História Intense - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Douglas "Rato Borrachudo", Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames"
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Personagens Originais, Rato Borrachudo
Tags Romance Malepok
Visualizações 59
Palavras 1.551
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fanfic está entrando na reta final ;-;
Desculpa a demora para postar.
Estou me dedicando ao meu Fc.
Quero que realmente de certo.

- Boa Leitura - Teffys!

Capítulo 28 - Minha família


Fanfic / Fanfiction Intense - Capítulo 28 - Minha família

{Na semana seguinte}

- Eu tô toda descabelada mamãe.. Não tira foto minha não... - Falei brincando com a Lorena. Tirei uma foto dela. - Eu te amo minha super- Heroina! - A enchi de beijinhos. - Vamos tomar banho? Vamos ficar bem cheirosa? Aí minha garotinha..

- Baba nela mesmo... - Meu pai riu.

- Pai se eu apertar ela chora? - Perguntei. - É muita fofura! Olha o tamanho desses pezinhos. - Falei enquanto retirava as meinhas dela.

- Malena você já foi desse tamanho. Se contenta.

- Não dá... - Beijei os pezinhos gordinhos da Lorena. - Ah não. Ela tem cócegas! Pai.. Socorro! Ela tem cócegas.. Deixa seu pai ficar sabendo filha.. Vai pirar. - Peguei o celular.

Whatsapp~

Eu: (foto dos pezinhos gordinhos da Lorena)

(Foto da Lorena segurando o meu dedo)

Amor: Eu quero! Vida eu quero esses pezinhos!

Eu: Ela tem cócegas!

Amor: Não creio! Quero ver!

Eu: (Vídeo meu fazendo cócegas nos pé da Lorena).

Amor: Malena me apaixonei de novo.

Eu: Tem como não se apaixonar pela nossa filha?

Amor: Não.. Quando vai voltar pra casa?

Eu: Sábado.

Amor: FINALMENTE VOU PODER FAZER CARINHO NA LOLA!

Eu: Sim.. Pera aí.. Vou dar banho na mamudinha.

Amor: Por que mamudinha?

Eu: Por que ela é esfomeada que nem eu.

Amor: Vai lá... Depois quero mais fotos.

Whatsapp ~

Dei banho na pequena. E a troquei. Tirei foto e enviei pro Spok. Que amou. Deixei ela com os meus pais.

Point of vision Julia.

- Minha filhinha é tão perfeita.. - Spok falou.

- Cadê? - Peguei o celular da mão dele. - Own...

- Vamos terminar o tráfico de roupas da Malena... - Ele falou.

Dobramos tudo e enfiamos no carro. Logo mais terá a mudança. E eu vou ajudar a mudar as coisas dela e da Lorena.

Foram duas viagens. E mais sete horas arrumando tudo.

- O que achou da reforma? - Ele perguntou.

- Gostei. Principalmente do quarto da Lorena. - Falei. - Como está o coração?

- A mil.. Depois da minha "briga" com ela. Minha vida se tornou tão triste. Mas em breve vou poder ter minhas garotas de volta.

- Saudades?

- Muitas. Finalmente vou pegar minha princesinha.

- Eu fui visitar elas... - Julia. - Loreninha é um amor.

- O que que ela fez?

- Bom, dormiu, dormiu.. Dormiu. Mamou, dormiu. Sujou a fralda, mamou, dormiu, dormiu, mamou, dormiu. Acordou e ficou me olhando, sujou a fralda, tomou banho, assistiu TV comigo, mamou e dormiu.

- Aí meu Deus! - Falei emocionado. - Eu quero ela pra mim.

- Mas ela já é sua. - Falei.

- Topa ir fazer uma surpresa pra elas?

- Tá... - Ela falou.

Nos arrumamos e fomos. Foram cerca de uma hora no trânsito.

- PUTA MERDA! - Spok falou irritado. - Essa porra não anda. Só quero ver minha família. Tá foda nesse trânsito.

- Nossa Andrei.. Calma... - Lucca falou.

- Elas não vão sair de lá... - Falei.

- Mas quero pegar minha filha. De preferência acordada.

- Ata que ela deve estar acordada. Ata. - Falei rindo.

- Qual é? - Ele falou chateado.

- Desculpa, oh pai do ano. - Rimos juntos.

Logo chegamos na casa dos pais dela. Cumprimentamos todos.

- E ai papai.. - Dona Ana perguntou ao Spok que olhava algumas fotos no celular da mesma.

- Ela é.. Linda.. - Ele falou encantado.

- Tá esperando o que para ir vê-las?

- Eu posso?

- Vai lá... - Dona Ana deu um leve empurrão nele.

Point of vision Andrei.

Caminhei até o quarto da Malena, o mesmo se encontrava com a porta fechada. Antes de bater fui até o banheiro lavar as mãos, queria poder mexer com a bebezinha. Voltei a porta de seu quarto. Assim batendo levemente na mesma.

- Entra.. - Ela falou suavemente.

- Com licença.. - Falei baixinho adentrando o quarto. Malena estava apoiada em alguns travesseiros, com os braços envolvidos em um cobertor rosa claro, um paninho em seu ombro. Ela encarava um pequeno ser que fazia alguns barulhinhos bem fofos. Ela estava amamentando a Lola. Encostei a porta.

- Mãe Fecha a janela pra mim? - Malena perguntou.

- Fiquei tanto tempo ausente assim? - Perguntei.

