História Intoleranz (ChanBaek) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Alfa Beta Ômega, Baekhyun, Baeksoo, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Exo, Kai, Kaisoo, Kris, Krishan, Lay, Luhan, Sebaek, Sehun, Setao, Soohan (mensão), Suho, Sulay (mensão), Tao, Xiumin
Exibições 1.370
Palavras 2.310
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello Angels!

Como voces estão? Cheguei com o cap muito lindo para quem tava curioso com a reação do Chanyeol.
Espero que gostem do capítulo de hoje.
Vou deixar uns links nas notas finais deem uma olhadinha la.

Boa Leitura~

Capítulo 5 - Capítulo 4 - (Não tão) Feliz Aniversário.


Fanfic / Fanfiction Intoleranz (ChanBaek) - Capítulo 5 - Capítulo 4 - (Não tão) Feliz Aniversário.

De repente aquele garoto tornou-se meu mundo. Seu cheiro nublava minha mente para tudo ao meu redor.

A colher que Kyungsoo estava usando para revirar a comida caiu no chão fazendo barulho.

–Que merda Yeol. – escuto a voz de Kyungsoo ao longe, como se ele tivesse em outro mundo.

Chanyeol me empurra para nos separar deferindo um soco em minha boca me fazendo sentir o gosto de sangue.

–Fica longe de mim. – Aquelas palavras machucaram mais que a pancada em minha boca. Olho para ele confuso.

–SOME JÁ PRA SEU QUARTO PIRRALHO OU EU JURO QUE EU TE MATO. – Kyungsoo deu um passo da direção dele com uma faca na mão e Chanyeol saiu correndo. – SE VOCE SAIR DAÍ ANTES DE EU SAIR VOCE TA MORTO CHANYEOL.

Eu apenas assistir a cena sem entender o que se passava, Kyungsoo se vira pra mim e estende a mão me ajudando a me levantar.

–Você está bem Baekhyun? – Afirmo com a cabeça ainda olhando para a porta que dava para a escada. – Tá doendo em algum lugar?

–O que… aqui… Soo? – aquelas palavras apenas escaparam de minha boca, olho para o mais velho confuso em busca de alguma resposta e ele entendia minha pergunta.

–Eu tenho uma noticia para te dar. Infelizmente você encontrou seu companheiro. E entre tanta gente no mundo tinha que ser esse pirralho.

Havia um semblante triste e preocupado em seu rosto. Ele me abraça forte. O que tinha de tão mal em Chanyeol pra ele reagir assim?

Conversamos coisas aleatórias enquanto comíamos e no caminho que levou ate Kyungsoo me deixar em casa.

–Baekhyun, por enquanto, acho melhor você não falar nada sobre você e o Chanyeol, para ninguém. Vamos esperar ate você descobrir o que é tudo bem?

–Tudo bem hyung. Mas por quê?

–Vai ser melhor assim Baekkie. Primeiro vamos descobrir o que você é, depois vamos ver esse seu vínculo com meu irmão. – Apenas assenti com a cabeça e me despedi.

Entrei no prédio enquanto o via dar a partida e ir embora. Peguei o elevador e apertei o botão do décimo andar e enquanto ele subia eu tinha flashes de Chanyeol. Sua pele branca como a do irmão, seus cabelos vermelhos, seus lábios cheios e macios.

O elevador para me tirando do transe. Entro em casa e vejo meus pais com meu irmão e meu cunhado assistindo TV. Encaro Yifan e Luhan, lembrando do momento que eles se conheceram e que, diferente de mim, Yifan não levou um murro na boca, ele fora aceitado e recebido de braços abertos pelo meu atual cunhado.

–Finalmente chegou. – Minha mãe fala sorridente acenando para eu me juntar a eles. - Achei que não viria pra casa hoje.

–Estava estudando com o Kyungsoo hyung, quero que essa semana acabe logo e que venham as férias. – Falo sentando no braço do sofá ao lado da minha mãe.

–OK. Apenas lembre-se, seu aniversário é em duas semanas, vai querer algo especial?

