História Intensa Atração-RomanogersFourtris - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Trisprior_4

Postado
Categorias Capitão América, Divergente, Os Vingadores (The Avengers), Viúva-Negra (Black Widow)
Personagens Beatrice "Tris" Prior, Caleb Prior, Clint Barton, James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Personagens Originais, Sharon Carter (Agente 13), Steve Rogers, Tobias "Quatro" Eaton
Tags Divergente, Fourtris, Natasha Romanoff, Romanogers, Stasha, Steve Rogers, Tobias Eaton, Tris Prior
Exibições 110
Palavras 1.087
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU VOLTEEEEEEI!!!! ❤❤❤❤❤

Tem uma surpresa no final do capítulo, espero que gostem!

Capítulo 16 - Festa part. 2


Fanfic / Fanfiction Intensa Atração-RomanogersFourtris - Capítulo 16 - Festa part. 2

Pov. Tris :

- Irmã? - Ri e olhei para o Tobias que estava sério. - Você sabia disso??

- Sim, eu sabia.

- Já conhecia a Nita, Tris?? - Eric perguntou.

- Sim. - Respondi-  Infelizmente. - Murmurei.

- É... nós nos conhecemos na saída de um restaurante, não é Tris? - Ela debochou.

- Aham...

- Vamos lá pra dentro, Tris? - Tobias se levantou puxando minha mão.

- Sim... tchau gente... - Sorri, ironicamente, acenando.

Entramos novamente e nos sentamos em uma mesa mais ao fundo. Tobias estava quieto demais. Segurei em sua mão e sorri.

- Tudo bem?

- Tudo...

- Tem algo que queira me contar?

- Eu não sei - Ele suspirou se escorabdo pra trás na cadeira.

- Algo sobre a Nita e o Eric?

- Eu não gosto de falar disso... o meu namoro com a Nita não foi dos melhores.

- Pode me falar... eu to aqui pra te ouvir...

Ele sorriu.

- Nós estudavamos juntos em uma escola no Queens. Ela era popular, linda e encantadora... já eu era o nerd que fiacava na primeira fileira da sala... eu sempre tentava falar com ela e ter algum contato mas ela sempre me menosprezou.

- Mas como começou esse romance?

- Meu pai nunca aparecia na escola, ninguem o conhecia, ele sempre foi meio reservado e ocupado. Mas um dia, em uma reunião de pais, ele apareceu, ela o reconheceu pelo sobrenome " Eaton" e ligou os pontos. Então, por puro interesse, ela começou a falar comigo e fomos criando laços....

- E como esses laços acabaram??

- Ela viajou para Londres e conheceu um cara mais rico que eu... - Ele riu triste - Foi assim que ela me largou do pior jeito possível. Eu era um iludido e ela uma aproveitadora...

- Eu sinto muito...

- Tudo bem... - Ele sorriu e se inclinou mais para a frente, me beijando.

Segurei na sua nuca e vi que eu tinha que tomar uma decisão. Eu precisava perder esse medo e essa vergonha de uma vez.

- Tobias... - Sussurei parando o beijo.

- O que?

- Eu quero...

- O que você quer?- Ele riu.

- Uma noite com você-  Sorri sem jeito.

- Isso é sério?

- Muito sério - Ri.

- Como quiser, amor.

Saimos do salão...

[...]

Chegamos no apartamento e ele me guiou até seu quarto. Eu estava tremendo e nervosa. Ele abraçou minha cintura e acariciou meu rosto.

- Fica calma...

- Eu já vi a Natasha fazer isso - Ri - Não foi legal.

- Eu imagino.

- Pra ela parece tão natural...

- Pra você também vai ser... - Ele sorriu - É só não forçar.

Ele me beijou me levando até a cama devagar. Eu não sabia o que estava sentindo, só sabia que era bom.

Ele me deitou na cama e tirou minha blusa lentamente.....

[...]

Tobias deitou ao meu lado ofegante enquanto eu sorria.

- Gostou? - Ele me olhou.

- Sim... - O beijei.

- Se você quiser e quando você quiser... nós podemos repitir.

- Okay... obrigada.

