História Intocada - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Exibições 642
Palavras 1.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OMG LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 16 - Make Me


 

 

Sasuke Uchiha

 

 

Todo esse comportamento foi por sua culpa Sasuke! Você causou tudo isso. Não quero nem ver no dia do casamento.

— Cala boca caralho!

— Você pensa que tá falando com quem? Meu filho olha toda essa rebeldia da Sakura, isso não brotou do nada...

— Mãe, pelo amor cai fora do meu quarto.

Ela respirou fundo, saindo do quarto.

Mais que raios eu tinha haver com o que Sakura havia feito? Se eu soubesse que ela causaria tanta discórdia teria tentado impedir, do jeito que as coisas estão só piorando cada vez mais.

Do lado de fora, dava para escutar Kizashi a esculachando, seu choro era baixo, mesmo assim audível.

Já não havia mais nada que eu pudesse fazer.

 

...¬

 

 

— Estou saindo! Não tenho hora pra voltar.

Desci as escadas com pressa, encontrando Sakura e minha mãe, sentadas no sofá, com a televisão ligada.

Senti os olhares de ambas sobre mim.

— Aonde você está indo? Posso saber?

— Não! Não pode.

Respondi secamente, Sakura nem sequer abriu a boca, somente senti o bufar de longe.

Na porta Temari já me esperava, o vestido preto curto realçava suas curvas, o verão já estava chegando, e o calor aumentando, o cigarro que se encontrava entre os lábios foi parar no chão.

— Nossa! Que cara é essa, alguém morreu?

— Bem que eu queria que morresse — lembrei-me de Kizashi.

— Quer contar o que aconteceu?

Sua mão se enroscou na minha, ela sempre fazia isso, era um modo de se sentir protegida.

— Estou perdendo a paciência com Sakura! Eu sei que ela quer fazer de tudo para que nos possamos ficar juntos, mais porra, ela tá estragando tudo com esses showzinhos... — respirei forte.

— Sasuke, olha aqui pra mim. — paramos no meio do caminho para seu carro, ela segurou ambas as minhas mãos, encarando fixamente meus orbes. — Infelizmente você não nasceu para ser pai, a tua vida se resume em maconha, cocaína e mulher...

— Tema—

— Eu ainda não acabei Uchiha. Só eu sei o quanto tu gosta dessa garota, e o quanto tá sofrendo por causa dela. Mas não será melhor você se afastar? Deixa ela se casar Sasuke, ganhar o filho dela, ser feliz, vocês já sabem que não vão ficar juntos, porque o pai dela nunca vai permitir isso!

Aquilo ficou martelando na minha cabeça o tempo todo, talvez ela estivesse certa, talvez não.

Cogitar essa ideia estava ficando cada vez mais provável, eu nunca poderia ficar com ela. Nunca.

 

 

 

Sakura Haruno

 

 

— O que você acha desse?

Perguntou Mikoto em relação ao meu vestido de noiva, a verdade era que eu não queria nem sequer olhar para eles.

— Bonito!

Falei normalmente, sem demonstrar desdém na voz.

— Temos que fazer um ultrassom, já está com quase dois meses, é bom checar para ver se está tudo certo.

Ela tinha razão, eu não havia ido uma vez sequer ao medico, mesmo que a minha barriga ainda não tivesse voluptuosa.

— Quero saber o sexo logo! — sorri ao alisar minha barriga. — Eu e Sasuke ainda não decidimos os nomes, mas espero que seja assim que descobrirmos o sexo.

— Com certeza se for menino ele vai querer colocar o nome do pai... E se for menina, já escolheu o nome?

Quando eu ia responder, meu pai abriu a porta da sala, retirando o fino casaco e o dependurando a estante.

— Boa noite!

Ele deu um beijo em Mikoto, e um na minha testa, nem me movi.

— Como foi o culto querido?

— Uma verdadeira benção. Sasori estava lá Sakura, orando para construir uma família com você.

Sasori era um bom menino, mesmo não sabendo da gravidez, e sendo ainda um pouco ingênuo, acho que ele nunca iria contar meus podres para meu pai.

— Que bom! Fico feliz em saber disso.

Falei sarcasticamente.