–Eu quero um celular novo quando todos constatarem que nosso garotinho é um Omega. – Reviro os olhos para Kris e atiro uma almofada nele.

–O aniversario é meu quem merece um presente sou eu idiota. Não precisa se preocupar com isso omma, vamos apenas fazer uma pequena comemoração aqui em casa certo?

–Isso mesmo omma, não precisa se preocupar, eu já ate comprei um presente pra ele. Espero que você ao menos espere ate a festa pra usufruir do seu presente Baek.

–Ignora o idiota do seu irmão Baekhyun eu ainda tenho certeza que você será um belo Alfa.

–Obrigado appa. Mas não estou preocupado com isso só quero que esse dia chegue logo. Estou cansado, vou dormir. Boa noite.

Beijo a cabeça da minha mãe e vou para o banheiro onde tomo um banho rápido e vou para meu quarto vestindo apenas uma boxer preta e uma camiseta branca.

–Não importa o que eu seja só quero o Yeol do meu lado.

Adormeço lentamente tendo sonhos com o Chanyeol e com a sensação de seus lábios no meu.

 

▲▼▲▼▲▼▲▼

 

A semana passou de forma arrastada pelas ultimas provas que me saí bem graças aos estudos com o Kyungsoo hyung que estudava comigo após eu ajuda-lo a controlar o cio dele.

Finalmente as férias haviam chegado. Escuto meu celular tocar, mas me recuso a atendê-lo suspirando aliviado quando ele para, mas só para voltar a tocar novamente.

–Aish que droga! – Resmungo pegando o celular. – Quem é? Não vê que eu to dormindo?

–É assim que você me atende Baekhyun? E que pessoa dorme ate às três da tarde?

–Kyung hyung? Desculpe. – Falo constrangido – Já é tudo isso?

Dou um pulo da cama assustado quando ele fala a hora, não podia ser tão tarde.

–Enfim... Amanha é seu aniversario. Que tal pizza hoje?

–Não tenho certeza hyung. – Falo sentando na cama cogitando a hipótese de voltar a dormir, mas não tive muita chance de pensar sobre quando percebo que o mais velho estava na porta do meu quarto me encarando. Quando ele havia chegado ali?

–Levanta e se arruma, vamos sair.

O fogo no olhar dele somado ao sorriso sombrio fez os pelos do meu corpo se eriçarem, logo atrás dele aparece Luhan e Yifan. Eu sabia que eles estavam envolvidos nisso.

Dei-me por vencido e fui tomar um banho, se eu não fizesse isso era capaz deles três me levarem para fora de casa apenas com a boxer vermelha e a camiseta azul colada em meu corpo que eu estava vestindo.

Coloco uma calça rasgada, uma camisa branca com estampa do Led Zeppelin e uma jaqueta jeans, calçando um All Star cano médio.

Os três me aguardavam sentados no sofá, Kris e Lu quase se comendo enquanto o Soo mexia no celular.

–Certo, aonde vamos?

Os três se olham e vejo o Luhan abrir um sorriso largo, mas nenhum deles me responde. Apenas se levantam e vão andando para porta, eu tinha certeza de uma coisa, coisa boa não podia ser.

 

▲▼▲▼▲▼▲▼

 

Dentro do carro do Kyungsoo eu estava invisível, não importa o que eu falasse era simplesmente ignorado pelos mais velhos. A uma determinada altura Luhan coloca uma venda em meus olhos, eles estavam começando a me irritar.

–Mas que porra é essa agora?

–Você não quer estragar a surpresa né Baekkie. – O tom animado do Luhan estava me irritando, por que não me falavam logo? Ele também me coloca fones num volume insuportavelmente alto, tudo bem que eles não queriam que eu escutasse nada, mas não tinha necessidade de me deixar surdo. Faço menção de tirar aquelas coisas, mas sinto meus pulses serem amarrados, pra que tudo aquilo?

Sinto o carro parar, finalmente aquela tortura chamada suspense acabaria, pelo menos era o que eu achava, ate ser atingido por aquele cheiro.