- Agora dorme. Você deve estar cansada.

- E como - Ri. - Como vai ser amanhã? Tudo vai voltar ao normal?

- Não... nada nunca mais vai voltar ao normal - Ele sorriu - Eu te amo. Isso não vai mudar.

- Isso foi bonito... - Ri.

- Eu sou bonito - Ele riu convencido.

- Convencido.

- Chata.

- Sou mesmo...

- A chata que eu mais amo.

- Owm... - Sorri e lhe dei um selinho.- Sobre a Nita... eu não quero que ela estrague a nossa relação.

- Ela não vai.

- Nem o Eric - Ele riu.

- De jeito nenhum.... - Ele sorriu. Seu sorriso é tão lindo, assim como ele. O que ele quer comigo??? Pode conseguir uma mulher muito melhor que eu. Por que escolher à mim??

- O que houve?? Você ficou seria e triste de repente. -  Ele perguntou preocupado.

- Tobias.....Por que esta comigo??

- Por que está perguntando isso Tris??

- Porque....olha pra você!! Pode conseguir a mulher que quiser. Por que escolher á mim? - Perguntei me virando para o outro lado.

- Tris, olhe pra mim. - disse virando meu corpo. - Eu estou com você porque eu te amo, e não poderia achar alguém melhor para ocupar o seu lugar.

Fiquei com os olhos marejados e o beijei. Acho que nunca amei tanto alguém como o amo.

- Eu te amo Tobias.

- Eu também te amo Tris.

- O que será que o Steve e a Natasha estão fazendo agora? - Tobias perguntou.

Enquanto isso...

Pov. Natasha:

- Que humilhação...

Ri sentindo os beijos quentes de Steve no meu pescoço. Nós estávamos no banheiro de deficientes nos agarrando fazia dez minutos.

- Você gosta... - Ele sorriu malicioso.

Ele colocou uma mão por dentro da minha blusa e foi até o sutiã.

O celular dele começou a tocar do nada. Tentei predê-lo para que não atendesse mas não funcionou. Ele atendeu a ligação e ficou com cara de preocupado. Quando desligou, me olhou sério.

- Eu preciso ir.

- O que?!

- Tivemos um problema na filial de Los Angeles. Tenho  que ir pra lá agora.

- Agora?! Steve são meia noite! Você não pode me deixar aqui...

- Me desculpe... - Ele me beijou - Mas eu tenho mesmo que ir.

Ele saiu correndo do banheiro me deixando sozinha ali. Suspirei frustrada e voltei ao salão. Todos já tinham ido.

Respirei fundo e fui até a entrada do prédio. Pensei bem e peguei um taxi até em casa. Troquei de roupa e peguei outro taxi até um bar ali perto.

Entrei e já comecei a me sentir melhor (espírito de bêbada aqui). Me sentei na bancada e fiquei bebendo por uma meia hora até o cara que estava a uns dois banquinhos de mim, se virou na minha direção e sorriu.

- O que esse bela moça faz sozinha em  um bar essa hora? - Ele sorriu de lado.

Tenho que admitir. Ele me deixou bem "animada", a bebida ajudou. Sorri de volta e ergui meu copo. Ele se sentou ao meu lado me olhando de cima a baixo.

- Bebendo, e você?

- Admirando sua beleza - Ele riu malicioso.

- Você é bom... - Ri goleando minha bebida, que acabou.

- Posso te pagar uma bebida?

- Deve - Sorri de canto.

- Vodka?

- Observador, gostei.

O garçom trouxe mais um copo para mim e um para ele. Ele tomou um gole e me olhou novamente.

- Russa?

- Sim - O olhei desconfiada.

- O sotaque - Ele riu - Bem fraco, mas notei.

Admito que os olhos dele eram bem ipnotizantes. Um azul cristalino lindo (feitiche? Talvez).

Ficamos flertando a noite toda até eu me dar conta de uma coisa.

- Você ainda não me falou o seu nome.

- Me perdoe. Prazer, Salvatore, Damon Salvatore. - Ele disse com o famoso sorriso de lado.



Notas Finais


Gostaram? Me desculpem a demora!

Comentários alegram o meu ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...