História Inversamente Proporcional - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous
Visualizações 45
Palavras 800
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


JA VOU FALANDO QUE TEM BEJO
ACREDITE SE QUISER

Capítulo 4 - Um dia de neve pt.2


Fanfic / Fanfiction Inversamente Proporcional - Capítulo 4 - Um dia de neve pt.2

 

-Então... Estamos presos? - diz Marinette

-É o que parece... - Alya completa

-Wow... eu não to bem - Marinette diz

Alya dá a volta na mesa e fala no ouvido de Adrien:

-Marinette tem claustrofobia, da uma volta com ela só que não fala disso pra ela se não ela enlouquece de vez. 

-Mari, já que você não ta bem que ir dar uma volta, quem sabe comer alguma coisa...

- Acho que sim.

Marinette sai com Adrien, depois de cruzarem alguns corredores Marinette começa a ficar tonta.

-Adrien...

Marinette se sentiu tonta e não conseguiu suportar seu peso em si mesma e estava prestes a cair no chão, mas Adrien a segurou.

-Marinette? Consegue me ouvir? 

- Sim...

-Eu vou te levar para a sala de artes, você gosta de lá né?

- Gosto...

Adrien a carregou em seus braços sem o minimo esforço, seu trabalho como Chat tinha o feito ganhar alguns Músculos.

-Marinette se sente melhor?

-Só estou com um pouco de frio...

-Quer que eu vá pegar meu casaco?

-NÃO! Por favor, fica comigo. - Marinette estava corada, e Adrien mais ainda, ela podia não ser mas agora Marinette estava dependente de Adrien. Adrien não conseguiu aguentar, deu largos passos até chegar perto de Marinette.

-Mari... eu te amo

E a beijou, beijou como se o mundo fosse acabar ali mesmo, ele a beijou expressando todos os sentimentos que estavam guardados no fundo de seu coração, ele a beijou como se estivesse a fazer uma poesia com seus lábios, um beijo que aqueceu o coração de Marinette e derreteu o de Adrien, um beijo que... os dois necessitavam, urgentemente. Quando Adrien separou seus lábios dos de Marinette ele viu a expressão de Marinette, aquela expressão iria ficar marcada em seus olhos para todo sempre, a expressão de Marinette com a bochechas extremamente vermelhas, os olhos entreabertos, e aquele biquinho, aah, o famoso biquinho. Após uma dose de coragem instantânea Marinette ficou na ponta de seus pés e beijou os lábios de Adrien com aquele biquinho. Após o beijo de Adrien Marinette disse em seu ouvido:

-Adrien eu gosto de você, não posso dizer que te amo, pois na minha cabeça ainda circulam sentimentos passados, não vou mentir dizendo que não gosto de outra pessoa, pois gostei dela por muito tempo, eu só... preciso pensar.

Após de afastar um pouco de Adrien, Marinette volta a falar:

- Obrigado por cuidar de mim, por todo esse amor que você me deu, você... você é um amorzinho, eu não mereço isso, eu não quero te dizer não e eu não estou dizendo, meu coração está apenas me falando que eu preciso decidir - Marinette começa a chorar - E-e eu não quero decidir...

Adrien abraça ela.- Não precisa se preocupar com isso, My Princess, eu estou aqui e sempre vou estar, para o que você precisar, pois mesmo você amando outro garoto meu amor por você vai continuar ardendo, como carvão em brasa, como um incêndio, como o próprio sol. Então por favor, só não chore. - Adrien disse com uma expressão preocupada e triste.

Eles ficaram abraçados no chão da sala por varias horas, então eles decidiram voltar.

Eles estavam voltando para a sala até que escutaram vozes os chamando da biblioteca.

-Se eu morrer a culpa vai ser sua - Marinette já fala, ela tinha medo de salas escuras.

-Relaxa My Princess, eu estou aqui.

Eles entraram na sala e encontraram Nino e Alya com 3 travesseiros e 3 cobertas.

- A professora separou salas para os alunos dormirem, Marinette ia ficar com o Nathaniel então insistimos que ela dormisse aqui, então... Os pombinhos vão ter que dormir juntos ou alguém não vai dormir.

Quando Mari e Adrien ouviram a palavra dormir eles estranharam, não acharam que tinha passado praticamente um dia inteiro se abraçando. Após terem esse pensamento ficaram envergonhados. 

Decidiram então que Marinette e Adrien iriam dormir juntos, pois Alya shippava os dois e não abriria mão de ver os dois dormindo juntos.

A ordem ficou Alya na ponta, Nino no meio, e Marinette e Adrien na outra ponta.

Marinette amaldiçoou a professora por lhes dar uma coberta tão pequena, não era tão pequena assim, mas Marinette iria ter que fcar extremamente perto de Adrien. Após se ajeitarem para dormir, Marinette não conseguia dormir com o nivel de aproximação dos dois, então era hora de Adrien ser outra vez o ousado da relação, ele puxou o queixo de Mari e lhe deu um selinho, a abraçou e passou o braço por volta dela, a essa altura se Adrien ainda estivesse pensando iria estar mais vermelho que o cabelo de Nathaniel, Marinette se aconchegou no abraço de Adrien. Eles estavam confortáveis, seria dificil sair da cama no dia seguinte, ou melhor do abraço de Adrien.

 


Notas Finais


mano do céu
eu escrevi essa porra com meu coração batendo mais rapido que o Usain Bolt
obrigado por ler
eu fiz esse cap com muito amor e carinhu
meu amores
eu considero muito vocês então espero ver-los aqui em baixo nos comentario, para mim interagir com vocês
AAAA <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...