–Por que o Chanyeol está aqui?

Foi uma pergunta feita para o nada, mesmo se tivessem respondido eu não conseguiria ouvir, mas ao menos eu estava aconchegado naquele perfume perfeito para meu olfato, eu tinha certeza que ele estava dentro daquele carro.

O carro volta a andar novamente parando pouco tempo depois alguém me ajuda a descer do carro e desamarra meus pulsos fico receoso sobre poder tirar a venda e os fones, mas não precisei pensar sobre isso, alguém também o fizera.

Eu estava no meio do que parecia ser um salão de festa, – algo que depois descobrir ser a sala da casa do Kyungsoo – tinha musica alta, jogo de luz, muita gente dançando.

Então vejo um garoto vindo em minha direção me fazendo sorrir ate mostrar minhas covinhas.

–BAE. – Ela me abraça sorrindo e eu retribuo. Eu não esperava ver ele ali

–Tao. Que saudade. Quando você chegou? – Zitao era nosso vizinho antes de eu ter que me mudar, ele me conhecia desde que eu nasci e fora meu melhor amigo por muitos anos, eu queria sair daquele barulho todo e conversar com ele sobre os últimos meses desde que eu me mudara. Contar pra ela como foi esquisito ver o Kris hyung beijar nosso vizinho do nada, como conheci o Kyungsoo e o que aconteceu durante o cio dele e principalmente sobre o Chanyeol e como aquele garoto mexia comigo. – Tenho tanto pra te contar Taozi.

–Teremos tempo depois da festa, mas por enquanto feliz aniversário meu amor.

Então era aquilo? Fizeram uma festa de aniversário um dia antes? Olho para os responsáveis por aquilo, agora eles teriam que explicar.

–Bem Baekhyun, com a sorte que você tem é capaz do seu cio vir no dia do seu aniversario então para prevenir decidimos dar uma festa um dia antes. – Yifan fala simplista sorrindo. – Mas agora, vamos aproveitar a festa. – Ele pega na mão do Luhan e vai para o meio da pista dançar. Tao da um beijo na minha cabeça e vai atrás dançando com alguém que eu não era capaz de reconhecer. Olho ao redor e vejo muitos rostos conhecidos, dou um sorriso para o Kyungsoo e ele coloca a mão em meu ombro.

–Feliz aniversário Baek, divirta-se. – Ele se encaminha para o que parecia ser um bar.

Olho novamente ao redor atrás de Chanyeol não encontrando. Cedo ou tarde eu iria acha-lo, vou para o meio da pista de dança aproveitar minha festa onde eu ria, dançava, bebia e me divertia em meio aquele monte de gente dançando, se insinuando e rindo.

 

▲▼▲▼▲▼▲▼

 

Era mais de meia noite e a maioria das pessoas já tinham ido embora, ficando apenas alguns amigos do Yifan, meu irmão, meu cunhado, Kyungsoo acompanhado de um cara com o corpo perfeito, Chanyeol que estava com outros dois amigos conversando um grupo de meninas que ficavam rindo alto e uma delas olhando o tempo todo e se atirando para onde Chanyeol estava e o Tao com quem eu conversava alegremente.

–E foi assim que eu o conheci Tao. – Falo indicando o Chanyeol com a cabeça. – Ele me faz enlouquecer, eu quero o tempo todo beija-lo e abraça-lo. Eu não sei explicar. Ele é tipo meu mundo.

–Nossa Baek, você deu sorte, encontrou o companheiro tão cedo. Normalmente você é tão azarado que eu acho que você acumulou sorte a vida toda só pra isso.

Dou um sorriso para ela, ela estava certa, então volto a olhar na direção de Chanyeol e meu sorriso desaparece. Ele estava ali beijando a garota sem pudor algum enquanto olhava descaradamente para mim. Senti meu sangue ferver de raiva no momento em que ele aperta a bunda – se é que pode chamar aquilo de bunda – sem pudor algum.

Me levanto indo na direção deles, minha visão e audição nubladas pela raiva da cena que eu presenciava.

