História Intensidade - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 1.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tá pequeno eu sei, o próximo, prometo que será maior, boa leitura!

Capítulo 1 - Estupro


  

As vezes me pego pensando em nós, em como seria nossa vida juntos, imagino a gente viajando juntos, conhecendo o mundo inteiro, nos casando, tendo filhos... Eu adoraria ter uma vida contigo, acordar ao teu lado, sentir tuas mãos quentes tocar meu corpo, te sentir, te beijar, e demonstrar todo o amor que sinto por você, e te mostrar que posso te fazer ser o homem mais feliz do mundo, se ao menos você soubesse o que sinto. 

~*Pensamento off*~

- Oii, o que você está escrevendo aí? ~minha melhor amiga me chama me fazendo sair dos meus pensamentos e rasgar a folha~

-Nada, apenas fiz alguns rabiscos ~digo amassando o papel e jogando no lixo~

-Tudo bem então...  Você soube da nova? ~diz ela sentando na cadeira ao lado~

-não, o que houve?? ~digo preocupado ~

-O David terminou o namoro, e vai fazer uma festa hoje, pra uma espécie de "comemoração"  e me convidou 

-hm, parabéns ~ digo chateada pois David já gostou dela, e ela não tem idéia que eu amo ele~ 

-Ele te chamou também, boba! Passo pra te buscar as 8h ~disse ela me dando um empurrãozinho de leve no ombro e indo embora~

~*Pensamento on*~

Fiquei sem palavras pra isso, não acredito que ele me convidou, talvez ele só tenha me chamado porque sabe que ela só vai às festas se eu for também, acho melhor eu não ficar tão animada, de qualquer forma, pelo menos ele sabe o meu nome.

Logo tocou o sinal e fui direto pra casa, pensando nas diversas combinações de roupas que eu poderia usar na tal festa. Cheguei em casa,  coloquei um vestido preto colado que me deixava muito bonita, coloquei um salto, fiz uma maquiagem básica, arrumei o cabelo, coloquei meu melhor perfume e assim que acabo de me arrumar, escuto a campainha tocando, era a minha melhor amiga.

~* Pensamento off *~ 

-Amigaaaaa, pra que tudo isso?  é só uma festinha ~ disse ela~

- Deixa de exagero amiga, se não for pra arrasar eu nem vou. ~digo~

(fomos andando para a festa, a casa dele era do lado da minha, éramos vizinhos e mesmo assim ele não falava mais comigo)

-Oi, sejam bem-vindas lindas! ~disse um dos amigos do David ~

-Obrigada. ~ dissemos eu e minha amiga, respondendo em perfeita S I N C R O N I A~ 

(bebemos um pouco, não desgrudamos nem por um segundo,  e eu estava olhando para todos os lados mas nenhum sinal do David, talvez ele estivesse ocupado transando com alguma garota no quarto dos pais dele)

-até que enfim achei você! ~disse David olhando pra mim~ 

-Desculpe, você está falando comigo? ~digo corando ~

-Sim, vem aqui, vamos beber um pouco ~disse ele, me puxando ~

(eu não hesitei em momento algum, pra ser sincera ainda não caiu a ficha que ele falou comigo.) 

-Toma ~disse David me entregando uma dose de tequila~ 

(eu apenas bebi, foi a primeira vez que eu provei tequila,  e era horrível, mas eu estava tão nervosa que bebi várias doses (CRIANÇAS NÃO BEBAM).

Acordei com uma dor de cabeça horrível, enjôo, e o pior de tudo, eu estava completamente nua, na cama do David, fiquei desesperada, levantei e procurei minhas roupas, assim que me vesti sai dali o mais rápido possível. 

Chego em casa e me troco pois era sexta e havia aula, fui pra escola correndo, cheguei super atrasada, e assim que entrei na sala todos os alunos estavam rindo de mim, alguns conversavam entre si e olhavam descaradamente pra mim, eu apenas sentei e me concentrei na aula, ou pelo menos tentei. 

- Você...  Não leu minhas mensagens? ~disse minha melhor amiga~

-N Não, eu não tive tempo.. O que você mandou? ~digo ainda olhando para o quadro ~

- O David mandou fotos suas íntimas pra todos da escola ~disse ela falando bem baixo e em tom de preocupação ~

-ELE O QUE?! ~digo falando alto~

-Xiiiuuu! ~diz o professor me encarando ~ 

-Ele fez o que? ~digo novamente, mas agora baixinho ~

-Ele tirou algumas fotos suas enquanto vocês transavam, e mandou pra todos da escola ~disse ela ~

-P professor.. Eu p posso ir ao banheiro? ~digo quase chorando ~

Cheguei ao banheiro, peguei meu celular e comecei a vasculhar as mensagens, e vi as fotos que ele havia tirado, todas mostravam nitidamente meu rosto, eu chorei, e me desesperei,  não sabia o que fazer, até que algumas garotas entram no banheiro, olham pra mim é começaram a rir, eu saí correndo e fui em direção a diretoria, inventei uma dor, e fui pra casa.

Cheguei em casa chorando, desesperada, eu olhava para as fotos e chorava mais ainda, esperei dar 5 horas que era o horário que provavelmente o David chegaria em casa. 

Deu 5 horas, e fui a casa dele,  logo ele me atende e me olha espantado 

-Oi, eu não esperava você vir aqui hoje... Você quer de novo? ~disse mordendo os lábios ~

-Não! Você espalhou fotos minhas, não foi??? ~digo quase chorando novamente ~

-Sim, não era isso que você queria? Fizemos uma troca, eu transei com você, e você me deixou tirar as fotos ~disse ele cinicamente~ 

-Eu não autorizei nada, e quem disse que eu queria fazer sexo com você? ~digo irritada ~

- Você topou tudo, e eu sei você sempre foi apaixonada por mim, vai dizer que não queria que eu te comesse?? ~disse ele~

-Não, não dessa forma, eu estava bêbada, isso foi estupro~ digo ~

-Eu sei que você queria me dar vadia, não adianta pagar de boa moça agora, não foi estupro,  se você contar pra alguém, eu posto o vídeo e mando pros seus pais ~disse irritado~

Eu não respondi, eu apenas sai dali, chorando, eu definitivamente estava sem saída, eu não contei a ninguém sobre aquilo, se as fotos já estavam acabando comigo, imagina se ele soltasse o vídeo? Vou dar um jeito nisso tudo, meus pais não podem saber. 

Passei a noite em claro pensando em algo, e tive a idéia de mudar de cidade, só não sei como fazer meus pais toparem isso sem perguntar o porquê.

-Amiga acorda, eiiii, amigaaa 

-me deixa ~digo me despertando ~

-Você já falou com seus pais?~disse minha melhor amiga~

-NÃO,  E NÃO VOU FALAR COM ELES ~digo abrindo os olhos e falando mais alto~

-Calma, o que você vai fazer então? ~disse ela se deitando ao meu lado~

- Eu não sei amiga, eu não sei ainda, mas preciso me mudar~ digo decidida~ 

- Posso te ajudar com isso, você sabe que seus pais acreditam em tudo que os meus pais falam né?  posso te ajudar com isso ~disse ela~

-Como? ~digo a encarando ~

-Isso eu resolvo, volto daqui a pouco ~disse ela se levantando e indo embora~



Notas Finais


Gente, essa é minha primeira fanfic, tá horrível eu sei, mas por favor, me ajudem a melhorar, façam críticas construtivas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...