História Interlaced In Your Heart - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Barbara Palvin, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Alienbiebercute, Dor, Drama, Mutilação, Obsessão, Possessividade, Romance, Sexo
Visualizações 69
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E que comece a dor...

>> Música tema é Dangerously do Charlie Puth (VEJAM A TRADUÇÃO DESSA MÚSICA, SERÁ MUITO IMPORTANTE PARA A FANFIC)
>> Desculpem-me qualquer erro!
>> Boa Leitura!

Capítulo 3 - Pain


Fanfic / Fanfiction Interlaced In Your Heart - Capítulo 3 - Pain

“Não me faça desistir de tudo o que temos, porque o que

temos, é tudo o que eu tenho!”

 

 

P.o.v’s Helena Louise

 

 

     Acordei na segunda em um completo caos. Eu estava cansada por conta da mudança e eu só queria passar mais três meses embernando, não seria nada mau. Eu queria passar mais tempo dormindo, mas a responsabilidade me fazia ter certas limitações.

    Suspirei exausta e me forcei a levantar da minha cama quentinha, que quando eu a olhava, me sentia sendo mal com ela. Ela precisava do meu corpo para que a mesma me esquentasse! Ri dos meus pensamentos e neguei enquanto seguia para o banheiro.

    Olhei-me no espelho do banheiro e constatei que eu estava um lixo. Despi-me e segui para o box do meu banheiro e tomei um banho demorado e relaxante. Lavei meus cabelos e senti minha alma ser renovada.

    Ao sair do banheiro, escolhi uma calça preta juntamente a uma blusa de mangas compridas em uma cor marrom clara. Joguei meu moletom por cima do meu tronco e ajeitei meus cabelos em um rabo-de-cavalo e borrifei meu perfume preferido. Coloquei pó, rímel e um batom claro em meus lábios, e logo calcei meus sapatos inseparáveis.

   Vi o resultado no espelho e sorri, pois eu sabia que eu nunca me sentiria bem fazendo extravagancias para ir à escola. Qual é, eu só estou indo a uma escola, não a uma festa. Admiro as garotas que tem disposição pela manhã para se maquiar ao extremo. 

    Peguei minha bolsa, juntamente ao meu celular e sai do meu quarto, descendo as escadas ao sentir um cheiro bom de panquecas. Minhas pernas me levaram em direção a cozinha, onde avistei meu pai tentando, repito, tentando fazer panquecas.

 - Quer uma ajudinha? – ri quando o vi pular com o susto. – Sou só eu, pai! – eu debochei divertida quando cheguei perto, beijando sua bochecha e lhe saudando como sempre fiz.

 - Acho que cereais são bons pela manhã! – ele fugiu das panquecas quando viu que seria um fiasco continuar tentando. Ri assentindo e logo me sentei na mesa, vendo ele trazer uma tigela e despejar o cereal que ele havia pego no armário da cozinha. Logo foi até a geladeira e tirou de lá uma caixa de leite, me dando em seguida. – Então, está ansiosa? – questionou-me e eu assenti sorrindo fraco. Ele suspirou, sabendo que eu sentia falta de tudo o que deixei para trás. – Eu sei que pode ser difícil no começo, mas é só dar tempo ao tempo. Vai dar tudo certo, querida! – assenti, sabendo que tudo o que ele falou, era verdade.

 - Bom, só espero ser aceita! – digo enquanto levo uma colherada do meu cereal até a minha boca. Mastiguei o material doce e delicioso, o sentindo descer pela minha garganta. – Quero participar do time das líderes de torcida, acha que eu tenho chance? – perguntei esperançosa e o vi sorri sincero enquanto assentia.

 - Acho que você tem cem por cento de chance de entrar para o time! – eu sorri agradecida e logo terminamos o nosso café da manhã.

     Ele me levou até a escola já que ele começaria hoje, e eu estava torcendo para que tudo desse certo para ele. Eu o queria bem e instável, depois do que aconteceu com a mamãe, papai vem tendo uma grande dificuldade de se manter feliz, não que ele não seja, mas é como se estivesse faltando algo. E eu me sentia do mesmo jeito.