–MAS QUE PORRA É ESSA CHANYEOL?

Eu não percebi que tinha gritado, mas deu pra notar na reação do garoto que eu não devia ter feito aquilo.

–O que? Eu to aproveitando a festa. E você quem acha que é pra falar assim comigo?

Aquelas palavras fizeram meu sangue ferver ainda mais. Sinto uma mão em meu ombro, vejo de relance Kyungsoo segurar meu ombro e tentar me puxar dali.

–Quem eu sou? – Dou um sorriso sarcástico. – Eu sou o dono dessa festa, eu sou o aniversariante. E fora isso eu sou...

A frase foi interrompida no momento que o punho fechado do Chanyeol acerta minha boca.

–Não termine a merda dessa frase seu idiota. E pode desistir dessa ideia Byun Baekhyun. – Ele sacode a cabeça com força em negação pegando a garota pelo pulso e sai andando escada a cima.

Fiz menção de ir atrás, mas Kyungsoo me segura negando com a cabeça. Sinto as lágrimas brotarem em meu rosto e ele me abraça com força.

–Não chora Baekkie. Ignora esse idiota, depois eu o coloco no lugar, agora apenas aproveite a festa.

–Como eu vou aproveitar a festa hyung? Você não viu? Ele fez aquilo olhando pra mim. Fez aquilo pra me atingir. Você disse que a pessoa gostaria de mim. – Eu parecia uma criança enquanto falava, sentindo as lagrimas correndo pelo meu rosto.

–Shh. Calma Baek. Vai passar. Mas se você quiser pode passar o resto da noite comigo, hm? Dorme comigo essa noite?

Faço que sim com a cabeça e o abraço, eu amava muito esse carinho que ele tinha comigo. Por que ele não podia ser meu companheiro? Eu devia ser muito azarado mesmo por me apaixonar por uma pessoa e perceber que estava destinado ao irmão mais novo sem caráter dele.

 

▲▼▲▼▲▼▲▼

 

–Tchau Baekkie. – Tao me abraça forte e deixas um beijo em meu rosto. – Fica bem huh. – Ele se aproxima de mim e sussurra em meu ouvido. – Esquece o pirralho e presta atenção no mais velho que esta bem ao seu lado huh. – Ele pisca um olho para mim e sai com o meu irmão e o Luhan.

Já passava das três da manhã e todo mundo já tinha ido embora. Eu e Kyungsoo terminamos de arrumar a bagunça causada pela festa e subimos para o quarto do mais velho quando escutamos barulho vindo do quarto de Chanyeol.

–AAAH YEOLLIE... TÃO GOSTOSO... METE COM FORÇA... HMMM... ASSIM... AHHHH.

Eu olho para o mais velho e ele viu o desespero em meus olhos, ele cobre meus ouvidos e me encaminha para o seu quarto. Essa noite seria mais longa do que eu imaginava.

–Não se preocupe pequeno, eu vou cuidar de você. – Ele me da um sorriso calmo e eu o olho confuso. Ele me abraça de forma protetora e se deita comigo na cama acariciando meus cabelos. – Agora eu vou te dar o meu presente de aniversário. – Deixa um beijo terno em minha testa e me puxa mais para si. – Eu vou cuidar de teu sono. Tenta dormir.

Fecho meus olhos tentando não ouvir o som que vinha do quarto ao lado, mas era impossível. Me reviro na cama e encaro o Soo sentindo as lágrimas que queriam sair.

–Se quiser esta noite te farei esquecer o Chanyeol.


Notas Finais


EAEEEE Alguem alem de mim que bater no Chanyeol???
E esse Kyungsoo atirado... Ele quer o baekkie ahhhhh kkkkkkkkkkkkkkk
o que ai acontecer com o Baek?

Adoro umas teorias.



Aqui os links de duas fics lindas de uma amiga minha. deem uma olhadinha. são lindas

https://spiritfanfics.com/historia/my-favorite-writer-6820675

https://spiritfanfics.com/historia/saranghada-silhda-6066456

사랑해~♡
Chuu~♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...