História Invisible Line - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Angel, Demon, Namgi, Namjoon, Rapmon, Suga, Sugamon, Wings, Yoongi
Visualizações 269
Palavras 2.354
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sabe aqueles aviões da Segunda Guerra mundial que passavam e soltavam bombas?
Tô me sentindo um desses agora.
~le sorriso~
Esse cap. tá cheio de informações, então boa leitura!

Capítulo 12 - Identificados


Agora, Yoongi girava o volante para fazer a curva no jardim da mansão de Hoseok. Como ele havia dito em telefonema, três horas foram suficientes para que eles chegassem ao destino, tinham muito o que contar e o que conversar, mas os detalhes ficariam para um momento mais tranquilo quem sabe. Assim que ele desligou o veículo, os dois desceram do carro e foram recepcionados por um feiticeiro que pareceu muito feliz e animado ao vê-los, o moreno deu poucos passos apressados até os dois e abraçou o anjo, com um sorriso enorme.

“Eu sabia que voltariam! E como foi? O que descobriram? Eu já preparei tudo o que precisamos, posso fazer o feitiço a qualquer momento e por fim descobriremos a origem e como destruir isso. ”. Hoseok disparou, sem ao menos respirar com o seu hábito de falar muita coisa e rápido demais.

Yoongi lhe dirigiu um sorriso, quase dava risada disso, mas tinha que lhe contar tudo, nem que fosse um resumo, pois precisavam agir rapidamente antes que alguém pudesse descobrir alguma coisa sobre eles. Quando entraram na mansão, o Ishin e o Incubus ficaram um pouco surpresos com a presença do Serafim ali, ele estava totalmente livre, mas não os atacou, ao contrário, se manteve impassível em um canto quando os viu.

“Oh, vejo que não está mais querendo nos matar, Taehyung.”. O Ishin disse, sem nenhum tom de ironia ou algo do tipo, só estava parte surpreso e parte desconfiado por ele ainda estar ali, nunca se sabe o que anjos de casta tão diplomática podem fazer.

“Irei tirar conclusões por mim mesmo, se eu acreditar no que me disserem...”. O tom usado por ele era neutro também, como se fossem em um diálogo comum, ele havia prometido que não se manifestaria até concluir por si mesmo o que faria diante da situação. Havia sido mandando a Haled para exterminar dois criminosos e agora estava em um impasse sobre em quem acreditar. Sempre teve confiança em seus líderes, acreditava em cada palavra que lhe disseram e no momento até mesmo se sentiu honrado por ter sido selecionado dentre tantos outros para realizar essa missão. Porém agora mais e mais dúvidas o consumiam, ‘buracos’ deixados no relato contado a ele -e que na hora não fazia sentido questionar- apresentavam falhas e defeitos, como uma bela história mal contada.

“Espero que faça a escolha certa, acho melhor vocês se sentarem, vamos contar uma história longa mesmo em seu resumo.”. O Anjo do Fogo disse diante de todos, ficou em pé mesmo, procurando no fundo da mente por onde começar. Mas os relatos envolviam infinitas coisas e era difícil focar-se em um ponto. “Desde os primeiros tempos, logo depois dos Arcanjos, milhões de anjos como nós fomos criados para servir a humanidade, sendo assim, nos conhecemos desde que nossas essências existem no céu. ”

O celeste iniciou a narrativa quando os outros dois se acomodaram na sala, o feiticeiro o olhava maravilhado, ele definitivamente era interessado nessas histórias, mais do que tudo. Já havia escutado aquela introdução algumas vezes, mas ele sabia que a seguir viria algo fantástico. Já Taehyung e Namjoon se mantinham calados, eles haviam vivenciado isso e toda a história dos anjos era compartilhada por eles.

