História Internato François Dupont - Um conto de Herois - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Exibições 43
Palavras 1.474
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiee , papillons!!!!!!!!!! Hoje eu estou inspirada! Espero que gostem, por que eu estou gostando muuuuuiiiito de escrever!!
Aproveitem o Internato , rebeldes!!

Capítulo 3 - Rebeldia


Fanfic / Fanfiction Internato François Dupont - Um conto de Herois - Capítulo 3 - Rebeldia

             .             -Marinette-

Acordei com o som do alarme. Por um minuto , achei que estava em casa e meus pais estavam me chamando para tomar café. Doce engano.
Olhei em volta. A "prisão" não é tão diferente de dia , não ficou mais... viva , como era de se esperar. Continua meu mesmo pesadelo. As vezes eu tinha pesadelos com este lugar. Agora , estou presa nele. Estava cansada de ouvir apenas meus próprios pensamentos. Chamei por Wifi.

- Wifi...?

- Olá pequena novata adormecida. Acordou? Sim , a cama é dura , mas é só o seu primeiro dia , vai se acostumar.

Me arrepiava pensar em quantos dias eu teria para "me acostumar"

- Vamos ficar o dia todo aqui? - Eu imaginava que o Internato não era essa moleza.

- Daqui a uns 15 minutos vamos sair para o café da manhã. Depois vamos para a aula reformatória.- Wifi disse.

- Aula Reformatória? Eu achava que o Internato era um castigo.

- Sim, é como um castigo. Mas aqui tem aulas para mostrar aos "presos" que nossa atitude foi errada e que não devemos confrontar o prefeito Borgeois. Até parece que alguém se convence disso...- Wifi diz , pela entrada de ar. - Além disso, não é uma aula convencional. Se você se comporta mal, vai para a Detenção. Se você fala sem permissão , vai para a Detenção. Se você não presta atenção...

- ... vai para a Detenção.- completei.

- Olha , minha pequena novata crescendo... - diz Wifi , rindo.

Eu ri. Não tive muitos amigos lá fora, mas a Wifi é uma das minhas únicas amigas aqui.

- E como é a Detenção? - eu pergunto.

- É como aqui. A gente fica lá , trancado , com um monte de gente que não se comportou também. A gente fica preso algumas horas, até eles acharem que a gente aprendeu a lição.As vezes a gente recebe uns trabalhos, mas como eu disse , eles não ligam muito. 

Acho que a Detenção não é tão ruim assim, mas não tenho certeza se gostaria de ficar presa com pessoas que eu não conheço. Principalmente sendo uma Novata. Wifi disse que as pessoas não se dão muito bem com novatos.

- Quando eu vou acabar com esse apelido de Novata?

- Quando você fizer algo que a defina , eu já disse.

- Mas , eu não posso simplesmente dizer a você do que eu quero ser chamada?

- Não , Novata! As pessoas tem que te reconhecer por esse nome. Quando falarem seu nome , a identificar e impor respeito. É como se os nomes lá fora não importassem muito. As pessoas querem te reconhecer pelos seu atos , e não pelo nome que você escolheu.

- Hmmm... Entendi. Mas ... Se eu nunca fizer algo grande? Se eu nunca deixar minha marca? Se eu nunca deixar de ser Novata?

- Fala sério , Novata! Te conheço a menos de um dia e já tenho certeza que você está destinada a fazer algo grande. Você já é a melhor amiga que eu tive nesse lugar. 

Pemmmmmmm. Nossa conversa é interrompida pelo alarme.

- Hora do café . - grita o guarda do nosso corredor. 

De repente , as portas são destrancadas e todos saem. Eu fico sentada na cama , pasma.

- Você não vem , Novata? - grita Wifi , em meio ao barulho , e eu retorno dos meus pensamentos.
  
Me levanto e sigo Wifi , para qualquer lugar onde ela ia. Enquanto andávamos , Wifi me dava um curso rápido.

- Bem , é o seguinte. Vamos para a ala do refeitório. Lá tem muita gente, então cuidado para não se perder. A gente tem 15 minutos de café. Normalmente terminamos em 5 e vamos fazer outra coisa com o tempo livre. Aqui tem um tipo de hierarquia. Quase o Internato todo é dividido em grupos. O grupo da Chloe é uma perda de tempo. O grupo radical pode te encrencar. A parte Sul não é muito legal com novatos. 

- E o seu grupo?

