História Interstellar. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Ficção Cientifica, Interstellar, Sci-fi
Visualizações 33
Palavras 993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Survival, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aloha, eu sou a Envy e to aqui pra esclarecer umas coisas antes que vocês comecem a ler Interstellar.
Quero já avisar que eu sou bem insegura com a minha escrita e isso faz que demore um pouco pra completar os capítulos, esse é bem curto porque ele é mais pra apresentar o universo de Interstellar e a premissa da história. Interstellar não tem nenhum casal nem nada do tipo, porque, na minha visão, existem coisas mais importantes do que quem você vai beijar quando tem a porra de asteroide vindo pra terra.
Essa é primeira vez que eu público algo e também a primeira vez q eu escreva em primeira pessoa. Eu decidi colocar a história toda na visão do Jeon por ele ser mais novo blablabla ele sente mais pressão blablabla sentimentos.
Enfim, boa leitura sz.

Capítulo 1 - Prólogo.


Fanfic / Fanfiction Interstellar. - Capítulo 1 - Prólogo.

A única coisa que podia ser escutada dentro da sala eram as nossas respirações.

Eu tamborilava meus dedos sobre a mesa conforme nós esperávamos a última pessoa chegar. A maioria das pessoas na sala, assim como eu, estavam ansiosas confusas do por que tinham sido convocadas com tanta urgência em um dia que, aparentemente, deveria ser mais um dia comum.

A porta abriu revelando o Senhor Lee parecendo apressado, ele se desculpou pela demora e caminhou  até a cadeira onde ele deveria se sentar.

— Podemos começar? — Pegou alguns papéis que estavam ali sobre a mesa. — Certo, vocês todos já terminaram o treinamento, imaginamos que está na hora de colocar em prática, mesmo que pareça cedo. É uma questão realmente de urgência. Não é fácil dizer isso, mas nós recentemente chegamos à conclusão de que um asteróide roide irá colidir contra o planeta Terra dentro de dois anos, com isso nós seriamos extintos da mesma forma que os dinossauros foram. Desviamos vários asteroides nos últimos anos, mas esse tem 11 quilômetros de diâmetro e não temos tempo para conseguirmos desvia-lo a tempo. Nós discutimos muito isso internacionalmente e decidimos não divulgar isso para o público por enquanto, poderia ser catastrófico, entendem? Quando o dia da colisão estiver perto nós iremos evacuar as áreas perto de onde ele atingirá a terra. — Ele fez uma pausa como se nos deixasse absorver as palavras. — Vocês são nossa equipe mais confiável no momento, e nós precisamos que uma equipe vá para nossa estação espacial e estudar como poderíamos sobreviver em uma estação bem maior, esta já começou a ser produzidas e tem uma capacidade de 2.500 pessoas.

— Vamos ser um experimento? — Yoongi foi o primeiro a se pronunciar.

— Não exatamente…

— É exatamente isso! — O Min rebateu. — Querem que nos deixar lá e ver o quanto consumimos para a terem uma base disso antes de mandarem outras pessoas para outra estação.

— Você é realmente muito mais inteligente do que eu imaginava, Min Yoongi. — O homem comentou caminhando pela sala.

— Imaginava o que? Que eu era um acéfalo que só 'tá aqui graças ao dinheiro dos meus pais?

O silêncio pareceu muito profundo após o que Yoongi disse, como se o planeta todo tivesse se calado. Aqueles eram realmente os boatos que corriam por aí sobre Yoongi. Quando nós finalizamos nosso treinamento, era muito comum ver algumas pessoas se perguntando como era possível aquele garoto burro ter terminado aquele treinamento, e é claro voltando sempre a ideia do dinheiro do Senhor e da Senhor Min.

Aquilo provavelmente tinha surgido do fato que Yoongi não queria ser astronauta nem nada ligado a astronomia, era um desejo dos seus pais que ele acabou por realizar, seguindo a linha do seu irmão mais velho, que trabalhava no prédio ao lado da onde nós estávamos.

Por ironia do destino, Yoongi era o mais inteligente entre nós.

— Isso não vem ao caso. — O Senhor Lee desviou o assunto parecendo inseguro em entrar naquele assunto. — O fato é que precisamos de vocês naquela estação.

— E se não quisermos ir? — Jimin se pronunciou pela primeira vez no dia todo. — Tipo, o que vamos ganhar indo pra lá?

— Se vocês forem vão poder ir para a outra estação junto com suas famílias depois, se ficarem não terão nenhuma garantia de que vão para a estação depois. Só se sobrar espaço nela, e correm o risco de terem que abandonar suas famílias.
Aquele era o tipo de proposta que é irrecusável, porque era óbvio que todos queriam sua família e a nós mesmos vivos. Ou seja, nós tínhamos duas opções, mas ao mesmo tempo não tínhamos.

— Eu vou deixar vocês discutirem sobre isso. — Ele falou saindo da sala por fim.

— Vocês querem ir? — Namjoon questionou quando a porta se fechou.

— Acho que nós temos que ir, né? É meio que um beco sem saída. — Yoongi comentou. — É uma missão bem falha na realidade.

Como?

— Vocês ouviram ele, certo? Esse asteroide enorme vai bater contra a terra dentro de dois anos. Dentro de dois anos. Não tem uma data exata, com certeza é um asteroide desconhecido que eles não fazem a menor ideia de onde esteja, em qual velocidade se movimenta ou que rota ele traça. — Hoseok disse como se fosse óbvio.

— Dentro de dois anos pode ser essa semana, mas também pode ser daqui dois anos. — Seokjin completou a linha de raciocínio dos outros.

— Acho que todos queremos tentarmos ter uma forma de mantermos nossa família e nós mesmos vivos. — Hoseok comentou fazendo nós concordarmos.

— O que você acha, Gukkie? — Taehyung, que estava ao meu lado, se direcionou a mim meio que sussurrando.

— Acho que não temos escolha no final das contas, eles só fizeram isso para termos a falsa impressão de que temos escolha quando, na verdade, não temos. — Respondi no mesmo tom, enquanto os outros ainda discutiam o assunto.

— Mas nós temos escolha, a de morrer ou viver, mas somos muito egoístas com a vida. Então temos a falsa impressão de que não temos escolha, é o que eles querem que pensemos para irmos. — O Kim me respondeu, continuando com o tom parecido com um sussurro.

— Faz muito sentido… — Minha voz saiu mais alta do que o planejado chamando a atenção dos outros na sala.

— O que faz sentido? — Jimin questionou.

— Eu disse para o Jeongguk que, diferente do que vocês estavam falando, nós temos opções sim. Mas como os seres humanos são tão egoístas quando falamos da vida, isso passa a falsa impressão de que é um beco sem saída, quando não é bem assim. É isso que eles querem que nós sintamos para pensarmos que não temos escolha, quando também temos a possibilidade de preferir ficar aqui e morrer. — Taehyung explicou o seu raciocínio de uma forma bem simples.

— É, mas eu não acho que alguém aqui queira morrer. — Namjoon comentou.

— Continua sendo uma opção.

— Então, a gente vai, não é? — Perguntei observando os outros.

— Todos concordam? — Namjoon indagou e todos assentiram. — Então nós vamos.

 


Notas Finais


Me mandem hate no twitter @sopecoffee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...