História Intocável - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girls' Generation
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Romance
Visualizações 28
Palavras 1.340
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não sei se ficou muito grande mas irei compensar no próximo ahahaha
Boa leitura💞

Capítulo 5 - Trabalho.


Fanfic / Fanfiction Intocável - Capítulo 5 - Trabalho.

                        POV HARUMI
       Tae iria até minha casa hoje fazer o trabalho comigo, Jimin também  iria já que ele ia fazer com o Kook mas não é novidade nenhuma o Jimin lá em casa, afinal ele vive lá mesmo né? Depois da aula Tae me contou que Kook tinha sido meio grosso com ele quando ele pediu permissão para fazer a atividade comigo. Eu confesso que achei muito fofo o que Tae fez e eu tinha certeza absoluta que o Kook estava MORRENDO de ciúmes de toda aquela história.
       Faltava uma hora para Tae chegar e eu estava arrumando meu quarto eliminando qualquer evidência de exames dizendo do meu pequeno grande problema! Jimin já tinha chegado e estava com Kook por algum canto da casa fazendo sabe lá o quê.
                       POV KOOK
     - Cada dia você surge com uma história nova, Jimin! -digo meio irritado.
     - poxa, Kook! Eu não gosto de ficar me escondendo com você! Eu quero poder andar por aí segurando sua mão, te beijando, abraçando mas não posso por que você fica nesse doce!
     - Jimin, você sabe muito bem como meu pai é! Ele morre se descobrir sobre a gente! No caso a única morte que vai rolar vai ser a minha e quem sabe a sua também! 
     - chega, Jeon! Se você não vai ficar comigo na frente das pessoas você também não irá ficar comigo por trás!
     - como assim, Jimin?!
     - você ouviu, Kook! Vou fazer greve até você resolver assumir a gente!
       Escutamos o som da campainha e eu corri pra atender pois já sabia quem era: Taehyung. Eu não estava gostando da aproximação dele com a minha irmã. Eu tinha certeza que ele tinha outras intenções com ela e ela vai sofrer caso se envolva com ele. Sem tirar que ela vai querer conhecer coisas novas e a doença Dela tem algumas limitações. Se ela já fica mal com o carinho que faço nela imagina com um outro garoto qualquer que ela esteja realmente apaixonada? Eu não queria isso pra ela. Sem contar com o meu ciúme. Tá! Eu admito! Eu tenho ciúme sim Dela! Por mais que ela não sinta, eu não quero um garoto tocando nela! Enfim! Esqueço esses pensamentos que me assombram nesses últimos dias e vou abrir a merda da porta.
     - boa tarde, Kook! Posso entrar? -disse ele.
     - pode, Taehyung. - digo sem emoção. - Jimin, você pode chamar a Haru por favor?
     - posso.
       Jimin sai da sala me deixando a sós com Taehyung. O clima estava bem tenso e nós dois estávamos calados até Tae quebrar o silêncio.
     - então, Kook... queria falar com você...
     - pode falar.
     - o que você tem contra mim? Eu não lembro de ter feito algo com você... 
     - não tenho nada contra você. -digo frio.
     - tem certeza? Você tem algo contra mim! Me trata diferente dos outros... pode falar a verdade... é por que eu demoro mais para atender as coisas? Desculpa, Kook... não queria irritar você. Mas é muito difícil ter que lidar com meus problemas, principalmente, com a dislexia... pode parecer que não mas... sua Irmã está me ajudando bastante.
       Eu não tinha parado para pensar por esse lado. Não tinha parado para pensar em como eu o tratava. É que era meio difícil! todo o ciúme e o sentimento de proteger minha irmã me consumia muito! 
     - não tenho nada contra você, Taehyung. -digo novamente. - mas eu sou bem protetor com minha irmã, talvez eu não tenha gostado muito da aproximação de vocês dois, mas agora entendo que não tem nada de errado e fico feliz que esteja te ajudando...
     - Oi, Tae! -diz Haru chegando na sala.
     - Oi, Haru!!! - diz ele indo animado até ela lhe dando um abraço apertado.
     - como você tem ciúme desse, garoto? Ele parece uma criança! Você fala como se ele fosse um pervertido doido! -Jimin sussurra no meu ouvido.
