História Invisible - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Shiro-Ni

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Honey Puppy, Joohyuk, Jookyun, Monsta X, Showhyuk, Yaoi
Visualizações 96
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pcy: OIEEEEE
NOSDA, BITCHO
O PRÓXIMO CAPÍTULO PROMETE
Talvez seja o último, não sei

Capítulo 5 - É bom te ver


Depois que eu contei detalhadamente -ou não - tudo para Jooheon, voltei a me concentrar em fazer a poção, prestando atenção para misturar tudo corretamente e não deixar mais nenhuma merda acontecer.

Ele ainda estava ali e eu tinha certeza de que ele não havia entendido nada do que eu havia falado e eu até explicaria novamente tudo do começo mas o meu irmão ainda estava invisível e o tempo estava passando mais rápido do que o esperado.

-- Aonde o Minhyuk está ? -- Ouvi Jooheon perguntar e suspirei.

-- Em casa, já disse. -- Respondi. -- Ou não, ele está invisível, eu não o veria, de qualquer forma. -- Dei de ombros.

-- Changkyun, escuta, o que eu disse mais cedo-

-- Eu não tenho tempo pra isso agora, Jooheon. -- O cortei e me virei para si. -- Eu preciso resolver toda essa merda logo e até eu não terminar isso aqui a gente não troca uma única palavra, ok ?

-- Mas...

-- Você está me desconcentrando! -- Disse e voltei toda a minha atenção a fórmula.

Para a minha surpresa eu havia finalizado a poção uns seis minutos depois e agora me encontrava em direção a minha casa… No carro do Jooheon.

Ele havia dito que seria mais rápido se eu fosse de carro e eu aceitei numa boa, se eu tentei negar ? Não mesmo, não tenho tempo pra ficar de cu doce não e o dia foi bastante cansativo, eu mereço ficar pelo menos cinco minutos sentado.

E como o dia já estava ótimo e cheio de sorte pro meu lado - vamos lembrar que eu estou sendo irônico - o universo resolveu colocar um puta trânsito para me atrasar ainda mais. É hoje que eu tomo no cu!

Mas espera, o que eu falaria pra ele depois ?

Vamos lembrar novamente que todas as conversas que eu tive com o Jooheon mexeram sim comigo e que agora eu estava tão confuso quanto o Jooheon. Eu simplesmente não sabia como lidar com o falso namorado do meu irmão.

-- Aigoo! -- Murmurei irritado. -- Que horas são ?

Jooheon pegou o celular e o desbloqueou. -- Onze e cinquenta e dois.

-- Impossível! -- Disse inacreditado/irritado/puto da vida. -- A gente não vai chegar a tempo! -- Choraminguei.

-- Calma, eu ouvi certo ? -- Jooheon disse e eu o olhei confuso. -- Lim Changkyun fazendo drama ? É isso mesmo produção ?

-- Não é drama, seu idiota. -- Respondi paciente. -- O MINHYUK VAI FICAR INVISÍVEL PRA SEMPRE! -- Falei alto. -- Você entendeu agora ou eu vou ter que desenhar ?

-- Ok, entendi, entendi. -- Levantou as mãos em rendição. -- Foi mal. -- Revirei os olhos.

~∆~

Estávamos finalmente chegando e eu ainda tinha que lidar com a minha ansiedade, aflição e um Jooheon irriante cantarolando alguma música idiota do Mamamoo. Eu não mereço isso não minha gente, é demais para um Changkyun só.

Ele estacionou o carro e eu peguei a fórmula e desci rapidamente do carro, correndo em direção a minha casa o mais rápido que conseguia.

-- MINHYUK! -- Gritei pelo meu irmão ao adentrar a casa e subi as escadas correndo, o que, pela minha grande sorte do dia, me fez tropeçar e quase cair e derrumar toda aquela porcaria. -- MINHYUK CACETE, CADÊ VOCÊ ?

-- VOCÊ TERMINOU ? -- Ouvi o mesmo gritar de repente, o que me fez pular de susto.

-- Ai que susto, demônio! -- Reclamei. -- E SIM! TÁ AQUI! -- Ergui a fórmula com um sorriso de orelha a orelha no rosto.

-- Okay, me- Jooheon ? -- O ouvi perguntar e me virei, vendo o mesmo encostado no batente da porta. -- O que ele tá fazendo aqui ? -- Minhyuk sussurou.

-- Relaxa, ele já sabe de tudo. -- Dei de ombros.

-- Changkyun! Nem fazer as coisas em segredo você consegue, puta que pariu! -- Ele me bateu e eu revirei os olhos.

-- É bom te ver também, Minnie. -- Jooheon disse irônico e eu gargalhei.

-- Você está debochando de mim ? Sério ? - Meu irmão perguntou desacreditado.

-- TOMA ISSO LOGO! -- Gritei e lhe entreguei a fórmula vendo o nada/Minhyuk a segurar e tomar tudo em apenas um gole.

-- QUE BAGULHO RUIM! -- Ele gritou, me fazendo revirar os olhos.

Agora a gente só teria que esperar e ver se aquela poção de reversão daria certo e meu irmão ficaria visível novamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...