História Into you - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Big Sean, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Big Sean, Justin Bieber
Tags Ação, Aventura, Drama, Revelaçoes, Romance
Exibições 8
Palavras 2.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieee, demorei mas cheguei...
Quem não estiver entendendo nada, sobre os nosmes dos personagens, é que uma amiga minhae perturbou pra por o nome original em quem eu estava me espelhando então agora é Justin Bieber como Justin Bieber, Big Sean como Big Sean e Ariana Grande como Ariana Grande. CURTAM...

Capítulo 4 - Encontro Turbulento II


Fanfic / Fanfiction Into you - Capítulo 4 - Encontro Turbulento II

Justin Narrando...

Estava vigiando o tal de Big Sean que tanto meu melhor amigo, Charlie, me pediu vingança antes de morrer, já faziam algumas semanas. Ele andava sempre sozinho mas dessa vez estava acompanhado e bem acompanhado.
Percebo que ele e sua garota se desentendem. E então ela vira as costas pra ele e começa a andar tão rápido que acaba esbarrando em mim e me encara por alguns segundos parecendo reparar em mim. Depois do nosso pequeno diálogo o idiota do namoradinho dela, que já me conhece de alguns esquemas, chega se intrometendo. Estávamos nos provocando e o babaca não aceitou quando falei de sua putinha e me acertou um soco logo saindo e a puta atrás dele.
Mas isso não vai ficar assim mesmo, fui para o meu carro e chamei meus homens pela escuta, já que estavam por ali disfarçados. Vou apenas dar um susto neles para que fiquem bem cientes de que a guerra realmente começou.
Após derruba-los da moto, desci do carro só para me certificar do estado em que se encontravam, ela estava desacordada, embora estivesse com capacete o tombo foi feio, ele estava acordado porém não se atreveu a levantar.Fiz questão de me abaixar perto dele.

-Fica esperto parceiro, isso não foi nem o começo, eu vou acabar com você pela morte do Charlie.
Saí de lá e fui direto para uma das minhas boates na cidade, preciso relaxar um pouco.

Big Sean Narrando...

Filho da puta, enquanto ele me ameaçava pensei em reagi mas só estava eu e ela ali, contra ele e seus homens e ela ainda estava desacordada, então resolvi ficar na minha e nos poupar de algo pior. Assim que ele entrou no carro seus homens o seguiram, levanto com um pouco de dificuldade e vou até ela. Vê-la desacordada, ainda que viva, me deixava tenso, espero que amanhã já esteja bem.

-Josh, preciso de um carro agora na av principal que da para o parque do bairro, urgente tem que ser agora! - Falo pra um dos meus parceiro depois de ligar para o seu celular.

- Pode deixar irmão, antes de piscar já estou ai!

-  Ótimo! - Então encerrei a chamada e fui tirar lentamente o capacete de sua cabeça, deitei ela no meu colo e uns 5 minutos depois Josh chegou com um de nossos carros.

-Que isso cara! O que aconteceu? - Ele pergunta com uma cara de espanto.

- Depois eu te explico, só me ajuda a colocar ela dentro do carro e vamos ter que levar ela pra sua casa porque se levarmos pra minha meus pais vão nos encher de perguntas. -Ele só concordou e me ajudou a carrega-la até o carro. No caminho, expliquei ao Josh tudo o que tinha acontecido.

- É Big você sabe que a culpa foi tua né? Eu te avisei pra tomar cuidado pra não acabar expondo ela pras pessoas que levam a mesma vida que a gente, agora uma delas já sabe direitinho como atingir você.

- Eu sei cara, não precisa se juntar com a minha consciência contra mim, mas eu vou fazer de tudo para protege-la acredita em mim, tudo!

Ariana Narrando...

Acordo sentindo um pouco de dor na minha cabeça e no meu corpo, abro o olho lentamente com dificuldade para focar a visão, enxergando tudo embaçado mas depois de piscar algumas vezes logo meus olhos voltam ao normal e eu não reconheço o lugar onde estou.

- Mas o que?... - resmungo pra mim mesma e levanto da cama em que eu estava logo em seguida, porque é que eu estou só com as minhas roupas íntimas? AI MEU DEUS!! não lembro de ter dado pra alguém ontem, será que eu estava tão bêbada assim? A QUE PONTO EU CHEGUEI! Não, calma Ariana você ontem estava no parque com o ... - Sean! - Falo um pouco mais auto comigo mesma. Não, não, não eu não posso ter ido pra cama com ele, não mesmo! De jeito nenhum! Ai caramba eu só faço merda, mas calma, para de pensar idiotice! Pq eu estou toda ralada? Será que ele me...? Não claro que não, tem alguma coisa errada! Entro no banheiro que tinha ali mesmo, lavo o meu rosto, prendo meu cabelo e uso um pouco de pasta de dente com meus dedos mesmo, vai saber quem mora aqui pra eu ir pegando a escova de dente por aí.Quando resolvo sair do quarto me toco de que ainda estou semi-nua e recuo para o quarto novamente. Revisto o closet do quarto, que por sinal era extremamente luxuoso e espaçoso, encontro roupas masculinas então coloco apenas uma blusa bem grande e agora sim saio do quarto e descia as escadas lentamente por conta das dores no meu corpo que ainda estavam ali. Conforme vou descendo escuto vozes masculinas.