     - vai se foder, Jimin.
                           POV TAE 
       Eu e Haru subimos para seu quarto para fazer o tal trabalho. Mal entramos no quarto e Kook apareceu dizendo para deixar a porta aberta ahahaha o que esse menino tem na cabeça? Enfim né! Me preocupar com o que tem na minha cabeça é o mais importante no momento! Mas uma coisa eu garanto! Não deve ser coisa boa. Sentei em uma das cadeiras da escrivaninha e fiquei observando o quarto de Haru enquanto ela pegava algumas coisas. O quarto era enorme, a parede era em um rosa bem claro sem contar que tinha uma sacada enorme. E pelo visto, deveria ter um closet secreto escondido por aí já que não tinha armário.
     - está gostando do meu quarto, Taehyung? 
     - si-sim! -digo pegando um susto. - é bem grande!
     - é.
     - o que tem atrás daquele espelho? 
     - é o closet.
     - aaaaaah sim! Imaginei! -ela ri baixinho da minha cara de retardado.
     - seus pais estão trabalhando? -perguntei puxando assunto.
     - sim, Mas... você não vai conhecê-los por que eles sempre chegam muito tarde e...
     - HARU!!! 
       Uma mulher MUITO bonita entra no quarto e ela só poderia ser a mãe da Haru por que elas eram EXTREMAMENTE parecidas! A cara de Haru fechou. Parecia que ela não estava gostando da presença da mãe ali.
     - oi, Tudo bem? Meu nome é Sora e o seu? - ela pergunta pra mim.
     - Taehyung, mas pode me chamar de Tae.
     - ah! Prazer, Tae! Sou a mãe da Harumi! Vocês são amigos? Nunca o vi antes!
     - você já viu algum amigo meu? Você mal me vê imagina meus amigos! -diz Haru com certa raiva na voz.
     - já vi sim, Haru! Mas enfim! A casa é sua, Taehyung! Ah! O que vocês acham de jantarmos juntos hoje?
     - pode ser. -diz Haru arrastando sua mãe para fora do quarto e fechando a porta.
     - tchau, Tae! - diz ela saindo do quarto.
     - o que vocês duas têm? -perguntei inocente.
     - ela só está fingindo que se importa por que você está aqui!
     - ah... desculpa tocar no assunto...
     - sem problema, Tae...
       Começamos a fazer o tal trabalho mas a verdade é que a Haru estava fazendo tudo e eu estava me sentindo mal por isso. Eu estava tentando (de coração) me concentrar em ler e escrever mas era extremamente difícil, ou melhor! Era impossível! Sempre foi desde que eu me entendo por gente.
     - algum problema, Tae?
     - não...
     - tem certeza?
     - não.
     - o que foi? Você não está conseguindo fazer né?
     - é...
     - fique tranquilo! Eu irei te ajudar.
       Haru estava bem próxima de mim lendo o texto para que eu pudesse entender mas eu não estava entendendo absolutamente nada. Não por causa da dislexia e do deficit sim por que ela estava linda. Não que ela não estivesse nos outros dias! Ela sempre estava linda mas hoje eu pude apreciar tudo aquilo mais perto. Sou tirado dos meus pensamentos quando ela bagunça meu cabelo.
     - toma. Isso aqui é seu. -diz ela me entregando o caso que eu tinha emprestado para ela. - obrigada... por ter me emprestado. 
     - de nada... 
       Eu estava hipnotizado pelos seus olhos. Ao mesmo tempo que estava agoniado por estar tendo aquele contato visual com ela, eu estava sentindo algo diferente. Ela desviou o olhar e eu acabei me lembrando que eu pretendia perguntar para Haru o que ela tinha mas... eu não queria parecer indelicado! Eu não poderia simplesmente chegar e perguntar: " e aí, Haruzinha! Você é problemática não é?" Seria horrível! Acho que vou deixar para outro dia...
                                ***
       Graças ao senhor (ou melhor, graças a minha mãe) eu não vou jantar na casa da Haru e do Kook. Já pensou como seria horrível ter que jantar com eles? Não que eu não goste da companhia mas é que eu sou muito lerdo sabe? Eu ficaria muito nervoso em ter que passar uma boa impressão para a família deles... eu iria fazer muita besteira! Tenho certeza absoluta!!!
     
     
     
     
     

 

 

            


Notas Finais


Gostaram? Até👋
XO XO
~JoJo💚✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...