“Antes mesmo da queda dos anjos ao Inferno...”. Ele parou apenas por segundo para fitar o demônio ali, e em seguida continuou. “Eu e ele já nos encontramos nas batalhas contra ameaças a humanidade que enfrentávamos. Viramos grandes colegas desde então e nos dávamos bem, acredito que tenha sido por isso que a missão de descer a Haled antes do Cataclismo nos foi dada.”. Yoongi disse, soltando um suspiro, lembrar-se de como foram injustiçados não era lá muito fácil, mas ele continuaria mesmo assim, estava ciente de que até aquela parte da história o Serafim sabia, já o que viria a seguir ele não garantia.

“Além de nós, outros três anjos desceram para a Terra, com o objetivo de pôr à prova a lealdade dos homens e a bondade, a Criação estava sobre ameaça do Cataclismo por causa de sua descrença em Deus assim que figuras de espíritos de poder denominados ‘deuses’ começaram a surgir.”. Namjoon explicou antes de continuar a história, complementando a informação. “Porém esses não obtiveram sucesso, do ponto de vista dos Arcanjos, o amor da humanidade pelo seu criador havia chegado ao fim e eles mereciam a mais severa punição por isso. ”

“Isto é calúnia! O plano era ajuda-los a superar um possível desastre natural. ”. Taehyung ergueu a voz, vendo que o que lhe foi dito pelos dois não consistia com a ‘verdade’ que lhe havia sido dita.

“Eles temiam por que o Tecido da Realidade estava ficando espesso, isso poderia impedir a manifestação dos poderes de todos na terra, a crença e a fé estavam desaparecendo ou funcionando em favor de habitantes do plano etéreo, eles temiam perder os poderes. ” O infernal despejou tudo com bastante calma, ele estava convicto da verdade e não se abalaria se alguém não acreditasse, mas convencer um anjo tão formidável quanto ele era uma garantia de que não seria tão facilmente morto.

“Nós seríamos os Guardiões, veríamos sem interferência nenhuma o que aconteceria com a destruição da humanidade em uma das principais metrópoles na época, Atlântida. ” Yoongi voltou a contar já que o outro anjo não se pronunciou depois de ter contestado pela primeira vez. “Fomos mandados para lá nos anos precedentes ao desastre, cinco anos antes, para ser exato. Foram necessários apenas cinco anos para descobrirmos coisas sobre a Criação que provavelmente os Arcanjos não sabem, já que seguiram com o plano adiante. ”

Enquanto ouvia, o Serafim havia encontrado umas poucas chaves para as questões que havia se perguntado antes, se perguntou porque eles estavam na Terra e por que decidiram esconder o que esconderam e em seguida, por que assassinar de forma tão brutal como lhe foi mostrado? Será mesmo que o que ouviu foi uma mentira? Não, não podia ser, o Príncipe dos Anjos não lhe contaria mentiras.

“Os seres humanos têm algo que nós anjos não temos, algo que lhes foi passado diretamente por Deus e que nem o mais poderoso ser desse e de outros universos podem tirar. A Alma. O sopro da vida, tão comentado por eles está diretamente em suas almas, junto com o Amor, e isso que descobrirmos apenas de conviver um pouco com eles. ”. O celeste refletiu, com um sorriso pequeno quando algumas memórias lhe vieram à mente. Mas tratou de se concentrar para não se perder ali, não podiam demorar muito tempo. “Depois de presenciar o que de fato era a Criação, passamos a enxerga-los não de cima, como antes, mas como algo que precisava ser protegido e não exterminado. ”

“Foi a humanidade que nos fez questionar e nos fez pensar sobre o que realmente estávamos fazendo, se era certo compactuar com aquilo, se era certo ceifar tantas vidas inocentes por causa de líderes corruptos. Os soberanos de Enoque e de Atlântida eram gananciosos, mas isso não envolvia as crianças, isso não envolvia os pais e mães que trabalhavam arduamente para sobreviverem, isso não envolvia quem já estava fatalmente condenado. ”. Dessa vez, Namjoon foi quem se pronunciou, desviando a atenção dos dois ouvintes a ele, o infernal olhou cada um no fundo dos olhos, os instigando a querer ouvir mais. “Foi então que eu e Yoongi acordamos, descobrimos que havia motivos escondidos nas justificativas que eles nos deram para a realização do Cataclismo, porém isso foi tarde demais.”. Ele então abaixou o olhar.