-Big acho melhor a levarmos para o hospital, ela está dormindo desde ontem depois do acidente e já são 16h da tarde! -Ouço um dos meninos falarem, pelo menos o Sean está mesmo aqui.

-  Calma ta ela vai acordar eu tenho certeza, não queto leva-la pra lá e deixa-la nervosa preciso saber do que ela se lembra pra ver o que eu vou contar ou não. -Certo, tem merda ai!

- É, licença, Sean será que você pode me ajudar? - Pergunto atraindo a atenção de todos ali, eram uns 5 meninos sem contar o Sean, 3 deles eu conhecia já foram lá em casa como amigos do Sean, comprimento eles balançando a cabeça e morrendo de vergonha ainda mais pelo jeito que todos eles me olhavam, devido o meu traje com as minhas pernas de fora.

- Ou! Idiotas! Voltem a olhar pra TV! - Disse Sean se levantando e vindo em minha direção. - Vem, precisamos mesmo conversar.

Subimos de volta para o quarto depois que ele pegou uns comprimidos de dor pra mim, após ter perguntado se eu estava com dores e eu ter respondido que sim.

- Tirando as dores, você esta bem? Não sente mais nada? - Perguntou parecendo preocupado.

- Sinto sim, não está nada bem, tem uma lacuna em branco na minha mente e eu não consigo me lembrar o que aconteceu, como eu vim parar aqui e porque eu acordei sem as minhas roupas! - Falo tudo de  uma vez ficando sem ar e já me sentindo um pouco tonta.

- Calma, senta aqui não se estressa ta?!? Eu vou te explicar tudo. - Me sento e faço silêncio esperando ele começar e assim ele faz.

- Olha eu vou te contar desde a parte do acidente e depois te explico porque isso aconteceu OK?

- Sim! Por favor! - E então ele respira fundo e começa.

Big Sean Narrando...

Respiro fundo e pronto, em alguns segundos tinha decidido contar tudo a ela, ou pelo menos quase tudo, não iria contar a parte dos seus pais verdadeiros, ainda não.

- Você lembra até a parte em que estávamos na moto e você me perguntou se as pessoas que estavam nos seguindo tinham algo haver com a guerra que o filho da puta do Justin falou antes de sairmos de la?

-Sim eu lembro! Mas é exatamente aí que tudo se apaga e o dia de hoje já não faz mais sentido.

- Então, olha vou te falar uma coisa mas você não pode ficar estérica, tem que manter a calma, ta legal?

- Sean, até parece que eu vivo gritando por ai, você já me viu perdendo o controle? - Respondo, indignada.

- OK, então lá vai, eu tenho uma máfia e assassinei o melhor amigo do Justin depois de faze-lo perder quase todo o seu império, e agora o Justin quer vingança e provavelmente você é um dos meios de ele me atingir, agora que ele te viu comigo e percebeu que você é importante pra mim.

-  Hahahahaha, realmente, muito engraçado, agora fala sério. - Respondi com sarcasmo.

- Ari, eu tô falando sério, eu nunca brincaria assim. - Ele responde de maneira simples, como se aquilo fosse a coisa mais comum pra ele.

- VOCÊ ENLOUQUECEU? PERDEU O JUÍZO? EM?!? - Perguntei gritando, enquanto me levantava e ficava de frente pra ele olhando bem dentro de seus olhos.

- CALMA! FICA CALMA, VOCÊ DISSE QUE NÃO PERDERIA O CONTROLE!

- EU ESTOU SOBRE CONTROLE E PARA DE GRITAR COMIGO!

- Tudo bem, me desculpa, mas você não está sobre controle!

- É CLARO QUE ESTOU, QUER PARAR DE ME IRRITAR??

Ele ficou em silêncio então eu respirei fundo continuei.

- Eu não consigo acreditar, simplesmente não dá. -Falei olhando pra baixo e sentindo meus olhos lacrimejarem. -Nossos pais sabem disso? - Pergunto, dessa vez, encarando seus olhos.

- Só o meu pai, mas eu não contei, ele descobriu sozinho, um dia eu estava muito nervoso, porque explodiram alguns caminhões de drogas meus que eram de uma entrega muito importante, aí meu pai disse que eu estava muito estranho e resolveu me seguir, ele acabou chegando em um dos depósitos e eu tive que contar tudo, eu implorei pra ele não contar pra mamãe, ele me deu um prazo pra eu comprar minha própria casa e sair de lá mas logo em seguida eu tenho que contar pra mamãe, porque ele não quer esconder nada dela.

- Então você não pretendia me contar?
Pergunto um pouco decepcionada, embora fosse até melhor eu não saber mesmo.

- Não mesmo, eu queria, ainda quero, te proteger disso tudo, mas eu tive que contar se não você não iria deixar eu te proteger e nem usar os meus seguranças. -Ele fala com calma, olhando em meus olhos e tomando cuidado com cada palavra.

