História Internato François Dupont - Um conto de Herois - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Exibições 31
Palavras 493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieeee... Eu de volta.... Eae?

Aproveitem!!!!

Capítulo 4 - Detenção


Fanfic / Fanfiction Internato François Dupont - Um conto de Herois - Capítulo 4 - Detenção

                          -Marinette-

Acabei de chegar e já vou para a Detenção, boa Marinette. Assim que cheguei me jogaram para dentro da sala. Ainda bem que a Novata está sozinha. Se bem que não sou mais Novata agora. Rebelde... É um bom apelido , mas os guardas não devem ter gostado nem um pouco. Não ligo. Eles não ligam para a gente , muito menos para nossos nomes. 

...

Silêncio. Nem minha "cela" era tão silenciosa! Desde que cheguei Wifi conversava comigo. 

- Me solta!! - uma voz familiar vinha lá de fora. 

- Detenção! - o guarda berrava.

A porta se abriu e Wifi foi jogada para dentro!

- Aii!

- Wifi! 

- Oi ... Rebelde... - Wifi disse rindo.

Ruborizei , mas comecei a rir também.

- Não se preocupe! Os meninos estão vindo.

- Por que vocês quiseram vir para a Detenção? Está na hora da hora livre.

- Não íamos te deixar sozinha não é, Rebelde?- disse Gato , que vinha com Rapper.

- Entrem!- disse o guarda.

- Oh não !! O pior castigo! - fingiu Rapper.

Eles também foram jogados para dentro da cela.

- Oi gente! - Wifi falou.

- Gostei de ver , hein Rebelde! - falou Rapper.

- Obrigada Rapper! - agradeço.

- Sim, eu também estou cansado da injustiça dos Akumas. - falou o Gato.

Afinal de contas, a Detenção não é tão ruim quando se está com amigos. Ficamos conversando para passar o tempo.

- Como você veio para cá ? - perguntou Rapper.

Percebi que eu sabia como todos haviam chegado aqui , mas a maioria não sabia como eu tinha chegado. Contei tudo. Contei da joaninha , da Tikki , da fuga...

- ... Para mim , aquela joaninha significava a esperança que eu ainda tinha. A esperança me fez ser pega...

- Calma, Rebelde. Mesmo aqui, você ainda pode ter esperança!- disse Wifi.- Vem cá! Você ainda tem o spray?

Assenti com a cabeça. Eu entreguei o spray para Wifi.

- Ótimo. 

Logo em seguida, Wifi se levantou e desenhou na parede. Eu, Gato e Rapper ficamos olhando sentados.

Ela escreveu Miraculous.

 - Pela amizade! - ela falou , animada.

Rapper se animou e se levantou.

- Pela justiça! - ele disse , pegando na mão da Wifi.

- Pela liberdade! - Gato se levantou e pegou na mão do Rapper.

Depois , eu fiquei parada. Gato deu a mão para mim. Eu fiquei olhando um pouco. Me levantei.

- Pela esperança! - peguei na mão de Gato e Wifi.

Eu coloquei a minha mão entre todos nós. Wifi colocou a sua sobre a minha. Gato depois. Por último, Rapper. 

- No três...- falou Wifi.

- Um... - Gato começou.

- Dois... - Rapper disse.

- Três!!! - completei.

...

- Miraculous! - falamos juntos e jogamos as mãos pro alto.

Nós rimos. Precisávamos de um nome. Nós estamos contra os Akumas. Somos as borboletas brancas da esperança! Somos os papillons! 


Notas Finais


Bye , bye petit papillons!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...