“Não conseguimos evitar, o desastre veio de uma hora para outra. Anjos de todas as castas desceram e arrasaram as cidades, com ciclones, furações, terremotos e até mesmo assassinando pessoas com as próprias armas, já estava feito, era impossível reverter o desastre.”. O mais baixo voltou a falar, engolindo em seco, com as imagens se passando em sua mente, desde os líderes tiranos a pequenos bebês, todos eles sendo mortos cruelmente por criaturas de origem igual a sua, mas com ideais totalmente diferentes.

“Então foi por isso que não retornaram ao céu quando tudo acabou? Vocês desapareceram depois, nem sequer as áureas eram captadas, pensamos que estivessem mortos por alguma razão. Os três primeiros anjos nos disseram que não havia sinal algum na Terra.”. Taehyung questionou, lembrando-se do passado, quando soube por um acaso que os seus companheiros haviam sumido. Ele estava fora do debate que aconteceu antes do destino catastrófico da humanidade ter sido selado, se mantinha sem tomar parte nisso. Apenas anos depois, quando soube que os fugitivos que atormentavam os Arcanjos eram eles que ‘reapareceram’ que ele foi procurar por mais informações.

“Nós encontramos sobreviventes, a magia que havia nascido junto com eles os protegeu das ondas gigantescas e dos demais desastres, eram poucos, mas os mais bravos e fortes.”. O infernal informou, enquanto sentava-se finalmente em uma das cadeiras, vendo que o feiticeiro não havia se pronunciado até o momento, concluiu que ele deveria estar tentando absorver tanta informação, mesmo ele sabendo tanto, lacunas que só mesmo a existência angélica poderia preencher estavam sendo expostas e ele deveria captar cada uma delas. “Foi então que tudo começou, estávamos totalmente em desacordo com os líderes e revoltados pelo que aconteceu, os seres humanos conseguiram nos cativar de tal forma que sentimos por suas almas quando o desastre aconteceu. ”

“Os poucos sobreviventes nos seguiram, mesmo que não fosse a nossa intenção, mas uma vontade de mantê-los seguros foi o que nos motivou a procurar por um lugar aonde os outros não pudessem achá-los.”. O Ishin suspirou relaxando um pouco os músculos.

“E porque só os atlantes? Os enoquianos sobreviveram também, de qualquer forma, isso foi ao acaso?”. O Serafim mais uma vez questionava, desta vez não foi com um tom de desafio e sim simplesmente porque deveria tirar todas as suas dúvidas, estava vendo uma história completamente diferente então queria a informação completa.

“Não tivemos conhecimento da sobrevivência dos outros, os atlantes sobreviveram por sua magia. Embora tenham conseguido essa proeza, eles eram mais frágeis de todas as formas, sem contar que vivemos junto com eles depois do Cataclismo, manifestar nossas asas para ir até a cidade vizinha alertaria os líderes.”. Yoongi explicou com muita calma e assim que o outro acenou para que continuasse ele fez: “Com o Tecido da Realidade ficando mais espesso surgiram os Vórtices, e acabamos encontrando um por acaso. ”

Os Vórtices eram passagens entre dois mundos, dependendo de sua magnitude, mundos paralelos poderiam ser ligados por eles, o termo não precisou ser explicado, aliás como muitas partes da história, para o feiticeiro, pois a partir do que lhe foi contando antes pelo Anjo do Fogo, os seus conhecimentos sobre uma realidade que não era totalmente sua eram vastos.

