincadeirinha?

Ah fala sério. Quem perderia tempo no sábado para fazer uma brincadeira as cinco da manhã? Se bem que...quem perderia tempo indo andar no sábado as cinco da manhã no meio da floresta?

Ding Ding

Um á zero para minha dignidade! 

__Hunf, quer saber? Que se dane! - Larguei o galho em um lugar qualquer e adentrei no meio dos cogumelos. Por que eu estava fazendo isso afinal? Cruzei os braços e sorri vitoriosa ao deduzir que era tudo imaginação minha. Talvez fosse efeito do sono se fazendo presente. 

Eu estava pronta para sair daquela vila de smurfs, quando uma luz branca muito forte me fez recuar assustada.Fechei os olhos com força e coloquei meus braços em frente ao rosto, a fim de tampar tamanha iluminação.

Mas que merda tá acontecendo? 

Senti uma leve pressão sob meu corpo e imediatamente fiquei cansada. Mesmo com os olhos fechados eu podia sentir que a luz aumentava ainda mais, fazendo com que eu me encolhesse no pequeno círculo. 

Em seguida a luz que antes se formava desapareceu dando lugar a profunda escuridão, e tudo que eu via era um breu infinito, ficando inconsciente logo depois. 

Mas que merda... 

 


Notas Finais


YAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH
Eae, gostaram?
Ficou muito pequeno? fjldisldf ~aloka
Eu queria agradecer a minha querida linda fremd que fez minha capa <3
TE AMU JENEFÁ
É isso pessoal!
Até depois!
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...