- Esse assunto ainda não acabou, mas porque eu acordei sem roupas? De quem é essa casa? E porque eu estou aqui?

- Depois que a gente caiu da moto, você apagou e eu não quis te levar pra um hospital ou pra nossa casa, pois nos encheriam de perguntas, então eu liguei para o Josh e pedi para ele nos buscar e nos trazer pra cá, que é a casa dele, sua roupa estava um pouco rasgada então eu tive que tira-la, então te enrolei na coberta e liguei o ar, pra você descansar.

- Ai graças a Deus! - respiro aliviada e ele parece confuso com a minha fala, coitado nem imaginava o que eu considerava ter acontecido.

- Então, a gente precisa ir,mas antes temos que combinar o que vamos falar pra mamãe e pro papai.

- Como vou explicar essa roupa e os arranhões?

- A gente pode dizer que você se meteu numa briga e ai a gente inventa alguma coisas.

- Eles não vão acreditar nisso, eu não sou de brigar, e essa roupa? Parece que eu transei com alguém e... É ISSO! -Solto um grito inesperado e ele parece não entender.

- Me explica... - Falou sério, parecendo não gostar daquela conversa.

- A gente diz que o meu ex, o Richard, estava lá e acabou vendo tudo e me ajudou porque você estava comprando alguma coisa, então eu estava muito nervosa e ele me levou pra casa, e de lá eu te liguei e a gente não quis ir embora, por ser um pouco longe.- Resumi como se fosse simples e perfeito.

-Não gostei muito da ideia mas é o que temos, vamos logo, sua bolsa está ali em cima. - Ele apontou para uma mesinha que tinha ali, fui lá e peguei, logo descemos as escadas e chegamos na sala onde estavam seus amigos.

- Olha só se não é a ratinha estraga prazer?! - Disse um dos amigos dele, que eu já conhecia.

- Me poupe Stive, supera. - Ele me chama assim porque um dia eu o peguei bem na hora H com uma garota no quarto do meu irmão, mas ele não consegue superar.

- Ih relaxa gatinha só te perturbando mesmo haha. Ele levanta e me abraça me rodando no alto.

- Já deu né! - Disse Sean segurando na gente e nos separando.

- Não vai nos apresentar a ela Big? - Perguntou um menino moreno com os olhos escuros e o cabelo baixinho.

-Aaff, Carlos, sempre oferecido, Ari esse é o Carlos o outro é o Jake e os outros três você conhece. -Respondeu meu irmão enquanto apontava pra eles de má vontade e revirando os olhos.

- Prazer meninos! -Respondo tímida sorrindo pra eles.

- Gata, prazer é só na minha cama. -Disse Jake, falando comigo pela primeira vez.

"Que saco, eu já ouvi isso antes" sussurro pra mim mesma, enquanto Sean apenas observava com a cara fechada.

- O que você disse aí gatinha? - Perguntou

- Que a sua cama é o último lugar cujo eu pretendo ir , por pelo menos...2 séculos ou mais!- Respondi de cara feia e seus amigos logo começaram a rir e caçoar dele.
- Ok Sean, a gente tem que ir, preciso de um banho.

- Se você quiser eu...

- Cala a boca Carlos, vai a merda! - Respondeu Sean com um pouco de raiva.

- Quem sabe um dia desses Carlos?!? -Respondo só pra provocar o Sean, sempre adorei ver ele morrendo de ciúmes.

- Quer calar a boca você também? Vai, vamos logo, falou idiotas, mais tarde eu volto.

-Tchau gata! - Eles gritam em coro.

- Eu te ligo, linda! -Gritou Carlos enquanto eu saia de lá, me arrancando um sorrizinho envergonhado.

- Me desculpa por eles são uns babacas.

- Relaxa, eu gostei deles, me lembram um pouco de você, meio idiota! Todos eles são da máfia? - Respondo irônica e ele responde que sim, logo me faz cócegas e me abraça apertado.

- Para, para haha... Já pode me soltar eu ainda estou puta com você ta legal, não consigo esquecer que tem um assassino me abraçando, vamos logo.
Disse e logo ele ficou sério, foi até um dos  carros que havia ali na garagem abriu a porta pra mim, depois deu a volta e entrou no mesmo, fomos em silencio até chegar en casa e eu meio que me arrependo um pouco de ter falado o que eu falei pra ele ainda agora.
Mas enfim, paramos o carro em frente a nossa casa.

- A mamãe vai querer saber de quem é esse carro.

- Eu digo a ela que é de um amigo meu.-Ele disse isso e desceu do carro parecendo estar bastante irritado comigo.Mas o que eu posso fazer? Ele é mesmo um assassino ué! Bom agora ta na hora de eu me concentrar em mentir para os meus pais, eu odeio isso, mas é por esse imbecil, então, vamos lá!Mas é bom ele saber que vai ter que me dar muitas satisfações ainda hoje...





















Notas Finais


Facebook -> Clara Silva

Snapchat -> Clarinhaoff


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...