O outro anjo fez um sinal negativo com a cabeça, estreitando os olhos, já tinha uma ideia de onde aquela história toda ia parar e não gostava nada disso. “E então, decidiram habitar outra realidade com os sobreviventes? Ousaram desafiar a ordem de extinção dos Arcanjos de maneira tão-”

“Covarde? Sim, os desafiamos. Mas o que mais os desafiou foram os seres humanos, não entende? O ciúme que nutrem por causa da Alma os induz a fazer esse tipo de coisa. ” Namjoon o avisou, com um desafio implícito na nova informação. Por mais que tentasse pensar pelo lado do anjo, era impossível achar um motivo que o prendesse na ideia de que os Arcanjos eram os corretos da história.

“Exatamente, a divindade mais suprema que se pode imaginar foi toda dedicada aos humanos. E porque não para eles, sendo que eles estavam presentes quando Yawheh lutou contra a escuridão? Se foram eles que estiveram do lado de seu Criador, o seguindo fielmente sem questionar nenhuma de suas decisões, lutando e morrendo por ele? Pense, eles ficaram irados ao se dar conta de que os seus esforços não eram nada e concluíram sozinhos que Deus amava mais as “criaturas de barro” do que eles mesmos. ”

Hoseok observou Yoongi falar, ainda atônito, essa realidade nunca havia sido contada, e ele não era o único perplexo ali, mas sabia que o que o Ishin e o Incubus falavam afrontava todos os argumentos que Taehyung apresentou contra eles. O feiticeiro sabia bem sobre quem eles falavam, os cinco tão famosos e soberanos Arcanjos, os primogênitos de Deus, aqueles que participaram das Batalhas Primervas, onde Deus lutou contra a deusa da Escuridão e seus cinco macabros soldados, antes mesmo da criação do universo. A derrotada deusa foi morta e o seu ventre é onde hoje se faz o Precipício, um dos piores lugares do Inferno. Quando a Luz prevaleceu, a escuridão não foi extinta e sim reduzida, pois uma não existe sem a outra.

“A pequena parte dos atlantes que sobreviveu não mais acreditava na existência do Criador, a fé entre eles foi dizimada e o Tecido ficou espesso, tão espesso que não haviam formas de invadir o aglomerado.”. O Serafim desviou-se de mais discussão, interessado na outra parte da história, no passado os anjos mandados para aniquilar os sobreviventes foram derrotados por quem quer que estivesse liderando esse povo. Criaturas de origem desconhecida, denominados Reis. Criando a primeira definição da palavra na história.

“Isso é verdade, mas escute... depois que achamos o Vértice e instalamos a segurança, com uma garantia de sobrevivência, as consequências que não desejávamos veio. Os poucos habitantes de Atlântida que nos seguiram desviaram a sua crença mais uma vez. Não para nenhum deus ou espírito...”. O celeste parou de falar por instantes, esperando alguma reação dos ouvintes.

“Eles desviaram a sua crença para...”. Hoseok foi o primeiro a concluir, com os olhos negros arregalados, estava estupefato com tudo o que ouvia e um impulso forte o fez erguer a cabeça para olhar os seres ali na sala. “Para vocês! ”

“O que? Estão me dizendo que eles passaram a acreditar que vocês eram deuses?!”. Taehyung levantou-se, com ideias se encaixando como raios em sua mente. “Foi por isso que o Vértice foi fechado! Yoongi, Namjoon... vocês eram os Reis, não eram? ”  


Notas Finais


Primeiramente: Me desculpem, era para eu ter postado domingo, mas quem disse que eu consegui terminar?
Segundo: O mesmo aviso de sempre, qualquer dúvida me perguntem nos comentários peloamor
Terceiro: Como já avisei no primeiro capítulo, logo nas notas iniciais (acho), não envolvo aqui nenhum tipo de crença ou religião, muito menos quero induzir ninguém á isso, afinal aqui é uma FANFIC né, tudo ficção amores. (Apenas avisando porque acabei ouvindo umas m*rdas relacionas á isso q-)
Quarto: ainda arrasadíssima com o comevolta desses lindos (Além dos outros -que inclui primeiramente o do grupo ultimate, meu "BRILHoo" pq né-)

Espero que tenham gostado!
Kissus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...