História Internato François Dupont - Um conto de Herois - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Exibições 43
Palavras 459
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Nova fic , aproveitem , papillons!!

; )

Capítulo 1 - Paris Injusta


                   .         -Marinette-

Em Paris , o prefeito Borgeois toma conta de tudo. Aqui temos uma ditadura em quem manda e quem obedece. Chloe está aí para provar. Na minha antiga escola ela era quem mandava , apenas por ser filha do prefeito. E ainda manda. É tanta injustiça. O prefeito Borgeois precisa saber o que o povo quer dizer. Aqui em Paris existe uma escola... Não sei se podemos chamar de escola. É um lugar horrível. Uma escola de correção para "crianças malcriadas". Tá mais para uma prisão. Qualquer pessoa que desrespeite ou faça algo contra o governo é "transferido para o Internato" (preso). Não é um lugar que tenha liberdade de expressão. Triste , mas real. Antes , Paris era um lugar ótimo. Pelo menos é o que meus pais diziam. Quero lutar por essa cidade, lutar por eles. E é isso que eu vou fazer. 

- Pai , mãe , vou sair um pouco. - digo , quando me liberto dos meus pensamentos.

Saio de casa e caminho um pouco. É bom passear pela cidade e descasar . Lembro da sorveteria , fechou. Vou até o lago , está abandonado. Caminho pensando.
Sabe, não tenho muitos amigos nessa cidade. Chloe estudava comigo , no melhor colégio da cidade. Meus pais pagaram ele para me dar um futuro melhor. As outras pessoas que estudavam comigo eram preconceituosas. Tinha o Adrien , eu gostava dele, mas ele foi mandado para o Internato pelo pai. O Max era inteligente o bastante para não desafiar o governo , ou seja , não falava comigo. Sabrina é a escrava da Chloe , então é a mesma coisa. Chloe é o pior ser humano da Terra!!
Também tinham os akumas , guardas e soldados do prefeito Borgeois , que verificavam se todos estavam andando na linha. Continuei andando.

                             **

Andei tanto que nem percebi que estava chegando perto da prefeitura. De longe eu estava vendo o prefeito. Eu precisava fazer alguma coisa. Mas... Não sabia o que. Se me pegassem eu iria para o Internato. De repente , uma pequena joaninha pousou no meu ombro. Uma pequena fagulha de esperança! Eu já sabia o que precisava fazer. Eu precisava incentivar a todos. Eu precisava espalhar essa esperança.

Baixei o capuz vermelho do meu casaco.Abri minha mochila... Lá estava Tikki , minha gatinha de estimação com bolinhas. Peguei uma tinta em spray. Me aproximei do muro. Desenhei uma joaninha. Minha esperança , nossa esperança. No nosso milagre. Miraculous: desenhei no muro... Até que...

Uioouioiououoiii ( sirene da polícia '-'). Nem pensei duas vezes. Corri! Corri como nunca antes. Como nunca me senti tão livre. Mas tinha viaturas de Akumas por todos os lados. Eles me pegaram.

- Você vai para o reformatório , mocinha.


Notas Finais


Gostaram??

Bye , bye , petit papillons!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...