 - Tenha uma boa aula, Lou! – sorri beijando sua bochecha e me despedi dele. Desci do carro e suspire, olhando ao redor. Tentei encontrar uma garota de cabelos na cor ruivos, mas não tive sucesso algum.

      Suspirei enquanto caminhava lentamente em direção a entrada da grande escola. Eu já estava terminando o colegial e não via a hora desse dia chegar. Estava cansada da escola e eu queria entrar em uma das melhores universidades do Canadá. Eu queria e eu iria fazer por onde.

    Até onde eu sei, me chamam de a nerd descolada, ao menos na minha outra escola era assim que me chamavam. Eu entendia quando o professor explicava e me sentia grata por isso. Sempre tirei notas boas e sempre participei de tudo o que envolvia a escola, afinal, eu queria deixar a minha marca, mas bem discretamente.

     Caminhando pelos corredores eu olhava tudo atenta demais. As pessoas cochichavam por onde eu passava, talvez por eu ser a nova garota. Carne nova no pedaço nunca foi uma coisa boa, e muito menos para mim. Eu odiava ser o centro das atenções e parece que tudo estava contra mim.

 - Olha, é a garota que esbarrou no Justin! – um sussurro me fez olhar para trás e avistar duas garotas me olhando rabugentas e estranhamente assustadoras. Eu logo desviei meus olhos, me focando em olhar para frente. Mais quem diabos era Justin?

     Continuei caminhando e logo um corpo foi jogado ao meu lado, me puxando para um abraço caloroso em seguida. Cabelos ruivos tamparam a minha visão e eu soube que não estava sendo atacada para ser devorada, mais sim para ganhar um abraço da minha nova amiga.

 - Ainda bem que você chegou, eu estava te procurando a tempos! – ela disse enquanto se afastava, sorri em sua direção.

 - Desculpe, cheguei agora! – disse corando. – Pode me mostrar a escola? – perguntei enquanto a mesma se colocava ao meu lado para caminharmos juntas.

 - Claro, baby! – disse alegre. – Seja bem-vinda a seu passei por nosso amado colégio, o Canadis High School! – ri quando a mesma passou o braço pelo meu e me puxou enquanto caminhava e me mostrava tudo.

      Visitamos a biblioteca, o banheiro feminino, as salas, a diretoria que aproveitei para pegar meus horários, e por fim, a grande quadra de basquete. Já no lado de fora, avistei bancos pintados de diversas cores em baixo de árvores bem cuidadas, uma vasta área verde onde muitos jogavam outros tipos de esportes e tudo o mais.

 - Ali – apontou para uma área afastada e bem escondida, avistei um corpo grande sentado naquele local.  – É ali onde está a pessoa que você deve evitar! – eu a olhei sem entender e a mesma suspirou. – Justin, Justin Bieber! – eu franzi a testa e não entendi, mas eu reconhecia esse sobrenome. – Bom, ele é perigoso demais. Soube que a mãe foi embora quando ele tinha doze anos, os motivos nunca foram descobertos. Seu pai é dono de lojas e de uma grande empresa no centro da cidade. Ele trabalha na empresa na parte da noite, mas antes de se juntar ao pai ele teve um caminho bem diferente, se assim posso dizer! – a olhei curiosa e a mesma negou. – Eu prefiro não ser a pessoa a te contar isso, ele é esperto, descobre as coisas rapidamente e eu não quero ser um dos alvos dele! – rio sem graça e suspirou me olhando atenta. – Vamos? – assenti. Viramos as costas e seguimos para dentro do grande colégio. – Qual é a sua aula?

 - Química! – disse ao olhar em meu papel, onde continha todas as minhas aulas.

 - Ótimo, você terá a primeira aula comigo!

 

 

 

 

 

 

“Isso vai doer, mas eu me culpo primeiro

Porque eu ignorei a verdade...”

Charlie Puth (Dangerously)

 

 

Continua...


Notas Finais


AMO VOCÊS! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...