— O que vocês acham de comermos uma pizza?

— O que acha Sakura?!

Encarei Mikoto concordando com a cabeça, mesmo eu não estando com a mínima vontade de comer nada por estar um pouco enjoada.

 

...¬

 

Chegamos por volta das dez, meu pai me olhava torto por eu ter comido somente metade de uma fatia de pizza, e estar com uma vontade absurda de coloca-la para fora.

Retirei meu casaco e subi direto para o quarto, já não aguentava mais ficar dentro de casa, sem fazer nada, ou sem poder fazer esforço.

Penteei meus cabelos os prendendo num coque e vesti meu confortável pijama, sentando sobre a cama e analisando algumas roupinhas de bebê, era impossível de se negar que algumas roupas eram completamente perfeitas.

Como eu queria que Sasuke estivesse aqui, mesmo que nós olhássemos de madrugada, ainda seria com ele, e com certeza iriamos discutir pelo gosto.

Acabei pegando no sono por conta do enjoo, eu ainda esperaria até Sasuke chegar.

 

 

...¬

 

Eram quatro da manhã, eu estava sentada no sofá da sala com um copo de agua entre as mãos, quando a porta se abriu e o cheiro forte de bebida adentrou minhas narinas.

— Sasuke... — chamei baixinho, acendi a luz, vendo seu braço cobrir o rosto. –

— O que você quer? Porque estava me esperando?

Ignorei seu tom grosseiro e o respondi.

— Eu queria falar com você, é importante.

— Nós não temos nada pra falar Sakura!

Seu corpo se moveu indo em direção a escada quando o puxei.

— Queria pedir desculpas....

— Pelo oque? Pelo belo show que você deu na casa do Sasori? Peça desculpas a família dele, não a mim.

— Sasuke?

— O que foi porra? Eu tô cansado, quero dormir.

— Eu não vou te deixar em paz enquanto você não abaixar esse seu tom de voz e falar comigo direito! — quando vi meu tom já se igualava ao dele.

— Sakura, eu tô com um puta sono, me deixa em paz, depois a gente conversa!

— Eu já falei que não vou te dar paz, até você me dizer o que tá acontecendo, porque você tá estranho comigo esse tempo todo? Hoje cedo mal falou comigo, bateu a porta na minha cara, e você acha que eu não vi a Temari dando encima de você...

— Nós somos amigos.

— Engraçado, a gente era pra ser irmão! — quando eu vi já tinha falado, sua expressão não ficou uma das melhores — Sas...

— Não Sakura! Eu já estou cansado dessa palhaçada, a gente nunca vai ficar junto. NUNCA! Porque o teu pai jamais vai deixar, e melhor nós seguirmos em frente, e assumo o filho pro Sasori, tudo bem pra você?

Fiquei em choque, senti minha respiração falhando, um nó se formou no meu peito, a dor veio repentina, tão repentina que eu fiquei sem reação.

— O-Que você tá querendo dizer?!

— Que acabou Sakura! Eu não nasci pra ser pai, sinto muito dizer isso assim, mas será melhor você casar com o Sasori, ele pode fazer as coisas, que eu jamais poderei!

 

"E onde ficou a nossa consideração?"


Notas Finais


Nossa autora, você e uma lazarenta, quase três meses pra postar sua vagabunda, passa aqui q vc vai ser espancada.

GENTE MIL DESCULPAS
Mds, não sei nem como me redimir, sei sim, postando um cap no dia das crianças kkkjsks, mas me desculpem pela demora, mano, não sei pq eu demorei tanto, pq eu sou uma ordinaria msm.

Bom, o capitulo ta ai, desculpe os erros ortográficos, e desculpe novamente a demora.

O QUE VOCÊS ACHARAM EM? EM? SASUKE TA MTO FILHA DA PUTA PRO MEU GOSTO.
To pra avisar que a fanfic terá duas fases, Intocada e Intocáveis, sim, intocaveis, pq eu sou cheia de surpresas kkjsksk.

OBRIGADA POR TEREM LIDO, comentem se quiserem - nao estou obrigando ninguem- e até o proximo meus amores <3

PROMETO TENTAR NÃO DEMORAR. Bjokas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...