-Eu não tenho bem um grupo , mas sento com dois amigos que fiz aqui. Você vai reconhecer eles de nome , não de rosto. Eles estavam na lista que eu te entreguei. O nome deles são: Gato e Rapper. - Wifi aponta para dois meninos sentados em uma mesa , sozinhos. Um eu já conhecia, Adrien. O outro eu acho que é o Nino da lista.- A "Rainha" é louca pelo loiro , o Gato. Ele a odeia , mas atura para não ter muita encrenca por aqui. A comida é distribuída pela aquela janela do refeitório. Um pacote por pessoa senão, Detenção. Vamos venha.

Eu e a Wifi pegamos os nossos pacotes e ela continuou.

- Depois de comermos eu e os meninos podemos sair e te mostrar o lugar um pouco , mas sem os guardas verem. Depois que acabarem os 15 minutos de café , toca um alarme e nós somos encaminhados para as salas. Existem banheiros em cada quarteirão , por isso , podemos tomar banho nas horas vagas. Depois da aula, os que não pegaram Detenção , tem uma hora vaga. Isso é o básico para as manhas. - Wifi diz

- Certo. - eu digo , tentando formular tudo.

Caminhamos e chegamos na mesa dos meninos.

- Oi garotos! - Wifi fala quando chega.

- Eai , Wifi ! - os garotos falam em uníssono

- Essa é a Novata , Marinette. - Wifi diz , me apresentando.

- Então você ainda não ganhou um nome... - Diz o que eu reconheço como Rapper.

- Sim...- eu falo , envergonhada.

- Não se preocupa , não ! Você vai conseguir. - Fala o Gato.
 
Assim, comemos e conversamos um pouco. Depois da comida , Wifi me leva para conhecer o Internato e algumas pessoas.

- Aquela é a Chloe , você já conhece. O de cabelos ruivos é o Pichador , ou Desenhista. A menina de laranja e com cabelos marrons é a Raposa. A menina de cabelos curtos loiros é a Flor Negra. A meio ema é a Sinistra , melhor amiga da Flor. Do lado da Chloe tem a Serva. Agora os lugares , pois você tem que tomar cuidado com os territórios. Aquele ali é o nosso corredor. Atras do nosso quarto tem o quarto dos meninos. Eu conheci eles no segundo dia deles, na aula. Fomos mandados para a Detenção. A Chloe dorme em um salão privilegiado do prefeito. A Serva também. O Desenhista está do andar de cima e Sinistra e Flor estão no salão C. Entendeu?

- A-acho que sim.

Ficamos conversando até o sinal tocar. Peeeeeeemmmmmm. Hora de ir para a sala de aula. Na minha antiga escola eu não me dava muito bem , espero que não seja assim aqui , pois , além de eu ser Novata, eles literalmente sabem onde eu durmo.

                              *

Como descrever a sala de aula? Era uma sala de aula normal... Quer dizer , tinha cadeiras e tals , mas... Era muito Sinistra. 

Eu sentei em uma cadeira perto da Wifi. Estava tudo bem , até começarem com aquela baboseira que os rebeldes(nós) , não deviam desafiar o governo(eles). É claro que eu não fiquei calada.

- Errado! Todas as pessoas tem direito a liberdade de expressão. O governo é escolhido para auxiliar e não para fazer uma ditadura em cima do povo.

- O que vocês fazem não é liberdade de expressão, é baderna e bagunça , é rebeldia .

- A cidade não é feita para obedecer os caprichos do governo. Nós queremos uma Paris sem preconceito , uma Paris melhor para se viver.

- Cale-se , você vai para a Detenção.

- O prefeito Borgeois não pode deixar as pessoas presas por contraria-lo. O que nos queremos é justiça. Não somos baderneiros. Somos cidadãos!!- Quando percebi já estava em pé encima da mesa.

- Vocês são apenas moleques mal-criados.

- Errado outra vez! Somos pessoas que querem um lugar melhor para se viver. Vocês não podem apagar a chama. A chama de esperança que existe em nós. A esperança se renova e vai além, como o pequeno bater das asas de uma joaninha.

- Sua rebeldia vai além dos limites! O prefeito Borgeois é um ótimo líder.

- A tirania do prefeito Borgeois é que vai além dos limites! 

De repente , guardas invadem a sala por todos os lados , como no dia em que eu fui pega.

- Onde está a Rebelde? - grita o guarda.

Quando me dou conta , todos os "alunos" estão em pé , gritando em coro:

- Rebelde, Rebelde!

Eu corro , mas os Akumas me pegaram!

Ouço o coro de longe: "Rebelde, Rebelde"...

Rebelde...

Acho que ganhei meu apelido!


Notas Finais


Bye bye , rebeldes!
Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...