- Popok! - Ela sorriu ao me ver. Juntei nossos lábios em um beijo rápido, porém apaixonado. Assim que cessamos o beijo levei minha total atenção a bebê. - Da Oi pro papai filha.. "oi papai!" - Ela simulou a Lorena falando.

- Ela é.. Perfeita.. - Falei.

- Não vai fazer carinho nela?

- Posso?

- Ela é sua filha.. - Malena sorriu. Esfreguei minhas mãos com a intenção de aquece-las um pouco. Pequei a mãozinha pequena da Lorena.

Nosso primeiro toque, pude sentir a suavidade de sua pele, o calor que transmitia.

Acariciei a mesma com as pontas dos dedos.

- Já terminou? - Malena perguntou a ela. A mesma ajeitou sua roupa e a fez arrotar. - Quer segurar?

- Eu tenho medo.. Olha o tamanho dela.

- Senta aqui... - Ela falou e eu me sentei. Vagarosamente colocou a pequena em meus braços. Assim beijando minha bochecha e indo fechar a janela.

Chorei um pouco, afinal era minha primeira vez com a bebê.

- Eu te amo tanto... - Falei encarando a Lorena. - Você é o melhor presente que a mamãe me deu. Eu prometo cuidar de você, te fazer feliz... Te amar...

- Eu.. Vou acabar chorando - Malena limpou o rosto. - Minha família perfeita..

- Nossa família.. - Falei. - Eu te amo tanto, loirinha..

- Eu te amo mais.. Muito mais..

{Alguns dias depois}

- Tchau Vovó! Tchau Vovô! - Malena falou se despedindo dos pais. Eles se abraçaram.

- Cuida bem dessas mulheres..

- Pode deixar.. - Me despedi deles e fomos para casa.

- Ué? - Malena perguntou ao ver que eu não estava indo para o seu apartamento.

- Isso é um sequestro.. - Falei rindo.

- Doido... - Ela riu.

Logo chegamos em casa. Pequei as coisas no porta malas e entramos.

- Uou! Amor.. Tá lindo! -Ela falou admirada com a reforma.

- Você não viu nada... - Falei a levando até a cozinha. A mesma ficou encantada. - Reformei lá em cima também... - Mostrei a casa pra ela. Deixei os quartos por último. - Majestade.. Seus aposentos.. - Roubei um selinho demorado dela.

- Amor.. Tá tudo muito lindo... - Colocou sua cabeça sobre meu peitoral.

- Quarto do Lucca que por sinal tá bagunçado... - Falei. - Agora olha porta que faltou..

- Abre aqui pra mim.. - Ela falou caminhando até a porta. Abri a mesma. - Andrei... Eu... Eu... Não acredito.

- Eu.. Precisava fazer isso. - A abracei cuidadosamente, durante um tempo fiquei encarando a Lorena adomercida em seus braços.

- Você é o homem que pedi a Deus.. - Disse ela.

- Eu arrumei a mudança de vocês... - Falei. - A Julia estava esperando você para entregar o apartamento.

- Obrigada.. - Ela juntou nossos lábios. - Quer colocar ela no berço?

- Acho melhor você fazer isso. - Falei.

- Toma.. - Ela me entregou a bebê.

- Doida.. - Vagarosamente a coloquei no berço. A mesma acordou um pouco assustada.

- Acalma ela.. - Malena falou.

- Malena.. Eu não sei cuidar de crianças. - Falei.

- Lembrando que.. Ela vai passar o resto da vida com você. Não acha melhor aprender a cuidar? - A bebê começou a chorar.

- Jogo sujo esse.. - Olhei para pequena. Fazendo carinho na mesma. - Calma.. O papai ta aqui com você.. Isso, eu tô aqui... - Não demorou muito para ela se acalmar. -Que fácil...

- Sim..

- Que carinha fofa.. - olhei a pequena.

- Ela tá concentrada..

- Que fofa! Mor ela soltou um punzinho... Que bonitinha..

- Muito..

- Olha você... Igual a mamãe.. Que linda! - A menor começou a resmungar incomodada com algo. - Que foi?

- Não seja ingênuo. - Ela falou rindo.

- Que que eu faço? - Perguntei segurando a mãozinha de bebê.

- Toma.. - Malena me entregou uma fralda, pomada e lenço umedecido.

- Eu vou ter que trocar ela? - Perguntei assustado. - Tá. - Tirei o macacão, a calça e a meia. - Que pezinho lindo! Agora me ajuda..

Malena me ajudou a desabotoar o body e colocar o trocador em baixo da Lorena.

- Segura os pezinhos dela e não se preocupa em dar uma leve levantadinha nela... E limpa de frente pra trás. - Malena me orientou.

- Vamos lá? Eu consigo! - Abri a fralda. - Consigo não. - Falei quase vomitando.

- Deixa que eu troco.. - Ela riu.

- Eu troco.. - Uma guerra começou ali. A Lola sujou os pés, fez xixi em tudo e eu não consegui trocar a fralda. - É.. Deu um pouco ruim.

- Cheguei! - Lucca. - Olá! - Ele cumprimentou a Malena. - O que aconteceu com ela?

- Eu fui trocar a Fralda. - Falei.

- Acho melhor darmos banho nela.. - Malena ainda ria.

- Posso ajudar? - Perguntei.

- Só não matando ela afogada.. Pode sim.. - Malena falou enquanto dava uma leve limpadinha na bebê. - Ainda bem que temos o trocador. Se não esse berço estaria maravilhoso.

 Eu escolhi a roupa da Lola. Fomos dar banho na menor.


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...